Exposição de JOSAFÁ NEVES apresenta pinturas, gravuras e esculturas na CAIXA Cultural

A palavra ‘Diáspora’ vem do grego – ‘dia’, à parte, separado; ‘spora’, disseminar sementes para que elas cresçam. No sentido contemporâneo, significa dispersão, retirada de povos de seu local de origem. Por extensão, deslocamento, normalmente forçado, de grandes massas populacionais. Entre 1500 e 1900, milhões de africanos foram transportados e escravizados em vários continentes. A Diáspora Africana do Artista Plástico Josafá Neves é assumida, conforme a acepção de Nei Lopes, como o rico patrimônio cultural construído pelos descendentes de africanos no Brasil. Esta visão provocou o artista a criar um grande conjunto de obras que poderá ser visto a partir do dia 22 de março na Galeria Principal da CAIXA Cultural Brasília. A exposição fica aberta durante 54 dias, até 14 de maio.

DIÁSPORA - JOSAFÁ NEVES reúne esculturas, pinturas e gravuras que são resultado de quatro anos de pesquisa. Para a mostra, o artista selecionou o que ele batiza de ‘ícones da Diáspora Negra no Brasil’. São retratos de personalidades fundamentais da cultura brasileira, representações do patrimônio imaterial da cultura afro-brasileira e símbolos da religiosidade de matriz africana.

Segundo o curador Bené Fonteles, “A ‘Diáspora’ pintada por Josafá Neves e mais do que nos acusa, ela nos instiga, provoca para uma consciência além da negritude, que nos felizmente tinge do melhor o sangue de nossos corpos mestiços e nos faz além de plurais, originais e singulares aos olhos do mundo”.


SERVIÇO
Local: CAIXA Cultural Brasília | Galeria Principal (SBS Quadra 4 Lotes 3/4)
Abertura: 21 de março de 2017, às 19h
Visitação: 22 de março a 14 de maio de 2017
Horário: de terça-feira a domingo, das 9h às 21h
Informações: 61 3206-9448 | 61 3206-9449
ENTRADA FRANCA
Classificação etária: Livre para todos os públicos

==> Foto: Glênio Lima

0 comentários:

Postar um comentário