Poetas do Samba encerra a temporada de 2019 com show de Marquinho Sathan

Dia 9 de novembro, sábado, às 17h, o Poetas do Samba encerra a temporada de 2019 com uma roda de samba especial. A edição, que comemora os quatro anos do projeto, tem a participação de Marquinho Sathan, integrante da velha guarda do samba carioca. Em Brasília, o artista canta “Falsa Consideração”, “Me Engana Que Eu Gosto” e “Pura Semente”, entre outros sucessos de 30 anos de carreira.

O evento, no Don Neres - Beira Lago (Clube AABR), também conta com a presença dos convidados Kalinka Barroso, Nenel Vida, Nilson Lima, Salomão de Pádua e Vinícius de Oliveira – sambistas que marcaram presença no projeto em 2019. A abertura é com o grupo de culturas populares do Ponto de Cultura Waldir Azevedo, que tocará samba de roda, maculelê e jongo.

Formado por artistas da velha guarda do samba do Distrito Federal, Poetas do Samba privilegia um repertório com sambas antigos, seja de compositores de projeção local ou nacional.

“A ideia do projeto é mostrar que os mais velhos precisam ser valorizados e que a contribuição deles continua sendo importante para as novas gerações”, conta Ester Braga, idealizadora e produtora do Poetas do Samba. “Os mais velhos e a nossa ancestralidade são a base de tudo. Sem eles não há histórias para contar, não há beleza, não há arte, não há cultura”, completa.

Poetas do Samba
O projeto nasceu em 2015 da vontade de compartilhar experiências vividas e de proporcionar aos mais jovens a chance de desfrutar de momentos únicos com sambistas mais velhos, que colocam todo coração e voz na cadência do samba.

Com direção musical de Amílcar Paré, Poetas do Samba é formado por Antônio Jambeiro, Antônio Siqueira, Maurilio Gomes, Salvador, Pontes, Rosemaria, Kalidasa e Walter Pinori.

Marquinho Sathan
Com mais de três décadas de samba, 11 CDs gravados e 32 participações em CDs e DVDs de outros artistas, Marquinho Sathan estreou com “Me Engana Que Eu Gosto“ (1987), ganhador do disco de ouro. No álbum, o artista dividiu duas faixas com Roberto Ribeiro e Bezerra da Silva e reuniu compositores como Arlindo Cruz, Beto Sem Braço e Almir Guineto.

Em 1991, o cantor carioca e compositor carioca ganhou o Prêmio Sharp como melhor intérprete de samba e, por cinco vezes, venceu o Oscar do Samba em SP no projeto “Os Melhores do Ano” na mesma categoria.


SERVIÇO:

Poetas do Samba recebe Marquinho Sathan
Dia 9 de novembro, sábado, às 17h, no Don Neres - Beira Lago (Clube AABR, SCES, Cj. 3)
Ingressos: R$ 20 (preço único)
Informações: 99259-2824
Classificação indicativa livre

==> Foto: Luiz Alves

0 comentários:

Postar um comentário