SUPERLIGA MASCULINA 15/16: Sada Cruzeiro e Brasil Kirin decidem o título neste domingo

Primeiro e terceiro colocados na fase classificatória da Superliga masculina de vôlei 2015/2016, Sada Cruzeiro (MG) e Vôlei Brasil Kirin (SP) se enfrentam na busca pelo título da competição neste domingo (10.04), às 9h45, com transmissão ao vivo da Globo e do SporTV. A partida será realizada no ginásio Nilson Nelson, em Brasília, o mesmo onde o Rexona-AdeS (RJ) conquistou o 11º título no domingo passado (03.04).

A equipe mineira busca seu quarto título, enquanto o time paulista chega pela primeira vez a disputa da final. Nesta decisão, há um tom argentino. Dois de cada lado apresentam experiências vividas no país vizinho. Levantador do Sada Cruzeiro e oposto do Brasil Kirin, William e Wallace Martins viveram, juntos, quatros anos vencedores na Argentina. Já o técnico Marcelo Mendez e o levantador Gonzalez são nascidos por lá e brilham no Brasil.

Neste clima, William e Wallace se reencontram com grandes recordações. "Jogamos quatro anos juntos, éramos vizinhos e, além de um grande jogador, o William é uma pessoa de grande caráter. Vivemos quatro anos maravilhosos juntos e temos um carinho muito grande um pelo outro", disse o capitão do Brasil Kirin, Wallace Martins, que elogiou o adversário da final.

"O favoritismo deles é total, mas, se trata de uma final em jogo único e, assim, qualquer coisa de errado que aconteça pode comprometer. Nós acreditamos muito nesse título. Ao longo do returno e dos playoffs nosso time cresceu bastante, depois passamos por uma semifinal muito dura e isso aumentou a nossa expectativa", afirmou o oposto do Brasil Kirin, lembrando o playoff contra o Funvic/Taubaté, quando o Brasil Kirin venceu por 2 jogos a 1.

O levantador do Sada Cruzeiro retribui os elogios. "Tenho boas lembranças da Argentina e do tempo em que joguei lá com o Wallace. Foi um período muito legal que vivemos. Já são quase 10 anos que fui para lá, onde conquistei vários títulos, sendo quatro campeonatos argentinos, e eu e o Wallace fizemos uma parceria muito boa. Morávamos perto, íamos para os treinos juntos e foi realmente uma fase ótima", disse William.

O jogador do time mineiro ainda destacou qualidades do adversário. "Eles têm um excelente levantador, que também ganhou muita coisa na Argentina, e é um cara que lê o jogo muito bem. Teve uma adaptação rápida aqui no Brasil e não só ele, como todo o time do Brasil Kirin, nos preocupam. Eles têm várias qualidades, mas nós temos que imprimir nosso ritmo de jogo e buscar esse título", afirmou William.

Argentinos de verdade

Além dos brasileiros com experiência na Argentina, a Superliga conta com dois craques nascidos por lá, um dentro e outro fora de quadra. O levantador do Brasil Kirin, Gonzalez, chegou nesta temporada e já ajudou a equipe campineira a chegar a final. O técnico do Sada Cruzeiro, Marcelo Mendez, está há sete anos no Brasil e já foi campeão três vezes.

"Nesta final, temos alguns jogadores que passaram pela Argentina, já que, além de William e Wallace Martins, o Olteanu também jogou lá, e acho que eles conquistaram um crescimento como atleta e profissional. Pegaram muita coisa do voleibol argentino e estão transmitindo aqui no vôlei brasileiro", comentou Mendez.

O levantador do Brasil Kirin, Gonzalez, afirma que seu time está pronto para ganhar. "Todos sabem que do nível do Sada Cruzeiro. Eles são os melhores do mundo, mas nós não queremos ser os melhores, nós só queremos ganhar no domingo. A final da Superliga é uma festa muito linda, nós temos um time novo, que nunca participou disso tudo, mas viemos aqui para tentar ganhar deles, claro. Sabemos que temos que jogar o nosso máximo, mas é possível", afirmou Gonzalez.

Wallace, o maior pontuador da Superliga

A final da Superliga 15/16 conta com um grande destaque. O oposto do Sada Cruzeiro, Wallace, entra em quadra neste domingo como maior pontuador da competição. O jogador tem 3.198 pontos de ataque, 359 de bloqueio e 201 de saque, somando 3.758 pontos já feitos desde que começou a disputar a Superliga, aos 19 anos, há 10 temporadas.

Os 3.758 pontos foram conquistados ao longo de 284 jogos, sendo cinco deles válidos por finais da principal competição do vôlei brasileiro. Com três títulos de Superliga no currículo, Wallace chega para a decisão motivado. "Nosso time sempre entra em quadra para vencer e dessa vez não vai ser diferente. Queremos muito esse título", disse o oposto.

Retrospecto desta final

Para chegar a decisão, o Sada Cruzeiro encerrou a fase classificatória da Superliga na primeira colocação da tabela, com 55 pontos. Nas quartas de final, eliminou o São José Vôlei (SP), que classificou em oitavo, com 2 jogos a 0, e, na semifinal, passou pelo Sesi-SP pelo mesmo placar.

O Brasil Kirin ficou na terceira posição na fase de classificação, com 44 pontos. Na fase seguinte, enfrentou o Bento Vôlei/Isabela (RS) e seguiu adiante para a semifinal, quando eliminou o Funvic/Taubaté, que havia classificado em segundo lugar.

No histórico de confrontos, desde a temporada 10/11, quando começou o projeto em Campinas (SP), são oito vitórias do Sada Cruzeiro e quatro do Brasil Kirin.

==> Foto: Célio Messias / Inovafoto / CBV

0 comentários:

Postar um comentário