Para compreender os conflitos entre Israel e Palestina

No mês de maio, duas importantes datas marcam historicamente a conflituosa relação entre Israel e Palestina. Em 14 de maio de 1948 foi anunciada a criação de Israel. A medida foi baseada em uma resolução aprovada pela Organização das Nações Unidas (ONU), que previa a divisão do território da Palestina, até então controlado pelos britânicos, em dois estados: um árabe e um judeu. Depois do fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945, após milhões de judeus serem mortos pelo Holocausto nazista, houve uma pressão pelo estabelecimento de um Estado judeu.

Após a fundação de Israel aumentaram tensões e  Egito, Jordânia, Síria e Iraque invadiram o território. O acontecimento foi a primeira guerra árabe-israelense, também conhecida pelos judeus como a guerra da independência. Depois dos ataques, o território originalmente planejado pela ONU para um Estado árabe foi reduzido pela metade. Os palestinos chamam a ocorrido de Nakba (significado da palavra “catástrofe” em árabe), e todo dia 15 de maio relembram a fuga e expulsão pelas tropas israelenses de mais de 700 mil palestinos.

Para ampliar o conhecimento sobre as disputas religiosas e históricas que marcam a delicada relação entre Israel e Palestina, a Editora Unesp destaca alguns livros de seu catálogo que tratam de questões relacionadas ao tema.


Organizadores: Gilberto Dupas e Tullo Vigevani | 322 páginas | R$ 60,00 
Dois povos se envolvem num conflito persistente que parece resistir incólume a cada tentativa de pacificação. Israelenses e palestinos propõem a negociadores e analistas um enorme quebra-cabeça político, cada vez mais associado ao fanatismo religioso e nacionalista. Existiria uma forma de acabar com o que parece ser um infindável derramamento de sangue? O que explica o fracasso de uma solução estável para a guerra na região? Este livro procura expor a complexidade dessas perguntas e fornecer elementos que permitam entender e entrever as condições necessárias para uma resposta.


Autor: David Barsamian | 176 páginas | R$ 36,00
As cinco entrevistas compiladas na obra não se limitam a discutir a prolífera produção do crítico Edward Said. Realizadas pelo jornalista David Barsamian entre 1987 e 1994, elas apresentam o homem detrás da obra, desvelando suas angústias e opiniões sobre um momento histórico impar para as relações entre Israel e a Palestina.


==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário