SUPERLIGA FEMININA 16/17: Rio do Sul estreia em casa com vitória sobre o Brasília Vôlei

Na primeira partida em casa, no ginásio Artenir Werner, o Rio do Sul (SC) venceu o Terracap/BRB/Brasília Vôlei (DF) na noite desta quarta-feira (09.11), pela terceira rodada do turno da Superliga feminina de vôlei 2016/2017. A equipe catarinense levou a melhor por 3 sets a 0 (25/18, 25/16 e 25/22), em 1h27 de partida.

Com a vitória, o time de Rio do Sul se recupera da derrota sofrida para o Fluminense (RJ) na rodada anterior, enquanto a equipe de Brasília sofreu o primeiro resultado positivo.

Um dos destaques da partida ficou por conta da ponteira Kasi, do time vitorioso. A atacante teve participação decisiva, foi a maior pontuadora, com 20 acertos,e foi eleita, por votação popular através do site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV), a melhor em quadra, recebendo o Troféu VivaVôlei, programa de responsabilidade social da entidade que atende crianças de 7 a 14 anos por meio de escolinhas.

"Sabíamos que ia ser um jogo muito difícil, a Macris tem um jogo bem rápido e, por isso, o nosso saque tinha que entrar. Estudamos muito e treinamos bastante também para enfrentar esse jogo e deu certo. A nossa torcida está de parabéns. É uma energia incrível que eu ainda não tinha sentido", disse Kasi, que fez sua primeira participação no Rio do Sul em casa.

Jogadora justamente do time de Brasília na temporada passada, a ponteira destacou que não foi possível passar tantas informações a comissão técnico da sua atual equipe. "Passei um pouco do que conhecemos do time delas, mas o técnico é diferente, a forma de jogar é diferente e nos baseamos nos jogos passados", explicou Kasi.

O técnico Fernando Bonatto demonstrou satisfação e elogiou a atuação de uma das ponteiras do seu time. "A Kasi fez um grande trabalho tático dentro do jogo e isso foi muito importante, mas o equilíbrio da equipe que conseguiu dar essa consistência para ela. Conseguimos aproveitar os contra-ataques e hoje, vencer em casa, de uma grande equipe como Brasília nos dá moral e tranquilidade para trabalhar", disse Bonatto.

Pelo lado do Brasília, a central Roberta também falou sobre a partida. "Foi mérito do adversário. Elas jogaram bem, vieram para cima, fizeram muito bom jogo e nós não conseguimos corresponder. Erramos e não conseguimos pará-las. Esse foi o grande erro do nosso time. Hoje, não conseguimos fazer o que viemos determinadas a fazer", analisou Roberta,

Depois de ter a partida pela quarta rodada antecipada, o time de Rio do Sul terá uma pausa na tabela e voltará a jogar no dia 22 de novembro contra a Camponesa/Minas (MG), novamente em casa. Já o Terracap/BRB/Brasília Vôlei viajará ao Rio de Janeiro (RJ) para enfrentar o Fluminense (RJ) pela quarta rodada no dia 18 deste mês.

O JOGO

A partida começou bem disputada, com as equipes trocando pontos e empatando em 2/2. A partir desse momento, o Rio do Sul passou a pontuar mais e abriu 5/2. O time de Brasília reagiu e aproximou no placar em 12/8. Quando o adversário chegou a 15/10, Anderson pediu tempo. A diferença no placar foi a cinco pontos em 15/10 e o Brasília reduziu para dois em 18/16. Quando o time da casa fez 22/18, Anderson pediu tempo. E, com Natiele, o Rio do Sul fechou em 25/18.

Embalado, o time catarinense abriu logo 4/1 no começo do segundo set. No ace de Aline, o Rio do Sul chegou a 6/3. Muito bem no saque, desta vez com Kasi, as donas da casa fizeram 9/5. Quando o placar apontou 13/9, o técnico Anderson pediu tempo. Na volta, com dois pontos de saque de Naiara, o time de Rio do Sul fez 15/9. Com ainda mais um ponto neste fundamento, desta vez com Kasi, 21/12. E, com Aline pelo meio, o Rio do Sul fechou em 25/16.

Roberta abriu o placar do terceiro set a favor do Terrapac/BRB/Brasília. Mas, em um erro do adversário, o Rio do Sul passou a frente em 4/3. No ataque de Kasi, o placar foi a 7/5 a favor do time da casa. No bloqueio de Amanda, a equipe do Distrito Federal passou a frente (12/11) e o técnico de Rio do Sul pediu tempo. Na volta, as donas da casa voltaram a assumir o comando do marcador em 13/12. Quando o adversário fez 16/13, Anderson pediu tempo. No ace de Kasi, 18/14. O placar esteve favorável ao time da casa em 22/18. Brasília reagiu e fez 22/21. Mas, no final, melhor para o Rio do Sul, que venceu por 25/22.

EQUIPES

RIO DO SUL - Carol Leite, Natiele, Camila Paracatu, Alinee, Naiara, e Kasi. Líbero - Jéssica
Entraram - Fran, Franciele, Juliana Paz
Técnico: Fernando Bonatto

TERRACAP/BRB/BRASÍLIA VÔLEI - Macris, Andréia, Roberta, Vívian, Paula Pequeno e Amanda. Líbero - Silvana
Entraram - Mari Helen, Larissa, Fernanda, Michelle, Ana Paula
Técnico: Anderson Rodrigues

SUPERLIGA FEMININA 2016/2017

TERCEIRA RODADA DO TURNO

09.11 (QUARTA-FEIRA) - Rio do Sul (SC) 3 x 0 Terracap/BRB/Brasília Vôlei (DF), às 19h, no ginásio Artenir Werner, em Rio do Sul (SC) (25/18, 25/16 e 25/22)
11.11 (SEXTA-FEIRA) - Genter Vôlei Bauru (SP) x Rexona-Sesc (RJ), às 19h30, no ginásio Panela de Pressão, em Bauru (SP)
11.11 (SEXTA-FEIRA) - São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) x Dentil/Praia Clube (MG), às 20h, na Arena Poliesportiva, em Manaus (AM)
12.11 (SÁBADO) - Renata Valinhos/Country (SP) x Fluminense (RJ), às 14h10, no ginásio Pedro Ezequiel, em Valinhos (SP) - Rede TV
12.11 (SÁBADO) - Sesi-SP x Vôlei Nestlé (SP) , às 20h30, no ginásio da Vila Leopoldina, em São Paulo (SP) - SporTV
14.11 (SEGUNDA-FEIRA) - Pinheiros (SP) x Camponesa/Minas (MG), às 19h30, no ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo (SP)

==> Foto: Clóvs Eduardo Cuco / Rio do Sul

0 comentários:

Postar um comentário