Programação Jazzy Club – 30.07 a 02.08

30.07 – Quarta-Feira
TONINHO MAIA & TRIO
TONINHO MAYA é guitarrista e violonista brasiliense, vem atuando no cenário musical da cidade desde 1978, momento em que fundou o grupo de música instrumental Chakras, conjunto que também contou com a participação do tecladista Renato Vasconcellos.

Gênero: 
Data: 30.07
Horário: 21h
Couvert: R$ 30
Endereço: SCS 413, Bloco A, Loja 36, Asa Sul
Telefone: (61) 3536-0691

31.07 – QUINTA-FEIRA
CELSO SALIN BAND

Celso Salim apresenta em Brasília seu novo cd Old Blues Goodbye, o 5º de sua carreira. Este novo trabalho contêm músicas autorais e também releituras de grandes artistas do Blues. O blueseiro que aos seis anos de idade iniciou a prática de violão e já aos quinze adotou a música como profissão, é, hoje, um dos principais guitarristas de blues do país.

Gênero: Blues
Data: 31.07
Horário: 21h
Couvert: R$ 30
Endereço: SCS 413, Bloco A, Loja 36, Asa Sul
Telefone: (61) 3536-0691


01.08 – Sexta-Feira
PROJETO MY MUSIC

MyMusic é o projeto que toca a sua trilha. Trata-se de um projeto inovador que proporciona ao público a possibilidade de escolher o que vai escutar durante as noites de sexta-feira. Hospedado no Jazzy Club (413 sul), o projeto traz para o público de Brasília, que aprecia a boa música, uma experiência inédita. Por meio de um site e aplicativo móvel, você poderá decidir as músicas que os DJs e bandas residentes irão tocar durante a noite.

Gênero: Pop
Data: 01.08
Horário: 21h
Couvert: R$ 50
Endereço: SCS 413, Bloco A, Loja 36, Asa Sul
Telefone: (61) 3536-0691

02.08 – SÁBADO
JAZZY GROOVES & BEATS

A melhor opção de sábado, ideal para quem quer se divertir em um local confortável e moderno, com alguns dos melhores DJs da cidade. A noite começa às 21h, ao som do que existe de melhor da BLACK e da SOUL music, na sequência os DJs residentes e convidados tocam HOUSE music alegre e dançante com influencias da DISCO do SOULFUL do CLASSIC e do FUNKY house.

Gênero: Pop
Data: 02.08
Horário: 21h
Couvert: Elas R$ 30 e eles R$ 50
Endereço: SCS 413, Bloco A, Loja 36, Asa Sul
Telefone: (61) 3536-0691

==> Foto: Divulgação

Monster High em Brasilia - dias 09 e 10/08

Depois do grande sucesso em sua primeira apresentação em Brasília em junho passado, está de volta a Brasília Monster High no Teatro, eleito pela crítica paulista como um dos melhores espetáculos infantis de 2013.

MONSTER HIGH NO TEATRO - Adaptação livre para o teatro do grande sucesso do momento! Venha matricular-se na escola mais arrepiante e badalada que já conquistou toda a garotada! Um mundo cheio de charme, encanto e elegância são as definições mais que perfeitas para descrever essas monstruosas bonequinhas... Aqui a diversão é tanta que até a diretora já perdeu a cabeça! Um espetáculo que agrada a todos pela primeira vez no Teatro. As criaturas mais famosas do momento bem pertinho de você. Seja você, seja única, seja horripilante! 

Serviço:
Dias 9 e 10 de AGOSTO às 16h
Teatro UNIP - 913 Sul - Brasília
Ingressos já à venda: R$30,00 (MEIA) | R$60,00 (INTEIRA)

Informações: 61 8144-1514
Classificação: Livre


Pontos de venda:  
* Central de Ingressos do Brasília Shopping, piso G2, das 10h às 22h de segunda a sábado. Domingo das 14h às 20h.
* Lojas Cia Toy
 
• No dia do espetáculo também na bilheteria do Teatro das 12h às 20h 
• Será exigida a comprovação dos pagantes de meia-entrada na portaria do teatro no dia do evento
• Quem paga meia-entrada: crianças de 2 a 12 anos, estudantes (mediante apresentação da carteirinha), pessoas com idade igual ou superior a 60 anos, professores da rede de ensino público e particular, pessoas com necessidades especiais e seus acompanhantes.

==> Foto: Divulgação

Paula Fernandes volta a Brasília para lançamento de turnê no Net Live Brasília

Com o Patrocínio da NET, Claro, Laboratório Sabin e Budweiser, Paula Fernandes abre a programação cultural do semestre de 2014 do NET LIVE BRASÍLIA, dia 15 de agosto, a partir das 21h. Com a turnê Paula Fernandes - Um ser amor, a cantora apresenta seu novo CD trazendo músicas como “Se o coração viajar” e “Pra você”, que promete efeitos especiais e cenas em 3D. 

A produção é primeira totalmente dirigida por Paula Fernandes, por meio de sua empresa Jeito de Mato, em parceria com a Hit Music. Com um show inovador, em que a tecnologia é utilizada para evidenciar elementos da natureza e também alguns momentos que fazem parte da vida da cantora, Paula quis um espetáculo para emocionar o público. “Eu sempre digo que minha missão é emocionar as pessoas, nesta nova turnê meu desejo é compartilhar minhas emoções com o meu público”, comenta. 

O sonho de menina à realidade da estrela em que se tornou é contado de maneira sutil e real. Brinquedos de infância da cantora são reproduzidos para mostrar ao público a vida da pequena Paula Fernandes de Souza, revelando seu gosto pela simplicidade e pela natureza. A veracidade e intensidade das cenas remetem o público ao universo da cantora, são capítulos de uma história real. “Eu tenho muito orgulho da minha trajetória e reviver tudo com meus fãs é algo que me dá uma sensação de alegria e prazer”, explica Paula sobre a emoção de revisitar sua própria história.
Algumas parcerias musicais da cantora aparecem virtualmente, como Zezé de Camargo & Luciano, que participaram do atual DVD "Multishow ao vivo Paula Fernandes - Um ser amor". O dueto com a cantora Taylor Swifit traz uma dinâmica incrível num cenário retrô, e mostra a  veia pop de Paula, além do medley com Shania Twain que prometem elevar a temperatura do espetáculo, que também trará seis trocas de figurinos, incluindo um pijama com pantufas interpretando a menina que desde cedo mostra sua vocação para música à sua mãe e duas capas.
Paula sobe ao palco acompanhada de sete músicos. “Um ser amor” é um show que leva o público a uma viagem intrigante, onde cada musica remete a um momento único e emocionante, como “Se o coração viajar”, “Pra você”, “Mineirinha ferveu”, “Mistérios do tempo”, “Não fui eu” e os grandes sucessos de Paula Fernandes, incluindo “Quem é”, faixa que será trabalhada nos próximos meses.

A cantora não só protagoniza o espetáculo, como é a principal mentora desta nova turnê, já que opinou e direcionou toda produção. A direção geral é de Paula Fernandes, Jeito de Mato e Hit Music, dos diretores Fábio Lopes e Tiago Silva que são os responsáveis pela criação cenográfica e iluminação.

Serviço
Data: Sexta-feira, 15 de agosto, às 21h 
Local: NET LIVE BRASÍLIA – Antigo Ópera Hall (SHTN Trecho 2, Conj. 5, Bloco A – Próx. ao Baypark) 
Abertura dos portões: 21h
Horário do show: 23h
Censura: 16 anos 

Valores dos ingressos - 
1º lote
Censura - 18 anos
Mesa Diamante Open Bar (4 lugares): R$1.200,00 (meia/promo)
Mesa Ouro Open Bar (4 lugares): R$1.000,00 (meia/promo)
Mesa Prata Open Bar (4 lugares): R$800,00 (meia/promo)
(Atendimento com garçons, em frente ao palco com open bar de Whisky 8 anos, Vodka, Cerveja, água e refrigerante).
Censura 16 anos
Pista: R$50,00 (meia/promo)

Pontos de vendas:
Bilheteria Digital – Pátio Brasil (3º andar)
Bilheteria Digital – Central de Ingressos do Brasília Shopping (Piso G2)
Lojas Mormai (Pontão do Lago Sul, Terraço Shopping)
Lojas Zimbrus (303 Sul, Águas Claras e Píer 21)
Casa do Cowboy (QNB 5 – Taguatinga Norte)
Vendas de mesa somente na Bilheteria Digital

Promoção de 50% sobre o valor da inteira:
-          Clientes NET: necessário apresentar última fatura do mês vigente ou anterior;
-          Clientes Claro: necessário apresentar última fatura do mês vigente ou anterior ou cartão Claro Clube;
-          Profissionais da área de saúde: necessário apresentar carteira profissional

Observação: Ingressos promocionais destinados aos clientes NET, Claro e dos Laboratórios Sabin que efetuarem compra serão vendidos com 50% de desconto, sobre o valor da inteira, não sendo cumulativo o desconto, com a quantidade máxima estipulada de 10% da capacidade da casa por setor. Desconto limitado a 04 ingressos por titular.

Acessibilidade: Sim  
Informações: 61 3342-2232 / 3306-2030

==> Foto: Fábio Nunes

5ª Edição do Brasília Yacht Day agita capital brasiliense

O Lago Paranoá e o céu de Brasília serão o cenário do maior encontro de iates já realizado no Centro-Oeste: o Brasília Yacht Day (BYD). São esperadas mais de 250 lanchas e 1,8 mil pessoas, entre atletas e apreciadores. O evento, no dia 9 de agosto, será marcado pela presença dos DJ’s Edgar Fontes, de São Paulo, e dos brasilienses Ale Assumpção, Andrey Mansur, Gui Guimarães, Sergio Blake, Julien Machado e Matheus Hartmann. Eles serão responsáveis pela animação das embarcações ancoradas.

O warm up acontecerá, a partir das 10h30, na Marina Nauss, destinado a profissionais e equipamentos exclusivos para lançar na água as maiores e melhores máquinas de Brasília. Os tripulantes curtirão som eletrônico da melhor qualidade e espumantes da Vinícola Santa Augusta na tenda armada para recepcionar os cadastrados, que partirão em direção ao local de ancoragem para aproveitar oito horas de festa. “Estamos muito felizes em poder retribuir, mais uma vez, a confiança e credibilidade tanto dos participantes quanto de nossos apoiadores e patrocinadores. É muito bom fazer uma festa para a cidade, afinal o Lago Paranoá é a praia do brasiliense.”, afirma Márcio Barreiro, organizador do BYD.

Esporte
O Distrito Federal tem a quarta maior frota de veículos náuticos do País. Em primeiro lugar no ranking nacional está São Paulo, seguido de Rio de Janeiro e Paraná. Os dados são baseados na média de embarcações por habitantes das regiões. Apesar de não ser uma região litorânea, o Distrito Federal possui aproximadamente cinco mil embarcações. O número é considerado alto, mas pode ser explicado porque a capital da República tem uma das maiores rendas per capita brasileiras. O Lago Paranoá, construído com o objetivo de aumentar a quantidade de água disponível, é uma excelente área para navegação, com profundidade média elevada. São 40 quilômetros quadrados de extensão e cerca de 80 quilômetros de perímetro. O clima é outro fator que ajuda, já que, em época de seca, a umidade do ar diminui e o clima fica propício para a utilização do lago. Segundo a Capitania dos Portos de Brasília, em média, cem embarcações circulam em águas brasilienses nos finais de semana e feriados. Para circular no lago, os barcos precisam ter sua situação regularizada nas Capitanias, Delegacias ou Agências da Marinha.

Segurança
A Marinha do Brasil e Corpo de Bombeiros do Distrito Federal estarão presentes durante todo o evento, garantindo a segurança de todos e a tranquilidade da festa. “Já estamos na quarta edição e, com a graça de Deus, nunca houve incidentes, porque os participantes do BYD querem mesmo é aproveitar a festa, ao máximo, e fazer do evento um momento de alegria e descontração”, comenta Betinho Silvano, um dos organizadores do evento.

Serviço:
O que: Brasília Yacht Day (BYD)
Onde: Marina do Hotel Lakeside (SHTN Trecho 1 - Conjunto 2 - Bloco H)
Data: 09 de agosto 
Horário: 10h30

==> Foto: Edney Torres e Marcos Padilha

Brasil leva o terceiro lugar no Campeonato Mundial de Balonismo

As dezenas de balões que sobrevoaram e coloriram o céu da cidade paulista de Rio Claro nos últimos sete dias fizeram seus voos derradeiros neste domingo (27.07). Com 60 equipes de 22 países inscritas, o Campeonato Mundial de Balonismo fez pilotos do Japão, Alemanha e Brasil comemorarem os 1º, 2º e 3º lugares, respectivamente. O último dia de provas aconteceu no sábado e o domingo foi reservado para os voos fiesta (fora da competição) para deixar ao público a lembrança da primeira edição do mundial na América Latina, que atraiu 60 mil pessoas.

“Foi um orgulho para o Brasil realizar uma competição tão bonita e atrativa para Rio Claro, para o esporte mundial e especialmente para a juventude, que aprecia e gosta de praticar esportes de aventura em suas diversas modalidades. Foi também gratificante ver famílias inteiras participando do campeonato. Nosso interesse é que essa prática se amplie no país, e o campeonato Mundial deverá repercutir por muitos anos, a ponto de contribuir com esse crescimento”, diz o secretário nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte, Ricardo Leyser, que participou da cerimônia de abertura e visitou o aeródromo da cidade onde estavam ocorrendo as provas.

O Campeonato Mundial de Balonismo acontece a cada dois anos, em etapa única, desde 1973. A 21ª edição teve um total de 23 provas e nove vôos durante sete dias de disputas. Com mais de mil pontos à frente do segundo colocado, o japonês Yudai Fujita conquistou o título de campeão mundial. O segundo lugar foi do alemão Uwe Schneider e o goiano Lupércio Lima levou o bronze.

“O sucesso do campeonato em Rio Claro deverá ampliar o público deste esporte no Brasil e fazer surgir novos competidores”, avalia Edson Romagnoli, presidente da Confederação Brasileira de Balonismo. O Mundial no território brasileiro recebeu financiamento de R$ 1,5 milhão do Ministério do Esporte, por meio de convênio com a Prefeitura de Rio Claro, que garantiu R$ 31 mil como contrapartida.

Saga, Japão
 A edição anterior do Campeonato Brasileiro de Balonismo aconteceu na cidade de Battle Krick, no estado americano de Michigan. A próxima competição será em Saga, no Japão, e o prefeito da cidade japonesa, Toshiyuki Hideshima, anunciou que pretende colher informações em Rio Claro para aproveitar algumas experiências do Brasil na organização do Mundial. Saga é considerada o centro do balonismo na Ásia e já sediou o mundial de balonismo em duas outras oportunidades, em 1989 e 1997.

Classificação final do 21º Campeonato Mundial de Balonismo (da lista inicial de 60 inscritos, dois pilotos não completaram as provas):

1º.       Yudai Fujita (Japão) – 17.443 pontos
2º.       Uwe Schneider (Alemanha) – 16.216
3º.       Lupércio de Lima (Brasil) – 16.064
4º.       Stefan Zeberli (Suíça) – 15.867
5º.       Rimas Kostiuskevicius (Lituânia) – 15.173
6º.       Gerald Stuerzlinger (Austrália) – 15.130
7º.       Artem Denisenko (Rússia) – 15.096
8º.       Joe Heartsill (Estados Unidos) – 15.092
9º.       Rokas Kostiuskevicius (Lituânia) – 15.002
10º.     Rhett Heartsill (Estados Unidos) – 14.717
11º.     Marc Blaser (Suíça) – 14.587
12º.     Andy Baird (Estados Unidos) – 14.584
13º.     Paul Petrehn (Estados Unidos) – 14.548
14º.     Sergey Latypov (Rússia) – 14.508
15º.     Nico Betzen (Luxemburgo) – 14.066
16º.     Tod Isley (Estados Unidos) – 13.993
17º.     Fábio Passos (Brasil) – 13.845
18º.     Nicolas Schwartz (França) – 13.578
19º.     Alexander Dultsev (Rússia) – 13.439
20º.     Jose-Maria Llado (Espanha) – 13.432
21º.     Xiang Liu (China) – 13.314
22º.     Johnny Petrehn (Estados Unidos) – 13.272
23º.     Luis Silvestre (Brasil) – 13.080
24º.     Tetsuhiro Sue (Japão) – 12.831
25º.     David Hochreutener (Suíça) – 12.692
26º.     Harold Cliver (Estados Unidos) – 12.435
27º.    Werner Schrank (Austrália) – 12.305
28º.    Henk Broeders (Holanda) – 12.223
29º.     David Strasmmann (Alemanha) – 12.164
30º.     Markus Kalousdian (Brasil) – 12.118
31º.     Satoshi Ueda (Japão) – 11.989
32º.     Brandon Heavin (Estados Unidos) – 11.873
33º.     Roman Hugi (Suíça) – 11.771
34º.     Rubens Kalousdian (Brasil) – 11.718
35º.     Thomas Siebel (Alemanha) – 11.676
36º.     Yoshimi Kodama (Japão) – 11.613
37º.     Andreas Simoner (Austrália) – 11.327
38º.    Bazyli Dawidziuk (Polônia) – 11.088
39º.    Andrew Holly (Inglaterra) – 11.056
40º.     Bartosz Nowakowski (Polônia) – 10.786
41º.     Amarildo Tozzi (Brasil) – 10.718
42º.     Jean-Philippe Odouard (França) – 10.579
43º.     Andrey Kulkov (Rússia) – 10.571
44º.     Mark Sullivan (Estados Unidos) – 10.186
45º.     Gary Heavin (Estados Unidos) – 10.075
46º.     Andrew Petrhen (Estados Unidos) – 9.758
47º.     Yongjun Li (China) – 9.668
48º.     Michael Suchy (República Tcheca) – 9.531
49º.     Marcos da Silva (Brasil) – 9.263
50º.     Tomasz Filus (Polônia) – 9.131
51º.     David Linek (República Tcheca) – 9.114
52º.     Jason Adams (Canadá) – 8.375
53º.     Nobuaki Tsujii (Japão) – 8.277
54º.     Ralph Fasler (Suíça) – 7.877
55º.     Odin Aragon (México) – 7.052
56º.     David Maggregor (Rússia) – 6.568
57º.     Guido Montemurro (Itália) – 5.225
58º.     Javier Barozza (Argentina) – 3.970 pontos

Ascom – Ministério do Esporte

==> Fotos: Divulgação

Corpo-imagem: ecos e reflexos da negritude - exposição nos seus últimos dias

A exposição Corpo-imagem dos terreiros traz à Brasília, até o dia 3 de agosto, obras de fotógrafos que voltam suas lentes para o corpo cultural dos terreiros. Em cartaz na Galeria Acervo da Caixa Cultural, as imagens da mostra contextualizam o universo simbólico desses territórios disseminadores de valores e tradições de origem africana. Com curadoria da fotógrafa e pesquisadora Denise Camargo, a coletânea tem um eixo dedicado a Pierre Verger, Mario Cravo Neto e José Medeiros, além de obras de artistas de todo o país.

Doutora em Artes (Unicamp), Denise dedicou as últimas duas décadas de sua vida à pesquisa da identidade cultural brasileira, sempre realçando a negritude explícita do País que, paradoxalmente, tem sido ofuscada há mais de 500 anos. A curadora observa que o espaço expositivo de Corpo-imagem dos terreiros pretende ampliar tanto a experiência estética, quanto o saber dos visitantes. “O Brasil tem a cultura africana em sua essência e os terreiros guardam a nossa história”, aponta. A pesquisadora recorda também que a dinâmica do tempo, do espaço e as condições encontradas aqui fizeram com que os negros recriassem algumas tradições com novas cores, ritos e sabores, dando origem às religiões afro-brasileiras. “Os terreiros preservam essas ancestralidades e memórias, imprimem as marcas da formação e diversidade étnica brasileira, mas são encarados com certo estranhamento e preconceito em nosso País”, lamenta.

A curadora, no entanto, acredita que a arte é capaz de soltar algumas amarras históricas. “Corpo-imagem dos terreiros fala para aqueles que estão abertos ao conhecimento e ao belo”, sugere. As fotografias da mostra são apresentadas por meio de projeções em diferentes suportes, combinadas a trilhas que fazem releituras das sonoridades geralmente associadas ao tema. “As imagens são acompanhadas de textos que oferecem informações capazes de desconstruir versões e visões estereotipadas”, adianta.

Os eixos

Corpo-imagem dos terreiros está dividida em eixos temáticos que referenciam marcos conceituais de saberes ancestrais e o modo de viver e festejar nas comunidades por meio da culinária, na cultura das oferendas; pelas relações com a natureza; pelo estatuto do corpo que é um patrimônio que dança, canta, e se enfeita para as celebrações. 

Encruzilhada (Orita): é o ponto de partida da exposição. Uma encruzilhada é um local emblemático de fronteira e passagem. Visualizada no chão, recebe o visitante e o integra ao espaço expositivo.

Corpo (Ara): essa projeção compõe as inscrições corporais, os modos de vestir, os adereços utilizados pelas comunidades, e seus significados na preservação do patrimônio de origem africana no Brasil.

Alimento (Ajeum): oferecer alimento faz parte dos rituais e das celebrações. A projeção desse eixo, realizada em uma tela semicircular, pretende apontar para essa importante influência africana, preservada nas comunidades.

Natureza (Imolé): a projeção de imagens neste eixo temático difunde a importância dos elementos da natureza, como base para as manifestações de origem negro-africana, suas relações sociais e mitológicas.

Som (Rum, rumpi e lé): rum, rumpi e lé designam três atabaques. Eles são elementos simbólicos de afirmação étnica, pois produzem o “chamado” que conecta afro-brasileiros aos negros da África, evocando uma memória ancestral. São responsáveis pelos toques (sons) que convocam também à dança, ao canto, à festa. Aqui as imagens fazem referência ao campo conceitual criado em torno dos instrumentos e são projetadas mediante a interação do visitante na produção de sons.

Saravá: este eixo propõe uma saudação aos fotógrafos Pierre Verger, Mario Cravo Neto e José Medeiros, artistas emblemáticos e referenciais que delimitam, com seus trabalhos, um marco para a produção de imagens da cultura dos terreiros. São imagens que permitem o diálogo entre os outros eixos temáticos.

Fazem parte da mostra os artistas: Adenor Gondim, Andrea Fiamenghi, André Vilaron, Amanda Oliveira, Ayrson Heráclito, Bauer Sá, Cristina Cenciarelli, Eustáquio Neves, Fer D’Andrade, Fernanda Grigolin, Fernanda Procópio, Fernando Fogliano, Guta Galli, Guy Veloso, Laila Santana, Léo Guma, Luiz Paulo Lima, Luiz Alves, Marcello Vitorino, Márcio Vasconcelos, Marisa Vianna, Miriane Figueira, Miriam Fichtner, Nélson Sebastião, Nívio Alves de Souza, Paulo Rossi, Peterson Azevedo, Ricardo Teles, Rita Ruiz, Tacun Lecy e Vantoen Pereira Jr.

Programação diversificada

Corpo-imagem dos terreiros terá ainda programas de acessibilidade (visitas para públicos deficientes visuais); de mediação cultural (visitas para grupos); de exibição das projeções em Taguatinga, Ceilândia e Brazlândia, para aproximar o bem cultural ao público do Entorno.

Mediadores acompanham as visitas para escolas, grupos e públicos especiais, por meio de agendamento prévio. Está prevista uma oficina de formação para educadores, com a finalidade de contribuir com conteúdo para atender a lei 10.639/03, que exige o ensino da história e cultura africanas no currículo escolar, em especial nas áreas de Artes, Literatura e História.

O projeto é patrocinado pelo Fundo de Apoio à Cultura, Secretaria de Cultura do Governo do Distrito Federal (FAC), na modalidade Difusão e Circulação e tem o apoio da Caixa Cultural. Corpo-imagem tem como contrapartida duas oficinas, uma ministrada pela cenógrafa Eneida Sanches - Concepção e Montagem de Exposições Multimídia - e outra com a curadora Denise Camargo com o tema “O que move em nós, a fotografia?”.

Sobre Denise Camargo
Fotógrafa e pesquisadora, doutora em Artes (Unicamp), mestre em Ciências da Comunicação (ECA-USP), graduada em Jornalismo (ECA-USP). O currículo de Denise contempla as exposições Antologia da fotografia africana (Pinacoteca do Estado, São Paulo – SP, em 1998), e São os filhos do deserto onde a terra desposa a luz (Espaço Porto Seguro de Fotografia, São Paulo – SP, 1999), entre outras. Em 2005 foi convidada pelo Consulado Americano para integrar o projeto Herança Compartilhada, ensaio fotográfico feito nas cidades de Nova York e Nova Orleans, sobre as influências da cultura africana nos Estados Unidos (trabalho exposto em maio/2005); E o silêncio nagô calou em mim (Museu Nacional dos Correios, Brasília – DF  e Centro Cultural dos Correios, Salvador – BA, 2013). Em 2006, realizou o projeto curatorial e a coordenação de  Quilombolas, Tradições e Cultura da Resistência (fotografias de André Cypriano), e foi responsável pela edição do livro homônimo. Denise também foi contemplada com Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras (2010 e 2011) e com o Programa Cultura e Pensamento (2007 e 2010). Os mais recentes prêmios de reconhecimento pelo seu trabalho vieram da Fundação Cultural Palmares (Prêmio Palmares 2012, para publicação da tese de doutorado Imagética do Candomblé, uma criação no espaço mítico-ritual; e o Prêmio Brasil Fotografia 2013, para o desenvolvimento da série Memórias da espuma rosa. Os temas a que recorre artisticamente exploram questões da identidade cultural brasileira, imagem na cultura afro-brasileira, processos de criação, cujo objetivo é a difusão da imagem fotográfica, por meio de projetos socioculturais.

FICHA TÉCNICA
Curadoria: Denise Camargo
Expografia: Eneida Sanches
Design de interatividade: Fernando Fogliano (Sci-Arts)
Engenharia de sistemas: Tracy Collins (ThreeCeeMedia)
Design gráfico: Pedro Menezes
Trilha sonora: Che Leal Ugletson Castro) e Paulo Garfunkel
Mediação web: Betânia Almeida
Desenvolvimento do site: Lucas Aquino
Consultoria de acessibilidade: Fundação Dorina Nowill
Produção: Fabiane Beneti (Empresa Livre)
Produção local: Karita Pascollato 

Serviço
Exposição Corpo-imagem dos terreiros

Visitação: Até 03 de agosto
Horário: terça-feira a domingo, das 9h às 21h – consultar horários em dia de jogos da Copa do Mundo
Local: Caixa Cultural Brasília – Galeria Acervo
SBS Quadra 4 Lotes 3/4, Brasilia - DF
61 3206-944861 3206-9449   #vivamaiscultura

Entrada: Gratuita       

Agendamento de visitas para grupos, informações e inscrição para as oficinas:  61 9928-9091 (Karita Pascollato) ou 61 3206-944861 3206-9449 (Caixa Cultural)

==> Foto: Divulgação

O Mundo dos Dinossauros - últimos dias

As feras pré-históricas mais temidas chegam a Brasília e ficam em cartaz na Praça Central do ParkShopping, até o dia 03 de agosto de 2014. Com 14 réplicas de dinossauros animatrônicos que se movimentam e emitem sons, e  dimensões  de até  oito metros de altura e 22 metros de comprimento, O Mundo dos Dinossauros vai surpreender os visitantes do shopping. A Praça Central será transformada em um verdadeiro “Mundo Perdido” oferecendo para toda a família momentos de aventura e suspense entre dinossauros herbívoros e carnívoros.

Além de interagir com os bichos, os visitantes poderão conhecer melhor as histórias de alguns dos mais intrigantes habitantes dos períodos Cretáceo e Jurássico. Tiranossauro Rex, Alossauro, Pterossauro e muitos outros seres pré-históricos fazem parte da atração. A exposição conta ainda com reproduções de fósseis e sessão de cinema 7D. “O Mundo dos Dinossauros é sucesso de público na Europa e repetiu a façanha em vários shoppings da Multiplan por onde passou e com certeza não será diferente aqui em Brasília”, avalia Natália Vaz, Gerente de Marketing do ParkShopping.  

A emoção começa logo na entrada do ParkShopping onde, de longe, as pessoas  avistarão um gigantesco Apatosauro robotizado de 22 metros que movimenta pescoço e cauda. Mas, com certeza, um dos grandes destaques é a réplica de um Angaturama, dinossauro brasileiro que viveu no período Cretáceo, há 110 milhões de anos, na Chapada do Araripe, no Ceará. “O Angaturama é muito semelhante ao Espinossauro que aparece no Jurassic Park 3. Ele possuía velas dorsais que o ajudavam a controlar a temperatura do corpo e atrair as fêmeas”, explica Bruno Gonçalves Augusta, paleontólogo e curador da exposição.

Outra atração que surpreenderá os visitantes serão os dinossauros que simulam caminhadas. As crianças poderão montar no dorso dos dinos de brinquedo que se movimentam. “Essa exposição é voltada para todas as idades e é totalmente diferente de outras que já passaram pelo país” diz Alexander Marangon, diretor da empresa D32 Eventos & Exposições, responsável pelo evento no Brasil. “Os visitantes ficarão encantados com os efeitos especiais e terão a sensação de viajar no tempo para a era Mesozóica”, acredita.

E para quem curte um pouco mais de adrenalina, existem ainda as sessões do cinema 7D. Com capacidade para nove pessoas, a exibição mistura entretenimento e educação, e mostra detalhes da vida dos dinossauros. Os visitantes poderão ainda conhecer a lojinha de souvenirs montada no mesmo local e adquirir lembranças como ovos de dinossauros e fósseis. “O Mundo dos Dinossauros é um evento incrivelmente rico e com efeitos inacreditáveis. Com certeza será parada obrigatória para as famílias durante o mês de julho”, avalia Natália Vaz, Gerente de Marketing do ParkShopping.

Depois do ParkShopping, ‘O Mundo dos Dinossauros’ seguirá por mais outros três shoppings da  Multiplan: Shopping Analia Franco, em São Paulo, BarraShoppingSul em Porto Alegre e BHShopping em Belo Horizonte. “Trabalhamos para oferecer ao grande público projetos educativos e de entretenimento gratuitos. Essa estratégia de sucesso teve início em 2011 e, desde então, já investimos quase R$ 15 milhões em sete diferentes mostras mundiais”, explica o diretor de marketing da Multiplan, Rodrigo Peres.

Serviço:
 “O Mundo dos Dinossauros” – Exposição Gratuita
Data: Até 03 de agosto 2014
Horário: das 10h às 22h (de segunda a sábado) e das 12h às 20h (aos domingos e feriados)
Local: Praça Central do ParkShopping
Quanto: As atrações Cinema 7D e o Simulador de Caminhada com os Dinos custam  R$ 10,00 reais cada atração (Preço Único).

==> Foto: Divulgação

Fiorentina usa casa do rival antes do jogo contra o Palmeiras

O elenco da Fiorentina chegou a São Paulo e já começou sua preparação para mais um compromisso pela Copa EuroAmericana. Na quarta-feira (30), a Viola enfrenta o Palmeiras, no Estádio do Pacaembu, às 21h50, com transmissão de Band, Bandsports e Sports +, na primeira participação brasileira na história da competição. O jogo abre oficialmente as comemorações do centenário do Verdão.
 

Na tarde desta segunda-feira (28), a Fiorentina realizou um treinamento na Academia de Futebol, do Palmeiras. Após um leve recreativo, o técnico italiano Vincenzo Montella conversou por alguns minutos com os jogadores. Eles realizaram treinos físicos, correram em volta do campo, fizeram um rápido bate-bola e treinaram finalizações.
 

O treinador também comandou um trabalho com o campo reduzido, já pensando nos preparativos finais para definir a equipe que encara o Verdão. O ex-volante Amaral, que foi ídolo do Palmeiras e jogou também pela Fiorentina, compareceu ao CT e acompanhou o treinamento do time italiano.
 

A partida de quarta-feira será o segundo compromisso da Fiorentina pela Copa EuroAmericana. No último sábado (26), os italianos venceram o Estudiantes, por 1 a 0, no Estádio Único de La Plata, na Argentina. O artilheiro alemão Mario Gomez anotou o gol do jogo, garantindo a vitória e mais um ponto para a Europa, que lidera o confronto por 4 a 1 contra as Américas.
 
Revanche - Apesar de a Fiorentina levar vantagem sobre equipes brasileiras na história dos confrontos, a partida da próxima quarta-feira pode ser encarada como uma revanche para os italianos. No único jogo já realizado entre as duas equipes, o Palmeiras venceu por 3 a 1. A partida decidiu o título do Torneio de Florença, na Itália, um quadrangular disputado em 1963. Agora, a Viola tenta a revanche justamente em um jogo histórico: o primeiro no Brasil válido pela Copa EuroAmericana e, também, principal acontecimento das festividades do centenário do Palmeiras.
 
Pontuação atualizada da Copa EuroAmericana: Europa 4 x 1 Américas.
Cada jogo vale um ponto. Veja a relação a seguir:
 

20/07: Junior Barranquilla (Colômbia) 0 x 1 Monaco (França)
23/07: Atlético Nacional (Colômbia) 2 x 4 Monaco (França)
26/07: Estudiantes (Argentina) 0 x 1 Fiorentina (Itália)
26/07: Alianza Lima (Peru) 2 (9) x (8) 2 Valencia (Espanha)
27/07: San Jose Earthquakes (EUA) 0 (3) x 0 (4) Atlético de Madrid (Espanha)
29/07: Universidad Católica (Chile) x Valencia (Espanha), 21h
30/07: América (México) x Atlético de Madrid (Espanha), 19h
30/07: Palmeiras (Brasil) x Fiorentina (Itália), 21h50
02/08: Universitário (Peru) x Fiorentina (Itália), 19h


==> Foto: Cesar Greco / Fotoarena

Editora Gaivota publica poemas de Victor Hugo para crianças

Cantos para os meus netos reúne oito poemas do escritor francês retratando o universo infantil. No primeiro deles, o leitor poderá acompanhar um diálogo de três crianças, de 5, 6 e 7 anos, discutindo sobre os animais de um zoológico. Em outro, acompanhará a relação entre um neto e um avô, transmitindo a infância com a imagem da felicidade.

Tratando de aspectos comuns ao universo infantil da época, os poemas advêm da convivência de Victor Hugo com seus dois netos. Mas, ao contrário do que se pode pensar, as crianças dos dias de hoje conseguem se identificar com o texto, pois tratam de temas frequentes, como as dúvidas frente às pequenas coisas da vida. Um exemplo disso é o poema “Deus faz as perguntas e as crianças respondem”.

“‘Os dois bichos mais engraçados desse mundo,
O gato e o rato, se odeiam. Mas por quê?
Explique-me isso, Jane’. E sem saber por quê,
Frente à sombra e ao espaço misterioso,
Jane começou a rir.”

A linguagem poética transporta os leitores para um cenário lúdico, onde o romantismo é recriado por Laurent Cardon em tons pastéis. Além da versão em português, a segunda parte do livro também traz os poemas originais, em francês, e uma análise de cada um deles. 

Sobre o autor  
Victor Hugo (1802-1885, França) é um dos maiores poetas e escritores da literatura universal de todos os tempos. Sua obra mais famosa se chama Os Miseráveis e foi adaptada diversas vezes para o cinema e teatro. Victor Hugo foi eleito para a Academia Francesa de Letras em 1841. Foi ele quem liderou o Cénacle, reunião de artistas e jovens escritores românticos da época. 

Sobre a organizadora e tradutora 
Marie-Hélène Catherine Torres é professora de Literatura Francesa e de Tradução na Universidade Federal de Santa Catarina e tem publicado artigos sobre tradução literária em várias revistas na França, no Canadá, na Bélgica e no Brasil. Já traduziu inúmeras obras do francês para o português. 

Sobre o ilustrador 
Laurent Cardon nasceu na França e radicou-se em São Paulo em 1995. Já ilustrou diversos livros para crianças e adolescentes. Além dos livros, dá aulas de cinema e dedica-se à criação de desenhos animados, comerciais, séries e longas-metragens. Para conhecer seu estúdio, entre no site:
www.citronvache.com.br 

Sobre a Editora Gaivota 
A Gaivota, selo da Editora Biruta criado em 2011, prima pela qualidade literária, projetos gráficos ousados, instigantes, e ilustrações que encantam. Mas o desafio vai além: abordar de maneira lúdica temas muitas vezes considerados complexos ou desinteressantes, com o intuito de aproximar crianças e jovens de assuntos que parecem distantes de seu cotidiano. Esse foco não exclui obras que estimulem a fantasia e inspirem a aventura – por isso apresentamos aos jovens leitores aquilo que há de melhor na literatura infantojuvenil nacional e estrangeira, com obras e autores premiados nacional e internacionalmente.

Cantos para os meus netos – poemas de Victor Hugo, Marie Hélène C. Torres, R$ XX, ISBN 978-85-64816-56-5, a partir de 11 anos, 40 páginas.

Mais mil jovens tomarão posse no programa Jovem Candango nesta terça-feira (29), às 10h

BRASÍLIA (28/7/14) - A Secretaria de Administração Pública realizará a solenidade de acolhimento e admissão dos selecionados no programa Jovem Candango. O evento ocorrerá nesta terça-feira (29), às 10h, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, dando posse a mais mil adolescentes.

SERVIÇO:
Jovem Candango
Data: Terça (28/7)
Hora: 10h
Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães

Da Agência Brasília, com informações da Secretaria de Administração