Segundo volume dos Escritos musicais de Adorno ganha edição brasileira

A predileção de Adorno pela música é de conhecimento notório ao examinar sua obra: dos vinte tomos de suas Obras reunidas, oito são dedicados exclusivamente à música. É neste contexto que chega ao leitor brasileiro Quasi una fantasia, segundo volume dos Escritos Musicais, lançamento da Editora Unesp.

“Como objeto, a enorme produção sobre música diz muito, e sua particularidade vai além da mera discussão técnica ou sociológica”, escreve Eduardo Socha, que traduziu a obra. “Não seria exagerado dizer que parte considerável dessa produção apresenta modelos concretos de um fazer filosófico.”

Ao longo de seus três “grandes movimentos”, para se apropriar da linguagem musical, o texto adorniano exibe desde o registro mais íntimo, que chega a lembrar certo tom confessional dos diários, até as análises técnicas mais complexas sobre a composição serial. Essa flexibilidade intelectual e poética oferece uma oportunidade privilegiada para compreendermos não apenas os impasses da música contemporânea, mas, sobretudo, o alcance da escrita filosófica de Adorno. “Ou seja, empenha-se em dar estatuto filosófico àquilo que estaria reservado à experiência literária, à fantasia ou à intimidade (a princípio, irrelevante) do autor. Disso resulta uma flexibilidade intelectual e poética impressionante, tendência perceptível em outras obras, mas que neste livro adquire um vigor incomparável”, pontua Socha.

“Comparada à linguagem denotativa [meinende Sprache], a música é uma linguagem de tipo totalmente distinto. Seu elemento teológico reside aí. O que ela diz, o que se manifesta, é ao mesmo tempo determinado e oculto. Sua ideia assume a configuração do Nome divino”, pontifica Adorno.

Esta Coleção objetiva editar os trabalhos mais importantes de Adorno ainda não publicados em português, assim como algumas novas traduções que se mostraram necessárias tendo em vista padrões atuais de edição de textos acadêmicos. Destacam-se, dentre outros já publicados, Introdução à Sociologia da Música - 2ª edição, Correspondência 1928-1940 Adorno-Benjamin – 2ª edição, Para a metacrítica da teoria do conhecimento e Três estudos sobre Hegel.

Sobre o autor – Theodor W. Adorno (1903-1969) foi um filósofo alemão e um dos principais teóricos da cultura. Fez parte da corrente conhecida como Escola de Frankfurt, ao lado de Max Horkheimer, Walter Benjamin e Jürgen Habermas.

TítuloQuasi una fantasia 
Autor: Theodor W. Adorno
Tradutor: Eduardo Socha
Número de páginas: 449
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 74,00
ISBN: 978-85-393-0718-0

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário