Versátil, Ediouro comemora liderança em listas de mais vendidos do ano

Dona de selos que alcançam públicos e gêneros literários variados, a Ediouro comemora o fechamento de 2017 ocupando a ponta de três das seis listas de livros mais vendidos do site Publish News. Além de liderar os rankings de obras infanto-juvenis e de autoajuda, a editora é responsável pelo livro mais vendido do ano no Brasil, entre todas as categorias.
 
Batalha espiritual: Entre anjos e demônios, do padre Reginaldo Manzotti, teve 138.156 exemplares comercializados em 2017, quase 4 mil a mais que o segundo colocado da lista geral. Na categoria autoajuda, a vantagem da obra lançada pelo selo Petra é ainda maior: mais de 10 mil exemplares de distância.
 
O outro campeão é o livro Felipe Neto, do selo Coquetel, em que o influenciador digital revela detalhes de sua vida pessoal para os fãs. Mesmo tendo sido lançado apenas em setembro, a obra já teve 110.040 exemplares vendidos e lidera a lista da categoria infanto-juvenil, além de estar entre das dez primeiras no ranking geral.
 
“Foi um ano muito positivo para nós”, avalia Jorge Carneiro, presidente da Ediouro. “O fato de liderarmos duas categorias, além de termos o livro mais vendido do ano, mostra que estamos no caminho certo no sentido de sermos uma editora versátil, capaz de atender públicos e gostos variados”.
 
Fundada em 1937, a Ediouro é uma das editoras mais tradicionais e respeitadas do Brasil. Também fazem parte do grupo os selos Nova Fronteira, responsável pelo lançamento de grandes clássicos da literatura brasileira, e Pixel, focado no universo geek.

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário