Cia de Cantores Líricos de Brasília apresenta projeto Beethoven, 250 Anos de Música

Um dos pilares da música ocidental, Ludwig van Beethoven (1770-1827) foi um compositor alemão que viveu no período de transição entre o Classicismo (Século 18) e o Romantismo (Século 19). Tendo como mote os 250 anos de Beethoven e sua importância histórica, a Cia de Cantores Líricos de Brasília preparou uma homenagem ao artista, que será revivido em sua única ópera: Fidelio.

Ensaiada durante a pandemia, Fidelio será apresentada ao vivo nesta sexta-feira, 11 de dezembro, no canal do YouTube da Casa Thomas Jefferson. Para a interpretação, o grupo fará uma “cortina lírica”, ou seja, apresentará partes musicais sem as cenas teatrais.

Os cantores estarão presentes no local, que fica na 706/906 Sul, gravando para o público assistir de casa. Já no dia 18 e 20 do mês, respectivamente sexta e domingo, a apresentação será também às 20h no canal no YouTube da Cia de Cantores Líricos de Brasília. Todas as apresentações são gratuitas e livres para todos os públicos.

Além de Fidelio, a companhia também apresentará outros trabalhos do compositor. “São 250 anos de Beethoven. Ele era reconhecido pela carga emocional que colocava em suas composições. Destas, destacam-se obras para piano solo, música de câmara e até mesmo músicas vocais, como canções e uma ópera. Apresentaremos um resumo de sua única ópera, Fidelio, além de outras obras icônicas deste compositor”, adianta a musicista e uma das fundadoras do grupo, Renata Dourado.

Nascido em Bonn (atual Alemanha) em 1770, este papa da música viveu em uma época conturbada, marcada por revoluções e guerras. Mas, cercado de grandes mestres, como Haydn e Mozart, foi eternizado por suas belas composições. Seu talento excepcional para música foi revelado quando, ainda com oito anos de idade, foi confiado a Christian Gottlob Neefe (1748-1798), o melhor mestre de cravo da cidade de colônia da época.

Sinopse de Fidelio - Para quem não conhece a história, Florestan é um homem injustamente acusado, capturado e encarcerado. Desde então, sua esposa Leonora passa a procurá-lo incessantemente. Para isso, ela se disfarça de homem e começa a trabalhar de prisão em prisão. Neste momento, ela trabalha numa prisão junto a outros personagens: Rocco, o carcereiro que só pensa em dinheiro; sua filha Marzelline e seu assistente Jaquino. Leonora, disfarçada de homem, trocou seu nome para Fidelio e ainda tem que lidar com um drama: seu disfarce fôra tão bem elaborado que Marzelline se apaixona por Fidelio. É quando o seu pai, Rocco, fará de tudo para que ela se case logo. Porém, Jaquino, o assistente, já estava apaixonado por Marzelline e insiste bastante nessa relação. É assim que a ópera começa: Jaquino querendo se casar e Marzelline dispensando os cortejos.

Nesta interpretação, Renata Dourado dará vida a Marzelline. Daniel Menezes estará no papel de Jaquino. Thiago Rocha será Florestan, enquanto Érika Kallina e Aida Kellen se revezam como Leonora. Já Gustavo Rocha sera os personagens Rocco e Pizarro. No piano, Rafael Ribeiro irá, ainda, abrir a apresentação interpretando umas das obras para piano mais conhecidas de Beethoven: Für Elise.

Für Elise - “Pode parecer estranho, mas pouco se sabe sobre esta obra. Podemos afirmar que foi composta em 1810, quando Viena estava ocupada pelas tropas napoleônicas. Também podemos dizer que o manuscrito original está perdido. Contudo, existem muitas dúvidas sobre a obra e a mais instigante delas é: quem foi Elise? Ironicamente, apesar de tanto mistério ao redor da obra, este rondó de cinco partes se tornou uma das músicas mais conhecidas no mundo todo, mesmo tendo sido publicada apenas 40 anos após a morte do compositor”, destaca Dourado.

Ainda na apresentação, o público poderá ouvir Romance n. 1, tocada por Ivan Quintana ao violino e Ilka Jussara ao clarinete, e uma bela performance da Sinfonia n. 9, ou a Nona, de Beethoven. A obra musical foi a primeira a quebrar vários padrões de seu gênero: trouxe uma ampla instrumentação, possui uma duração muito maior que a maioria das sinfonias do período e tem cantores, tanto solistas quanto coro, fato inédito até então. Beethoven já era surdo quando compôs a Nona.

“A letra cantada é o poema Ode à Alegria, do escritor alemão Schiller. Devido seu reconhecimento e importância simbólica, a música tornou-se o hino oficial da União Europeia”, conclui Gustavo Rocha, também cantor, professor e fundador da Cia de Cantores Líricos de Brasília.

O projeto Beethoven, 250 Anos de Música conta com o patrocínio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal por meio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC-DF). Realização Cia de Cantores Líricos de Brasília.

Sobre a Cia de Cantores Líricos de Brasília
A Cia de Cantores Líricos de Brasília surgiu em 2008 por meio da união de cantores líricos de Brasília que resolveram contribuir com o cenário musical da cidade. Todos os cantores realizam apresentações musicais, shows, concertos, recitais, óperas e casamentos, em performances em grupo ou solo.

Renata Dourado e Érika Kallina são sopranos e atuam tanto em produções da Cia de Cantores Líricos, quanto em outras produções musicais da cidade. Gustavo Rocha é um dos barítonos mais atuantes de Brasília e, além de cantar nas produções da companhia e em outras produções no DF, também divide a produção dos espetáculos com a soprano e produtora Renata Dourado. Além da performance musical e cênica, os cantores ministram aulas individuais de canto.

Ficha Técnica:
Seleção da ópera “Fidelio”, Op. 72. a. Dueto Marzelline e Jaquino
b. Ária Pizarro
c. Ária Leonora
d. Dueto Florestan e Leonora
e. Quarteto
Marzelline: Renata Dourado
Jaquino: Daniel Menezes
Florestan: Thiago Rocha
Leonora: Érika Kallina e Aida Kellen
Rocco: Gustavo Rocha
Pizarro: Gustavo Rocha
Piano: Rafael Ribeiro
2. Bagatela n. 25 em Lá menor (WoO 59, Bia 515) “Für Elise
Piano: Rafael Ribeiro
3. “Duncan Gray”, WoO 156 n. 2 [G. 227 n. 2], das 12 Canções Escocesas
Soprano: Aida Kellen
Tenor: Thiago Rocha
Barítono: Gustavo Rocha
Violino: Ivan Quintana
Clarinete: Ilka Jussara
Piano: Rafael Ribeiro
Assessoria de imprensa: Baú Comunicação Integrada


SERVIÇO:
 
Cia de Cantores Líricos de Brasília em Beethoven, 250 anos
Apresentação da ópera Fidelio e composições eternizadas do compositor em lives
 
Data: 11 de dezembro
Local: Canal do YouTube da Casa Thomas Jefferson: (7) Casa Thomas Jefferson - YouTube
Horário: 20h
 
Data: 18 e 20 de dezembro, sexta e domingo
Horário: 20h
Local: YouTube da Cia de Cantores Líricos de Brasília: Cia de Cantores Lirícos de Brasília - YouTube

Gratuito
Livre para todos os públicos
Instagram: @ciadecantoresliricos

0 comentários:

Postar um comentário