Escolinha de Criatividade completa 50 anos em 2019. Lançamento de livro dia 29/03, às 19 horas

A Biblioteca Infantil da 104/304 Sul é um patrimônio do DF. Dedicado à leitura, e ao ensino de artes, esse espaço de educação inovadora integra o projeto urbano de Lúcio Costa para as superquadras e foi inaugurado em 1969. Oscar Niemeyer projetou uma biblioteca onde as crianças alcançam as prateleiras e escolhem o que vão ler. Anísio Teixeira e Darcy Ribeiro incrementaram o conceito. O jardim mora dentro do prédio e os livros são o ponto de partida para a imaginação, a criatividade e o conhecimento do mundo.

O primeiro evento de comemoração de 50 anos da Biblioteca Infantil - Escolinha de Criatividade será na sexta-feira, dia 29 de março, às 19h. Na ocasião, acontece o lançamento do livro “O Casamento da Girafa com o Leão” e conversa com as autoras, Flávia Ribas e Carmen San Thiago. O evento é gratuito, e dedicado também às crianças. Haverá lanche, música ao vivo com o Trio Mandala e acessibilidade para deficientes auditivos, com a presença da intérprete de Libras Bárbara Barbosa. O evento é patrocinado pela agência Torre Comunicação e Estratégia.

Sobre o livro
“O Casamento da Girafa com o Leão” é a primeira obra da autora brasiliense Flávia Ribas e tem ilustrações de Carmen San Thiago, artista radicada em Brasília. O livro conta a história de dois bichos da savana africana que se casam, apesar de serem de espécies diferentes e do olhar de estranhamento dos demais bichos da floresta. É uma fábula sobre a diversidade e o amor, com os bichos que as crianças adoram: zebras, elefantes, macacos, rinocerontes, hipopótamos, além dos protagonistas. A história foi inspirada em um casal amigo da autora, e em suas vivências no continente africano, e mostra também os ipês floridos do cerrado. A publicação é da Abaré Editorial com fotos e produção da Magneto Fotografia.

Sobre as autoras
A escritora brasiliense Flávia Ribas é jornalista formada pela UnB e pela Universidade de Rennes, na França.  Estudou literatura infanto-juvenil na Universidad Autónoma de Barcelona e publica o seu primeiro livro em 2019. Trabalhou durante 5 anos com os direitos da criança no UNICEF no Brasil e foi voluntária das Nações Unidas na Guiné Bissau, além de tradutora no Fórum Social Mundial de Nairobi, no Quênia, região que inspirou o cenário dessa história. Trabalha atualmente como consultora de comunicação e é mãe de Ana Maisha, que tem 9 anos.

A ilustradora Carmen San Thiago, natural de Rondônia, fez carreira artística no DF. Formada pela Faculdade Dulcina, em 2003, Carmen fez pós graduação no Instituto Europeu de Design e foi premiada, em 2017, com o prêmio Sesc Cândido Portinari de pintura. Além de aquarelas e pinturas em tinta acrílica, a artista trabalha com Direção de Arte para cinema e estuda teatro. Tem duas filhas, a Gabriela, de 23 anos e a Beatriz, de 4.

Sobre a Biblioteca Infantil 104/304 Sul e Escolinha de Criatividade
A Biblioteca Infantil 104/304 Sul está hoje ligada à Secretaria de Educação do GDF e mantida também com o apoio do Grupo de Pais e Amigos da Biblioteca Infantil (GPABI).

A comemoração dos 50 anos também será ocasião para lembrar da importância do espaço e da Escolinha de Criatividade. Cerca de 200 crianças frequentam atualmente a Escolinha de Criatividade. As aulas acontecem duas vezes por semana, em dias alternados. A biblioteca, claro, também é usada para empréstimo de livros. São cerca de 10 mil títulos com a curadoria de professores especializados da rede pública de educação.

Em 2018, uma portaria da Secretaria de Educação do GDF colocou em risco as atividades que acontecem no edifício tomado pelo Patrimônio do DF. Em uma tentativa de normatizar as bibliotecas públicas e escolares, a Secretaria de Educação determinou um número máximo de professores e indicou que professores readaptados, ou seja, afastados das salas de aula, cuidassem das bibliotecas. A elaboração da portaria não levou em conta uma necessidade exclusiva da Biblioteca Infantil, onde as crianças efetivamente assistem aulas e necessitam de professores regentes.

Desde o ano passado, um grupo de pais e amigos da biblioteca (GPABI) se esforça, com contribuições voluntárias e mobilização, para manter as atividades, juntamente com a direção da Escolinha.

História – Na década de 60, o local foi pensado na estratégia de educação integral, de Anísio Teixeira e Darcy Ribeiro, junto com a construção das escolas classe e parque. Os planos sugeriam que outras bibliotecas semelhantes fossem construídas nas superquadras do Plano Piloto, mas o projeto não seguiu adiante. Ainda assim, a Biblioteca Infantil guarda os tesouros de sua história e transmite, aos alunos que passam por ali, a importância da arte, da cultura e da leitura para o aprendizado e a descoberta do mundo. Várias gerações da cidade passaram por essa escola. Alguns exemplos são os escritores premiados Alessandra Roscoe e Roger Mello, reconhecido internacionalmente por sua obra de livros ilustrados com o Prêmio Hans Christian Andersen, considerado o Nobel da Literatura Infanto-Juvenil.

A Escolinha de Criatividade é parte do Movimento de Escolinhas de Arte do Brasil (MEA), que data da década de 60, período de construção da capital. Na década de 70, a biblioteca já manteve parcerias com Embaixadas e os alunos participaram de concursos literários e eram premiados com visitas a países estrangeiros. O acervo e a memória do espaço serão apresentados ao público em outubro, em exposição planejada pela direção do local.  


SERVIÇO:
50 anos da Escolinha de Criatividade
Lançamento do Livro "O Casamento da Girafa com o Leão"
Mediação de leitura, pintura ao vivo e conversa com as autoras Flávia Ribas e Carmen San Thiago
Música instrumental ao vivo com Trio Mandala
Evento gratuito e acessível com tradução em Libras
Será servido lanche para as crianças
Sexta-feira, 29 de março, a partir das 19h
Local: Biblioteca Infantil 104/304 Sul (na Entrequadra, em frente aos Correios)

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário