Red Bull Air Race: há um mês da decisão do campeonato, Yoshi Muroya vence na Alemanha

Depois de algumas corridas em que esteve razoavelmente apagado e perdeu terreno na disputa pelo título mundial de corridas aéreas, o japonês Yoshihide Muroya enfim voltou a brilhar. Ele venceu a penúltima etapa do Red Bull Air Race 2017, disputada neste domingo, em Lausitz, na Alemanha, e recuperou fôlego para a decisão do campeonato.

“É uma vitória, e como qualquer vitória, ela é muito prazerosa. Tivemos dificuldades em Kazan e no Porto, mas nos preparamos melhor pra essa corrida, então eu tenho de agradecer à minha equipe. Desde o começo, nós sabíamos que poderíamos brigar pelo título deste ano e é o que vamos fazer”, comemorou Yoshi, como é conhecido.

Agora, ele é o segundo colocado na tabela de classificação, apenas quatro pontos distante do líder, o tcheco Martin Sonka.

Sonka completou o pódio em Lausitz, em terceiro lugar. “Eu esperava ter sido mais rápido, mas tem tantos pilotos talentosos nessa categoria que eu não posso ficar decepcionado com um pódio”, disfarçou Sonka, com sorriso amarelo. À frente dele chegou o australiano Matt Hall, que já está fora da disputa.

A vitória de Yoshi foi a terceira dele em sete etapas. Ninguém ganhou tanto assim em 2017. É o que traz motivação extra para a decisão do título, marcada para 15 de outubro, nos céus do circuito de Indianápolis, nos Estados Unidos.

Convenhamos, é um lugar que traz boas memórias para a japonesada.

Foi lá que Takuma Sato fez história ao vencer as 500 milhas de Indianápolis desta temporada (tornando-se o primeiro japonês em mais de 100 anos a alcançar a conquista).

Yoshi sabe que vai ter de partir para uma estratégia bem ao ‘estilo Sato’ se quiser levar o troféu do Red Bull Air Race pra casa. “Eu não tenho muitas escolhas. O plano para Indianápolis precisa ser um só: voar rápido e conseguir a vitória”, avalia Yoshi, que conta com uma equipe de quatro engenheiros brasileiros.

Não vai ser fácil mesmo.

Além do líder Martin Sonka e do vice-líder Yoshihide Muroya, há mais dois pilotos ainda com chances na disputa: o canadense Pete McLeod e o norte-americano Kirby Chambliss, o mais experiente do grupo e o único a contar com títulos do Air Race no currículo (foi bicampeão em 2004 e 2006).

==> Foto: Redbullcontentpool

0 comentários:

Postar um comentário