SELEÇÃO FEMININA: Brasil supera a Holanda e consegue a quinta vitória na Liga das Nações

A seleção feminina não deu chances para a Holanda e conseguiu a quinta vitória na Liga das Nações. Pela segunda etapa da competição, o Brasil jogou diante de um bom público e venceu a Holanda por 3 sets a 0 (25/16, 25/15 e 25/23), no ginásio Nilson Nelson, em Brasília. As ponteiras Gabi e Pri Daroit e a oposta Kisy foram as maiores pontuadoras do confronto, com 13 acertos cada. As brasileiras voltam à quadra no próximo sábado (17.06) às 15h contra a Holanda. O sportv 2 transmite ao vivo e os ingressos estão esgotados.

Pri Daroit, ponteira, marcou 13 pontos (12 de ataque e um de bloqueio)
“Estudamos muito o time delas e a equipe se comportou muito bem nessa vitória. Estou muito feliz e realizada por voltar a seleção brasileira. Acredito que eu voltei no momento certo. A chegada da Gabi me ajudou muito. Nós dividimos quarto e conversamos bastante. É muito bom ter esse convívio com o Zé as meninas. Quero crescer e evoluir o máximo que puder. Estou muito satisfeita, mas acredito que ainda tenho muito o que melhorar e vou buscar isso no dia a dia”.

Gabi, capitã e ponteira, fez 13 pontos (todos de ataque)
“Foi mais uma vitória em um jogo importante. Nosso time foi um pouco mais consistente do que contra a Turquia. Apostamos na agressividade do saque e elas tiveram bastante dificuldade no passe, facilitando nosso bloqueio e defesa. Tivemos um volume grande na defesa e conseguimos contra-ataques importantes. Jogamos com inteligência, com menos erros e essa é a nossa pegada. Estamos crescendo a cada jogo, subindo um degrau a cada partida”.

José Roberto Guimarães, treinador do Brasil
“Foi uma vitória muito importante na nossa busca pela classificação para a fase final. O time se comportou muito bem e todas as jogadoras tiveram uma boa participação na partida. Também tenho que agradecer ao público de Brasília que compareceu mais uma vez em bom número e nos incentivou durante toda a partida”.

Para a segunda etapa da Liga das Nações o técnico José Roberto Guimarães selecionou as levantadoras Macris e Roberta; as opostas Rosamaria e Kisy; as centrais Carol, Diana, Lorena e Júlia Kudiess; as ponteira Gabi, Pri Daroit, Julia Bergmann e Ana Cristina; e as líberos Natinha e Nyeme.

A Liga das Nações reúne as 16 melhores seleções de voleibol do planeta. Em 2022, a competição será realizada em duas fases. A primeira tem três etapas. Em cada uma, os times são divididos em dois grupos e cada um joga quatro vezes. Os grupos e os confrontos de cada semana são definidos por sorteio. Os oito melhores desta fase avançam para a fase final, que acontece de 13 a 17 de julho, em Ancara (Turquia). A etapa de Brasília da Liga das Nações feminina foi realizada pela CBV em parceria com o governo do Distrito Federal. 

Liga das Nações

Primeira etapa - Shreveport – Bossier City – Louisiana
31/05 – Brasil 3 x 1 Alemanha (29/27, 23/25, 27/25 e 25/21)
02/06 – Brasil 3 x 0 Polônia (25/23, 25/21 e 25/22)
03/06 – Brasil 3 x 1 República Dominicana (25/9, 16/25, 25/18 e 25/17)
04/06 – Brasil 0 x 3 Estados Unidos (21/25, 20/25 e 18/25)

Segunda etapa - Brasília (DF)
15/06 – Brasil 3 x 1 Turquia (19/25, 25/23, 25/23 e 25/23)
16/06 – Brasil 3 x 0 Holanda (25/16, 25/15 e 25/23)
18/06 – Brasil x Itália, às 15h, no sportv 2
19/06 – Brasil x Sérvia, às 10h, na Rede Globo e no sportv 2

==> Foto: Wander Roberto/Inovafoto/CBV

0 comentários:

Postar um comentário