Abaetê Queiroz estreia o espetáculo “InícioFiMeio” em Brasília

“InícioFiMeio” explora o nascimento e o fim de uma história de amor, entrecortada por luto, brigas e tentativas de reconciliação. Com texto original do ator Léo Gomes e direção de Abaetê Queiroz, a peça estreia e fica em cartaz no palco do Teatro Goldoni entre os dias 08 e 24 de maio de 2015. Com sessões às 21 horas na sexta e no sábado, e às 20 horas no domingo, a peça conta com atuação dos jovens atores Léo Gomes e Bárbara Gontijo e é marcada pela experimentação multimídia e cenográfica. Os ingressos custam R$ 10, em valor de meia-entrada, e podem ser adquiridos na bilheteria do teatro.

Além das sessões no Teatro Goldoni, a peça passa pelo Espaço Pé Direito da Vila Telebrasília, nos dias 30 e 31 de maio, e pelo Teatro Sesc Paulo Autran de Taguatinga, no dia 22 de junho, em apresentações com entrada franca. A montagem é patrocinada pelo Fundo de Apoio à Cultura do Governo do Distrito Federal.

A história de amor e dor de Roger e Liz é narrada por meio de flashbacks que remetem a três espaços que marcam a relação. “InícioFiMeio” questiona a dimensão dos acontecimentos em uma época na qual tudo parece ser inevitavelmente intangível - até mesmo as relações pessoais e amorosas. “Qual o prazo de validade de um relacionamento?” é a questão que permeia os anseios e expectativas do casal, do momento em que se conhecem até o triste fim da vida conjugal. Na montagem, início, meio e fim se misturam, ora expondo as características cíclicas do amor, ora surpreendendo o público pelas incertezas que o tempo impõe às relações que tendem a durar.

O texto de “InícioFiMeio”, bem como sua proposta estética, busca inspiração nas interferências da pós-modernidade em relações interpessoais, de caráter efêmero e superficial. Amores líquidos, descartáveis, que refletem a relação dos indivíduos com o prazer e a auto-satisfação são tônicas da montagem. Essas reflexões são elucidadas pela iluminação de Abaetê Queiroz e as projeções em video mapping de Arthur Pessoa, ampliando os ângulos de percepção da história em questão. Tal como o sujeito pós-moderno, os personagens ganham múltiplas facetas conforme intensidade visual das projeções que os acompanham.

Outro debate de “InícioFiMeio” é o papel da mulher e do homem nos relacionamentos, com foco claro nas questões que tangem feminismo e igualdade de gênero. A violência que se deixa transparecer entre Roger e Liz questiona padrões e estereótipos e abre caminhos para uma reflexão acerca dos papéis de cada um em uma relação. 

peça resulta em uma reflexão crítica da condição atual dos indivíduos, em uma sociedade que ainda impõe padrões e papeis para o bem-estar, enquanto discute amor e violência.

Abaetê Queiroz

Abaetê Queiroz é um dos mais conhecidos diretores teatrais do Centro-Oeste brasileiro. Diretor responsável pela Trupe Circo Íntimo, Queiroz é diretor, ator e iluminador há mais de 17 anos, sendo 11 destes como professor de teatro. No currículo, 42 espetáculos como ator e diretor, 57 como iluminador, 34 campanhas de publicidade, dois longas e seis curtas-metragens, além de trabalhos em TV. Com extensos trabalhos ao lado dos irmãos Deto e Oswaldo Montenegro nos primeiros anos de carreira, Abaetê acumula experiências em todos os gêneros teatrais, das comédias aos dramas, passando por obras infantis. Entre os espetáculos de destaque, estão “A Dança dos Signos”, “Pluft – o fantasminha”, “Ópera do Malandro”, “Dois de Paus”, “Adubo”, “Os Demônios” e “Circo Íntimo”.

Léo Gomes
Representante da nova cena teatral do DF, Léo Gomes fez parte da Companhia da Ilusão e tem no currículo as oficinas de montagem de Abaetê Queiroz. Ator de publicidade, participou de montagens teatrais da importância de “Maria Padilha – Anjo e Demônio”, “Quem vai ficar com Braulio”, e do curta-metragem “Corra”.

Bárbara Gontijo
Também representante da nova cena teatral do DF, Bárbara Gontijo fez parte da Companhia da Ilusão e tem no currículo as oficinas de montagem de Abaetê Queiroz. Como atriz profissional, participou das seguintes montagens teatrais: “#ImaginaNaCopa”, “Por onde anda o meu feijão”, “Entre Elas e Elos”, “Sem pé nem cabeça” e “Amor ao meio-dia”.

Ficha Técnica
Direção e iluminação: Abaetê Queiroz

Texto: Léo Gomes
Elenco: Léo Gomes e Bárbara Gontijo
Designer gráfico: Rafael Salmona
Projeções: Arthur Pessoa
Fotógrafo: Michael Melo
Produção: Desvio Produções
Assessoria de Comunicação: Um Nome Comunicação
Fotos: Michael Melo
Patrocínio: Fundo de Apoio à Cultura do Governo do Distrito Federal

Serviço – InícioFiMeio

NO TEATRO GOLDONI
Datas: 08 a 24 de maio de 2015
Horários: Sexta e sábado, às 21 horas. Domingo, às 20 horas
Local: Teatro Goldoni (Casa D’Itália: EQS 208/9, It. A, Asa Sul, Brasília DF)
Classificação indicativa: 14 anos
Duração: 50 minutos
Valor de ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada)
Informações: (61) 8425-6885 ou pelo e-mail desvioproducoes@gmail.com
Reservas: (61) 3443-0606
Patrocínio: Fundo de Apoio à Cultura do Governo do Distrito Federal

NO ESPAÇO PÉ DIREITO – VILA TELEBRASÍLIA
Datas: 30 a 31 de maio de 2015
Horários: Sábado, às 21 horas. Domingo, às 20 horas
Local: Espaço Pé Direito – Vila Telebrasília (Rua 01, Casa 23, Brasília DF)
Classificação indicativa: 14 anos
Duração: 50 minutos
Entrada franca, com distribuição uma hora antes do início do espetáculo
Informações: (61) 8425-6885 ou pelo e-mail desvioproducoes@gmail.com
Patrocínio: Fundo de Apoio à Cultura do Governo do Distrito Federal

NO TEATRO SESC PAULO AUTRAN – TAGUATINGA
Datas: 22 de junho de 2015
Horários: Segunda, às 21 horas
Local: Teatro Sesc Paulo Autran (CNB 12 Área especial 02/03, Taguatinga Norte)
Classificação indicativa: 14 anos
Duração: 50 minutos
Entrada franca, com distribuição uma hora antes do início do espetáculo
Informações: (61) 8425-6885 ou pelo e-mail desvioproducoes@gmail.com
Patrocínio: Fundo de Apoio à Cultura do Governo do Distrito Federal

==> Foto: Michael Melo

MYRIAN GRECO NO CLUBE DO CHORO DE BRASÍLIA

O show ASSINATURAS tem como propósito apresentar um repertório de grandes nomes do cancioneiro popular brasileiro, além de releituras. A cantora Myriam Greco, filha de músicos e radicada em Brasília desde 1972, atuou firmemente na noite da cidade nos anos 80 e 90. Após um intervalo, para se dedicar ao estudo do canto coral, voltou há 3 anos com um consistente trabalho focado na boa música.

No Clube do Choro de Brasília será acompanhada dos músicos Régis Torres (violão), Zambinha (contrabaixo acústico),Edinho Silva (percussão) e Jose Cabrera (piano).

A apresentação acontece dia 28 de Abril de 2015 – terça-feira a partir das 21:00 horas. Ingressos: R$ 10,00 (meia) e R$20,00 (inteira)

Informações: Tel.: 3224.0599. Ingressos: Clube do Choro de Brasília – SDC BLOCO “G” - Funcionamento da bilheteria: 2ª a 6ª feira: 10:00 às 22:00 horas. Sábado a partir de 19:00 as 21:30 horas, ou através do site: www.clubedochoro.com.br                                      

O Clube do Choro de Brasília fica entre a Torre de TV, o Centro de Convenções e o Planetário.
Não recomendado para menores de 14 anos

==> Foto: Du Lopes

CCBB Brasília - Programação de Maio

Teatro
 
A Hora Amarela
Escondida há dias nas ruínas de seu apartamento, Ellen faz de tudo para sobreviver e não perder a esperança de rever o marido desaparecido. No desenrolar da peça, ela é surpreendida com a chegada de Maude, jovem viciada em drogas à procura de abrigo, e o professor Hakim, que traz notícias sobre a guerra. A situação se torna cada vez mais desoladora e Ellen tenta seguir em frente para manter-se viva. Ao imaginar o cenário de destruição, guerra e ruína da trama, o gramaturgo Adam Rapp,  sugere que a humanidade caminha para um futuro sombrio. No entanto, a resiliência de sua protagonista diz o contrário.  O texto questiona de maneira extrema os valores da sociedade contemporânea.
Elenco: Debrah Evelyn, Isabel Wilker, Michel Bercovitch, Darlan Cunha, Daniel Infantini e Daniele do Rosário.
Direção: Monique Gardenberg
Serviço
Teatro I
21 de maio a 21 de junho / Quinta a Domingo
Horários: Quinta à Sabádo às 21h e Domingo às 20h
Duração: 90 minutos
Classificação indicativa: 16 anos
Entrada: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)
Assessoria de Imprensa: Âncora Comunicação - Carla Spegiorin - (61) 8404-6069 e 8114-0537 - carlaspegiorin@gmail.com


O Campo de Batalha
A pausa da Terceira Guerra Mundial, ocasionada pela escassez e disputa de água no planeta, é onde se desenvolve o contexto da peça. Ali, enquanto aguardam uma nova ordem, dois soldados inimigos, interpretados por Aldri Assunção, que também é o autor da peça, e Rodrigo Santos discutem as razões humanas, sociais e econômicas que levaram seus países a se confrontarem. A peça leva o público a refletir sobre suas ações e conflitos enquanto sociedade.
Elenco: Aldri Anunciação e Rodrigo dos Santos
Direção: Márcio Meirelles
Codireção: Lázaro Ramos e Fernando Philbert 
Serviço
Teatro I
16 de abril a 17 de maio / Quarta a Domingo
Horários: 21h (de Quarta a Sábado) / 20h (Domingo)
Duração: 70 minutos
Classificação indicativa: 16 anos
Entrada: R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia)
Assessoria de Imprensa: BriefCom Comunicações – Bia Sampaio – biasampaio@briefcom.com.br - (21) 98181-8351 – Sarah Cintra - 61 9311-1444 -  sarahcintra@hotmail.com


Os Fantasmas
Nas ruínas de uma casa, dois personagens vagam lembrando a vida que havia naquele lugar. Enquanto um personagem lamenta a separação, o outro relata os sentimentos ocasionados ao longo dos dias. O espetáculo traz como discussão questões do mundo contemporâneo individualizado que afetam as relações afetivas modernas, sendo o foco da trama a  separação de um casal. O texto é de Otávio Martins, com direção de Hugo Rodas e atuação de Adriana Lodi e Murilo Grossi.
Serviço
Teatro II
04 de abril a 17 maio / Quinta a Domingo
Horários: 19:30 (de Quinta a Sábado) / 18:30 (Domingo)
Entrada: R$ 10,00 (inteira) / R$ 5,00 (meia)
Classificação indicativa: 16 anos
Assessoria de imprensa: Objeto Sim – objetosim@terra.com.br / objetosimprojetosculturais@gmail.com  / objetosim@gmail.com - (61) 3443-8891



Cinema 

É Tudo Verdade – 20 º Festival Internacional de Documentários
O Centro Cultural Banco do Brasil Brasília recebe a 20ª edição do É Tudo Verdade. Festival dedicado a recente produção documental nacional e internacional. Em Brasília, a programação traz  filmes raramente exibidos no circuito comercial e apresenta uma seleção de destaques do “É Tudo Verdade” e das retrospectivas e homenagens, além de encontro com o  diretor do festival, Amir Labaki. 
Serviço
Cinema do CCBB
27 de maio a 1 de junho / Quarta a Segunda
Confira a programação e classificação indicativa no site bb.com.br/cultura
Entrada franca
 

Marcas da Memórias
A mostra promove a memória e a reflexão sobre o regime militar , entre 1964 a 1987, vivido na América do Sul, em especial o Brasil, e seus reflexos no presente. Os 19 títulos selecionados pertencem ao acervo do Centro de Documentação e Pesquisa do Memorial da Anistia. 
Serviço:
Cinema do CCBB
13 a 18 de maio / Quarta a Segunda
Confira a programação e classificação indicativa no site bb.com.br/cultura
Entrada Franca
Assessoria de Imprensa: Ricardo Torres – ricftorres@bb.com.br - (61) 3108-7629 / 7630

  
Cinema Africano 
O Dia da África, 25 de maio, simboliza a luta dos povos do continente africano pela sua independência. Para comemorar a data institucionalizada pela ONU, o CCBB, em parceria com a Embaixada do Burkina – Faso, exibirá filmes produzidos no continente. A seleção conta com filmes de vários genêros, como drama, comédia, musical, entre outros.
Cinema do CCBB
20 a 25 de maio / Quarta a Segunda
Programação e classificação indicativa disponíveis no site bb.com.br/cultura
Entrada Franca
Assessoria de Imprensa: Ricardo Torres – ricftorres@bb.com.br - (61) 3108-7629 / 7630



Vladimir Carvalho doc. 8.0 
A mostra Vladimir Carvalho doc. 8.0 é uma homenagem a um dos maiores cineastas do documentário brasileiro que completa 80 anos em 2015. As exibições farão uma retrospectiva completa de curtas e longas-metragens produzidos pelo documentarista. Além da seleção de filmes, haverá na programação uma exposição que contará com fotos e debate com o homenageado. Vladimir Carvalho iniciou sua carreira no cinema no final da década de 50, como roteirista e assistente no filme Aruanda. Após experiência no Rio de Janeiro, realizou diversos ciclos de filmes de curtas-metragens em Brasília, conferindo prestígio ao Distrito Federal e estimulando a produção de filmes na cidade. 
Serviço
Cinema do CCBB
29 de abril a 11 de maio / Quarta a Segunda
Confira a programação e classificação indicativa no site bb.com.br/cultura
Entrada: R$ 4 (inteira) e R$ 2 (meia)
Assessoria de Imprensa: Objetosim – objetosimprojetosculturais@gmail.com – (61) 3443-8891


  
Ideias

Ossobuco 
O Ossobuco é um ciclo de palestras que trata de diversos temas, desde comportamentos sociais, inovações e metodologias ágeis até meditação e criatividade. A cada mês, um tema será discutido com apresentações de quatro palestrantes. O objetivo central é estimular o público a trocar ideias e experiências. As palestras são abertas ao público e para se inscrever, como palestrante, basta enviar e-mail para vinicius1982@gmail.com
Serviço:
Teatro I
25 de maio – Segunda
Horário:  às 20h
Entrada Franca / A senha deve ser retirada na bilheteria 1 hora antes do início de cada sessão
Classificação indicativa: 16 anos
Assessoria de imprensa: Vinicius da Silva – vinicius1982@gmail.com – (61) 8132-6307



Exposição
  
Leon Ferrari – Resistências e Transgressões
A Embaixada da Argentina traz ao CCBB a coleção do acervo do Museu de Arte Contemporânea de São Paulo com 52 obras de León Ferrari. León Ferrari talvez tenha sido um dos artistas que, nas últimas décadas, na Argentina (seu país de origem) e no Brasil (onde viveu por anos), melhor herdou o espírito combativo e resistente das vanguardas do último século. Seus trabalhos investem contra as diversas formas de repressão à liberdade, além de posicionar-se, de maneira crítica e irônica, frente a alienação da sociedade contemporânea. 
Serviço
Galeria II
13 de maio a 13 de julho / Quarta a Segunda
Entrada franca
Classificação indicativa: 18 anos
Assessoria de Imprensa: Objeto Sim – objetosim@terra.com.br / objetosimprojetosculturais@gmail.com  / objetosim@gmail.com - (61) 3443-8891


Chão de Flores 
A mostra revela a arquitetura das moradias no entorno da capital federal, visando evidenciar, dessa forma, as cores e a criatividade dos moradores que usam como referêcias a sua terra natal e modismos dos materiais de construção ou reaproveitamento dos mesmos. A seleção conta com 56 fotos que retratam a convivência da estética popular com o concreto e os traços modernos que constroem a cidade. Paralelo à exposição, serão realizados workshops onde, Zuleika de Souza ensinará a fotografar arquitetura e ambientes com uso de aparelhos celulares. No dia 30 de maio haverá a projeção online de fotos e encontro de food trucks.  
Serviço
Galeria IV e Praça
9 de maio a 29 de junho / Quarta a Segunda
Entrada franca
Classificação indicativa: Livre
Assessoria de Imprensa: Luiz Alberto Osório – luiz.alberto@agenciakb.com.br - (61)33440143


Workshop de fotografia com celular
Galeira IV
16 de maio, sábado, das 11h às 13h e das 15h às 17h
30 de maio, sábado, das 15h às 17h
Inscrições gratuitas: oficina.chaodeflores@gmail.com
Classificação: 16 anos – capacidade máxima: 30 pessoas



Música


Por outras bandas: Edmar Castañeda 
A Embaixada da Colômbia apresenta Edmar Castañeda, reconhecido no cenário internacional por seu domínio da harpa, é capaz de produzir melodias através da fusão do jazz latino com diversos ritmos musicais. Radicado em Nova York desde 1994, ele tomou os palcos do mundo revolucionando a maneira como audiências e críticos consideram o instrumento. Produz conjunto de acordes, equilíbrio de figuras melódicas e unidade, ritmos latino-americanos com liberdade e improvisação pulsantes.
Serviço
Teatro I
27 de maio  / Quarta
Horário: 20h
Entrada Franca
Classificação indicativa: Livre
Assessoria de Imprensa: Ricardo Torres – ricftorres@bb.com.br - (61) 3108-7629 / 7630

==> Foto: Divulgação

Alien Guitar Secrets – A Steve Vai Master Class

O GTR Instituto de Música apresenta master class de um dos mais virtuosos guitarristas do mundo: Steve Vai. Depois de uma série de shows pelo Brasil em 2013, o músico faz nova turnê pelo país neste ano, desta vez ministrando aulas que incorporam sua história e alguns segredos de profissão associados à execução e à técnica do instrumento. Sob o título de “Alien Guitar Secrets – A Steve Vai Master Class”, o curso em Brasília acontece no dia 26 de junho de 2015, a partir das 20 horas, no auditório do Colégio La Salle da Asa Sul. As inscrições custam R$ 160 para participação na aula e R$ 300 para aqueles que desejam ter um Meet and Greet com o músico.

Além de Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro também receberão a master class. O público ouvirá o músico discutindo teoria musical, técnicas de guitarra, mercado e, sobretudo, métodos para descobrir e liberar a identidade musical de cada artista. Ao longo da “aula”, há espaço para perguntas e respostas, além de apresentações e demonstrações do instrumento por parte de Vai.

A carreira de Steve Vai já está associada à história da guitarra, instrumento ao qual se doou por toda a vida. Nascido em 1960, em Nova Iorque, o guitarrista, compositor e produtor musical é considerado um dos melhores guitarristas do mundo. Vencedor de Grammy e detentor do título de doutor em Música pelo Musicians Institute (MI), Steve tem sua carreira associada ao rock e à música experimental.

Com estilo “teatral” de se apresentar, carregado de gestos, a facilidade técnica e o conhecimento sobre teoria musical são notáveis em suas execuções. O músico foi responsável, também, pela ressurreição das guitarras de 7 cordas na música popular, instrumento que não era visto desde as décadas de 1930 e 40, nas mãos do guitarrista jazístico George Van Eps.

A ideia de se ter uma master class com Steve Vai sobre guitarras soa bastante natural quando toma-se conhecimento de seu interesse e compromisso com os atos de estudar e praticar o instrumento. Cerca de oito horas de seu dia são dedicadas à guitarra, hábito que adquiriu desde os primeiros anos de faculdade. 

“Alien Guitar Secrets – A Steve Vai Master Class” acontece dentro do projeto GTR Master Class. O GTR surgiu em 1996, através da iniciativa do fundador Marcelo Barbosa (guitarrista e professor de guitarra), em busca da excelência no ensino do seu instrumento. Em pouco tempo, o reconhecimento pelo trabalho possibilitou a expansão do Instituto, levando-o ao posto de uma das mais respeitadas escolas de música particulares do DF e do Brasil. No projeto GTR Master Class já recebeu cursos de músicos da importância de Paul Gilbert (Mr. Big), Greg Howe (Michal Jackson), Bumblefoot (Guns N' Roses), Dean Kaelin (Vocal Coach), Richie Kotzen, Frank Gambale, Red Beach (Whitesnake), Kiko Loureiro, Edu Ardanuy, Pepeu Gomes, Nelson Faria e Mike Moreno.

Além do excelente curso de guitarra, o Instituto conta com cursos de Canto, Violão, Baixo e Teoria Musical em todas as unidades e cursos de Bateria, Teclado, Prática de Conjunto e cursos extra-curriculares em algumas unidades. Devido ao grande reconhecimento da instituição, de seu fundador e do relacionamento destes com o mercado da música nacional, o GTR conta, também, com um network diferenciado, composto por grandes marcas parceiras e personalidades profissionais atuantes no mercado de trabalho musical.

Serviço: Alien Guitar Secrets – A Steve Vai Master Class
Data: 26 de junho de 2015
Horário: a partir das 20 horas (recomenda-se chegar uma hora antes)
Local: Auditório do colégio La Salle da Asa Sul (SGAS 906, Conjunto E, Asa Sul – Brasília)
Classificação indicativa: Livre
Capacidade de público: 600 pessoas
Inscrições: R$ 160 (inscrição) e R$ 300 (inscrição premium com Meet and Greet) – valores referentes ao primeiro lote
Pontos de venda: Unidades do GTR Instituto de Música (111 Sul e 708/9 Norte) ou pelo site www.bilheteriadigital.com
Informações sobre o curso: www.alienguitarsecrets.com
Contato: (61) 3245-7140

==> Foto: Luciano Alf

CAIXA CULTURAL BRASÍLIA AINDA OFERECE DUAS OFICINAS DE TOY ART

A CAIXA Cultural Brasília oferece, em abril e maio, quatro oficinas de Toy Art, manifestação que utiliza moda, design e grafite para criar brinquedos destinados ao público adulto. Os bonecos costumam ser produzidos em séries pequenas para colecionadores, com temas que variam entre infantis, violentos, eróticos, irônicos ou modernos.

Interessados poderão se inscrever no site www.toyartnacaixa.com para os seguintes cursos, que ocorrerão sempre aos fins de semana: Moldes e réplicas (2 e 3 de maio) e Aerografia e pintura (9 e 10 de maio). Com exceção do módulo Esculpindo seu toy, não é necessária experiência prévia. A idade mínima para participar das oficinas é 16 anos.

Qualquer material pode ser utilizado para se fazer um Toy Art: vinil, tecido, plástico, madeira, metal, resina e até papel. Nas oficinas, no entanto, os alunos aprenderão a modelar com clay, fazer moldes em silicone e réplicas em resina. O clay é uma massa profissional usada por escultores que nunca seca e, se aquecida, derrete ao invés de endurecer. Não é utilizada na fabricação de peças finais, mas nos moldes para a criação de peças com outros materiais, como a resina, por exemplo.

Cada curso tem carga horária de 15 horas e 20 vagas. As oficinas serão ministradas por Igor Gosling e Ricardo Junqueira, escultores reconhecidos e sócios do estúdio Claytrix, de Belo Horizonte.

Oficina Moldes e réplicas: Abordará a preparação e a produção artesanal de moldes de silicone, bem como a reprodução de peças em resina. O objetivo é familiarizar o aluno com os materiais e técnicas necessários à produção em série. Os tópicos abordados serão oportunidades e aplicações no mercado, ferramentas e materiais, molde de silicone, resinas e misturas e reprodução da peça.

Oficina Aerografia e pintura: Aqui o aluno irá aprender as técnicas de pintura de bonecos com o uso do aerógrafo. O objetivo principal é familiarizar o aluno com os instrumentos, materiais e técnicas de pintura. Se o aluno já possuir o material de aerografia, poderá utilizá-lo no dia do workshop ou optar por utilizar o material do estúdio emprestado.

Sobre os oficineiros:

Igor Gosling é um publicitário pós-graduado em marketing que descobriu o talento e o amor pela escultura em 2009. Desde então, dedica-se inteiramente às artes visuais, tornando-se grande referência na criação de esculturas para galerias de arte, colecionismo, Toy Art e entretenimento.

Ricardo Junqueira é publicitário por formação, mas artista plástico por vocação. Em 2010, descobriu que tinha grande aptidão para a escultura e não parou mais. Hoje, concentra seus trabalhos e estudos em retratações e Toy Art.

SERVIÇOS:

Oficina Moldes e réplicas
Local: CAIXA Cultural Brasília – SBS Quadra 4 Lotes 3/4, anexo ao edifício Matriz da CAIXA
Dias: 2 e 3 de maio, sábado e domingo
Horário: das 10h às 18h30
Público-alvo: adultos e adolescentes a partir de 16 anos
Inscrições: das 10h do dia 21 de abril às 21h do dia 26 de abril no site www.toyartnacaixa.com
Vagas: 20. Seleção será feita por ordem de inscrição.
Participantes doarão 1kg de alimento não perecível

Oficina Aerografia e pintura
Local: CAIXA Cultural Brasília – SBS Quadra 4 Lotes 3/4, anexo ao edifício Matriz da CAIXA
Dias: 9 e 10 de maio, sábado e domingo
Horário: das 10h às 18h30
Público-alvo: adultos e adolescentes a partir de 16 anos
Inscrições: das 10h de 28 de abril às 21h de 3 de maio no site www.toyartnacaixa.com
Vagas: 20. Seleção será feita por ordem de inscrição.
Participantes doarão 1kg de alimento não perecível

==> Foto: Divulgação

Mostra que levou a história de Brasília a galerias internacionais chega à capital

Até 31 de maio, o público poderá ver detalhes da capital do País quando ela ainda estava no plano das ideias de seus criadores, na Galeria Athos Bulcão que abrigará mais de 300 peças — entre fotografias, objetos, mapas, vídeos e maquetes — na mostra Brasília 55 anos – da utopia à capital. Antes de chegar ao Brasil, a exposição passou por Alemanha, Argentina, Chile, Espanha, França, Índia e Portugal e foi vista por aproximadamente 300 mil pessoas. "Queria mostrar Brasília para o mundo", afirmou a produtora cultural e curadora do evento, Danielle Athayde.

O governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, presenciou a abertura. "Como brasiliense e apaixonado pela cidade, fico feliz ao perceber que o objetivo de Brasília é, cada vez mais, tornar-se um polo cultural", afirmou.

A mostra traz registros da vanguarda dos traços do arquiteto Oscar Niemeyer e dos planos do urbanista Lucio Costa. Há ainda registros da construção da cidade — por exemplo, do fotógrafo alemão Peter Scheier, que viveu no Brasil de 1938 a 1975 —; imagens aéreas atuais feitas por João Facó; obras de Athos Bulcão; e espaços dedicados a Juscelino Kubitschek e Roberto Burle Marx.

O material, dividido em oito blocos, segue uma linha do tempo que conta a história da gênese da criação de Brasília — desde 1751 até a inauguração em 21 de abril de 1960. Também será exibida uma maquete de 2010, produzida por Antônio José Pereira de Oliveira, na dimensão de 6 metros x 4,80 metros.

O secretário de Cultura, Guilherme Reis, destacou que a mostra é um incentivo para a produção cultural local. "Estamos vivendo o movimento inverso: da capital à utopia. Nossa cidade caminha para ser cada vez mais bacana", brincou.

Durante a exposição, haverá o lançamento do catálogo, que estará disponível em cinco idiomas (português, inglês, espanhol, francês e alemão). Após Brasília, a mostra seguirá para Recife, mas ainda não há data prevista.

Brasília 55 anos – da utopia à capital 
Até o dia 31 de maio
Galeria Athos Bulcão, anexa ao Teatro Nacional (Via N2)
Visitação todos os dias da semana, das 10 às 20 horas
Entrada gratuita

Gabriela Moll, da Agência Brasília

==> Foto: André Borges

Torneio na Polônia será importante teste para Seleção Masculina de Handebol

Neste sábado (25), a Seleção Masculina de Handebol embarca com destino à Polônia, onde irá disputar um torneio amistoso importante para a preparação da equipe, de olho nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no mês de julho. Com um grupo em parte renovado, o técnico Jordi Ribera tem pela frente bons testes contra a Seleção da casa, a Romênia e o Egito. Este é o primeiro compromisso do Brasil após a disputa do Mundial do Qatar, quando a equipe fez bonito diante de grandes potências da modalidade.

No dia 1º, os brasileiros jogam com o Egito, no dia 2 será a vez de enfrentar a Romênia, e por fim, no dia 3, os adversários serão os poloneses. Nos primeiros dois dias, as partidas serão disputadas na cidade de Cracóvia e, no último, em Katowice.

Para Jordi, fazer jogos contra estas três Seleções irá contribuir muito para a preparação. "Como sempre, será uma experiência importante. Todos os participantes do torneio são muito bons. A Polônia conseguiu a medalha de bronze no último Mundial, o Egito teve placares bastante igualados contra equipes importantes no Qatar, e a Romênia também vem bem forte."

O treinador convocou um grupo mesclado, com alguns atletas experientes e outros jovens, como sempre, pensando também na renovação da equipe. "Será bom ter alguns atletas jovens entre os convocados, pois além dos Jogos Pan-Americanos, teremos ainda o Mundial Júnior em julho. Decidimos dar um descanso a alguns jogadores que estiveram no Mundial em janeiro para que eles estejam bem em Toronto", explicou o espanhol.

Jordi faz questão de lembrar que esta fase é uma continuidade de tudo que tem sido feito nos últimos anos e que vem rendendo frutos nas atuações da Seleção. "Vamos procurar seguir a mesma linha com a qual temos trabalhado e que tem nos dado bons resultados", finalizou.

Depois do torneio da Polônia, os atletas retornam para os clubes e voltam a se reunir em junho no Brasil para treinamentos.

Programação
*horário de Brasília

Sexta-feira (1º)
12h30 - Brasil x Egito
15h - Polônia x Romênia

Sábado (2)
12h30 - Romênia x Brasil
15h - Polônia x Egito

Domingo (3)
9h30 - Egito x Romênia
12h - Polônia x Brasil

Seleção Masculina de Handebol

Goleiros - César Augusto Oliveira de Almeida (BM Guadalajara-Espanha), Luiz Ricardo Miles do Nascimento (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP) e Maik Ferreira dos Santos (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP).

Armadores - Guilherme Valadão Gama (BM Granollers-Espanha), José Guilherme de Toledo (BM Granollers-Espanha), Leonardo Felipe Sampaio Santos (EC Pinheiros-SP), Oswaldo Maestro Guimarães (BM Villa de Aranda-Espanha) e Thiagus Petrus Gonçalves dos Santos (Naturhouse La Rioja-Espanha).

Centrais - Acácio Marques Moreira Filho (Metodista/São Bernardo-SP), Henrique Selicani Teixeira (TCC/Unitau/Fecomerciários/Taubaté-SP) e João Pedro Francisco da Silva (Ademar León-Espanha).

Pontas - Claryston David Cordeiro Novais (FAB/Vila Olímpica Manoel Tubino-RJ), Fábio Rocha Chiuffa (BM Guadalajara-Espanha), Felipe Borges Dutra Ribeiro (Montpellier Agglomération-França) e Wesley Freitas (FC do Porto-Portugal).

Pivôs - Alexandro Pozzer (BM Guadalajara-Espanha) e Rogério Moraes Ferreira (FAB/Vila Olímpica Manoel Tubino-RJ). 

Comissão técnica

Técnico: Jordi Ribera
Supervisor: Cássio Marques
Assistente técnico: Washington Nunes
Médico: Gustavo Rocha Santos
Preparador físico: Luiz Antônio Luisi Turisco
Fisioterapeuta: Arédio Gertrudes Neto
Psicóloga: Anahy Couto
Nutricionista: Larissa Aguiar

==> Foto: Wander Roberto/Photo&Grafia

Goiânia recebe a 9ª. Edição da Fenasul - de 30 de abril à 10 de maio

A nona edição da Fenasul acontece na capital goiana entre os dias 30 de abril e 10 de maio, no Goiânia Arena. 

A maior feira itinerante das tradições do Sul do Brasil traz a moda gaúcha, com roupas de couro, botas e sapatos, malharia e tricô, comidas típicas, selaria, chocolates de Gramado, vinhos, embutidos, untensílios e mobiliário. 

Na parte cultural, esse ano a feira apresenta festivais de dança alemã, de Cuca com linguiça, como os realizados em Vitor Graeff, no Rio Grande do Sul,o speed chopp e o concurso de chopp a metro. 

Nos finais de semana e feriado funciona o restaurante com o tradicional churrasco gaúcho, preparos no modo fogo de chão.

==> Foto: Divulgação