“Tragédia: uma tragédia”, 5 a 14 de agosto, na Caixa Cultural Brasília

Quatro jornalistas fazem a cobertura de um estranho fenômeno, em uma noite que parece eterna. Após uma tarde em que o sol se pôs, aparentemente para sempre, Franco, o âncora da emissora, coordena o trabalho ao vivo dos repórteres espalhados pela cidade. Susana, Michel e Constance apuram informações nas ruas e nas autoridades em busca de pistas para desvendar o mistério. Conforme a noite avança e a possibilidade do fim do mundo se torna mais real, a fragilidade e os temores dos jornalistas começam a aparecer e a tomar conta da transmissão. Até que chega uma testemunha para contar o que viu. Essa é trama de “Tragédia: uma tragédia”, espetáculo teatral do dramaturgo americano Will Eno, que faz temporada de 5 a 14 de agosto (sexta a domingo) no Teatro da Caixa Cultural Brasília.

A peça tem direção de Carolina Mendonça, que optou por materializar uma atmosfera de ficção em algum lugar entre o passado e o futuro, mas que se reverbera no nosso presente. “Busquei concretizar a escuridão e a fragilidade que isso provoca nos personagens. Também é muito forte o embate dos jornalistas que precisam falar sobre o desconhecido”, revela a diretora.

De fato, o espetáculo, que estreou no fim de 2014 em São Paulo, mistura temas complexos como a morte e o apocalipse com um lado cômico que potencializa seu efeito dramático. Mostra pessoas solitárias em uma cidade vazia e tece sobre o medo do fim do mundo para mostrar algo muito mais palpável: o medo da escuridão, do desconhecido e da morte. Naquela noite que poderia não amanhecer, impossível não refletir sobre sua própria existência.

A montagem da peça foi uma proposta de Amanda Lyra, que além de atuar também assina a tradução do texto. Também estão em cena os atores Carolina Bianchi, Rodrigo Bolzan, Rodrigo Andreolli e Zemannuel Piñero. Segundo Eno, a ideia surgiu de sua própria ansiedade sobre o medo e a morte, e o texto foi escrito um ano antes do ataque às torres gêmeas. A cobertura jornalística do episódio deu ainda mais sentido à peça, mas a escolha de repórteres como protagonistas não pode ser traduzida ao pé da letra como uma crítica à mídia, embora possa ser uma interpretação perfeitamente possível. Como a história, que poderiase passar em qualquer lugar do mundo.

Ficha Técnica:
Dramaturgia: Will Eno
Tradução: Amanda Lyra
Direção: Carolina Mendonça
Elenco: Amanda Lyra, Carolina Bianchi, Rodrigo Bolzan, Rodrigo Andreolli e Zemannuel Piñero
Cenário: Theo Craveiro
Iluminação: Lucia Koch
Som: Miguel Caldas
Figurino: Daniel Lie
Produção: Aura Cunha e Ludmilla Picosque
Produção local (DF): Milca Luna – Maré Cheia
Assessoria de imprensa local (DF):Âncora Comunicação
Carla Spegiorin – carla@ancoracom.com.br – tel (61) 98114-0537
Fernando Caixeta – fernando@ancoracom.com.br– tel (61) 99615-2755
Antônio Filho– antonio@ancoracom.com.br


Serviço:

“Tragédia: uma tragédia”,
Data: 5, 6, 7  12, 13 e 14 de agosto de 2016
Horário: sexta e sábado, às 20h. Domingo, às 19h
Local: CAIXA Cultural Brasília – Teatro da CAIXA
Endereço: SBS, Quadra 4, Lotes 3/4 – edifício anexo à matriz da CAIXA
Duração: 75 minutos
Informações: (61) 3206-9448 /3206-6456
Ingressos: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). Meia-entrada para estudantes, professores, funcionários e clientes CAIXA, pessoas acima de 60 anos e doadores de livro
Bilheteria: de terça a sexta-feira e domingo, das 13h às 21h; sábado, das 9h às 21h
Lotação: 406 lugares (8 para cadeirantes)
Gênero: Drama
Classificação etária: 14 anos

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário