Udi Grudi e músicos fazem apresentação com os instrumentos da exposição DiVerSom

Além de interagir com as esculturas sonoras criadas pelo Circo Teatro Udi Grudi e aprender na prática mais sobre Som e Música, os visitantes da exposição DiVerSom terão a oportunidade de ver os instrumentos, concebidos pelo grupo e produzidos a partir de materiais alternativos e reciclados, sendo tocados por instrumentistas da cena musical da cidade e por seus próprios criadores. Essa Jam Session acontece a partir das 17h do dia 2 de julho, na área externa do CCBB Brasília, próximo à Galeria 3. Além de improvisos, os músicos prometem tocar clássicos do Blues e canções populares como Maria Bonita, Blue Moon e Jardineira.

Entre os instrumentos da insólita banda estarão: o PanCorde, um conjunto de tubos de PVC alinhados na sequência dos botões de um acordeom que emitem um interessante som ao serem tampados com uma baqueta especial; o Baron, construído com garrafas pet afinadas com ar comprimido; a Aslatinha, instrumento de latas onde placas são a fonte de vibração; e o Espectrofon, instrumento de tubos afinados na série harmônica.

A apresentação acontece no mesmo local da exposição DiVerSom, em que os visitantes são convidados a interagir em um espaço multimídia que proporciona a vivência de uma série de experiências sensoriais e lúdicas, ampliando seu conhecimento sobre o Som e sua capacidade de apreciação da Música. Por meio de maquetes, modelos cenográficos, surpreendentes experimentos práticos, vídeo-animações e instrumentos musicais, a exposição facilita o entendimento de alguns conceitos da Física e Fisiologia quanto à produção, propagação e percepção do som, bem como aspectos da História da Música.

Já o Parque Sonoro DiVerSom é uma instalação ao ar livre onde os visitantes podem interagir com esculturas sonoras. São recriações de brinquedos e brincadeiras existentes e instrumentos musicais de grandes dimensões nos quais as crianças e adultos podem pular, correr, se pendurar, subir e experimentar até cansar.

A exposição e o parque sensorial sonoro são o aprofundamento e o amadurecimento do trabalho de pesquisa cenográfica de Luciano Porto e de criação de instrumentos musicais de Márcio Vieira, ambos integrantes do Circo Teatro Udi Grudi. O trabalho do grupo é hoje referência nacional sobre a mescla de linguagens e, desde a montagem do premiado espetáculo O Cano em 1998, a companhia pesquisa a interação do som e da cena.

SERVIÇO:
Local: Galeria 3 e Jardins do CCBB Brasília
Endereço: SCES Trecho 2 – Brasília/DF
Data: 02 de julho, 17 horas
Exposição: A22 de julho de 2016
Visitação: De quarta a segunda, das 9h às 21h
Ingresso: Entrada franca
Informações: 61 3108-7600.
Classificação indicativa: Livre

==> Foto: Arthur Gouveia

0 comentários:

Postar um comentário