Educadores traçam o cenário da formação e da profissão docentes

Um bom professor será lembrado pelo papel fundamental que exerceu na vida de seus alunos. Sua formação implica necessariamente o trabalho integrado entre universidades e escolas de educação básica, que se realiza sem predeterminações hierárquicas, ou seja, sem que a universidade determine o que fazer e o modo de fazer para um bom resultado. Foi este o tema do XIII Congresso Estadual Paulista sobre Formação de Educadores e III Congresso Nacional de Formação de Professores, realizado em 2016, e que dá origem ao livro Profissão de professor: cenários, tensões e perspectivas, organizado por Maria de Lourdes Spazziani, lançamento da Editora Unesp.

As partes que compõem a publicação trazem os pontos principais discutidos sobre a profissionalização do ofício e da formação do professor, destacando, inclusive, como as mudanças ocorridas no mundo nas últimas décadas tiveram repercussões significativas sobre os sistemas educacionais. Diante da expansão da escola básica e das novas funções que ela historicamente vem assumindo, o preparo do professor reclama uma formação que não se restrinja à mera transmissão de conhecimentos e informações. Para debater o assunto, a participação de diferentes atores sociais com diferentes perspectivas foi essencial. Com isso, foram apontadas tensões referentes ao campo acadêmico e político que dizem respeito a profissionalização e desprofissionalização, ao professor reflexivo e performático, a individualização e coletivização, aos conteúdos específicos e pedagógicos, ao público e privado, ao presencial e a distância, ao proposto e executado. Por fim, as perspectivas que apontam para a luta em defesa da formação de professores e valorização profissional da categoria.

Segundo Celestino Alves da Silva Junior, que assina a apresentação, diante deste cenário "se faz necessária uma reflexão aprofundada sobre a natureza e a inserção social do trabalho do professor e sobre as condições em que esse trabalho se realiza no momento atual da sociedade brasileira". Assim, estão presentes na obra os três colóquios sobre temas específicos da formação, que reuniram especialistas de diversas universidades brasileiras, e trazem as iniciativas tomadas por algumas universidades no sentido de elaborar, em termos teóricos, e de instituir, em termos práticos, novas estruturas administrativas como bases de apoio ao campo emergente da chamada pedagogia universitária. Focalizam o perfil dos alunos ingressantes nos cursos de licenciatura, a empregabilidade dos egressos e a consequente taxa de sucesso dos seus cursos. Ações inovadoras na formação de professores também foram discutidas, bem como o futuro da profissão.

Sobre a organizadora - Maria de Lourdes Spazziani possui doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas e pós-doutoramento em Educação Ambiental pela ESALQ/USP. Atualmente é professora assistente doutora da Unesp, câmpus de Botucatu, e credenciada no Programa de Pós-Graduação de Educação Ciência do câmpus de Bauru.

Título: Profissão de professor: cenários, tensões e perspectiva
Organizadora: Maria de Lourdes Spazziani
Número de páginas: 382
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 55,00
ISBN: 978-85-393-0654-1

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário