Confira a Programação do Arraiá do CCBB Brasília, no próximo final de semana (10 e 11/06)

Já está se tornando uma tradição: em junho, o Centro Cultural Banco do Brasil Brasília abre suas portas para uma das mais animadas festas juninas da capital brasileira. Durante um final de semana, da manhã à noite, os espaços do CCBB são tomados por atrações para todas as idades, com brincadeiras, teatro, quadrilha e, sobretudo, muita música. O ARRAIÁ DO CCBB em 2017 vai fazer UMA HOMENAGEM À CULTURA POPULAR, nos dias 10 e 11 de junho, com direito a shows de Xangai (e seu repertório composto de canções nordestinas de raiz popular) e Mariana Aydar (com um repertório especialmente criado para o evento). O conselho é garantir logo o ingresso, que será vendido a R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada, válida para idosos, estudantes, portadores de necessidades especiais, professores da rede pública de ensino e clientes do Banco do Brasil).

O ARRAIÁ DO CCBB – UMA HOMENAGEM À CULTURA POPULAR vai contar com a participação de nomes que são referência quando o assunto é o saber tradicional, como o mestre Chico Simões e seu Mamulengo Presepada, o marcador de quadrilha Claudecir Martins (que há 25 anos coordena a já consagrada Sibobiá a Gente Pimba, de Samambaia) e a dupla de repentistas Chico de Assis e João Santana. O evento ainda vai promover aulas de forró, com o professor Michel Gomes, e várias brincadeiras.

O ARRAIÁ DO CCBB é uma realização do Centro Cultural Banco do Brasil Brasília, com produção do Instituto Bem Cultural.

O ARRAIAL
O ARRAIÁ DO CCBB tem cenografia inspirada nas pequenas cidades do interior do país. A ideia é criar um ambiente que leve o visitante a entrar em contato com as raízes culturais do povo brasileiro. Na rua interna de acesso ao CCBB, estarão montadas barracas para jogos e brincadeiras e outras para a venda de quitutes típicos das festas juninas do Brasil. Um palco vai acolher as apresentações musicais.

Como num parque de diversões, estruturas convidam o visitante a se integrar a atividades como pescaria, jogo de argolas, bola na lata, tiro ao alvo com espingardas de pressão e muito mais. E há convite também para se mexer muito, com a corrida do ovo na colher, corrida de saco, trenzinho para crianças, pula-pula, dentre vários outros jogos.

No campo da culinária, vão estar à venda pastéis, pão de queijo, escondidinho, churrasquinho, carne de sol, paçoca, canjica, curau, pamonha, arroz doce e todas as delícias que compõem o paladar das festas juninas brasileiras. Usando o Correio Elegante, muita gente vai poder fazer galanteios e escrever poemas. E um varal com literatura de cordel convida o público a conhecer o trabalho do cordelista e repentista João Santana. Diversão garantida para toda a família!


PROGRAMAÇÃO

Dias 10 e 11 de junho

11h - Abertura da entrada do público
11h30 - Início das brincadeiras
16h - Quadrilha infantil
16h45 - Teatro de bonecos com Mamulengo Presepada
17h15 - Primeira aula de forró
17h30 - Passeio dos repentistas pela praça de alimentação
18h - Apresentação dos repentistas no palco
18h30 - Segunda aula de forró
19h - Quadrilha adulta
20h - Término das brincadeiras
20h30 às 21h45 - Show nacional

- dia 10 - Xangai e trio
- dia 11 - Mariana Aydar e banda

23h – Encerramento

ARTISTAS
- Apresentador: Chico Simões e seus bonecos
- Teatro de bonecos: Grupo de Teatro Mamulengo Presepada
- Marcador de Quadrilha: Claudecir Martins (quadrilha "Sibobiá a Gente Pimba")
- Repentistas: Chico de Assis e João Santana
- Cordelista: João Santana
- Professor de dança: Michel Gomes
- Show nacional dia 10/06 - Xangai e trio
- Show nacional dia 11/06 - Mariana Aydar e banda

SHOWS E APRESENTAÇÕES

XANGAI - Nascido no interior da Bahia, é um dos mais consagrados intérpretes da música popular brasileira, tendo uma carreira consolidada ao longo de décadas de atuação musical no Brasil e no exterior. Estabeleceu parcerias em musicas antológicas com compositores como Geraldo Azevedo, Renato Teixeira, Elomar, Vital Farias e Juraildes da Cruz, entre outros. No ano de 1976, gravou seu primeiro disco, Acontecivento, com destaque para as músicas Asa Branca, Forró de Surubim e Esta Mata Serenou. De lá pra cá, gravou mais de 20 discos como Parceria Malunga (1980), Qué Que Tu Tem Canário (1981), Mutirão da Vida (1984); Cantoria 1 (1984) com Geraldo Azevedo, Vital Farias e Elomar, Cantoria 2 (1985) com Geraldo Azevedo, Vital Farias e Elomar; Xangai canta (1986), Aguaterra, ao vivo com Renato Teixeira (1996), Um Abraço Pra Ti, Pequenina (1998), Brasileirança (2002) e Xangai (2016). Em seu repertório passeiam canções em ritmos como xote, baião, forró, coco, repente, canções românticas, óperas e árias sertanejas. Mantém uma personalidade cultural única, forte e bem decidida. Em 2016, atuou na novela Velho Chico, da Rede Globo, como o cantador Avelino.

MARIANA AYDAR – Nascida em São Paulo, filha do cantor e compositor Mário Manga (do grupo Premeditando o Breque) e da produtora musical Bia Aydar, cresceu em ambientes musicais. Estreou profissionalmente aos 20 anos, fazendo backing vocal de Miltinho Edilberto, cujo repertório era composto de forró. Também foi este o ritmo que marcou o estilo de sua primeira banda, Caruá, que durou três anos. Estudou em Boston, morou em Paris, aprendeu a tocar violoncelo, violão e canto. Em 2007, foi indicada ao Prêmio de Revelação da VMN (Video Music Brasil) do canal MTV. Lançou Kavita 1, seu disco de estreia em 2006. Seguiram-se Peixes, Pássaros, Pessoas (2009), Cavaleiro Selvagem Aqui Te Sigo (2011) e Pedaço Duma Asa (2015). Apaixonada pelos ritmos nordestinos, idealizou e produziu o documentário Dominguinhos, de 2014, ao lado de Eduardo Nazarian e Joaquim Castro. Para o show em Brasília, no ARRAIAL CCBB, Mariana Aydar promete um repertório composto de músicas calcadas na nordestinidade, com influências como o coco.

CHICO SIMÕES – Ator, diretor, dramaturgo, criou o Mamulengo Presepada no início da década de 1980, depois de ter viajado pelo Nordeste brasileiro, ao lado do amigo Carlinhos do Babau (criador do famoso grupo Carroça de Mamulengos). Juntos, eles trabalharam e interagiram com mestres da cultura popular e tradicional. Depois, Chico Simões estudou com diretores de teatro como Ilo Krugli (criador do célebre grupo Ventoforte), Amir Haddad (criador do antológico Tá na Rua), Eugenio Barba (idealizador e diretor do Odin Theatret, da Dinamarca), dentre outros. Hoje, são mais de 30 anos de estrada, mais de 2.500 apresentações, 25 países e vários prêmios, como o Prêmio Betinho (1994), Prêmio Economia Criativa (2011) e Prêmio Mazzaropi – Mestres da Cultura Popular (2012).

MAMULENGO PRESEPADA – O ROMANCE DO VAQUEIRO BENEDITO - Espetáculo de Teatro de Mamulengos que conta a história do amor proibido de Benedito e Margarida. Como ela está grávida, eles fogem com o Boi Estrela para a cidade, onde enfrentarão as dificuldades naturais da vida e a perseguição do terrível Capitão João Redondo. Os personagens são bonecos bem brasileiros, como Zé da Sanfona, Rosinha do Bole-bole, Palhaço da Vitória e Janeiro-Vem-Janeiro-Vai. Outros têm parentesco com a Commedia Dell’Arte, como o Doutor-Mané-Vou-Lá-Hoje e Briguelinha. Há ainda os mitológicos, como a Alma da Defunta Sem Vergonha, José Lusbel Tufá e o Jaraguá, ou animais simbólicos, como a Cobra Grande Carpina, o Boi Estrela, o Urubu Limpa Mundo e o Passarinho Boa Nova. Muitos mais podem entrar, ao sabor dos improvisos e da comunicação direta com o público. Duração: 50 min

CHICO DE ASSIS E JOÃO SANTANA – Dupla de Repente, formada há 16 anos, pelo potiguar Chico de Assis e pelo brasiliense João Santana, que é também autor de cordel. Ao som das violas nordestinas, a dupla aborda, em suas músicas, temas atuais e declama poemas de teor socioambiental, conta histórias engraçadas de matutos e causos que brincam com a maneira de ser do sertanejo. Chico e João unem a poesia do Repente a ritmos como coco, xote, xaxado, forró e o cancioneiro popular nordestino. A dupla já lançou dois CDs – Repente na Capital e Cantando as Coisas da Vida – e recebeu o prêmio de melhor dupla da modalidade, no Festival Nacional de Viola – Voa Viola, em 2012. Ambos desenvolvem um trabalho sobre folhetos de cordel e atuam como arte-educadores. Junto ao Projeto Repente na Escola, em 2004, os músicos levaram a arte do Repente a mais de 20 mil alunos de escolas públicas do Distrito Federal. Ainda ministram oficinas de Repente e Cordel. Seu trabalho se estende à conscientização da necessidade de respeitar e preservar o meio ambiente.

CLAUDECIR MARTINS – Um dos fundadores e coordenador da quadrilha Sibobiá a Gente Pimba, que completou 25 anos de atividade em Samambaia. Claudemir assumiu a função de coordenador da quadrilha em 1992, com apenas 12 anos de idade e desde então, o grupo já viajou por vários estados brasileiros. Claudemir Martins é responsável por fazer a marcação que guia os participantes em movimentos tradicionais das quadrilhas, como balancê, cumprimento às damas e aos cavalheiros, túnel e caminho da roça.

MICHEL GOMES – Professor, coreógrafo, bailarino e personal dancer, trabalha com dança e produção cultural há 12 anos. Já promoveu e atuou em bailes, workshops, festivais, congressos, palestras, aulas e mostras de dança em Brasília e em outros estados brasileiros. Como dançarino, foi proprietário de duas academias, em Fortaleza e em Brasília.


SERVIÇO

Arraiá do CCBB Brasília
Data: 10 e 11 de junho de 2017
Local: Centro Cultural Banco do Brasil Brasília
Horário: de 11h às 23h
Ingressos: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada válida para idosos, estudantes, portadores de necessidades especiais, professores da rede pública de ensino e clientes do Banco do Brasil).

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário