Cristian Baumgart e Beco Andreotti levam X Rally Team ao bicampeonato no Sertões

Foram sete dias, 2 mil quilômetros de especiais e 3,3 mil totais na 25ª edição do Rally dos Sertões. O maior evento do fora de estrada brasileiro consagrou, pela segunda vez consecutiva, a dupla do X Rally Team formada pelo piloto Cristian Baumgart e pelo navegador Beco Andreotti.

Bonito, no Mato Grosso do Sul, fez festa para receber os campeões do mais difícil rali brasileiro e também todos os competidores que completaram a prova. O evento partiu de Goiânia no último dia 19, passou por seis cidades nos estados de Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul colocando seus equipamentos à prova.

A bordo do Ford Ranger V8 4x4 construído pela NWM Motorsports, a dupla mais longeva da história do rali brasileiro completou a prova em um total de 21 horas, 38 minutos e 38.52 segundos, com 6min44s de vantagem para a dupla que terminou em segundo, formada por Reinaldo Varela e Gustavo Gugelmin, que também correu de Ford Ranger. Os argentinos Alvarez Fernando e Juan Monasterolo, com uma Amarok V8, terminou em terceiro quase duas horas atrás dos campeões.

“Se alguém me dissesse há dois anos que conquistaríamos o Sertões por duas vezes seguidas, eu não acreditaria. Porém, trabalhamos muito para que isso acontecesse, investimos em um projeto de médio a longo prazo e os resultados não deixam mentir. Estou extremamente feliz por nossa equipe, por todos os integrantes, e também por todos os adversários que enfrentamos, que são fortíssimos e também merecem os parabéns”, discursou Cristian Baumgart.

Cristian e Beco, a bordo do carro #301, venceram as duas primeiras especiais do rali, forçando o ritmo e levando o Ford Ranger V8 4x4 ao limite. Construída a vantagem, a estratégia passou a ser consolidar a liderança e, depois, administrar a vantagem. Foram os líderes do acumulado durante todos os sete dias da competição.

“Sabíamos que seria difícil, que a concorrência era fortíssima e renomada. Mantivemos os pés no chão, com uma equipe – uma família, na verdade – extremamente unida e profissional. Todos trabalharam demais neste rali, viraram noites, e sempre víamos estes mecânicos e engenheiros com um sorriso no rosto, mesmo nas condições mais adversas. Isso é uma grande prova de que o rali é, sim, um esporte de equipe”, disse Beco Andreotti. “O Cristian está ‘vestindo’ o carro cada vez mais, e neste Sertões ele foi um verdadeiro monstro ao volante. Pilotou muito bem, soube dosar na hora certa e correr riscos quando era necessário”, continuou o navegador, que há pouco mais de um ano passou a se dedicar à equipe X Rally Team em tempo integral na administração do time.

Marcos Baumgart e Kleber Cincea, que abandonaram a disputa ainda no primeiro dia de competição após um acidente, fizeram questão de voar até o Mato Grosso do Sul para recepcionar os companheiros de equipe campeões. “Estamos juntos, não importa o que aconteça”, destacou Cincea. “Infelizmente não pudemos completar, mas viemos prestigiar o trabalho de todos da equipe, que foram absolutamente sensacionais durante todos estes dias. Do meu lado, já estou completamente focado no próximo Sertões para trazer mais uma vez o título para a equipe”, finalizou Marcos, irmão de Cristian.

Sábado (26/08)
7ª Etapa
Aquidauana (MS) a Bonito (MS)
Deslocamento Inicial – 128,62 km
Trecho Cronometrado – 240,45 km
Deslocamento Final – 51,71 km
Total do dia: 420,78 km

Resultado Final Rally dos Sertões 2017 (top-5 T1 FIA)
1. 301 Cristian Baumgart/Beco Andreotti (FORD RANGER) – 21h38min38s52
2. 304 Reinaldo Varela/Gustavo Gugelmin (FORD RANGER) – a 6min44s
3. 329 Alvarez Fernando/Juan Monasterolo (AMAROK) – a 1h59min35s
4. 302 Guilherme Spinelli/Youssef Haddad (MINI) – a 3h00min18s
5. 315 Sylvio de Barros/Rafael Capoani (MINI) – a 3h38min28s

==> Foto: Magnus Torquato / Fotop

0 comentários:

Postar um comentário