Ópera "IL TABARRO", de Giacomo Puccini ganha montagem brasiliense

Obra inédita em Brasília e raramente executada em outras casas de espetáculo do Brasil, IL TABARRO é uma jóia rara do verismo italiano, movimento das artes que abordava a realidade nua e crua do cotidiano, deixando de lado toda as convenções que falsamente encobriam questões sociais e a realidade. Composta em 1918 pelo famoso compositor italiano Giacomo Puccini, a ópera Il Tabarro é comparável a outras obras primas do mesmo movimento como Pagliacci e Cavalleria Rusticana.

Il Tabarro estreou há 101 anos, e trata de uma realidade intrínseca aos seres humanos, independente da época ou local que se passa. Para esta montagem foi adotado um conceito atemporal com o intuito de valorizar as relações humanas mais do que um período ou uma cultura específica. “Trouxemos os personagens para um Brasil contemporâneo. Os estivadores da ópera original se convertem em trabalhadores que descarregam mercadorias em uma fazenda, que serve como um pano de fundo mais atual para ambientar esse triângulo amoroso”, afirma o experiente diretor e ator André Amaro que assina a direção de cena do espetáculo.

Originalmente a ópera se passa no século XIX, numa embarcação no Rio Siena, mas nesta concepção se passará num mundo fictício, com clima árido. Michele, dono de um caminhão de carga, é um cinquentão casado com Giorgetta, que tem metade de sua idade. Ela secretamente tem um caso amoroso com Luigi, um dos carregadores de Michele. O decorrer desta história passa por relações amorosas, ciúmes, reflexões sobre relações de classe e relações interpessoais, com um desfecho dramático.

Para executar esta tão importante obra com a excelência que ela merece, foram convidados três solistas renomados e experientes para os papéis principais: o barítono de carreira internacional Rodolfo Giuliani, a soprano Janette Dornellas e o tenor Hélenes Lopes. A regência e direção musical será maestro Ricardo Sousa-Castro, que comandará uma orquestra com 24 músicos instrumentistas da Orquestra Metropolitana de Brasília e um coro com 20 vozes do Coro de Câmara de Brasília, fundado há 18 anos por Ricardo Sousa-Castro. “O público pode esperar momentos de grande emoção com uma ópera à altura das maiores do gênero “, garante o maestro.

O elenco será complementado ainda com cantores líricos brasilienses. A ópera será apresentada na língua original, italiano, com projeção simultânea de legendas. A produção tem o fomento do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal.

Elenco:
Michele: Rodolfo Giuliani
Giorgetta: Janette Dornellas
Luigi: Hélenes Lopes
Frugola: Carol Araujo
Tinca: Francisco Bento
Talpa: Gustavo Rocha
Vendedor de canções: Roger Vieira
Casal de namorados: Thiago Rocha e Marcela Cadima

Orquestra Metropolitana de Brasília
Coro de Câmara de Brasília

Ficha Técnica:
Direção Musical e Regência: Maestro Ricardo Sousa-Castro
Direção Cênica: André Amaro
Direção de Produção: Hugo Lemos
Cenografia: Hugo Lemos e Hyandra Ello
Figurino: Giovanna Capra e Janette Dornellas
Iluminação: Marcelo Augusto Santana
Assistente de direção cênica: Roger Vieira
Assistente de produção: Hyandra Ello


SERVIÇO:

Il Tabarro, ópera de Giacomo Puccini

Dia 18 de outubro, sexta, às 20h
Dia 19 de outubro, sábado, às 20h
Dia 20 de outubro, domingo, às 16h e às 19h

Teatro Plínio Marcos, no Complexo Cultural da Funarte Brasília
Eixo Monumental - Setor de Divulgação Cultural (SDC), lote 2 (entre a Torre de TV e o Centro de Convenções)

Ingressos: R$ 20,00 a inteira e R$ 10,00 a meia
Adquira o seu antecipado em toibrasilia.com.br/bilheteria

Duração aproximada: 1 hora
Ópera cantada em italiano, com projeção de legendas em português
Classificação indicativa: 12 anos

==> Foto: Carol Resende

0 comentários:

Postar um comentário