CAIXA CULTURAL BRASÍLIA ESTREIA SÉRIE GRATUITA “CRONISTAS DA FOTOGRAFIA”

CAIXA Cultural Brasília realiza, na próxima terça-feira (24), às 20h, o primeiro encontro da série Cronistas da fotografia, projeto que reunirá, mensalmente, dois grandes nomes da fotografia nacional para trocar experiências sobre a profissão. Com a mediação de Luiz Garrido, os cinco encontros gratuitos ocorrerão até setembro e debaterão temas como fotografia e arte, formas de expressão, beleza e moda, reportagem, tecnologia digital e foto celular. O primeiro bate-papo, com Márcio Scavone e Walter Firmo, abordará o Retrato como forma de expressão e conta.

No Teatro da Caixa Cultural Brasília, os principais expoentes da fotografia nacional desde a década de 1970, como J.R. Duran, Orlando Brito, Walter Carvalho e Kazuo Okubo, vão se tornar personagens de suas próprias crônicas profissionais. A ideia é promover a conexão entre esses fotógrafos renomados e amantes da fotografia e das artes visuais, além de universitários dos cursos de Comunicação, Fotografia e Cinema/Mídias Digitais do Distrito Federal. Cadaencontro envolverá um ensaio visual sobre o assunto em debate.

Sobre os convidados
Márcio Scavone estudou fotografia em Londres na década de 1970. De volta ao Brasil, firmou-se como um dos maiores expoentes na cena da fotografia publicitária do país, acumulando prêmios como o Clio Award e o Leão de Ouro em Cannes. Nos anos 1990, publicou o primeiro livro, Entre a sombra e a luz, em que une imagens suas ao texto do romancista italiano Antônio Tabucchi. É um dos 50 fotógrafos do livro comemorativo de 50 anos das câmeras Hasselblad, lançado em 1998.

Fotógrafo, jornalista e professor, Walter Firmo conquistou o Prêmio Esso de Reportagem, em 1963, com a matéria Cem dias na Amazônia de ninguém. Entre 1973 e 1982, foi premiado sete vezes no Concurso Internacional de Fotografia da Nikon. Entre seus livros, destacam-se Walter Firmo - antologia fotográfica (1989), Parada sobre imagens (2001), Cores e sentimentos (2002) e Firmo (2005).

Sobre o mediador
Luiz Garrido iniciou a carreira de repórter fotográfico em meados dos anos 1960. Tornou-se correspondente da revistaManchete em Paris, em 1968, e destacou-se no ano seguinte ao realizar, em Berlim, a documentação da rumorosa campanha pela paz mundial promovida pelo casal John Lennon e Yoko Ono. Quando retornou ao Brasil, em 1971, direcionou-se para a fotografia de estúdio, nos campos editorial, de charme, moda e publicidade. Ganhou o Prêmio Abril em quatro ocasiões diferentes (1980, 1983, 1987 e 1995).

Calendário de encontros Cronistas da Fotografia

24/05/2016 (terça-feira) Retrato como forma de expressão, com Márcio Scavone e Walter Firmo

22/06/2016 (quarta-feira) Beleza e moda editorial, com Daniel Klajmic e J.R. Duran

28/07/2016 (quinta-feira) Foto arte, com Walter Carvalho e Ricardo Fasanello

11/08/2016 (quinta-feira) tecnologia digital, ontem e hoje / foto celular, com Levindo Carneiro e Kazuo Okubo

29/09/2016 (quinta-feira) A reportagem, com Orlando Brito e Evandro Teixeira 


Serviço
Série de palestras Cronistas da fotografia
Local: Teatro da CAIXA Cultural Brasília (SBS Quadra 4 Lotes 3/4)
Dia: 24 de maio de 2016
Horário: terça-feira, às 20h
Público-alvo: estudantes e profissionais da área
Classificação indicativa: não recomendado para menores de 12 anos
Duração: 120 minutos
Entrada franca limitada à lotação do teatro
Capacidade: 406 lugares (8 para cadeirantes) | Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário