Na Stock Car de Goiânia, Ricardo Zonta vence a primeira e Max Wilson leva a corrida 2

Ricardo Zonta e Max Wilson foram os grandes vencedores da 11ª e penúltima etapa da temporada, realizada neste domingo (4) em Goiânia (GO). O público encheu as arquibancadas e camarotes do autódromo e pôde testemunhar duas corridas de altíssimo gabarito, cheias de disputas e ultrapassagens.

Quem também pode se considerar um vencedor na etapa é Felipe Fraga. O piloto da Cimed Chevrolet Racing foi ao pódio nas duas provas, com dois terceiros lugares, e diminuiu de 34 para 25 pontos a diferença que o separa do líder Daniel Serra, que foi quarto e sexto no Autódromo Internacional de Goiânia. A etapa final, em Interlagos, será disputada em uma única corrida que valerá o dobro de pontos, restando ainda 60 em jogo. A matemática agora coloca 297 a 272 para o piloto da Eurofarma RC, e a dupla é a única com chances de conquistar o título da temporada.

Destaque no fim de semana foram também os pódios conquistados por Diego Nunes na primeira corrida e por Nelsinho Piquet na segunda, ambos com o segundo lugar. Os companheiros de equipe subiram ao pódio pela primeira vez na temporada. 

Como foi a primeira prova 
Ricardo Zonta foi o vencedor da primeira corrida da Stock Car em Goiânia, prova marcada por uma espetacular disputa entre os dois postulantes ao título: Daniel Serra, que largou na pole, e Felipe Fraga, duelaram pelo terceiro lugar até a linha de chegada, com vantagem para Fraga. Diego Nunes foi o segundo colocado.

Na largada, Daniel Serra manteve a ponta seguido por Felipe Fraga, Ricardo Zonta e Diego Nunes. Rubens Barrichello fez largada espetacular ao sair de 13º para o sétimo lugar nas voltas iniciais. Enquanto o líder se mantinha à frente, Zonta usou o botão de ultrapassagem para tomar o segundo lugar de Fraga na quinta volta. Em seguida, o paranaense partiu para o ataque em cima do piloto da Eurofarma RC.

O carro de Lucas di Grassi ficou parado na entrada para os boxes na volta 14. No giro seguinte, Serra foi aos boxes para sua parada obrigatória, enquanto Zonta se manteve na pista com Felipe Fraga em segundo. Barrichello também optou por continuar e subiu para o terceiro lugar, à frente de Nelsinho Piquet.

Ricardo Zonta fez seu pit stop uma volta depois, enquanto Fraga entrou na abertura do 17º giro – ambas as estratégias funcionaram perfeitamente, uma vez que o campeão de 2016 retornou à pista imediatamente à frente do campeão de 2017. E Zonta ainda saiu à frente de Diego Nunes.

Depois de todas as paradas obrigatórias, até a 20ª volta, a ordem foi restabelecida com Ricardo Zonta na liderança seguido de Diego Nunes, Felipe Fraga, Daniel Serra e Gabriel Casagrande em quinto.

Serra superou Fraga na abertura da 25ª volta pelo terceiro lugar e iniciaram uma batalha de trocas de posição que durou até a volta final. Fraga usou o botão de ultrapassagem e passou Serra na abertura do último giro para garantir o último degrau do pódio (com os dois colados na linha de chegada) e descontar três pontos da diferença que o separa de Daniel na tabela do campeonato – de 34 para 31 pontos.

A vitória ficou nas mãos de Ricardo Zonta – sua segunda na temporada e quinta na carreira -, com Diego Nunes em um excelente segundo lugar. Fraga e Serra ficaram em terceiro e quarto, com Gabriel Casagrande em quinto. Rubens Barrichello, Nelsinho Piquet, Julio Campos, Átila Abreu e Cesar Ramos fecharam os dez primeiros que largaram em ordem invertida na segunda corrida. 

Como foi a segunda corrida 
Max Wilson foi o vencedor da segunda corrida da tarde deste domingo em Goiânia. O piloto da Eurofarma RC conquistou sua segunda vitória na temporada e trouxe consigo ao pódio Nelsinho Piquet em um excelente segundo lugar - seu primeiro pódio na Stock Car - e Felipe Fraga repetindo o terceiro posto da primeira prova – tirando mais seis pontos da desvantagem a Daniel Serra, que chegou em sexto.

Assim como a primeira, a segunda corrida foi recheada de disputas. Décimo colocado na primeira disputa, Cesar Ramos largou na frente. Na segunda volta, foi ultrapassado por Julio Campos, mas tomou a posição de volta. De terceiro, Átila pulou para a ponta na quarta volta fazendo o bom uso do botão de ultrapassagem – tendo sido, inclusive, um dos seis vencedores do Fan Push (ao lado de Lucas di Grassi, Bruno Baptista,  Thiago Camilo, Antonio Pizzonia e  Felipe Fraga). Ramos, em segundo, saiu da pista e teve de abandonar a corrida na sexta volta com problemas no motor.

Julio Campos assumia o segundo lugar, com Nelsinho Piquet em terceiro, Gabriel Casagrande em quarto e Rubens Barrichello em quinto. Daniel Serra e Felipe Fraga continuavam próximos um do outro na sexta e na sétima posições.

Atrás de Campos, grande disputa entre Piquet, Casagrande e Barrichello. Enquanto isso, Átila já abria mais de dois segundos na liderança. Na décima volta, Átila teve de cumprir um drive-through por queima de largada. Assim, Julio Campos assumiu a liderança, seguido de Barrichello, Casagrande, Piquet, Serra e Fraga fechando os seis primeiros.

Vencedor da Corrida do Milhão em Goiânia, Rubens Barrichello passou a pressionar Campos ainda antes da abertura da janela de pit stops. No entanto, o carro #111 passou a apresentar uma vibração no capô e na parte frontal do assoalho, ocasionada por algum toque – e logo perdeu o segundo lugar para Gabriel Casagrande.

Na abertura dos pits, na 15ª volta, Barrichello e Casagrande foram os primeiros a parar, enquanto Campos e Piquet seguiram na pista. Rubinho acabou abandonando a corrida, ao passo que Campos e Piquet pararam na 16ª volta. O piloto da Prati-Donaduzzi voltou à frente do competidor da Full Time Bassani e na saída Max Wilson colocou-se entre os dois.

Quem se deu muito bem nas paradas foi Daniel Serra. Com ótima parada, o líder do campeonato retornou colocando Piquet e Casagrande entre ele e Fraga. A estratégia lhe rendeu o terceiro lugar, exatamente atrás de Campos e do companheiro de equipe Max Wilson.

Na 21ª volta, Fraga superou Casagrande pelo quinto lugar e Piquet passou Serra pela terceira posição. Na volta seguinte, Fraga superou Serra e os dois iniciaram a mesma saga de trocas de posição vista na primeira corrida.

Julio Campos perdeu a liderança para Max Wilson e Nelsinho Piquet, que fazia sua melhor exibição na temporada ao colocar muita pressão sobre o #65. Felipe Fraga conseguiu subir mais posições e assumiu o terceiro posto colocando Julio Campos e Gabriel Casagrande entre ele e Serra.

No giro final, Campos passou a enfrentar problemas, tendo sido superado por Lucas di Grassi e passando a suportar a pressão de Serra, Vitor Genz e Allam Khodair – que conseguiram ultrapassa-lo.

Na linha de chegada, Max Wilson conquistou sua segunda vitória na temporada – e 12ª da carreira. Nelsinho Piquet foi ao pódio pela primeira vez com o excelente segundo lugar, seguido de Felipe Fraga, que fica como o maior pontuador da etapa ao repetir a terceira posição da primeira prova.

Lucas di Grassi recuperou-se para um bom quarto lugar, seguido de Gabriel Casagrande, Daniel Serra, Vitor Genz, Allam Khodair, Julio Campos, e Rafael Suzuki fechando os dez primeiros. 

Resultado da Corrida 1*:
1. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) - 29 voltas em 42min34s864}
2. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) - a 3s159
3. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) - a 6s174
4. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) - a 6s308
5. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) - a 11s474             
6. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) - a 17s500
7. 33 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani) - a 18s529
8. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) - a 21s903
9. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) - a 23s369
10. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) - a 23s783
11. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) - a 24s422
12. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) - a 25s196
13. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team) - a 29s806
14. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) - a 31s731
15. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) - 37s434
16. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) - a 39s171
17. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) - a 39s929
18. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team) - a 42s795
19. 9 Guga Lima (Vogel Motorsport) - a 43s401
20. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing) - a 1min13s696
21. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) - a 1min33s473
22. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) - a 1 volta
23. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) - a 3 voltas
24. 20 Ricardo Sperafico (Bardahl Hot Car) - a 3 voltas
25. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) - a 4 voltas
NÃO COMPLETARAM
26. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) - a 18 voltas
27. 11 Lucas Di Grassi (Hero Motorsport) - a 19 voltas
28. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) - a 21 voltas
29. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) - a 22 voltas
MELHOR VOLTA: Ricardo Zonta, 1min25s541 (161,3 km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas 

Resultado da Corrida 2*:
1. 65 Max Wilson (Eurofarma RC) - 29 voltas em 42min49s628
2. 33 Nelson Piquet Jr (Full Time Bassani) - a 0s435
3. 88 Felipe Fraga (Cimed Chevrolet Racing) - a 4s447
4. 11 Lucas Di Grassi (Hero Motorsport) - a 6s227
5. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) - a 7s030
6. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) - a 8s159
7. 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) - a 9s229
8. 18 Allam Khodair (Blau Motorsport) - a 9s306
9. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) - a 10s112
10. 8 Rafael Suzuki (Bardahl Hot Car) - a 11s308
11. 77 Valdeno Brito (Eisenbahn Racing Team) - a 11s712
12. 90 Ricardo Maurício (Full Time Sports) - a 12s525
13. 28 Galid Osman (Cavaleiro Sports) - a 12s761
14. 1 Antonio Pizzonia (Prati-Donaduzzi Racing) - a 18s138
15. 3 Bia Figueiredo (Ipiranga Racing) - a 19s605
16. 5 Denis Navarro (Cavaleiro Sports) - a 21s593
17. 70 Diego Nunes (Full Time Bassani) - a 23s386
18. 12 Lucas Foresti (Cimed Chevrolet Racing Team) - a 23s990
19. 9 Guga Lima (Vogel Motorsport) - a 25s493
20. 51 Átila Abreu (Shell V-Power) - a 41s973
NÃO COMPLETARAM
21. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) - a 13 voltas
22. 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) - a 14 voltas
23. 80 Marcos Gomes (Cimed Chevrolet Racing Team) - a 17 voltas
24. 44 Bruno Baptista (Hero Motorsport) - a 19 voltas
25. 30 Cesar Ramos (Blau Motorsport) - a 23 voltas
26. 110 Felipe Lapenna (Cavaleiro Contuflex) - a 23 voltas
27. 20 Ricardo Sperafico (Bardahl Hot Car) - 24 voltas
28. 10 Ricardo Zonta (Shell V-Power) - a 26 voltas
29. 0 Cacá Bueno (Cimed Chevrolet Racing) - não largou
MELHOR VOLTA: Felipe Fraga, 1min25s393 (161,6 km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas e desportivas 

Classificação do Campeonato:
1. Daniel Serra, 297 pontos
2. Felipe Fraga, 272
3. Rubens Barrichello, 209
4. Julio Campos, 198
5. Max Wilson, 197
6. Átila Abreu, 185
7. Marcos Gomes, 175
8. Ricardo Zonta, 174
9. Cacá Bueno, 169
10. Thiago Camilo, 129
11. Lucas di Grassi, 127
12. Gabriel Casagrande, 109
13. Cesar Ramos, 72
14. Nelson Piquet Jr, 61
15. Allam Khodair, 59
16. Rafael Suzuki, 59
17. Diego Nunes, 54
18. Ricardo Maurício, 54
19. Lucas Foresti, 47
20. Felipe Lapenna, 42
21. Vitor Genz, 42
22. Denis Navarro, 23
23. Antonio Pizzonia, 22
24. Bia Figueiredo, 19
25. Guga Lima, 16
26. Esteban Guerrieri, 13
27. Valdeno Brito, 12
28. Sérgio Jimenez, 10
29. Bruno Baptista, 10
30. Tuka Rocha, 7
31. Agustín Canapino, 5
32. Guilherme Salas, 4
33. Galid Osman, 3
34. Ricardo Sperafico, 0

==> Foto: Fernanda Freixosa / Stock Car / Vipcomm

0 comentários:

Postar um comentário