EXPOTCHÊ 2016 COM SHOWS, ARTESANATO E ESPAÇO PARA CRIANÇAS

Já é tradição: julho é tempo de EXPOTCHÊ, a feira mais gaúcha de Brasília e uma das maiores dedicadas à cultura gaúcha fora do Rio Grande do Sul. Anualmente, em torno de 150 mil pessoas passeiam pelos corredores do Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade, para provar delícias, comprar produtos artesanais (como lãs, queijos, chocolates, artigos em couro), assistir a shows com algumas das bandas de maior sucesso do universo do pop rock brasileiro ou apenas usufruir de um certo clima do sul do País. A EXPOTCHÊ tem a cara do inverno brasiliense. Em 2016, a feira acontece entre 1º e 10 de julho, trazendo um mundo de novidades.

A 24ª EXPOTCHÊ vai funcionar de segunda a sexta, das 16h às 23h; e aos sábados e domingos, das 11h às 23h. Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia, válida para pessoas com mais de 60 anos de idade, crianças de 8 a 12 anos, estudantes e professores) e podem ser comprados com antecedência através do site da feira, www.expotche.com.br. Diariamente, na primeira hora de funcionamento do evento, a entrada será gratuita. Crianças de até sete anos de idade não pagam entrada.
                                                                
A EXPOTCHÊ é realizada desde 1992 pela Rome Eventos. Atualmente, são cerca de 300 expositores (em sua maioria do Rio Grande do Sul), distribuídos numa área de 27 mil metros quadrados. São estandes destinados a roupas, calçados, couro, malhas, lãs, queijos, salames, vinhos, sucos, chocolates, artesanato, churrasco, chimarrão, muitos deles produzidos por pequenos produtores e integrantes de programas de agricultura familiar. Além disso, o evento oferece uma intensa programação de shows, com apresentações diárias no Palco Principal e grupos musicais e de dança folclórica no Palco Regional.

Maior feira gaúcha fora do Rio Grande do Sul, a EXPOTCHÊ é a única que acontece ininterruptamente em Brasília há 24 anos. Em seus dez dias de realização, o evento gera mais de 3000 empregos diretos e contrata cerca de 40 empresas locais para prestação de serviços.

Em 2016, a EXPOTCHÊ vem com algumas novidades que prometem encantar os visitantes de qualquer idade, como o Espaço Tchê Kids, uma área de 640 m² especialmente criada para crianças com até 12 anos de idade. Lá, enquanto os pais se divertem e fazem suas compras, a meninada poderá participar de oficinas de gastronomia, oficinas de balão mania, pintura de rosto e pintura artística, espaço fotográfico com fantasias infantis, brinquedos infláveis, jogos eletrônicos e personagens de filmes infantis.  O local acolhe ainda o espaço baby.

ESPAÇOS E DELÍCIAS

Doces, sucos, vinho, chocolate, mel, espumantes, frutas cristalizadas, erva-mate são apenas algumas das iguarias que o visitante pode encontrar nos estandes e praças da EXPOTCHÊ.

PRAÇA DO PÃO - Comandada por Regina Schnider, de Presidente Lucena, vai apresentar cucas e pães artesanais assados na hora. A chef espera bater recorde, produzindo mais de 15 mil cucas durante a EXPOTCHÊ.

PRAÇA DO CHIMARRÃO - Especialmente montada para acolher a Ervateira Marsango, que surgiu em 2011 quando a família Marsango resolveu investir no processo de beneficiamento da erva-mate. Em agosto de 2012 iniciou suas atividades com a produção de erva-mate Nativa e Suave através da marca Marsango. Localizada na cidade de Ilópolis/RS, a empresa adquiriu a marca Cultyvada, reconhecida pelos mais antigos tradicionalistas como a erva do Teixeirinha. Em junho de 2015 firmou parceria com Teixeirinha Filho na divulgação dos seus produtos e exposição de sua imagem nas embalagens.

ESTANDE DA AGRICULTURA FAMILIAR GAÚCHA
Com representantes de 23 municípios, o estande vai oferecer vários produtos produzidos de forma artesanal:
1. Salame, copa, defumados, morcilha, linguiça, linguiça, salame especial, copa defumada;
2. Cachaça, grappa, licores e caipirinhas;
3. Conservas salgadas, conservas doces, schmier (doce em pasta cremoso), compotas, doce em calda, doce em tabletes, goiabada, figada, nozes cristalizadas e frutas desidratadas;
4. Açúcar mascavo, rapadura, melado, amendoim e caldo de cana;
5. Suco integral, sucos naturais, suco de laranja, suco de uva;
6. Vinhos e espumantes;
7. Queijos minas frescal, queijos coloniais, queijos temperados, queijo parmesão, nata e ricota;
8. Erva-mate;
8. Cucas, pães, biscoitos, bolachas, grostoli caseiro, broa de polvilho, salgadinho pastelina;
9. Frutas e mudas de physalis e mirtilo;
10. Artesanatos diversos em porongos decorados;
11. Artesanatos em lã crua, blusões, pelegos, pala, luvas etc;
12. Artesanatos em madeira.

PRAÇA DO VINHO - este ano o espaço será ocupado pelas vinícolas Valduga, Garibaldi e Dom Paschoal, com destaque para a produção de espumantes das duas empresas. Espumantes serão vendidos em taças e garrafas. Também serão comercializados vinhos e suco de uva.

TCHÊ BEER - espaço destinado às cervejarias, onde oito empresas estarão comercializando cervejas artesanais do Rio Grande do Sul e também de outras regiões do país. O local oferece também mesas de sinuca e totó, além de contar com aparelhos de televisão para transmissão de jogos ao vivo. Um espaço de diversão e lazer com amigos e familiares.

TCHÊ KIDS - espaço destinado às crianças, que neste ano receberão uma atenção especial no evento. Além do Circo Tholl, que fará três apresentações diárias ao longo dos cinco primeiros dias do evento, uma mega brinquedoteca será montada no evento. Com área total de 700m², o Tchê Kids terá, além dos tradicionais brinquedos, oficinas de gastronomia, pintura, teatro, musicais e muitas outras atrações para as crianças.

PRAÇA DO CAFÉ - este ano uma novidade será a venda do café em creme, o Café Caramello, com vários aromas, que pode ser servido quente ou gelado. Empresa do Espírito Santo traz a novidade para Brasília. O produto será comercializado em potes e também poderá ser degustado no local. O Café Caramello é servido tradicionalmente com leite quente ou gelado, como se fosse um capuccino, porém ainda mais cremoso, menos doce, mais saudável e muito mais saboroso! Além da forma tradicional, o Café Caramello pode ser servido de diversas formas, inclusive compondo diversas receitas de sobremesas.

CONVITE À BOA MÚSICA
Pelo Palco Principal da 24ª EXPOTCHÊ irão passar algumas das bandas mais importantes do cenário do pop, rock e reggae não só gaúcho, mas brasileiro. Ao todo serão dez shows, com grandes grupos gaúchos, apresentações de músicas tradicionais, espetáculos circenses, grupos de dança ligados a diferentes CTGs – Centros de Tradição Gaúcha – e muito mais. A programação abre com o celebrado reggae da banda Chimarruts, que está preparando o lançamento do sexto CD da carreira. No dia seguinte, show do Tchê Guri, a mais conhecida banda de música regional gaúcha.

Em 2016, quem volta ao palco da EXPOTCHÊ é a banda Papas da Língua, que está completando 22 anos de estrada com um trabalho de pop rock muito autoral. Em seguida, o Nenhum de Nós, grupo amado pelo público de Brasília, que nunca pode faltar ao evento. Prestes a completar 30 anos de carreira (em outubro próximo), Thedy e cia prometem incendiar o Pavilhão com repertório do 16º CD, Sempre é hoje.

Quem disse que a Maskavo não é também um pouquinho gaúcha? Foi buscando um pouco da história da banda brasiliense, que é sucesso no sul do País, que os organizadores encontraram o vínculo: três músicos com raízes gaúchas. Eles brilham na oitava noite do evento. Falando em raízes, o Palco Principal ainda vai receber Teixeirinha Filho e Teixeirinha Neto, dois herdeiros do grande Teixeirinha, que têm trabalhado para divulgar o trabalho do “Rei do Disco”, como ficou conhecido o cantor e compositor que foi um fenômeno de popularidade em meados do século XX.

Além destas atrações, a programação da 24ª EXPOTCHÊ inclui shows dos cantores e compositores Hélio Ribas e Beto Gonzales, da dupla Paulo Toscano e Rafael e do grupo Cancioneiros do Planalto, todos eles dedicados à música regional gaúcha.

Pelo Palco Regional, muitos grupos de música e dança tradicionais, ligados a CTGs, como Querência de Cristalina, Querência de Formosa, Estância Gaúcha, Nova Querência de Buritis, Grupo Celta Sol da Meia Noite e Fandangueiros Distrital. Nos cinco primeiros dias, oportunidade de conferir o talento dos integrantes do Grupo Tholl, especializado em novo circo, que fazem três apresentações diárias no Palco Principal.


PROGRAMAÇÃO CULTURAL
1 a 10 de Julho de 2016

01 DE JULHO – SEXTA (Abertura para o público: 16h às 23h)
17h - Circo Tholl - Palco Regional
19h - Circo Tholl - Palco Regional
20h - Circo Tholl - Palco Regional
21h – Chimarruts – Palco Principal

02 DE JULHO – SÁBADO (Abertura para o público: 11h às 23h)
13h - Circo Tholl - Palco Regional
16h - Circo Tholl - Palco Regional
19h - Circo Tholl - Palco Regional
21h – Tchê Guri – Palco Principal

03 DE JULHO – DOMINGO (Abertura para o público: 11h às 23h)
11h - Circo Tholl - Palco Regional - Palco Principal
15h - Grupo de Dança Nova Querência de Cristalina - Palco Regional
17h - Circo Tholl - Palco Regional - Palco Principal
19h - Circo Tholl - Palco Principal - Palco Principal
20h - Hélio Ribas e Beto Gonzales - Palco Principal

04 DE JULHO - SEGUNDA-FEIRA (Abertura para o público: 16h às 23h)
17h - Circo Tholl - Palco Principal
19h - Circo Tholl - Palco Principal
20h - Circo Tholl - Palco Principal
21h – Paulo Toscano e Rafael – Palco Principal

05 DE JULHO - TERÇA- FEIRA (Abertura para o público: 16h às 23h)
17h - Circo Tholl - Palco Principal
19h - Circo Tholl - Palco Principal
20h - Circo Tholl - Palco Principal
21h – Hélio Ribas – Palco Principal

06 DE JULHO – QUARTA-FEIRA (Abertura para o público: 16h às 23h)
20h – Fandangueiros Distrital - Palco Regional
21h – Papas da Língua – Palco Principal

07 DE JULHO – QUINTA-FEIRA (Abertura para o público: 16h às 23h)
19h – Grupo de Dança Querência de Formosa – Palco Regional
21h - Nenhum de Nós

08 DE JULHO – SEXTA-FEIRA (Abertura para o público: 16h às 23h)
20h – Grupo Celta Sol da Meia Noite - Palco Regional
21h – Banda Maskavo - Palco Principal

09 DE JULHO – SÁBADO (Abertura para o público: 11h às 23h)
14h – Grupo de Dança da Estância Gaúcha – Mirim - Palco Regional
16h - Grupo de Dança da Estância Gaúcha e Juvenil - Palco Regional
18h - Grupo de Dança da Estância Gaúcha – Adulto e Veterano - Palco Regional
20h - Beto Gonzales - Palco Regional
21h – Teixeirinha Filho e Neto - Palco Principal

10 DE JULHO – DOMINGO (Abertura para o público: 11h às 23h)
15h - Grupo de Dança do CTG Nova Querência de Buritis - MG - Juvenil - Palco Principal
16h - Grupo de Dança do CTG Nova Querência de Buritis - MG - Adulto - Palco Principal
19h – Cancioneiros do Planalto - Palco Principal



ARTISTAS E BANDAS


PALCO PRINCIPAL

CHIMARRUTS – 1º DE JULHO
Em finais da década de 1990, oito amigos começaram a se encontrar nos parques de Porto Alegre para tocar violão, cantar e tomar chimarrão. O som era tão bom que eles decidiram, em 2000, fundar uma banda. Nascia a Chimarruts, com reggaes que falam de amor e de paz. De lá para cá, já são cinco CDs (o sexto está a caminho): Chimarruts, Todos Somos Um, Livre para Viajar, Ao Vivo (lançado também em DVD) e Só Pra Brilhar.  A banda é composto por Rafa Machado (voz), Nê (vocais, flauta quena e harmônica), Tati Portela (vocais), Diego Dutra (bateria), Vinícius Marques (percussão), Emerson Alemão (baixo), Sander Fróis (guitarra), Rodrigo Maciel (guitarra) e participações especiais de Tuzinho (trompete), Boquinha (trombone) e Luquinha (teclados).

TCHÊ GURI – 02 DE JULHO
Formada em 1990, foi a primeira banda de música regional gaúcha a ocupar um espaço na mídia nacional. Nestes mais de 25 anos de estrada, obteve conquistas como o prêmio Top Of. Mind de “artista mais popular do RS” e indicação ao Grammy Latino, fez mais de quatro mil apresentações dentro e fora do Brasil, lançou 18 CDs, três DVDs, recebeu dois Discos de Ouro, teve cerca de 9 milhões de espectadores e 500 mil CDs vendidos. Números que impressionam e revelam a importância do Tchê Guri no cenário musical brasileiro. Hoje a banda é integrada por Alex Vargas e Leo lemos (acordeon), Paulinho (guitarra), Cris Teixeira (bateria),Cristian Pires(baixo) Lê Vargas (vocais). A sede da banda é a cidade gaúcha de São Leopoldo/RS.

HÉLIO RIBAS E BETO GONZALES – 03 DE JULHO
Hélio Ribas e cantor, compositor, músico, jornalista, militar do Exército Brasileiro que se dedica à música tradicional gaúcha. Integrante e produtor do grupo Sem Fronteiras.
Beto Gonzales é gaúcho e está radicado em Brasília desde 1983. Instrumentista, compositor e cantor, traz na bagagem influências musicais da fronteira com a Argentina, Uruguai e Paraguai, que ele mistura com influências da MPB, criando uma musicalidade original. Tem cinco CDs lançados e participações em vários festivais, projetos e coletâneas musicais.

PAULO TOSCANO E RAFAEL – 04 DE JULHO
Paulo Toscano é cantor, violonista e compositor nativista gaúcho, radicado em Brasília desde 1969. Em 1982, ingressou no Movimento Tradicionalista Gaúcho e nele tornou-se músico profissional, a partir de maio de 1985, criando e dirigindo o Grupo Musical Raiz Gaúcha. Rafael Toscano é filho de Paulo. Nascido, criado e formado em Brasília, é violonista, guitarrista, baixista, baterista e arranjador. Iniciou-se na música aos oito anos de idade. A dupla se dedica à música gaúcha de raiz.

PAPAS DA LÍNGUA – 06 DE JULHO
Papas da Língua completou, em 2014, 20 anos de existência, com um detalhe: o grupo mantém sua formação original, com Serginho Moah no vocal, Léo Henkin na guitarra, Zé Natálio no baixo e Fernando Pezão na bateria, sempre muito bem acompanhados por Cau Netto nos teclados. Nesses 22 anos, o Papas acumulou várias premiações, ganhou Disco de Ouro, emplacou músicas em novelas no Brasil e Argentina, trilhas de filmes, teve músicas regravadas por outros artistas, lançou CDs e DVDs dentro e fora do Brasil e fez turnês por Estados Unidos, Portugal, França, Áustria, Argentina, Angola, Uruguai e Paraguai. Tocando um pop rock brasileiro com muita identidade, a banda já vendeu mais 150 mil discos.

NENHUM DE NÓS – 07 DE JULHO
Em outubro de 2016, Nenhum de Nós completará 30 anos de carreira.  Com uma consistente marca de mais de 1900 shows, participações em grandes festivais e milhares de discos vendidos, a banda já recebeu incontáveis prêmios e destaques, reconhecimento de público e crítica, e costuma arrastar uma imensa legião de fãs no Brasil e em países do Mercosul. Mantendo a mesma formação desde seu início, a banda foi pioneira no rock brasileiro ao incluir o acordeon entre seus instrumentos. Em junho de 2015, o grupo lançou o 16º disco da carreira, Sempre é Hoje, e imediatamente iniciou uma turnê pelo país. Duas canções já despontam como sucessos do novo disco: Milagre e Foi Amor. Nenhum de Nós é formado por Thedy Corrêa (vocal, violão, baixo, harmônica), Veco Marques (guitarra solo), Carlos Stein (guitarra base), Sady Homrich (bateria) e João Vicenti (teclados, gaita). A banda já vendeu mais de 3,5 milhões de discos.

MASKAVO – 08 DE JULHO
Muita gente pensa que Maskavo é uma banda do Rio Grande do Sul, porque já tocou no Planeta Atlântida diversas vezes, gravou CD ao vivo no festival, gravou também dois DVD's da carreira em Porto Alegre e está sempre em algum palco gaúcho, seja da capital ou de alguma cidade do interior. Isso tem uma explicação: o fundador da banda, o Prata, é de Erechim/RS, e o grupo ainda tem o reforço dos gaúchos Marcio Pêxi na bateria, da família do tecladista Tropeço, que é gaúcha de Bagé/RS, e do empresário da banda, Felipe Di Martino, que é de Porto Alegre. No começo da carreira, os músicos até arriscaram uma turnê pelo RS e a partir daí o mundo de shows pro Maskavo se abriu. A banda praticamente morou em Porto Alegre entre 2000 e 2003. Por tudo isso, a Maskavo é considerada a banda de reggae de Brasília mais gaúcha!

TEIXEIRINHA – 09 DE JULHO
Três gerações e uma só direção. O Patriarca, Teixeirinha foi ‘um homem à frente do seu tempo’, que em sua biografia produziu uma caravana de sucessos, perto de 800 canções, gravadas em 26 anos de carreira “honesta e honrada”, como ele mesmo dizia. Foi protagonista, produtor, ator em 12 filmes longa-metragem. Dando continuidade à carreira de sucesso no sul do estado, Teixeirinha Filho e Teixeirinha Neto cantam músicas e versos de autoria própria e de seu pai no gênero tradicionalista gaúcho.

CANCIONEIROS DO PLANALTO – 10 DE JULHO
Grupo de música tradicional gaúcha é ligado ao CTG Estância Gaúcha, situado no Distrito Federal.



PALCO REGIONAL

GRUPO DE DANÇA NOVA QUERÊNCIA DE CRISTALINA – 03 DE JULHO
Grupo de dança tradicional gaúcha é ligado ao CTG Nova Querência, de Cristalina, Goiás. Recentemente, representou o Brasil em encontro de grupos de dança tradicional na Polônia.

FANDANGUEIROS DISTRITAL – 06 DE JULHO
Grupo dedicado a divulgar o fandango gaúcho.

GRUPO DE DANÇA QUERÊNCIA DE FORMOSA – 07 DE JULHO
Grupo de dança tradicional gaúcha é ligado ao CTG Querência Formosa, de Formosa, Goiás.

GRUPO CELTA SOL DA MEIA NOITE – 08 DE JULHO
O grupo desenvolve um trabalho voltado para música de festa celta irlandesa com influência medieval, assim como canções celtas de grupos atuais do cenário internacional. Já fez diversas apresentações em Porto Alegre, Florianópolis e Curitiba. É integrado por Clarice Cabral (vocal, cello,Tin Wistle, acordeon), Amilcar Alencastro (Double Neck, craviola e gaita de fole), Marília Nobrega (cello) e André Ramon (bumbo leguero, tambor medieval).

GRUPO DE DANÇA DA ESTÂNCIA GAÚCHA – 09 DE JULHO
Grupos de dança mirim, juvenil, adulto e veterano, ligados ao CTG Estância Gaúcha do Planalto. Trata-se de uma associação que tem por objetivo cultuar e difundir as tradições do Rio Grande do Sul, sua formação sócio-histórica e cultural, defender e propagar o folclore gaúcho.

GRUPO DE DANÇA DO CTG NOVA QUERÊNCIA DE BURITIS
Grupo de dança tradicional gaúcha ligado ao CTG Nova Querência de Buritis, situado na cidade de Buritis, Minas Gerais.

CIRCO THOLL
Considerado um Patrimônio Cultural do Estado do Rio Grande do Sul, o Grupo Tholl foi criado em 1987 na cidade de Pelotas/RS pelo ator João Bachilli, também diretor, cenógrafo, figurinista e maquiador, cujo sonho de menino era ser "artista de circo". Nos anos 1990, criou algumas pequenas performances e, em 2002, surgiu a ideia de uma montagem completa , com mais de uma hora de duração, onde as diversas técnicas circenses pudessem ser exibidas ao público. O trabalho tomou forma e cor e se enquadrou na linguagem do "novo circo". Sem picadeiro e sem lona e com a concepção original para palcos tradicionais surgiu a montagem Tholl, Imagem e Sonho, há mais de 12 anos em cartaz e com cerca de um milhão e 200 mil espectadores.


24ª EXPOTCHÊ

Local: EXPOBRASÍLIA – Pavilhão A – Parque da Cidade
Data: De 1º a 10 de julho de 2016
Horário: De segunda a sexta, das 16h às 23h; sábados e domingos, das 11h às 23h
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Entrada gratuita na primeira hora da feira em todos os dias da semana.
Vendas antecipadas no site da Expotchê – www.expotche.com.br
Classificação indicativa da feira: LIVRE
Shows do palco principal iniciam a partir das 21h.
Classificação indicativa dos shows: 12 anos
Planejamento, organização, montagem, comercialização e mídia da feira: Rome Eventos
Tel: (61) 3345.0011

==> Foto: Marcelo Amaral

0 comentários:

Postar um comentário