Pesquisador resgata o homoerotismo na narrativa portuguesa contemporânea

Há uma produção significativa na ficção portuguesa contemporânea voltada ao homoerotismo, a homoafetividade e a homotextualidade. Termos diferentes, mas que apontam para uma vértice comum: a expressão do amor, do desejo, dos anseios e das expectativas afetivas entre pessoas do mesmo sexo. Em "Corpo no outro corpo": homoerotismo na narrativa portuguesa contemporânea, lançamento da EdUFSCar, Jorge Vicente Valentim resgata do esquecimento do tempo e das prateleiras de bibliotecas, além de obras e autores, um verdadeiro movimento silencioso e pouco observado de uma produção constante, insistente e resistente sobre as práticas entre indivíduos portadores de sexualidades consideradas transgressoras.

O homoerotismo aqui tratado é o masculino. Tal escolha deu-se muito mais por uma questão de eleição de corpus de pesquisa, sem haver qualquer motivação de imposição de hierarquia. Interessou-se por verificar, num primeiro plano, a produção de autores e como, a partir de uma resistência a modelos heterossexistas, eles conseguiram consolidar um tema, até então, considerado tabu pela tradição crítica. Também buscou-se por em relevo as identidades que desafiavam, e ainda desafiam, as polaridades maniqueístas das políticas contemporâneas que o turbilhão político e cultural dos anos seguintes a Revolução de 25 de abril de 1974, mais conhecida como Revolução dos Cravos, tratou de soterrar.

A literatura, apesar de silenciada, construía um discurso vigoroso e engajado, do qual Valentim destaca, com muita justiça, a obra literária do escritor Guilherme de Melo. Com a mesma intensidade e interesse, o autor se volta também para a produção mais contemporânea, quando as lutas por direitos da população LGBT parecem mais estabilizadas e naturalizadas, revisitando algumas obras de Natália Correia e Mário Cláudio.

"Corpo no outro corpo" torna-se um livro de leitura incontornável para quem deseja estudar não apenas o corpo erótico, mas, principalmente, o corpo homoerótico da literatura portuguesa contemporânea. “Será um livro com forte impacto nos meios acadêmicos de Portugal e do Brasil. E, particularmente para mim, é ainda uma obra cuja produção me trouxe um novo amigo", afirma na abertura da obra Isabel Pires de Lima, ex-ministra da Cultura de Portugal, professora emérita e catedrática da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e investigadora do Instituto de Literatura Comparada Margarida Losa (Unidade I&D FCT).

Sobre o autor – Jorge Vicente Valentim possui graduação em Letras, em Música e licenciatura plena em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, mestrado e doutorado em Letras (Literatura Portuguesa) pela mesma universidade, com pós-doutorado em Estudos Ruianos (com bolsa Faperj) e em Literatura Portuguesa (com bolsa Sênior Capes). Atualmente é professor associado de Literaturas de Língua Portuguesa (Literatura Portuguesa e Literaturas Africanas de Língua Portuguesa) e professor permanente do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Literatura da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), além de colaborador no Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp/Araraquara). É vice-presidente da Associação Brasileira de Professores de Literatura Portuguesa (Abraplip).

Título: "Corpo no outro corpo": homoerotismo na narrativa portuguesa contemporânea
Autor: Jorge Vicente Valentim
Número de páginas: 313
Formato: 16 x 23 cm
Preço: R$ 48,00
ISBN: 978-85-7600-448-6

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário