Mart’nália mistura estilos musicais em temporada de shows no Teatro da CAIXA

Mart'nália samba desde que nasceu, mas sempre ouviu e gostou de tantos outros estilos musicais. No show + Misturado, que acontece de 6 a 9 de setembro, quinta e sexta, às 20h, sábado, às 18h e às 20h, domingo, às 19h, no Teatro da CAIXA, a cantora e compositora mostra como se apaixonou por música, juntando composições de nomes como Gilberto Gil, Ana Carolina e Caetano Veloso a canções do disco homônimo, lançado em 2017. Serão cinco apresentações, com patrocínio da CAIXA.

Acompanhada dos músicos Humberto Mirabelli (violão, guitarra e vocal), Rodrigo Villa (baixo e vocal), Macaco Branco (percussão e vocal), Thiago Silva (percussão, cavaco e vocal) e Analimar Ventapane (percussão e vocal), Mart’nália apresentará sucessos como Cabide (Ana Carolina); Tava por ai (Mombaça e Mart'nália); Ela é minha cara (Ronaldo Bastos e Celso Fonseca), bem como músicas que foram gravadas no álbum + Misturado. Entre elas, clássicos da MPB, como Ela disse-me assim / Loucura (Lupicínio Rodrigues); Estrela (Gilberto Gil); Tempo de Estio (Caetano Veloso); Linha do Equador (Djavan/Caetano Veloso); Ninguém conhece ninguém (Martinho da Vila) e Se você disser adeus (Geraldo Azevedo/Capinan).

O público pode se preparar, pois as apresentações prometem ser bem animadas no melhor estilo Mart’nália. “Eu adoro fazer este show, e num palco de teatro onde eu fico bem pertinho do público, fica ainda mais vibrante”, afirma a cantora. Mart’nália gravou seu primeiro álbum em 1985, e de lá para cá, ela não parou mais. Com 4 DVDs e 10 CDs lançados, estourou inúmeros sucessos em trilhas de novelas e nas rádios de todo o Brasil. Com + Misturado, arrematou o 18º Latin Grammy como o melhor disco de samba.

Incentivo à cultura:
A CAIXA investiu mais de R$ 385 milhões em cultura nos últimos cinco anos. Em 2018, nas unidades da CAIXA Cultural em Brasília, Curitiba, Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, está prevista a realização de 244 projetos de Artes Visuais, Cinema, Dança, Música, Teatro e Vivências.

A CAIXA Cultural Brasília, inaugurada em 1980, foi o primeiro espaço cultural instituído pela CAIXA. Localizada na região central de Brasília, perto da estação Galeria do metrô e da rodoviária do Plano Piloto, possui cinco galerias, teatro, sala multimídia e Jardim das Esculturas. Em 2018, está prevista a realização de 60 projetos e o retorno do Programa Educativo CAIXA Gente Arteira.

Vídeo:
Pra que Chorar
, do DVD “MPB em Cena”:
youtube.com/watch?v=sBAOBRO6QT 4

Ficha técnica:
Músicos:
Violão, guitarra e vocal: Humberto Mirabelli
Baixo e vocal: Rodrigo Villa
Percussão e vocal: Thiago Brito
Percussão, cavaco e vocal: Thiago Silva
Percussão e vocal: Analimar Ventapane
Manager: Marcia Alvarez
Sonorização e PA: Rodrigo Delacroix
Palco e roadie: Marlon Andreata
Direção e roteiro do show: Mart’nália e Marcia Alvarez
Produção executiva: Vander Lopes. Letícia Trindade e Glauker Bernardes
Assessoria de imprensa: Rodrigo Machado - Território Cultural
Produção local: Elias Oliveira


SERVIÇO:

Mart’nália em “+ Misturado”
Local: CAIXA Cultural Brasília - Teatro da CAIXA (SBS Quadra 4 Lotes 3/4 – Edifício anexo à Matriz da Caixa).
Temporada: dias 6, 7 8 e 9 de setembro de 2018.
Horário: quinta e sexta, às 20h, sábado, às 18h e às 20h, domingo, às 19h.
Bilheteria: (61) 3206-6456.
Ingressos: R$ 30,00 e 15,00 (meia entrada para estudantes, professores, maiores de 60 anos, funcionários e clientes CAIXA e doadores de brinquedo).
Duração: 80 minutos.
Classificação indicativa: 14 anos.
Capacidade: 406 lugares (8 para cadeirantes).
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: CAIXA

==> Foto: Marta Azevedo

0 comentários:

Postar um comentário