Forró Ispilicute a Fantasia com Dois Ambientes: 24/02 . 20h . Cota Mil

Em sua quarta edição, o Forró Ispilicute a Fantasia promete sacudir os foliões forrozeiros na abertura do carnaval da cidade !
 
O baile começa com a tradicional aula de forró com o Profº Dark Lion às 20h30 e segue com o selecionadíssimo repertório do DJ LÊU forró pé de serra. A Banda Balançado esquenta a festa com muita alegria e energia.

No ambiente Dance a Dois, o segundo ambiente da festa, uma aula de Samba no Pé às 21h30 com o Profº Dark Lion na abertura e o DJ Nando com mais Samba, Forró estilizado, Salsa e Zouk.
 
O Concurso a Fantasia promete colocar os foliões ainda mais no clima da noite! Fantasiados pagam valor de meia-entrada a noite toda, 20 reais, e concorrem a prêmios!  Categorias feminino, masculino, casal e grupo.
 
 
Serviço:
Forró Ispilicute a Fantasia com Dois Ambientes
Dia: Sexta- feira . 24/02
Hora: 20h
Local: Cota Mil Iate Clube (SCES Trecho 02 )

Show: Banda Balançado – forró  pé de serra
DJ LÊU - Forró pé de serra
DJ Nando – Ambiente Dance a Dois (Samba, Forró Estilizado, Salsa e Zouk)

Professor Dark Lion - Aula gratuita de Forró às 20h30/ aula de Samba no Pé às 21h30

Ingressos:
R$ 20 meia entrada  ( Fantasiados,  estudantes, professores, idosos, pessoas com deficiência, vigilantes e vestindo camiseta Ispilicute) 
R$ 40 a inteira  (somente em dinheiro)
R$ 30* (lista amiga)  
*Desconto Amigo: enviar nome e email até 17h de sexta para cris.ispilicute@gmail.com
O Desconto será válido durante todo o mês.
                                                                                             
*ANIVERSARIANTES: informações e envio de lista em Comemorações no site www.forroispilicute.com.br

Estacionamento interno: preço único de R$ 5,00 (somente em dinheiro)
 
Mais informações: www.forroispilicute.com.br / Zagne Produções & Eventos 8442-3155
Classificação Indicativa: 18 anos| Aceitamos todos os cartões apenas no bar

==> Foto: Divulgação

CANGACEIROS DO CERRADO NO CLUBE DO CHORO

O grupo Cangaceiros do Cerrado, nasceu no Distrito Federal com o objetivo de mostrar a cultura popular do nordeste brasileiro.

O repertório com as músicas La Belle de Jur, Tareco e Mariola, A Natureza das Coisas, Xote dos Milagres, Espumas ao vento, Colo de Menina, Taxi Lunar, Morena Tropicana, Anunciação, Coronel Antônio Bento entre outras, fizeram parte da infância e adolescência do vocalista Helder Nascimento, ainda em Recife. Musicas inéditas também serão apresentadas como Forro de Brasília e João de Barro, ambas de autoria do grupo e em parceria com Iranildo Machado, Som do Cangaço e Roberto Sávio.

O Cangaceiros do Cerrado se apresentam com frequência na cena cultural da cidade como, a Feira de Artesanato e Cultura Popular no Clube da Imprensa, Centro de Tradições Gaúchas do Planalto, no Maior São João do Cerrado, e em diversas festas juninas.

No Clube do Choro de Brasília o grupo irá apresentar também, um repertório de frevos e marchas para comemorar a chegada do carnaval.

A apresentação acontece dia 24 de Fevereiro de 2017 – sexta-feira a partir das 21:00 horas. Ingressos: R$ 20,00 (meia) e R$ 40,00 (inteira)

Informações: Tel.: 3224.0599. Ingressos: Clube do Choro de Brasília – SDC BLOCO “G” - Funcionamento da bilheteria: 2ª a 6ª feira: 10:00 às 22:00 horas. Sábado a partir de 19:00 as 21:30 horas, ou através do site: www.clubedochoro.com.br

O Clube do Choro de Brasília fica entre a Torre de TV, o Centro de Convenções e o Planetário.
Não recomendado para menores de 14 anos

==> Foto: Ingrid Nalu

Micro-organismos podem substituir injeções de insulina

Uma pesquisa da Unesp em Araraquara pode revolucionar o tratamento do diabetes. Hoje, quem precisa tomar insulina diariamente para controlar a doença não tem como fugir das picadas da agulha.

Mas os pesquisadores da Universidade trabalham no desenvolvimento de um probiótico capaz de produzir insulina diretamente no intestino do paciente.

Ele poderia ser tomado como um iogurte, por exemplo. Para quem convive com o diabetes, seria um alívio numa rotina que não é fácil.

Veja reportagem na TV Unesp: http://youtu.be/9lTXmvE_2tM

==> Foto: Reprodução internet

SORTEIO DE PARES DE INGRESSOS PARA TEATRO!!!

A Cia G7 e o EsporteCultura estão convidando vocês para assistirem ao espetáculo - AMAR É BREGA - em apresentação de 24 à 28 de fevereiro de 2017, sempre às 21:00 horas, no Teatro Marista, na 615 Sul, em Brasília.

Para participar do sorteio - ingressos para a sessão de sexta (24/02),
sessão de sábado (25/02), sessão de domingo (26/02), sessão de segunda (27/02), bem como, para a sessão de terça (28/02), às 21:00 horas - mande um e-mail, colocando seu nome e fone, para "dalton@esportecultura.com.br".

* No campo Assunto, escreva: "Sorteio Teatro", ..., não esquecendo de informar a data de sua preferência!

* Para ser sorteado, é necessário que tenha curtido a Fan Page da página do EsporteCultura - www.facebook.com/esporteculturasite?ref=hl
 

* Ao participar do sorteio, a pessoa estará - EXPRESSAMENTE - autorizando a divulgação de seu nome em nossas redes sociais!!! 

* O sorteio será realizado na sexta (24/02), às 08:00 horas, com divulgação dos nomes pelo Facebook e Twitter ou resposta por e-mail ou comunicação via WhatsApp do contemplado *

==> Foto: Divulgação

CACHORRO CEGO NO CLUBE DO CHORO DE BRASÍLIA

A banda Cachorro Cego está de volta, comemorando seus 25 anos com um novo show combinando o que sabe fazer de melhor: músicas autorais energéticas e releituras de clássicos do rock e do blues.

A banda já tocou em cidades de Goiás, Minas Gerais, São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

O Cachorro Cego trás na bagagem apresentações no Brasília Fest Rock 2000 (com Charlie Brown Jr., Titãs, Engenheiros, Barão Vermelho, Natiruts e Lulu Santos), Festival Porão do Rock 99 e 98 (com a Plebe Rude), Festival Skol Rock 96, Festival Universitário de Brasília (com Arnaldo Antunes e Pato Fu), Calourada da UNB 98 (com Devotos do Ódio e Ultraje a Rigor) e Projeto Temporadas Populares (com Blues Etílicos).

A formação atual do grupo conta com Luís Cachorrão (vocais), Eliceu Moraes (guitarra), Leonardo Vilela (guitarra), Diego Feijó (gaitas), Marcelo Aires (baixo) e Marco Guedes (bateria).

A apresentação acontece dia 23 de Fevereiro de 2017 – quinta-feira a partir das 21:00 horas. Ingressos: R$ 20,00 (meia) e R$ 40,00 (inteira)

Informações: Tel.: 3224.0599. Ingressos: Clube do Choro de Brasília – SDC BLOCO “G” - Funcionamento da bilheteria: 2ª a 6ª feira: 10:00 às 22:00 horas. Sábado a partir de 19:00 as 21:30 horas, ou através do site: www.clubedochoro.com.br

O Clube do Choro de Brasília fica entre a Torre de TV, o Centro de Convenções e o Planetário.
Não recomendado para menores de 14 anos

==> Foto: João Adolfo Machado

Riscos de contágio da febre amarela no país

O Unesp Notícias foi saber sobre os riscos de a febre amarela se espalhar ainda mais no Brasil, numa eventual contaminação entre humanos.

É o Conexão Unesp, com o professor da faculdade de medicina da Unesp em Botucatu, Carlos Magno Fortaleza.

Veja reportagem na TV Unesp: http://youtu.be/88sIoh0bvEA

SORTEIO DE PARES DE INGRESSOS PARA DANÇAR!!!

Forró Ispilicute e o EsporteCultura estão convidando vocês para participarem do melhor Forró Pé de Serra da cidade, onde é apresentado uma atração diferente a cada edição, sempre às sextas feiras, à partir das 20:00 horas, no Cota Mil Iate Clube, localizado no SCES, Trecho 02, em Brasília.

Para participar do sorteio - ingressos para a próxima sexta (24/02), à partir das 20:00 horas - mande um e-mail, colocando seu nome e fone, para "dalton@esportecultura.com.br".

* No campo Assunto, escreva: "Sorteio Dança"

* Para ser sorteado, é necessário que tenha curtido a Fan Page da página do EsporteCultura - www.facebook.com/esporteculturasite?ref=hl 

* Ao participar do sorteio, a pessoa estará - EXPRESSAMENTE - autorizando a divulgação de seu nome em nossas redes sociais!!!

* O sorteio será realizado na sexta (24/02), às 08:00 horas, com divulgação dos nomes pelo Facebook e Twitter ou resposta por e-mail ou comunicação via WhatsApp do contemplado *

==> Foto: Divulgação

Sinfônica do Teatro Nacional: a harmonia dos instrumentos no palco

Para garantir que o som chegue aos ouvidos do público na vibração ideal, a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro organiza-se no palco de acordo com a posição estabelecida no século 18, que considera uma planta básica de combinação de músicos e instrumentos. Tradicionalmente, o conjunto é composto por cordas, sopro e percussão, divididos por naipes — subgrupos de instrumentos iguais ou da mesma família.

Há quatro famílias ou naipes de instrumentos: cordas, madeiras, metais e percussão. Base da orquestra e maioria do total que forma uma orquestra, as cordas são: violino, viola, violoncelo, contrabaixo, harpa e piano. Flauta, oboé, clarinete e fagote compõem as madeiras. Já trompa, trompete, tuba e trombone integram os metais. Na percussão, há uma variedade grande, entre eles, bumbo, marimba, tímpanos e xilofone.

Conforme as características dos sons, a orquestra é posicionada de maneira que os instrumentos de maior impacto sonoro, como os de percussão, fiquem mais ao fundo do palco, seguidos à frente por metais, madeiras e cordas. “Devem ser levadas em conta a acústica do local, a melodia e a propagação do som”, explica o maestro titular, Cláudio Cohen.

O regente fica sempre à frente. “É ele quem faz o equilíbrio, avalia se está forte, fraco, se precisa de mais sopro, por exemplo”, detalha Cohen, que dirige o grupo de 69 profissionais efetivos. Os violinos, que são maioria, devem ficar sempre à frente e podem ter a posição variada dependendo do palco. O spalla (ombro em italiano), líder do naipe de primeiros violinos e braço direito do maestro, entra depois de todos os outros músicos já estarem acomodados.

Dependendo da obra, o solista, que pode tocar qualquer instrumento, costuma posicionar-se à direita do maestro e à esquerda do público. Caso haja mais de um solista em uma peça, eles podem se dividir nos dois lados do regente. Segundo Cohen, a composição da orquestra também segue o caráter histórico ocidental. “Nos anos 1800, os conjuntos eram formados basicamente pelas cordas; os outros instrumentos, como os sopros, foram integrados posteriormente.”

Aqueles posicionados atrás ficam em locais mais altos, para que o som passe por cima e sofra a menor interferência possível. “Como [o som] é uma onda mecânica, se todos estiverem na mesma linha, há barreiras humanas para que ele chegue ao público”, explica o maestro titular da orquestra.

O lugar ocupado também segue o padrão estético, levando em consideração o porte para pensar na composição do grupo em palco. “Os grandes tapam a visibilidade dos menores”, exemplifica Cohen.

Concertos em homenagem a Beethoven

Cerca de 50 músicos participam dos concertos em homenagem a Ludwig van Beethoven (1770-1827) ao longo de 2017, no Cine Brasília (106/107 Sul). Para isso, seguem uma rotina de ensaios de segunda a sexta-feira, com intervalos na quarta-feira, dia posterior às apresentações na sala com capacidade para 620 lugares. O grupo vai executar parte da extensa obra do alemão, para oferecer um panorama geral. A iniciativa lembra os 190 anos da morte do compositor.

A série comemorativa conta com 14 violinos (divididos em dois naipes: primeiros violinos e segundos violinos), sete violas, sete violoncelos, quatro contrabaixos, duas flautas, dois oboés, dois clarinetes, dois fagotes, três trompas, dois trompetes e três tímpanos (tocados por um músico).

No programa estão nove sinfonias, cinco concertos para piano e orquestra, concerto para violino, aberturas sinfônicas e outras obras-primas de Beethoven.

==> Foto: Agência Brasília

JACK WALKER NO CLUBE DO CHORO DE BRASÍLIA

Jack Walker é uma banda de Blues, Rock e Soul, que toca desde os clássicos do gênero até composições mais modernas, entre covers e releituras. Alguns exemplos do repertório são: Sweet Home Chicago, Mustang Sally, Sweet Home Alabama, Mercedes Benz, Jumpin' Jack Flash e I Feel Good, bem como temas de músicos mais recentes, menos conhecidos do grande público, como Kenny Wayne Shepherd, Joe Bonamassa e John Mayer.

Fundada em 2001, a banda é formada por Jorge Nassar (guitarra e vocais), Lyla Oliver (vocais), Alexandre Rocha (guitarra), Celso Nassar (gaita e vocais), Bruno Amario (baixo), Paulo Nassar (bateria) e o convidado especial Jorge Manzur (teclados).

O grupo se apresenta em casas noturnas, teatros e eventos fechados, com a proposta de levar ao público diversão e música de qualidade.

A apresentação acontece dia 22 de Fevereiro de 2017 – quarta-feira a partir das 21:00 horas. Ingressos: R$ 20,00 (meia) e R$ 40,00 (inteira)

Informações: Tel.: 3224.0599. Ingressos: Clube do Choro de Brasília – SDC BLOCO “G” - Funcionamento da bilheteria: 2ª a 6ª feira: 10:00 às 22:00 horas. Sábado a partir de 19:00 as 21:30 horas, ou através do site: www.clubedochoro.com.br

O Clube do Choro de Brasília fica entre a Torre de TV, o Centro de Convenções e o Planetário.
Não recomendado para menores de 14 anos

==> Foto: Pedro Nassar

Educadores traçam o cenário da formação e da profissão docentes

Um bom professor será lembrado pelo papel fundamental que exerceu na vida de seus alunos. Sua formação implica necessariamente o trabalho integrado entre universidades e escolas de educação básica, que se realiza sem predeterminações hierárquicas, ou seja, sem que a universidade determine o que fazer e o modo de fazer para um bom resultado. Foi este o tema do XIII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores e III Congresso Nacional de Formação de Professores, realizado em 2016, e que dá origem ao livro Profissão de professor: cenários, tensões e perspectivas, organizado por Maria de Lourdes Spazziani, lançamento da Editora Unesp.

As partes que compõem a publicação trazem os pontos principais discutidos sobre a profissionalização do ofício e da formação do professor, destacando, inclusive, como as mudanças ocorridas no mundo nas últimas décadas tiveram repercussões significativas sobre os sistemas educacionais. Diante da expansão da escola básica e das novas funções que ela historicamente vem assumindo, o preparo do professor reclama uma formação que não se restrinja à mera transmissão de conhecimentos e informações. Para debater o assunto, a participação de diferentes atores sociais com diferentes perspectivas foi essencial. Com isso, foram apontadas tensões referentes ao campo acadêmico e político que dizem respeito a profissionalização e desprofissionalização, ao professor reflexivo e performático, a individualização e coletivização, aos conteúdos específicos e pedagógicos, ao público e privado, ao presencial e a distância, ao proposto e executado. Por fim, as perspectivas que apontam para a luta em defesa da formação de professores e valorização profissional da categoria.

Segundo Celestino Alves da Silva Junior, que assina a apresentação, diante deste cenário "se faz necessária uma reflexão aprofundada sobre a natureza e a inserção social do trabalho do professor e sobre as condições em que esse trabalho se realiza no momento atual da sociedade brasileira". Assim, estão presentes na obra os três colóquios sobre temas específicos da formação, que reuniram especialistas de diversas universidades brasileiras, e trazem as iniciativas tomadas por algumas universidades no sentido de elaborar, em termos teóricos, e de instituir, em termos práticos, novas estruturas administrativas como bases de apoio ao campo emergente da chamada pedagogia universitária. Focalizam o perfil dos alunos ingressantes nos cursos de licenciatura, a empregabilidade dos egressos e a consequente taxa de sucesso dos seus cursos. Ações inovadoras na formação de professores também foram discutidas, bem como o futuro da profissão.

Sobre a organizadora - Maria de Lourdes Spazziani possui doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas e pós-doutoramento em Educação Ambiental pela ESALQ/USP. Atualmente é professora assistente doutora da Unesp, câmpus de Botucatu, e credenciada no Programa de Pós-Graduação de Educação Ciência do câmpus de Bauru.

Título: Profissão de professor: cenários, tensões e perspectiva
Organizadora: Maria de Lourdes Spazziani
Número de páginas: 382
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 55,00
ISBN: 978-85-393-0654-1

==> Foto: Divulgação

SORTEIO DE VOUCHER PARA JOGAR BOLICHE!!!

O Striker Boliche e o EsporteCultura estão convidando vocês para conhecerem o - Striker do Pier 21 - local ideal para se divertirem com a família, com os amigos, bem como, realizar seus eventos. Localizado no Shopping Pier 21 (Setor de Clubes Sul, Trecho 2, em Brasília), dispõe de um local amplo, arejado e com vários ambientes que irão lhe proporcionar momentos agradáveis. Veja mais detalhes, no campo "Parceiros", em nossa página.

Para participar do sorteio - voucher para 06 pessoas, 01 hora de boliche, válido de segunda à quarta feira (exceto feriado) - mande um e-mail, colocando seu nome e fone, para "dalton@esportecultura.com.br".

* No campo Assunto, escreva: "Sorteio Boliche"

* Para ser sorteado, é necessário que tenha curtido a Fan Page da página do EsporteCultura - www.facebook.com/esporteculturasite?ref=hl
 

* Ao participar do sorteio, a pessoa estará - EXPRESSAMENTE - autorizando a divulgação de seu nome em nossas redes sociais!!!

* O sorteio será realizado no sábado (04/03), às 08:00 horas, com divulgação dos nomes pelo Facebook e Twitter ou resposta por e-mail ou comunicação via WhatsApp do contemplado *

==> Foto: Divulgação

LAFAIETE SENA NO CLUBE DO CHORO DE BRASÍLIA

O cantor Lafaiete Sena, nasceu no Rio de Janeiro e aos 17 anos, já cantava em bares da capital.

Em 1978 fundou a banda Coisa Nossa, hoje liderada por seu irmão Marcelo Sena, para participar de Festivais de música em Brasília.

É um dos precursores da musica ao vivo nos bares da cidade, apresentando um repertório composto por Sambas, MPB, sem descartar outros gêneros.

Em 1986, mudou-se para o Espírito Santo, onde conquistou o prêmio de “Melhor Intérprete” no Festival de Alegre, um dos maiores do país.

De volta a Brasília, vem se apresentando em shows e casas noturnas da cidade.

A apresentação acontece dia 21 de Fevereiro de 2017 – terça-feira a partir das 21:00 horas. Ingressos: R$ 20,00 (meia) e R$ 40,00 (inteira)

Informações: Tel.: 3224.0599. Ingressos: Clube do Choro de Brasília – SDC BLOCO “G” - Funcionamento da bilheteria: 2ª a 6ª feira: 10:00 às 22:00 horas. Sábado a partir de 19:00 as 21:30 horas, ou através do site: www.clubedochoro.com.br

O Clube do Choro de Brasília fica entre a Torre de TV, o Centro de Convenções e o Planetário.
Não recomendado para menores de 14 anos

==> Foto: Eudo Soares

CCBB APRESENTA PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO CARNAVAL PARA TODA A FAMÍLIA

No feriado mais divertido do Brasil o CCBB convida pessoas de todas as idades para dois dias de muita festa e descontração. Com decoração baseada no universo circense e o tema “alegria para todas as idades”, o CARNAVAL MULTICULTURAL CCBB oferece brincadeiras, oficinas, bailes carnavalescos, desfiles de fantasia e shows musicais, misturando influências rítmicas de várias regiões brasileiras. Serão dois dias inteiros de atividade, contando com o samba reggae da Banda Batalá, o frevo da Orquestra Popular Marafreboi, o maracatu da Orquestra Alada Trovão da Mata e as marchinhas do Carnaval Turbilhão. A festança acontece nos dias 26 e 27 de fevereiro (domingo e segunda de carnaval), das 11h às 21h, com ingressos a preços populares de R$ 5,00 (meia) e R$ 10,00 (inteira).

O CARNAVAL MULTICULTURAL vai ocupar vários espaços do Centro Cultural Banco do Brasil Brasília, com músicas, números circenses, oficinas, cortejos e brincadeiras. Nos espaços internos e no hall do prédio do CCBB, monitores irão ministrar oficinas de maquiagem, confecção de colares e de instrumentos como chocalhos e ganzás. Também prometem ensinar a customizar adereços para fantasias e distribuir serpentinas para os foliões entrarem no clima.

Nos gramados, um grupo de artistas circenses, sob a coordenação do Circo Grock (que vem de Natal/RN especialmente para o Carnaval), desenvolverão brincadeiras circenses com malabares, pernas de pau e bambolês. Uma hilária banda de palhaços, coordenada pelas palhaças Matusquela e Cenoira, vai passear pelo local, animando a garotada. As crianças também vão se divertir na brinquedoteca e nas duas sessões diárias do Baby Baile de Carnaval.

Ao longo do dia, os intervalos entre as atividades contarão com apresentações de artistas circenses. No fim da tarde, os grupos Orquestra Alada Trovão da Mata, com um maracatu pra lá de animado, e Grupo Batalá, rufando os tambores com samba reggae, farão cortejos em meio ao público, arrastando os foliões.

Uma lona de circo especialmente montada vai acolher as apresentações musicais da noite, em grandes bailes carnavalescos. No domingo, a partir das 19h, o frevo contagiante da Orquestra Popular Marafreboi, e na segunda, o som do projeto Carnaval Turbilhão, com as tradicionais marchinhas, comandadas por Maurício Pereira.

E pra matar a fome e a sede do corpo, um conjunto de foodtruks e bikes foods compõe a área de alimentação, com estrutura de bar e pratos quentes.

O CARNAVAL MULTICULTURAL é uma realização do CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil Brasília, com produção do Instituto Bem Cultural e Coordenação de Sergio Bacelar.


PROGRAMAÇÃO GERAL

DOMINGO, 26.02.2017
11h – abertura da entrada ao público com a participação de artistas circenses;
11h às 13h – brincadeiras (equilíbrio de pratos, malabares – construção de bolinhas, malabares - habilidades, perna de pau e bambolê);
13h30 às 17h30 – realização das três oficinas (instrumentos musicais, maquiagem divertida e customização de adereços);
14h – abertura da tenda do Baby Baile;
14h às 16h – brincadeiras (equilíbrio de pratos, malabares – construção de bolinhas, malabares - habilidades, perna de pau e bambolê);
15h30 – cortejo infantil com a bandinha dos artistas circenses;
16h – cortejo com o grupo Batalá (samba reggae);
17h30 – cortejo infantil com a bandinha dos artistas circenses;
18h – concurso de fantasias infantis;
18h30 – cortejo com o grupo Batalá (samba reggae);
19h – início do baile com apresentação da Orquestra Popular Marafreboi (frevo);
21h – encerramento.

SEGUNDA-FEIRA, 27.02.2017
11h – abertura da entrada ao público com a participação de artistas circenses;
11h às 13h – brincadeiras (equilíbrio de pratos, malabares – construção de bolinhas, malabares - habilidades, perna de pau e bambolê);
13h30 às 17h30 – realização das três oficinas (instrumentos musicais, maquiagem divertida e customização de adereços);
14h – abertura da tenda do Baby Baile;
14h às 16h – brincadeiras (equilíbrio de pratos, malabares – construção de bolinhas, malabares - habilidades, perna de pau e bambolê);
15h30 – cortejo infantil com a bandinha dos artistas circenses;
16h – cortejo com a Orquestra Alada Trovão da Mata (maracatu);
17h30 – cortejo infantil com a bandinha dos artistas circenses;
18h – concurso de fantasias infantis;
18h30 – cortejo com a Orquestra Alada Trovão da Mata (maracatu);
19h – início do baile com apresentação do Carnaval Turbilhão (marchinhas tradicionais com Maurício Pereira e banda);
21h – encerramento.


OFICINAS

Três oficinas prometem deixar as crianças no ritmo de festa para o carnaval. Adereços, maquiagem e instrumentos musicais irão compor a matriz criativa nos dias de folia. Atendendo em torno de 600 crianças no evento, oficineiros e monitores propiciarão uma experiência de arte e criatividade.


Oficina 01 - Ritmos do Carnaval – construção de instrumentos e chocalhos.
Ministrada pelo professor de música Rogério Pereira, a oficina de construção de instrumentos vai colocar os brincantes no ritmo. Serão construídos chocalhos e ganzás com materiais próprios para a criança brincar e aprender com segurança. Formatada para atender pais, mães, acompanhantes e crianças.

Capacidade 100 crianças por dia, das 13h30 às 17h30.


Oficina 02 - Formas do Carnaval - Customização de adereços.
Tem por objetivo a confecção de acessórios sob a coordenação da Designer de Moda Nina Maria. Estarão à disposição quatro assistentes preparados para atender as crianças e adornar roupas e fantasias com acessórios a partir de painéis criativos, tecidos, cola e purpurina para brincar e deixar a imaginação correr solta. As roupas poderão ser usadas pelas crianças para se divertirem no Bailinho do CCBB.

Capacidade 100 crianças por dia, das 13h30 às 17h30


Oficina 03 - Cores do Carnaval – oficina de maquiagem
Toda criança gosta de pintura no rosto e, na maioria dos eventos, as pinturas são muito parecidas, caracterizando animais ou super-heróis. A proposta da maquiadora de teatro, TV e cinema, Andrea Alfaia, é aproveitar o carnaval para deixar mais vivas essas pinturas, desconstruindo a maquiagem infantil usual. Serão utilizadas cores lúdicas e contemporâneas além das máscaras tradicionais.

Seis propostas formarão um cardápio que terá o cuidado de não diferenciar meninos e meninas, visando mostrar que formas divertidas não precisam ser classificadas em gêneros e/ou ter limitações .

Capacidade 100 crianças por dia, das 13h30 às 17h30


BRINCADEIRAS CIRCENSES
Duração de 30 minutos e rotativas.

EQUILÍBRIO DE PRATOS
Instrutores: Lion e Maria (Circo Grock)
Materiais: pratos de chineses
Atendimento: 12 crianças (acima de 6 anos)

MALABARES (CONSTRUÇÃO DE BOLINHAS)
Instrutores: Marcelo e Pedro (Circa Brasilina)
Materiais: painço, bolão (azul, amarelo, vermelho)
Atendimento: 15 crianças (acima de 8 anos)

MALABARES (HABILIDADES)
Instrutores: Leandro e Magno (Coletivo Ambidestro)
Materiais: 20 bolas de malabares
Atendimento: 20 crianças (acima de 8 anos)

PERNA-DE-PAU
Instrutores: Neide e Isabel (Circo, Boneco e Riso)
Materiais: 20 pernas-de-pau
Atendimento: 15 crianças (acima de 8 anos)

BAMBOLÊ
Instrutores: Tina (Marmotagem e Cia)
Materiais: Bambolês
Atendimento: 20 crianças (acima de 6 anos)

ANIMAÇÃO / BANDA DE PALHAÇOS
Regente da Banda: Ana Felícia (Cenoira)
Participantes: Nil Moura (Espaguetti), Gena Leão (Ferrugem), Manuela (Matusquella), Caisa (Ananica), Canela e Maria Isabel, Pepino, Antônia, Ana Luíza


ATRAÇÕES MUSICAIS

GRUPO BATALÁ
Criada em 1997, na França, pelo jovem músico e bailarino José Gilberto Gonçalves dos Santos, o Mestre Giba, que começou a ensinar os franceses a tocarem o ritmo brasileiro do samba reggae do Neguinho do Samba. Em pouco tempo, a banda ganhava o mundo, como grupo e escola. Hoje, atua em mais de 34 países. Em Brasília, criado pelo brasiliense Paulo Garcia, o Tutuca (que conheceu Giba e se apaixonou pelo movimento), tem a característica de ser formado exclusivamente por mulheres. Atualmente, varia em torno de 100 integrantes de diferentes níveis econômicos e idades entre 18 e 60 anos, que se encontram semanalmente para as atividades de formação musical que aliam conhecimento técnico em rudimentos, música afro-brasileira e dança e que se reciclam por meio de workshops, no Brasil e também em encontros mundiais. O Batalá Brasília tem em seu currículo alguns destaques: em 2016, recepcionou a Tocha Olímpica em sua chegada ao Brasil, no Palácio do Planalto. Em junho de 2005 o grupo excursionou em turnê pela França, onde participou da Programação Oficial do Ano do Brasil na França, no Festival de Saint-Dennis, realizando vários shows em Paris e outras cidades. Em 2011, se apresentou para a Primeira Dama Michele Obama. Em 2013 se apresentou para o Cirque du Soleil e em 2014 integrou a animação da Fifa Fan Fest.

ORQUESTRA POPULAR MARAFREBOI
Formada com base na instrumentação de orquestra de sopro, é considerada uma das revelações da música instrumental do Distrito Federal, sendo a única orquestra do Centro-Oeste cujo foco principal está nas matrizes musicais da cultura popular. A Marafreboi integra 18 músicos profissionais com origens em diversos estados do Brasil (Rio de Janeiro, Paraná, Bahia, Alagoas, Pernambuco e Distrito Federal), todos radicados em Brasília há mais de 15 anos. Desenvolve um trabalho de resgate primando pela preservação do acervo popular, por meio de um repertório que incluiu músicas de autoria de membros da Orquestra assim como sucessos tradicionais do frevo de rua, maracatu, samba, ciranda, xote, cavalo-marinho, coco, xaxado, carimbó, catira e bumba-meu-boi. A Marafreboi já participou do circuito cultural do Distrito Federal e de toda a região Centro-Oeste, além de cidades como Rio de Janeiro, Recife, Fortaleza, São Paulo dentre outras, onde pode mostrar toda sua performance instrumental e de pesquisa em eventos voltados para o calendário carnavalesco e outros vinculados à cultura popular. A Orquestra já fez a abertura de shows de nomes como Geraldo Azevedo, Carlinhos Brown e Antônio Nóbrega. Regência do maestro fundador e diretor musical Fabiano Medeiros.

ORQUESTRA ALADA TROVÃO DA MATA
Criada em 2012, com inspiração nos ensinamentos do Centro Tradicional de Invenção Cultural, é uma escola popular de Brasília. Composto por alfaias, agbês, taróis e gongués, o grupo traz a força do batuque, com a criação e a fusão de ritmos percussivos populares, como o maracatu e o samba pisado. Tem como suas principais referências o Maracatu Estrela Brilhante (PE) e o Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro (DF). A orquestra percussiva é formada por 30 brincantes.

CARNAVAL TURBILHÃO
Vai ser difícil resistir ao som do Carnaval Turbilhão, um super show-baile com as marchinhas mais famosas do carnaval, comandado pelo cantor e compositor paulistano Mauricio Pereira (Os Mulheres Negras), que há mais de 10 anos tem animado matinês de clubes, parques e eventos carnavalescos. Esses bailes deram origem ao seu disco "Carnaval Turbilhão", de 2010. Tocado com alma, do jeito que o povo gosta, o repertório traz clássicos do carnaval de salão, como o "Abre Alas" de Chiquinha Gonzaga, passando por Lamartine Babo (Linda Morena, O teu Cabelo não Nega), Braguinha (Chiquita Bacana, Touradas em Madri), Noel Rosa (Pierrô Apaixonado), Mario Lago (Aurora), Haroldo Lobo (Alá-lá-ô) e tantos outros, até sucessos mais recentes como "Máscara Negra", "Bandeira Branca" e "Marcha da Cueca". Mauricio é acompanhado pelo "Turbilhão de Ritmos", seus companheiros da banda do programa "Fanzine", do escritor Marcelo Rubens Paiva na TV Cultura, nos anos 90: Carneiro Sândalo, bateria; Reinaldo Chulapa, baixo; Luiz Waack, guitarra baiana; Daniel Szafran, voz e teclados; Tonho Penhasco, guitarra; Amilcar Rodrigues, trompete. Com este grupo, Maurício Pereira gravou, ao vivo, em 2003, “Canções Que Um Dia Você Já Assobiou – vol.1”. Mauricio tem mais três discos: “Na Tradição” (1995), “Mergulhar na Surpresa” (1998) e “Pra Marte” (2007).


SERVIÇO

Data: 26 e 27 de fevereiro de 2017
Local: Centro Cultural Banco do Brasil Brasília
Horário: de 11h às 21h
Ingressos: R$ 5,00 (meia) e R$ 10,00 (inteira)
www.billheteriadigital.com a partir de 11.02.2017.

==> Foto: Divulgação

Primeiro Bar terá Carnaval com a cara de Brasília. Confira Programação Completa!

Que o carnaval no Primeiro Bar já é conhecido em Brasília, todo mundo sabe. Para este ano, o point preparou uma programação especial, com foco na valorização dos artistas da cidade. Para isso, entre as atrações, a casa confirma Renata Jambeiro e Dhi Ribeiro para puxar a animação dos foliões.

De 24 a 28 de fevereiro, o Primeiro Bar aposta em ritmos, que variam do rock ao samba, para esquentar as festas e os blocos que rolam em Brasília. No dia 24, a cantora Dhi Ribeiro abre a festa como esquenta para o lançamento do bloco Eduardo e Mônica, que marcará a noite de domingo (26), no Sudoeste (mais informações abaixo). A cantora aquecerá os foliões acompanhada por Diogo (O Bando) e Rony (Dawn Jones).

No dia 25, a tarde será regada à samba e ao axé. Com festa sob o comando da banda Magalenha, o Primeiro Bar aposta em Pedro Eduardo e Alexandre Equi para animar a tarde. A partir das 20h, a festa fica sob comando da banda de samba Di Propósito.

Já no dia 26, quando há a estreia do bloco Eduardo e Mônica no carnaval de Brasília para os adoradores do rock brasiliense, o Primeiro Bar oferecerá conforto aos mais exigentes e garantirá um camarote especial, a partir das 13h. A casa oferecerá uma área exclusiva com acesso privilegiado a banheiros e aos serviços de bar, ainda com o conforto de mesas e cadeiras. O acesso é mediante o pagamento de ingresso. À noite, a partir das 21h, para continuar o clima de rock, mas sem esquecer do Carnaval, a atração no bar será Maxwell Rosa, conhecido pelo famoso samba e samba rock, com show exclusivo para aqueles que estiverem no Bloco.

No dia 27, quem puxa o Carnaval do Primeiro Bar é Renata Jambeiro. Com seu samba reconhecidamente brasiliense, a cantora animará os foliões durante toda a noite, a partir das 20h.

Para encerrar a programação da folia, o Primeiro Bar realiza, a partir das 13h, a festa Quem Samba os Males Espanta, com os melhores do samba de Brasília, com participação de passistas e mestre-sala. À noite, o cantor Thiago Nascimento é quem anima os foliões com muito axé e músicas carnavalescas, a partir das 20h.

Como promoção especial de folia, o point preparou um preço especial para as bebidas. O famoso chopp da casa será vendido por R$ 5,90 (seg à sexta, das 17h às 20h, e sábado, domingos e feriados, das 12h às 16h). Já a tradicional Caipira de Prima, com vodka nacional, será vendida por R$ 10,90 (segunda à sexta, das 17h às 20h e sábados, domingos e feriados, das 12h às 16h).


SERVIÇO

Sexta, dia 24 de fevereiro, às 20h.
Banda Vital – Esquenta para o Bloco Eduardo e Mônica
Participações:
Dhi Ribeiro (samba), Meolly Rony (Dawn Jones), Diogo Villar (O Bando).
DJ Diogo NK antes e depois da banda
Ingresso: a partir de 20 reais

Sábado, dia 25 de fevereiro, às 15h
Banda MAGALENHA
Participações:
Pedro Eduardo (Axé) e Alexandre Equi (Samba)
DJ Wendel Sousa esquenta a galera as 12h
Ingresso: a partir de 20 reais

Sábado, dia 25 de fevereiro, às 20h
DI PROPÓSITO
Samba especial de carnaval
DJ Diogo NK antes e depois da banda
Ingresso: a partir de 20 reais

Domingo, dia 26 de fevereiro, às 13h
BLOCO EDUARDO E MÔNICA
Camarote VIP do Primeiro
Ingresso: 50 reais (unissex, primeiro lote)
Pontos de venda: Bilheteria Digital e Primeiro Bar

Domingo, dia 26 de fevereiro, após o bloco Eduardo e Mônica (às 21h)
Show de Maxwell Rosa
Com Samba e Samba Rock
DJ Diogo NK
(Para os presentes no Camarote do bloco Eduardo e Mônica)

Segunda, dia 27 de fevereiro, às 20h
Show de Renata Jambeiro
DJ Diogo NK antes e depois da banda.
Ingresso: a partir de 20 reais

Terça, dia 28 de fevereiro, às 13h
Quem Samba os Males Espanta
Os melhores nomes do samba de Brasília, show pra toda a família, com participação de passistas e mestre-sala.
Ingresso: a partir de 20 reais

Terça, dia 28 de fevereiro, às 20h
Show com Thiago Nascimento (Axé)
Participação: Thiago Freesom.
DJ Diogo NK antes e depois da banda.
Ingresso: a partir de 20 reais

Endereço: SIG Quadra 08 Lote 2385 - Sudoeste - Brasília- DF - 70610-480 Brasília
Mais informações: (61) 3028-1331 | www.primeirobar.com.br

==> Foto: Divulgação