7° CURTA BRASÍLIA (de 13 à 16 de dezembro) - CURTAS-METRAGENS E VIDEOCLIPES SELECIONADOS

O Curta Brasília - Festival Internacional de Curta-Metragem anuncia os selecionados para integrarem a programação da 7° edição do Festival, que acontece de 13 a 16 de dezembro, no Cine Brasília, em Brasília. Esse ano, 9 estados estão representados para mostra competitiva: Pernambuco, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Distrito Federal, São Paulo, Rio Grande do Sul, Bahia, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.

Do total de 1240 inscrições, sendo 985 curtas-metragens e 255 videoclipes, a curadoria do evento definiu que as Mostra Competitiva de Curtas e a Mostra Decibéis - Competitiva de Videoclipes serão compostas com as seguintes obras:

CURTAS-METRAGENS SELECIONADOS
-       ABSOLVIÇÃO IMPRÓPRIA (DF)
Dir: Érica Quinaglia Silva, Documentário, 2018
-       ANDERSON (MG)
Dir: Rodrigo Meireles, Documentário, 2017
-       ANTES DO LEMBRAR (RS)
Dir: Luciana Mazeto e Vinícius Lopes, Documentário, 2017
-       A RETIRADA PARA UM CORAÇÃO BRUTO (MG)
Dir: Marco Antônio Pereira, Ficção, 2017
-       À TONA (DF)
Dir: Daniella Cronemberger, Documentário, 2018
-       AULAS QUE MATEI (DF)
Dir: Amanda Devulsky e Pedro B. Garcia, Ficção, 2018
-       ALMA BANDIDA (MG)
Dir: Marco Antônio Pereira, Ficção, 2018
-       CASTIGO (RJ)
Dir: Lucas Maia, Ficção, 2017
-       CATADORA DE GENTE (RS)
Dir: Andressa Quines, Documentário, 2018
-       CONTE ISSO ÀQUELES QUE DIZEM QUE FOMOS DERROTADOS (MG)
Dir: Aiano Bemfica; Camila Bastos; Cristiano Araújo; Pedro Maia de Brito, Documentário, 2018
-       COR DE PELE (PE)
Dir: Livia Perini, Documentário, 2018
-       CORPOSTYLEDANCEMACHINE (BA)
Dir: Ulisses Arthur, Documentário, 2017
-       DE TANTO OLHAR O CÉU GASTEI MEUS OLHOS (MS)
Dir: Nathália Tereza, Ficção, 2017
-       ENTRE PARENTES (DF)
Dir: Tiago de Aragão, Documentário, 2018
-       FANTASIA DE ÍNDIO (PE)
Dir: Manuela Andrade, Documentário, 2017
-       GALINHAS NO PORTO (PE)
Dir: Caioz e Luís Henrique Leal, Documentário, 2018
-       GUAXUMA (PE)
Dir: Nara Normande, Animação, 2018
-       INCONFISSÕES (RJ)
Dir: Ana Galizia, Documentário, 2017
-       PLANTAE (RJ)
Dir: Guilherme Gehr, Animação, 2017
-       MAIS TRISTE QUE CHUVA NUM RECREIO DE COLÉGIO (RJ)
Dir: Lobo Mauro, Documentário, 2018
-       MAJUR (MT)
Dir: Rafael Irineu, Documentário, 2018
-       MINI MISS (PE)
Dir: Rachel Daisy Ellis, Documentário, 2017
-       NOME DE BATISMO-ALICE (PE)
Dir: Tila Chitunda, Documentário, 2017
-       NOVA IORQUE (PE)
Dir: Leo Tabosa, Ficção, 2018
-       O ÓRFÃO (SP)
Dir: Carolina Markowicz, Ficção, 2018
-       O VESTIDO DE MYRIAM (RJ)
Dir: Lucas H. Rossi, Ficção, 2017
-       PRECISO DIZER QUE TE AMO (SP)
Dir: Ariel Nobre, Experimental, 2018
-       SUBCUTÂNEO (MG)
Dir: Carlos Segundo, Ficção, 2017
-       VACA PROFANA (SP)
Dir: René Guerra, Ficção, 2017
-       VIGIA (RJ)
Dir: João Victor Borges, Ficção, 2018

VIDEOCLIPES SELECIONADOS
-       AUGUSTA - VOCÊ QUASE SABE (DF)
Dir: Dario Pato, 2018
-       FILARMÔNICA DE PASÁRGADA - FERNANDO HENNA ESTÁ ONLINE (SP)
Dir: Thiago Ricarte, 2017
-       OPS - OLHA A SORTE QUE EU DEI (DF)
Dir: Cícero Fraga, 2017
-       DIGITAL DUBS - ESTUDANDO O DUB (DF)
Dir: Aleixo Leite, 2018
-       CONSUELO - LUZ DA NOITE (DF)
Dir: Cláudia Daibert e Dani Azul, 2018
-       PAULA CAVALCIUK - MORTE E VIDA E UTERINA (SP)
Dir: Daniel Bruson, 2017
-       FRAN ROSAS - RELATIVIDADE (PR)
Dir: Carlon Hardt, 2018
-       LINIKER E OS CARAMELOWS - SEM NOME MAS COM ENDEREÇO (MG)
Dir: Sabrina Duarte, 2017
-       BACO EXU DO BLUES - A PELE QUE HABITO (BA)
Dir: Dario Vetere, 2018
-       FRANCISCO EL HOMBRE - TÁ COM DÓLAR TÁ COM DEUS (SP)
Dir: Los Pibes (Raphael Pamplona e Caio Amantini), 2018
-       RICO DALASAM (PARTICIPAÇÃO DE DINHO SOUZA) - NÃO DEITO PRA NADA (SP)
Dir:  Marco Loschiavo e Ricardo Spencer, 2018

O Festival é formado por experiências em realidade virtual, debates, oficinas, intervenções e performances, mercado criativo local e intercâmbio internacional entre realizadores e artistas, agregando áreas de economia criativa, educação, acessibilidade, sustentabilidade e ações interativas com o público, além de surpresas que serão reveladas ao longo dos próximos meses.

As obras selecionadas concorrem aos seguintes prêmios oficiais:

PRÊMIO CURTA BRASÍLIA para MELHOR FILME em duas categorias
Júri Popular (Troféu Curta Brasília + R$ 6 mil)
Júri Oficial (Troféu Curta Brasília + R$ 6 mil)

PRÊMIO DECIBÉIS para MELHOR VIDEOCLIPE em duas categorias
Júri Popular (Troféu Curta Brasília + R$ 2.500)
Júri Oficial (Troféu Curta Brasília + R$ 2.500)

TROFÉUS CURTA BRASÍLIA de júri oficial em seis categorias
Melhor Direção
Melhor Roteiro
Melhor Fotografia
Melhor Atuação
Melhor Montagem
Melhor Som

Com público de mais de 8 mil pessoas em sua última edição, o Curta Brasília se firma como uma grande janela de exibição de filmes de curta-metragem do Brasil e de vários países.

Quem assina a curadoria das curtas nacionais pertencentes à Mostra Competitiva são:
-       Comissão de pré-seleção: Camilla Shinoda, Cecília Barroso, João Paulo Procópio e Tiago Vieira.
-       Comissão de curadoria: Alexandre Costa, Felipe Poroger e Tetê Mattos.

Os videoclipes foram selecionados por:

-       Rodrigo Barata e André Gonzalez.

O 7° Curta Brasília - Festival Internacional de Curta-Metragem é uma realização da Sétima Cinema com recursos do Fundo de Apoio à Cultura da Secretaria de Estado da Cultura do Distrito Federal, Correalização da Cult Vídeo e do Sesc DF e Copatrocínio do BRB.

==> Foto: Estudio Carbono

Marcelo Melo é tricampeão no Masters 1000 de Xangai, seu 32º título na carreira

Dois títulos, oito vitórias e a vaga no ATP Finals, jogando muito bem e com muita confiança. A dupla Marcelo Melo e Lukasz Kubot encerrou a sequência em quadra rápida na China, neste mês de outubro, com muito para comemorar. Na madrugada deste domingo (14), Melo e Kubot - cabeças de chave número 3 - conquistaram o Masters 1000 de Xangai. Pela terceira vez, o mineiro Marcelo foi campeão no torneio e, agora, soma 32 títulos de ATP na carreira, sendo nove Masters 1000, dos quais quatro ao lado de Kubot. Juntos chegam ao 12º título como parceiros e o quarto na temporada 2018 - segundo na China, onde venceram na semana passada o ATP 500 de Beijing. Agora, a partir do dia 22, estarão na Áustria, para o ATP 500 de Viena.

Vice-campeões no ano passado, Melo e Kubot voltaram à final em Xangai, neste ano, para conquistar o título. Em 1h04min, derrotaram o também mineiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray - cabeças 6 - por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/2. Com o resultado, Marcelo passa a ser o tenista que mais vezes chegou à decisão de duplas do Masters 1000, na China, e recordista em número de títulos. Dos nove Masters 1000 em sua carreira, três foram em Xangai - 2013 (com o croata Ivan Dodig), 2015 (com o sul-africano Raven Klaasen) e, agora, com Kubot.

"Estamos muito felizes com esse título. Jogamos muito bem todo o torneio. Hoje (domingo) o jogo foi muito bom, ficamos muito contentes com a maneira como jogamos, de novo. Conseguimos colocar o mais alto nível da nossa parceria em mais uma partida. Muito feliz com o resultado. Mais um título em Xangai, o terceiro. Eu me sinto muito bem aqui mesmo. Valeu mais uma vez pela torcida, por todas as mensagens de apoio", comemorou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com o apoio da Volvo e Confederação Brasileira de Tênis.

Com muita confiança, sacando muito bem, Melo e Kubot não deram chances a Soares e Murray, dominando toda a partida. No primeiro set, quebraram no terceiro game e administraram a vantagem para marcar 6/4 e sair na frente no jogo. No segundo, foram dois breaks, no terceiro e quinto games e a vitória por 6/2.

Foi a quinta final do ano da dupla, comemorando quatro títulos: no ATP 250 de Sidney, no ATP 500 de Halle, no ATP 500 de Beijing e no Masters 1000 de Xangai. Ficaram, ainda, com o vice-campeonato do US Open, último Grand Slam do ano, disputado em Nova Iorque (EUA).

Ao chegar à decisão de Xangai, na madrugada de sábado (13), Melo e Kubot se tornaram a quarta dupla a garantir classificação para o ATP Finals, em Londres, Inglaterra, entre os dias 11 e 18 de novembro. Agora, a sequência de torneios que encerra a temporada terá o ATP 500 de Viena, o Masters 1000 de Paris, na França, no dia 29, e o Finals.

Subindo no ranking - Na atualização desta segunda-feira da ATP, Melo e Kubot aparecerão em terceiro lugar no ranking que define as oito melhores parcerias para a disputa do ATP Finals, com 5.070 pontos. No ranking mundial individual de duplas, sobem uma posição e passam a dividir o quarto lugar, com 6.600 pontos.

54 partidas, 37 vitórias e  quatro títulos na temporada  – O brasileiro Marcelo Melo, 35 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 36 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada 2017. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016.

Em 2018, foram quatro títulos até agora, com a disputa de 54 jogos e 37 vitórias - quatro em Sidney, campeões do ATP 250, três no Australian Open, em Melbourne, ambos na Austrália, uma no ATP 500 de Roterdã, na Holanda, uma no Rio Open, no Rio de Janeiro, uma no ATP 500 de Barcelona, na Espanha, duas no ATP 250 de Munique, na Alemanha, uma no Masters 1000 de Madri, na Espanha, uma no Masters 1000 de Roma, na Itália, duas em Roland Garros, duas no ATP 250 de S-Hertogenbosch, com Marcelo atingindo 450 vitórias na carreira, na estreia na Holanda, quatro no ATP 500 de Halle, com a conquista do bi na Alemanha, uma na estreia em Wimbledon, uma no Masters 1000 de Cincinnati, cinco no US Open, com o vice-campeonato, quatro no ATP 500 de Beijing, com o título, e quatro no Masters 1000 de Xangai, também com o título.

Recordes em 2018 e o 32º título na carreira - Neste ano, Melo passou a ser o tenista brasileiro com maior número de semanas no topo do ranking - 56 - e, também, o recordista brasileiro em número de títulos da ATP, com 32 agora, após a conquista em Xangai. Desde 2017, quando encerrou a temporada como número 1, ficou 30 semanas – 25 consecutivas - como líder (13 no ano passado e 17 em 2018). Antes, ele ocupou a liderança pela primeira vez em 2015, por 22 semanas, também virando o ano na frente, e voltou ao primeiro lugar por mais quatro semanas a partir de maio de 2016. Em março foi eleito atleta do ano pelo COB (Comitê Olímpico do Brasil).

Principais conquistas na carreira - Entre os 32 títulos de Melo na carreira, todos em duplas, dois são Grand Slam – Roland Garros, na França (2015) e Wimbledon, em Londres (2017) e nove Masters 1000, além de sete ATP 500 e 14 ATP 250. Pelo 12º ano consecutivo comemora ao menos um título por temporada.

O primeiro título em torneios ATP foi em 2007, no Estoril, em Portugal. Tem dois Grand Slam - Roland Garros 2015 e Wimbledon 2017 -, além de um vice em Londres (2013) e um vice (2018) e duas semifinais no US Open. Marcelo também lidera no número de títulos em Masters 1000. Em Xangai 2018 chegou ao nono, depois de ganhar Shangai (2013 e 2015), Paris (2015 e 2017), Toronto (2016), Cincinnati (2016), Miami (2017) e Madri (2017).

Temporada 2018

Títulos:
ATP 250 –
 Sidney (Austrália), rápida
ATP 500 - Halle (Alemanha), grama
ATP 500 - Beijing (China), rápida
Masters 1000 - Xangai (China), rápida

Vice-campeonato:
Grand Slam - US Open
 - Nova Iorque (EUA)

Semifinais:
ATP 250 -
 Munique (Alemanha)
ATP 250 - S-Hertogenbosch (Holanda)

Quartas de final:
Grand Slam -
 Australian Open (Austrália)
Masters 1000 - Madri (Espanha) e Roma (Itália)
ATP 500 - Barcelona (Espanha), Rio Open (Rio) e Roterdã (Holanda)

==> Foto: Divulgação

CIRCUITO MUNDIAL: Brasil conquista uma prata e um bronze em Yangzhou

O Circuito Mundial de vôlei de praia se despede de Yangzhou (CHN) com duas medalhas para duplas brasileiras. Neste domingo (14.10) aconteceram as finais da etapa quatro estrelas realizada na cidade chinesa e Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e Guto/Saymon (RJ/MS) subiram ao pódio, mantendo a tradição do Brasil na modalidade.

No torneio feminino Ana Patrícia e Rebeca (MG/CE) estiveram para segunda vez consecutiva em uma decisão do Circuito Mundial. Depois de conquistarem o ouro em Qinzhou (CHN) há pouco mais de uma semana, elas agora ficaram com a prata após serem superadas por Alix Klineman e April Ross (EUA) por 2 sets a 0 (19/21 e 16/21). Com o resultado a Ana e Rebecca somaram 720 pontos no ranking mundial, além de um prêmio de 16 mil dólares.

Entre os homens Guto e Saymon ficaram na terceira posição. Eles não precisaram sequer entrar em quadra para conquistarem o bronze, já que a dupla canadense Sam Pedlow e Sam Schachter desistiram da partida em razão de lesão de um dos atletas. Guto e Saymon somaram 640 pontos no ranking e receberam 10 mil dólares em premiação.

A próxima parada do Circuito Mundial será em Las Vegas (EUA), onde acontecerá mais uma etapa quatro estrelas, entre os dias 17 e 21 de outubro.

==> Foto: Getty Image / FIVB

NBB CAIXA - Com show de transmissões, quatro jogos marcam rodada de abertura

A bola subiu para o NBB CAIXA 2018/2019 e quatro jogos marcaram a rodada de abertura da competição, neste sábado (13/10). Com três transmissões ao vivo em quatro emissoras diferentes, o primeiro dia do campeonato brasileiro de basquete teve como vencedores Mogi das Cruzes/Helbor, Vasco da Gama, EC Pinheiros e Flamengo.

Na principal partida do dia, o Mogi "deu o troco" no Paulistano/Corpore e venceu a reedição da última Final, por 95 a 85. Com desfalques na rotação, o quinteto titular (Shamell, Pecos, Gui Deodato, Gruber e JP) chamou a responsabilidade  e totalizou 81 dos 85 pontos. O jogo teve transmissões ao vivo de Band e ESPN.

O destaque ficou por conta de Shamell, autor de 21 pontos, seis rebotes, cinco assistências e quatro roubos de bola (25 de eficiência), além da bola de 3 da vitória. O pivô JP Batista registrou 16 pontos, mesma marca de Gui Deodato, que anotou 11 deles no último quarto. Gruber, com 15 pontos, também se sobressaiu, mas o mais interessante ficou por conta de Arthur Pecos, que por pouco não guardou um triplo-duplo: 13 pontos, 11 rebotes e nove assistências.

“Tivemos muita vontade. Jogamos sem Filipin, Fabrício e Zé, mas fizemos um jogo muito coletivo, quem entrou do banco correspondeu bem. Encaixamos algumas defesas seguidas no fim, as bolas caíram no fim e conseguimos vencer. Foi um grande trabalho em equipe. Mas para mim o que fez a diferença foi a vontade. Também conseguimos abaixar a pontuação deles e não deixamos todo mundo entrar no jogo. O motor deles é o Yago e conseguimos reduzir a produção dele. Foram alguns detalhes que fizeram a diferença”, falou Shamell.

O NBB CAIXA é uma competição organizada pela Liga Nacional de Basquete (LNB), em parceria com a NBA, e conta com o patrocínio máster da CAIXA, os patrocínios de INFRAERO, Avianca, Nike e Penalty e os apoios de UNISAL e Açúcar Guarani.

 

Vasco vence Brasília de forma emocionante

Foi com emoção até o fim. No Ginásio Nilson Nelson, em Brasília (DF), o Vasco da Gama enfrentou o Universo/Caixa/Brasília e contou com uma atuação para lá de inspirada de Nick Okorie para vencer por 77 a 76 e estrear com uma grande vitória fora de casa na competição. A partida teve transmissão ao vivo da Band.

Nick Okorie foi o cestinha do jogo, com 29 pontos, e ainda foi o responsável pela cesta que deu a vitória ao Vasco. O ala/armador igualou seu recorde pessoal de pontos no NBB CAIXA – mesma marca que atingiu pelo Vitória contra o Minas na temporada passada – e ainda contribuiu com cinco rebotes e três assistências para totalizar 30 de eficiência.

Ainda pelo Vasco, outros dois jogadores se destacaram: o ala Gemerson, com um duplo-duplo de 15 pontos e 11 rebotes (20 de eficiência), e Duda Machado, autor de 12 pontos e seis assistências. Pelo Brasília, o destaque foi o norte-americano Zach Graham, que marcou 25 pontos na sua estreia no NBB CAIXA.

 

Pinheiros abre vantagem no 1º quarto e supera Bauru

O começo do EC Pinheiros no NBB CAIXA 2018/2019 foi insano. Com grande atuação no primeiro quarto, o time da capital paulista venceu o Sendi/Bauru Basket, por 92 a 81, em duelo no Ginásio Henrique Villaboim, em São Paulo (SP).

Quatro jogadores comandaram a vitória do Pinheiros. Com 20 pontos, o norte-americano Kenny Dawkins foi o cestinha da equipe, seguido por seu compatriota Bennett, que marcou 18. Já o pivô Renato e o ala Isaac contribuíram com 17 e 14 pontos, respectivamente.

O primeiro período do Pinheiros foi arrasador, especialmente nos três minutos finais. Com o placar em 13 a 9, o time do técnico César Guidetti acertou três bolas de três seguidas, com Isaac e Bennett e Betinho, e levou a vantagem para 22 a 11. Depois, Dawkins ainda acertou mais uma de 3 e a equipe fechou o período inicial com 27 a 12 de frente.

 

Em Fortaleza, Flamengo domina Basquete Cearense

O Flamengo mostrou a força de seu elenco logo na rodada de abertura do NBB CAIXA 2018/2019. Mesmo na Arena CFO, em Fortaleza, o time rubro-negro se impôs e venceu o Basquete Cearense, por 73 a 54, em duelo que contou com transmissão ao vivo pelo Facebook.

Eleito o melhor jogador do NBB CAIXA na última temporada, o ala Marquinhos comandou a vitória do Flamengo e foi o cestinha do jogo, com 21 pontos. Três vezes MVP da competição, o camisa 11 ainda teve quatro rebotes e duas assistências e foi o jogador mais eficiente da partida (19).

Além de Marquinhos, outros oito jogadores do Flamengo pontuaram na partida, com destaque para Jhonatan, que marcou 15, e Anderson Varejão, autor de um duplo-duplo de 12.

“É muito bom estrear com vitória. A gente sabe que eles viriam com uma defesa dura e viemos preparados. Acho que entramos muito focados e sabendo o que tínhamos que fazer em todos os momentos. Defensivamente jogamos bem firme e forte e isso nos ajudou muito durante o jogo”, disse Varejão.

 

Confira os próximos jogos do NBB CAIXA:

15/10 (Segunda-feira)
20h - Botafogo x Joinville/AABJ
20h - Universo/CAIXA/Brasília x Flamengo - ao vivo no Facebook
20h - EC Pinheiros x São José Basketball

16/10 (Terça-feira)
20h - Corinthians x Sesi Franca Basquete - ao vivo na ESPN

17/10 (Quarta-feira)
20h - São José Basketball x Basquete Cearense
20h30 - Flamengo x Joinville/AABJ - ao vivo no Twitter

18/10 (Quinta-feira)
20h45 - Mogi das Cruzes/Helbor x EC Pinheiros - ao vivo no BandSports

19/10 (Sexta-feira)
19h - Vasco da Gama x Joinville/AABJ
21h10 - Corinthians x Paulistano/Corpore - ao vivo no Fox Sports

20/10 (Sábado)
14h - Sesi Franca Basquete x Flamengo - ao vivo no Band
19h - Mogi das Cruzes/Helbor x Basquete Cearense - ao vivo no Facebook

==> Foto: Felipe Mendez / Universo Brasília

SHOW CELIA RABELO "PINTURA E PARTITURA" CASA THOMAS JEFFERSON

O show “Pintura e Partitura” busca unir duas artes e trabalhar com os sentidos do ser, trazendo à audição do público de bom gosto, canções de compositores brasileiros que serão interpretadas pela cantora Celia Rabelo e Trio, e que fazem parte das pinturas em aquarela do artista Alexandre Zilahi que estarão em exposição com o tema “Música, tons e cores”.

O show traz referências de intérpretes e compositores que fazem parte da história da Música Popular Brasileira e da Bossa Nova, com repertório selecionado de autores como Ary Barroso, Edu Lobo, Chico Buarque, Dorival Caymmi, Djavan, João Bosco, Luiz Melodia, Roberto Menescal, Ivan Lins e outros.

Natural de Brasília, Celia valoriza e interpreta música popular brasileira de qualidade.

Além da voz marcante e precisão na divisão rítmica e melódica, seu carisma e desprendimento no palco, conquistam públicos de todas as idades por onde passa.

Participou de inúmeros projetos, tanto no Brasil quanto no exterior, a convite de diversas entidades e além de ter gravado o CD “Tudo bem”, tem o registro de sua voz em várias gravações.

Celia Rabelo será acompanhada por Félix Júnior (violão 7 cordas), Márcio Bezerra (sax, clarineta e flauta) e Manga (bateria).


SERVIÇO:

Célia Rabelo em Pintura e Partitura
Data: 19/10/18
Horários:
- 18h30 – Cocktail de abertura da exposição “Música, tons e cores” por Alexandre Zilahi e
- 20h – Show da cantora Celia Rabelo e trio
Local: Casa Thomas Jefferson – SEP SUL 706/906
Entrada Franca
Classificação indicativa: Livre
Produção: Marizan Fontinele

==> Foto: Divulgação

Jogos Olímpicos da Juventude: brasiliense Gilbert Klier Júnior é bronze em Buenos Aires

O tênis brasileiro é bronze nos Jogos Olímpicos da Juventude. Na disputa pela medalha, o brasiliense Gilbert Klier Júnior, 18 anos, derrotou o búlgaro Adrian Andreev, nesta sexta-feira (12), no jogo válido pelo terceiro lugar, em Buenos Aires, na Argentina, por 6/4 e 3-1 (desistência). Andreev abandonou por problemas físicos.

É a terceira medalha olímpica do Brasil na história dos Jogos, que estão em sua terceira edição agora na capital argentina - em 2014, em Nanjing, na China, o gaúcho Orlando Luz foi prata em simples e, ao lado do paulista Marcelo Zormann, ouro nas duplas.

Gilbert, único representante do Brasil no tênis em Buenos Aires, é o atual número 12 do ranking mundial juvenil - deve agora ficar entre os 10 - e foi cabeça de chave número 7 no torneio. Ao final da disputa, no saibro do Buenos Aires Lawn Tennis Club, comemorou a medalha e resultados de destaque ao longo da semana, como a vitória, nas quartas de final, diante do número 2 do mundo, o argentino Sebastian Baez. "É difícil colocar em palavras o que estou sentindo. Muito feliz com o bronze e de estar nos Jogos. Muito bom estar aqui, vivendo essa experiência de Olimpíadas. Uma semana muito positiva, em que fiz bons jogos, ganhei de bons jogadores. Uma sensação incrível de poder conquistar medalha, subir no pódio e uma sensação melhor ainda você poder representar o seu País. Uma motivação incrível. Tentarei outras medalhas, não sei se em Tóquio (2020) ou Paris (2024). Mas estou muito contente com esta primeira", afirmou Gilbert, que tem o patrocínio de Belmont Esportes e Yonex, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis (CBT). Ele treina na academia Tennis Route.

Resultados nesta temporada 
O brasiliense Gilbert Klier Júnior, um dos destaques do tênis juvenil brasileiro, é o 12º no ranking mundial juvenil. Ele tem conquistado vitórias e títulos no Circuito Mundial Junior ITF e garantiu vaga nesta temporada nos três Grand Slam de Juniores - Roland Garros, Wimbledon e US Open. Gilbert chegou, na edição 2018, nas quartas de final em Wimbledon (simples) e US Open (duplas).

Já pelo Circuito Mundial Junior ITF 2018, comemorou resultados importantes nos últimos meses. Em agosto, ficou com o título de simples do Torneio de Maryland, nos Estados Unidos, preparatório para o US Open. Em abril, foi campeão de duplas da Plovdiv Cup, na Bulgária, com o também brasileiro Igor Gimenez, e vice ao lado de Natan Rodrigues, do Brasil, no 23º Open International de Beaulieu-sur-Mer, na França. No mês de março, conquistou os títulos de simples e duplas – com Natan – da Copa Paineiras, em São Paulo (SP).

No mês de abril, na Turquia, Gilbert disputou dois torneios Future, marcando os seus primeiros dois pontos no ranking da ATP, ao passar pelo qualifying - após vencer três rodadas - e chegar até as quartas de final da chave principal. Em 2019, se dedicará ao circuito profissional da ATP.

==> Foto: Sergio Llamero / ITF

Os Melhores do Mundo em taguatinga, dias 20 e 21/10, no Teatro da Universidade Católica

A Cia. de Comédia Os Melhores do Mundo é hoje um dos mais atuantes grupos de teatro do país com 23 anos de carreira e mais de 15 espetáculos montados. Já se apresentou em todas as capitais do Brasil, fez quatro temporadas em Portugal e três nos Estados Unidos. Ganhou por dois anos seguidos o Prêmio Risadaria, o mais importante prêmio do humor brasileiro. Esse ano se prepara para filmar o seu primeiro longa metragem, Hermanoteu – O Filme. Baseado no espetáculo Hermanoteu na Terra de Godah, um dos maiores sucessos do grupo, o filme deve ser lançado em julho de 2019.

Sobre Hermanoteu
Hermanoteu na Terra de Godah, é um espetáculo reverenciado pelo público, onde os seis atores da Cia revezam-se em dezenas de personagens e aprimoram uma de suas principais características: improvisando sobre fatos da atualidade, aproximam o passado do presente pela comodidade. Neste espetáculo, orgulhosamente temos a participação especial do humorista Chico Anysio, interpretando Deus (com textos em off).

No palco, encontramos entre as perdidas páginas do Antigo Testamento, Hermanoteu. Típico hebreu do ano zero – camarada, bom pastor e obediente –, que recebe uma missão divina: guiar Seu povo à Terra de Godah. Num cenário que representa um imenso deserto, nosso protagonista cumpre uma jornada de humor, encontrando personagens históricos e caricatos, sem qualquer compromisso com cronologia ou religiosidade, apenas com o riso.

Percorrendo o mesmo caminho de sucesso do espetáculo, o DVD de Hermanoteu na Terra de Godah lançado em dezembro de 2009, esta entre os mais vendidos de todo o Brasil, ficando durante meses no TOP FNAC.


SERVIÇO:

Os Melhores  do Mundo - Hermanoteu na Terra de Godah
Local: Teatro da Universidade Católica de Brasília - Taguatinga
Data: 20 e 21 de outubro 
Horário: Sábado 21h | Domingo 20h
Ingressos: R$ 40 meia | R$ 80 inteira || R$ 35 alunos da Católica
Pontos de Vendas: Loja do Ingresso (Taguatinga Shopping), Açaí Artesanal (Pistão Sul), Central de ingressos do Brasília Shopping e site tudus.com.br
Classificação: 14 anos
Informações: (61) 3326-0251

==> Foto: Divulgação