RESULTADOS DESTA SEXTA DO CIRCUITO BRASILEIRO DE VÔLEI DE PRAIA NA CAPITAL FEDERAL

Novas parcerias de medalhistas olímpicas estreiam com vitórias

Vice-campeãs olímpicas nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Ágatha, agora ao lado de Carolina Solberg, e Bárbara Seixas, formando time com Fernanda Berti, estrearam suas novas parcerias com vitória na abertura da etapa de Brasília (DF) do Circuito Brasileiro Vôlei de Praia Open. Nesta sexta-feira (14.10), elas foram dois dos quatro times que terminaram a primeira fase com invencibilidade, garantindo vaga direta às quartas de final.

Os outros quatro times das quartas de final sairão da disputa do Round 1 (repescagem), que ocorre na manhã deste sábado (15.10). No mesmo dia também serão realizadas partidas das quartas e das semifinais. As disputas de medalha de bronze e ouro ocorrem no domingo (16.10), tudo com entrada franca à torcida no estacionamento do estádio Mané Garrincha. Os jogos são transmitidos ao vivo no Facebook da Confederação Brasileira de Voleibol.

Avançaram direto às quartas de final com duas vitórias na primeira fase Ágatha/Carol Solberg (PR/RJ), Bárbara/Fernanda Berti (RJ), Juliana/Taiana (CE) e Maria Elisa/Lili (PE/ES). Após a boa estreia, Bárbara destacou o período de testes e aprendizados ao lado de Fernanda Berti, eleita melhor atacante do último campeonato mundial.

"Achei ótimo termos tido um jogo bem difícil com a Andrezza e a Rachel. É importante para nos conhecermos, como ela se comporta em uma situação difícil, para que ela veja também como eu me comporto. A gente se dá muito bem, isso é algo bom. Vamos nos entrosar cada vez mais, mas começar com duas vitórias é excelente", disse Bárbara.

Quem também comemorou a boa estreia de parceria foi Ágatha. A paranaense fechou até o final de 2016 com Carol Solberg, e a partir de 2017 irá iniciar um projeto ao lado da sergipana Duda visando os Jogos Olímpicos de Tóquio.

"Eu estava desde a final olímpica sem jogar,são quase dois meses. Estava com muitas saudades. Estava treinando, mas jogar tem outra adrenalina, outras sensações que não conseguimos reproduzir no treino. Estou bem feliz de logo no primeiro dia ter conseguido duas vitórias ao lado da Carol. É uma parceria nova, mas já com muita unidade. Estou muito feliz com este começo", disse Ágatha, melhor jogadora do último Mundial.

Carol Solberg também comentou as primeiras partidas com Ágatha, e agora jogando em uma nova posição. Bloqueadora desde o começo da carreira, ela agora atuará na defesa.

"Sempre tive vontade de jogar na defesa e agora tenho a oportunidade de fazer este teste, graças a esse convite da Ágatha. Como vamos jogar juntas até o fim do ano, será ótimo testar sem muito compromisso. Vou jogar para ganhar, é claro, mas de uma maneira mais leve", disse Carol.

Os confrontos da repescagem, a partir 10h (de Brasília), terão Angela/Neide (DF/AL) encarando Carolina Horta/Ana Patrícia (CE/MG), Larissa/Talita enfrentando Rafaela/Erica Freitas (PA/MG), Rebecca/Elize Maia (CE/ES) contra Vivian/Andressa (PA/PB), e fechando a rodada, Andrezza/Rachel (AM/RJ) disputando uma vaga contra Val/ Renata (RJ).

Com duas derrotas, foram eliminadas na fase de grupos Fabíola/Luciana (DF/CE), Sandressa/Victoria (AL/MS), Duda/Tainá (SE) e Josi/Thati (SC/PB). Veja todos os resultados do dia na tabela abaixo.


Campeões olímpicos e mais três times vão às quartas

O torneio masculino da etapa de Brasília (DF) já possui os quatro primeiros times garantidos nas quartas de final. Nesta sexta-feira (14.10), abertura da segunda etapa da temporada 2016/2017 do Circuito Brasileiro Vôlei de Praia Open, os campeões olímpicos Alison/Bruno Schmidt (ES/DF) conseguiram duas vitórias seguidas e, ao lado de outros três times, se garantiram nas quartas de final da competição.

Outros oito times disputam o Round 1 (repescagem), que ocorre na manhã deste sábado (15.10). No mesmo dia também serão realizadas partidas das quartas de final e das semifinais. As disputas de medalha de bronze e ouro ocorrem no domingo (16.10), tudo com entrada franca à torcida no estacionamento do estádio Mané Garrincha. As partidas do torneio masculino terão início às 10h50 (hora local).

Avançaram direto às quartas de final, liderando seus respectivos grupos da primeira fase, os times Álvaro Filho/Saymon (PB/MS), Luciano/Bruno de Paula (ES/AM), Oscar/Hevaldo (RJ/CE) e os atuais campeões olímpicos e mundiais.

Os jogos são transmitidos ao vivo no Facebook da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Finais dos dois naipes terão transmissão ao vivo do SporTV.

Após a segunda vitória no dia, em partida que fechou a programação noturna, Bruno Schmidt agradeceu ao apoio da torcida. Ele e o parceiro ‘Mamute’ chegaram a perder o primeiro set, mas se recuperaram e venceram Léo Gomes e Ferramenta (RJ).

"Só tenho a agradecer, olhar o pessoal na arquibancada animado, puxando nosso time. Não tem outro caminho que não seja querer vencer. Vamos continuar dando nosso melhor, tentando apresentar um espetáculo para quem veio nos prestigiar. Estou feliz por jogar em casa, perto de familiares e amigos", disse Bruno, melhor jogador do mundo de 2015.

Outro Bruno classificado, o amazonense, que faz parceria com Luciano, também comemorou as duas vitórias no dia e a classificação direta às quartas.

"O Luciano me ajudou muito, me deu tranquilidade. Evandro e Pedro foram nossos representantes olímpicos e têm toda qualidade e conhecimento para deixar o jogo duro, nada é fácil. Acredito que conseguimos manter uma regularidade boa. Agora poderemos poupar um pouco de energia, pulando a repescagem", disse Bruno de Paula.

A repescagem, entre times que terminaram na segunda ou terceira posição do grupo, terá os seguintes confrontos: Léo Gomes/Ferramenta (RJ) encara Averaldo/Léo Vieira (TO/DF), Ricardo/André Stein duela contra Thiago/George (SC/PB), Allison Francioni/Bernat (RJ) joga contra Eduardo Davi/Arthur Lanci (PR) e, por fim, Pedro Solberg/Evandro (RJ) enfrenta Vinícius Resende/Marcus (ES/RJ).

Já estão eliminadas do torneio com duas derrotas seguidas as seguintes duplas: Pedro Cunha/Fábio Guerra (RJ), Gilmário/Moisés (PB/BA), Jô/Vitor (PB) e Fernandão/Harley (ES/DF).

Cada dupla campeã de uma etapa do Open soma 400 pontos no ranking da temporada, além de levar para casa um prêmio de R$ 45 mil. Todas as equipes são premiadas, e somando os dois naipes, o torneio distribui mais de R$ 420 mil aos atletas.

O Circuito Brasileiro 2016/2017 é composto por nove etapas, cinco delas que ocorrem até o final deste ano, enquanto outras quatro serão realizadas em 2017, com cidades a definir. Além de Campo Grande (MS) e Brasília (DF), as próximas paradas acontecem em Uberlândia (MG), Curitiba (PR) e São José (SC).




==> Foto: Matheus Vidal / CBV

0 comentários:

Postar um comentário