PRÊMIO PROFISSIONAIS DA MÚSICA 2019. Do Clássico ao Popular: 100 anos de música

Criado em Brasília em 2015, o Prêmio Profissionais da Música (PPM) chega à 5ª edição homenageando grandes nomes da música: compositor Ronaldo Bastos, produtor Genildo Fonseca e maestro Claudio Santoro - in memorian. Com vasta programação distribuída entre os dias 1°, 2 e 3 de novembro, o evento, que reconhece os profissionais do mercado musical do país (este ano são 67 categorias), também se destaca pela vasta programação composta por painéis, oficinas, pocket shows, workshops, workshows, shows, laboratório, sessão solene, exibição de documentários e grande noite de premiação. Para atrações tão diversas, vários espaços espalhados pela Capital Federal: Shopping Pier 21, Clube do Choro, Espaço Funarte, SESC, Museu dos Correios e Câmara Legislativa.

Idealizado pelo produtor cultural Gustavo Ribeiro de Vasconcellos, e realizado pela GRV Media, Música e Entretenimento, o PPM é um evento único em conceito e formato, unindo características de prêmio, festival e congresso. Como diferencial, a valorização de toda a cadeia do negócio da música, desde os bastidores, passando pela obra em si, até sua distribuição. Ou seja, dentre suas categorias, divididas entre os segmentos Criação, Produção e Convergência, são reconhecidos não só o trabalho do artista, mas daqueles que fazem a indústria girar, do roadie à plataforma digital.

“O PPM está cada vez mais popular e conhecido Brasil afora entre os profissionais da música, com recordes não só no número de concorrentes, mas também de audiência, que conseguimos medir pela participação do público na fase de votação popular e presença durante o evento. Os ventos não estão favoráveis para a cultura, mas quem vive de música sabe que desistir não é uma escolha. Por isso, a importância desse reconhecimento, dessa confraternização e desse reencontro entre pessoas que vivem de e para a música. Preservar e valorizar este universo é garantia de qualidade de vida para todos nós”, afirma Vasconcellos.

Na grande noite de premiação, que movimentará o Clube do Choro, os vencedores receberão o troféu A Parada da Música. Para a edição 2019, o PPM recebeu inscrições de 19 estados brasileiros. Ao todo, 1.436, superando as 958 do ano anterior, reafirmando o crescimento, ano a ano. O processo de votação considerou votos atribuídos pelos próprios inscritos, público e júri--, com pesos 1, 1/2, e 2, respectivamente. Ao final do processo, chegou-se a 490 finalistas, sendo 75 provenientes do Distrito Federal.

NOVIDADE
Como forma de reconhecer a entusiasmada participação do público na etapa da votação via internet (foram contabilizados 63.109 votos), bem como a energia dos concorrentes em mobilizar suas redes sociais em busca de votação expressiva, o PPM, a partir desta edição, também destinará três troféus aos mais votados pela internet, um para cada segmento (Criação, Produção e Convergência).

OS HOMENAGEADOS

Ronaldo Bastos (Criação)
Um dos maiores compositores de MPB do país, Ronaldo Bastos trabalhou com grandes nomes como Milton Nascimento, Tom Jobim, Marina Lima, Celso Fonseca, Sandra de Sá, Ed Motta, Ângela Maria, Nouvelle Cuisine, Adriana Calcanhoto, Marina Lima, Titãs, Paralamas do Sucesso, Elis Regina, Flávio Venturini, Maria Bethânia, Cauby Peixoto, Gilberto Gil, Johnny Alf, Simone, Tim Maia, Edu Lobo, Dori e Nana Caymmi, Caetano Veloso, Gal Costa, Ney Matogrosso, Cleberson Horsth, Lulu Santos, Toninho Horta, João Donato, Beto Guedes e Sarah Vaughan, entre muitos outros. Suas parcerias renderam sucessos como “Amor de índio”, “Lumiar”, “O sal da Terra”, “A Força do Amor”, Seguindo no Trem Azul”, “Olhos de Farol”, “Um Certo Alguém”, “Cais”, “Fé Cega, Faca Amolada”, “Circo Marimbondo”, “Nada Será Como Antes”, “Sonho Real”, “A Página do Relâmpago Elétrico”, “Bons Amigos”, “Todo Azul do Mar” , entre tantas outras. Ao lado de Milton Nascimento, Beto Guedes, Wagner Tiso, Lô Borges e Márcio Borges protagonizou um dos momentos mais felizes da nossa música: o Clube da Esquina. Foi igualmente bem-sucedido como produtor musical, à frente da Dubas Música, que lançou trabalhos de artistas como Toninho Horta, Flávio Venturini, Família Roitman Arranco, Jussara Silveira, Pedro Luís, Boato, Bia Grabois e Affonsinho, entre outros, além de seus discos autorais. Bastos também faz pate da diretoria da União Brasileira de Compositores (UBC).

Genildo Fonseca (Produção)
No mercado desde 1960, Genildo é empresário e produtor. Aos 13 anos fazia locução em programas de calouros, e, aos 16, geria a carreira de Marinho Marcos, um dos grandes nomes da “miniguarda”. Ele administra, atualmente, a carreira de Toquinho, um dos mais importantes artistas da história da MPB e está à frente da produtora, editora e selo “Circuito Musical”). Ao longo de mais de 50 anos de carreira, trabalhou com empresas como a Amar Empreendimentos, Continental Discos, Agência Latino Americana, Gravadora BMG, 3M Gravadora, Sociedade Hípica Paulista e a Anhembi Turismo, além de inúmeros artístas. Foi, também, Vice-Presidente da Associação Brasileira de Música Independente (ABMI).

Claudio Santoro - in memorian (Convergência)
Compositor, maestro, violinista e educador, Claudio Santoro é considerado um dos mais prolíficos e inquietos compositores da música brasileira no século XX. Sua obra musical é composta por mais de 600 composições completas em seu catálogo, permeadas por uma Ópera, 14 Sinfonias, obras para instrumento solo, de Câmera, Eletroacústicas e para o Cinema. Abarca obras solo, duos, trios, obras para canto e piano, obras para piano e fita magnética e três concertos para piano e orquestra. Claudio Santoro também foi incentivador e educador musical. Estre suas contribuições nessa área, destaque para a fundação do Curso Superior de Música da Universidade de Brasília e da principal orquestra da cidade, a do Teatro Nacional Claudio Santoro, assim denominado desde 1989. Ao longo de sua carreira, passou períodos na Europa, estudando, ensinando, compondo e regendo. Nascido em Manaus, passou significativa parte de sua sua vida em Brasília, onde se casou com Gisèle Santoro, bailarina e coreógrafa de Brasília, sua companheira até o fim. Se vivo fosse, Santoro estaria completando 100 anos neste 23 de novembro de 2019.

HISTÓRICO - HOMENAGEADOS
Na 1ª edição (2015), o homenageado foi o poeta e artista Renato Russo. Na 2ª (2016), o autor e compositor mineiro Fernando Brant foi a personalidade reverenciada. Já a 3ª (2017) focou no coletivo a partir do argumento de que uma associação é resultado de união e colaboração, permitindo expansão e evolução. Assim, a homenagem ressaltou os 15 anos da Associação Brasileira de Música Independente (ABMI), tendo como símbolos, três de seus fundadores: o músico e maestro Benjamim Taubkin, o produtor Pena Schmidt e o autor e publicitário Thomas Roth. Em 2018, Roberto Menescal, um dos ícones da Bossa Nova, estilo musical que completou 60 anos naquela ocasião, marcou presença e recebeu todas as honras. Menescal também está presente na edição 2019 como presidente de honra do júri. Através deles, importantes movimentos musicais brasileiros foram relembrados como o rock de Brasília, Clube da Esquina, MPB e Bossa Nova.

BRASÍLIA MARCA FORTE PRESENÇA NA COMPETIÇÃO
Desde a primeira edição, Brasília, ao lado de São Paulo e Rio de Janeiro, é uma das cidades a marcar mais presença no PPM, tanto em número de inscrições como de finalistas. Na edição do PPM 2019, o Distrito Federal comparece com 75 finalistas.

São eles: Brasília Sopro Sinfônica (Projeto musical Especial - Bandas Musicais e Fanfarras); Samba Urgente (Projeto musical Especial - Som de Rua); Hallisson Nogueira/ Pedro Vaz/ Karen Parreira (Instrumentista Clássico), Zé Mulato e Cassiano (Intérpretes - Violas e Violeiros); Blazing Dog (Intérpretes - Heavy Metal), Iara Gomes (Arranjadora); O Tarot/ Ellefante (Intérpretes - Groove & Pop); Música e Cidadania (Projeto musical Especial – Educativo); A Roda da Vida (Projeto musical Especial - Trilha TV e Cinema); Atitude Feminina/ Realleza (Intérpretes - Hip Hop & Rap); Janette Dornellas/ Diana Mota/ Alvaro Henrique (Intérpretes – Clássico); Zingaro Trio/ Grupo Gente de Casa (Projeto musical Especial - Grupo Vocal); Funqquestra/ Marlene Souza Lima/ Leonel Laterza ( Intérpretes – Instrumental); FaceMusical Quarteto (Intérpretes – Choro); Carnaviolado (Projeto musical Especial - Bloco de Carnaval); Projeto Re Soar-Musicalização Infantil no Paranoá Parque/ Camerata Caipira/ CD CadE o bicho que tava aqui (Projeto musical Especial – Infantil); Brazilian Blues Band (Intérpretes – Blues); Joe Silueta/ Mariana Camelo/ ETNO/ PLENO (Intérpretes – Rock); Marcelo Café/ Coisa Nossa (Intérpretes – Samba); Ademir Junior (Arranjador); Ademir Junior/ Zé Mulato e Cassiano (Autor); Diogo Monzo/ Pedro Vaz (Instrumentista Popular Masculino); Zé Mulato e Cassiano/ Camerata Caipira (Intérpretes - Cultura Popular); Márcia Tauil/ Realleza/ Daniela Firme (Cantora); Violeta Produções/ VBS Eventos (Produtor(a) de Evento-- Pessoa Jurídica/MEI); Raphael Henrique Rangel Farias (Fotógrafo); Karen Parreira (Produtor (a) de Evento-- Pessoa Física); Igor Rodrigues Pinheiro/ Karen Parreira (Produtor (a) Artístico-- Pessoa Física); Guy Fillipe/ Denis Torre (Técnico de Monitor); Conteúdo Comunicação (Agência de Comunicação); Villa-Lobos Produções (Produtor(a) Executivo --Pessoa Jurídica/MEI); Samuel Estrella (Produtor (a) Executivo --Pessoa Física); Gregoree Júnior (Produtor (a) Musical); Raffaello Santoro (Produtor (a) de Trilhas para TV e Cinema); Denis Torre (Técnico de PA); Estúdio Hertz (Estúdio de Gravação e Mixagem); DJ Raffa Santoro/ Artur Dias Pompeu (Engenheiro (a) de Mixagem); DJ Raffa Santoro (Engenheiro (a) de Gravação); DJ Chokolaty (DJ); Rádio Federal (WebRádio); Blazing Dog (Canal de Youtube Artista); Escuta que é Bom (Canal de Divulgação de Música); Educação Musical Personalizada por Bruno Gafanhoto (Escola de Música); Cultura Hip Hop/ Clube do Violeiro Caipira (Programa de Rádio); Acontece no Museu/ Cervejaria Criolina (Projeto Cultural Musical); Aprendendo Percussão/ Curso Vocal (Curso Técnico Musical Online) e Favela Sounds/ Festival de Viola Caipira do Cerrado (Festival de Música Independente)

CRIAÇÃO:
Arranjador; Arranjadora; Autor; Autora; Bandas Musicais e Fanfarras; Bloco de Carnaval; Blues; Cantor; Cantora; Choro; Clássico; Cultura Popular; Educativo; Eletrônico; Groove & Pop; Grupo Vocal; Heavy Metal; Hip Hop & Rap; Infantil; Instrumental; Instrumentista Clássico; Instrumentista Popular Feminino; Instrumentista Popular Masculino; Livros Musicais; Orquestra; Rock; Samba; Som na Rua; Trilha TV e Cinema; Violas e Violeiros.

PRODUÇÃO:
Agência de Comunicação; Designer; Diretor(a) de Vídeo Clip; Editora [Pessoa Jurídica]; Engenheiro (a) de Gravação; Engenheiro (a) de Mixagem; Engenheiro (a)de Masterização; Escritório de Agenciamento de Artistas; Estúdio de Gravação e Mixagem; Estúdio de Masterização; Fotógrafo (a); Produtor (a) Artístico [Pessoa Física]; Produtor (a) de Evento [Pessoa Física]; Produtor (a) de Trilhas para TV e Cinema; Produtor (a) Executivo [Pessoa Física]; Produtor (a) Executivo [Pessoa Jurídica]; Produtor (a) Musical; Produtora de Evento [Pessoa Jurídica]; Selos e Gravadoras; Técnico de Monitor; Técnico de PA.

CONVERGÊNCIA:
Canal de Divulgação de Música; Canal de Youtube Artista; Curso Técnico Musical Online; Cursos de Music Business; Cursos de Negócios da Música Online; Distribuidora Digital; DJ; Escola de Música; Festival de Música Clássica; Festival de Música Independente; Festival de Música Instrumental; Plataforma de Negócios; Programa de Rádio; Projeto Cultural Musical; Startup; WebRádio.


SERVIÇO:

Prêmio Profissionais da Música
1º, 2 e 3 de novembro
Shopping Pier 21, Clube do Choro, Espaço Funarte, SESC, Museu dos Correios e Câmara Legislativa
*Eventos abertos ao público, com vendas de ingresso e restritos a convidados (em breve informações completas no site) www.ppm.art.br

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário