EXPOSIÇÃO “NÓS” CHEGA À CAIXA CULTURAL

A CAIXA Cultural Brasília abre a exposição “Nós” para visitação na próxima quarta-feira (14). Obras de 10 artistas brasileiros contemporâneos podem ser vistas gratuitamente na mostra até seu encerramento, em26 de fevereiro de 2017. O projeto discute as relações de afeto por meio de 23 trabalhos. São desenhos, objetos, performances, instalações, vídeos, bordados, diagramas, esculturas e pinturas que mostram, assim, os antagonismos contidos nos relacionamentos.

O título Nós, de acordo com a curadora da exposição, Fernanda Pequeno, sintetiza a ideia de um laço tão apertado que pode, inclusive, ser impossível de ser desatado. “O entrelaçamento das obras e a forma de composição do ambiente expositivo pretendem investigar os campos de forças que os afetos acionam”, completa.

A mostra conta com trabalhos de artistas que lidam com o próprio fazer artístico como uma possibilidade de exercitar o desejo, aproximando pessoas ou lidando diretamente com o corpo e o desejo físico. Outros trabalhos lidam com a casa e o âmbito doméstico das relações interpessoais e da rotina, dos lugares e das pessoas.

Artistas e obras:
Os trabalhos expostos reúnem várias gerações de artistas: Arthur Bispo do Rosário, Alexandre Sá, Ana Miguel, Anna Maria Maiolino, Cristina Salgado, Daniela Mattos, Leo Ayres, Renato Bezerra de Mello, Ricardo Basbaum e Tunga.

Arthur Bispo do Rosário (1911-1989) ficou conhecido por romper os limites entre a insanidade e a arte no Brasil. Em Eu preciso destas palavras Escritas/Desenhos Geométricos, foi usado algodão bordado preso a dois cabos de vassoura fixados por tecidos fortemente costurados.

Anna Maria Maiolino exibirá os vídeos Um momento por favor (1999-2004) e Quaquaraquaqua (2009).

Tunga apresentará o vídeo Medula (2014), uma escultura em borracha de silicone e um desenho sobre papel do Himalaia. A escultura e o desenho são de 2014, ambos sem título.

Alexandre Sá promoverá a performance teu corpo // meu corpo - Nós da paisagem (versão estendida) 2015-2016, usando apenas uma mesa, duas cadeiras e uma pilha de papéis.

Renato Bezerra de Mello ocupará o espaço com três obras. Em Good boys go to heaven, bad boys go everywhere o artista reúne uma infinidade de confetes em forma de anjos, produzidos a partir de uma coleção de revistas com temática homoerótica (2005-2016). Trabalhando em Silêncio é conjunto de sete guardanapos de linho bordados com a ajuda de outras pessoas. Já em Palavras 2016, o artista reúne folhas de A4 transparentes com carimbos pregadas com alfinetes diretamente à parede.

Cristina Salgado participará com um desenho em guache sobre papel, da série Cabeludos (2002). Duas esculturas em técnica mista sobre bases de ferro também serão expostas.

Ana Miguel mostra três instalações Hoje todos devem amar: um sonho do Léry, Notas para Dionísio na tinta de Brasil, e Sonho Escrito em tinta de Brasil.

Completam a exposição uma instalação e o vídeo Discoteca de mão, de Leo Ayres, escritos de Ricardo Basbaum e texto e bordado de Daniela Mattos. 


Serviço:

Exposição Nós
Local: Galeria Principal, Piccola I e II, da CAIXA Cultural Brasília (SBS Quadra 4 Lotes 3/4)
Abertura: 13 de dezembro (terça-feira), às 19h, com presença da curadora Fernanda Pequeno
Dias: 14 de dezembro de 2016 a 26 de fevereiro de 2017
Hora: terça-feira a domingo, das 9h às 21h
Classificação indicativa: livre para todas as idades
Ingressos: entrada franca
Contato: (61) 3206-9448 | 3206-9449

==> Foto: Rafael Adorj

0 comentários:

Postar um comentário