Federação Internacional de Ginástica divulga ordem de apresentações nos Jogos Olímpicos

A Federação Internacional de Ginástica (FIG) divulgou a ordem de apresentações das classificatórias da ginástica artística, rítmica e de trampolim nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro (RJ). O sorteio foi realizado durante o Conselho da FIG, na Tailândia, encerrado no domingo (8).

Na artística masculina, a Seleção Brasileira faz parte da primeira subdivisão, ao lado das equipes do Japão, Coreia do Sul e Holanda, assim como atletas individuais do grupo misto 3 e 6. O primeiro aparelho do Brasil será as argolas.

"A equipe está preparada, independentemente de sermos os primeiros e do aparelho que vamos começar. Agora, é seguir com o nosso trabalho e focar nessa competição. Temos menos de 90 dias para treinar. Ginástica é momento e não tem uma segunda chance. Então é chegar lá e competir bem", explicou um dos técnicos da Seleção Masculina, Marcos Goto.

Já a feminina está na terceira subdivisão, ao lado de Grã-Bretanha, Alemanha e do grupo misto 8. O Brasil inicia a participação na trave.

"Nós estamos nos preparando como fizemos para o evento-teste. É claro que ficar nos últimos rodízios seria melhor, mas vamos buscar ótimos resultados independentemente de qualquer coisa", frisou Georgette Vidor, coordenadora da Seleção de Ginástica Artística Feminina da Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), lembrando sobre o evento-teste, em abril, quando as brasileiras foram campeãs por equipe e conquistaram a vaga olímpica.

Pela ginástica rítmica de conjunto, o Brasil será o segundo País a entrar em quadra, logo após Israel abrir as apresentações nas cinco fitas. "Para nós não há diferença em ser o primeiro ou o último, até porque o nosso aquecimento começa três horas antes. Então, para as ginastas, isso é indiferente, pois elas já estão concentradas e não sabem o que está acontecendo lá fora. Israel é um país forte na ginástica rítmica e vai abrir a competição, o que servirá como um parâmetro para a arbitragem", ressaltou a técnica-chefe do conjunto, Camila Ferezin.

A representante da ginástica rítmica individual, Natália Gaudio será a 12ª. Primeiro, a brasileira fará a série de bola, seguida de arco, fita e maças. No trampolim, Rafael Andrade será o sexto.

Um total de 98 ginastas - 12 equipes de cinco ginastas e 38 individuais -, irão participar das classificatórias de artística masculina e feminina, nos dias 6 e 7 de agosto. Pelo trampolim, 16 atletas pelo masculino e 16 pelo feminino competem nos dias 12 e 13. Na rítmica, 26 ginastas compõem o individual, enquanto 14 nações estão classificadas para o conjunto, com qualificatórias no dia 19.

==> Foto: Ricardo Bufolin / CBG

0 comentários:

Postar um comentário