II Mostra de Dança de Planaltina ocorrerá de 15 a 17 de julho de 2022 no Complexo Cultural

A Cia.Transições realizará, com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal - FAC-DF, a II Mostra de Dança de Planaltina, que ocorrerá de 14 a 17 de Julho de 2022.

Esta segunda edição tem como objetivo contribuir para valorizar e difundir o trabalho de artistas, grupos e companhias profissionais de dança, radicadas na macrorregião de Planaltina e em todo o DF, enfatizando a diversidade de linguagens e perspectivas de criação e pesquisa na produção contemporânea.

A programação da Mostra será composta por um espetáculo de abertura com apresentação da Transições Cia de Dança e Artes, cia anfitriã da Mostra; cinco oficinas técnicas de dança de estilos variados, com 15 vagas cada, destinadas a coreógrafos, bailarinos e estudantes da área; duas vivências artísticas de experimentações e exercícios criativos de elementos-chave para a dança e um dia de apresentações de coreografias; e dez coreografias de Dança, selecionadas por chamamento público.

As coreografias serão apresentadas em duas categorias: "Videodança", transmissões no palco de vídeos pré-gravados e as apresentações presenciais da “Categoria “Palco”, em que as coreografias serão apresentadas ao vivo no palco do Teatro, respeitando as medidas de segurança sanitária que estejam em vigência no momento.

As apresentações serão abertas a toda população de forma gratuita.

Entre os objetivos da II Mostra destacamos: Aprimorar tecnicamente, integrar e promover a troca de experiências entre bailarinos, coreógrafos e grupos de dança por meio de oficinas e vivências artísticas; Divulgar em Planaltina o trabalho dos profissionais da dança radicados na cidade e em outras Regiões Administrativas do Distrito Federal; Formar público para a dança, a partir da divulgação da mostra e dos trabalhos artísticos realizados em Planaltina e nas demais Regiões Administrativas; Fomentar a economia da cultura por meio da contratação de serviços de produção cultural e de profissionais da área.


PROGRAMAÇÃO

ESPETÁCULO de ABERTURA
14/07 - Quinta-feira 20h
“Na pegada popular, no coração do Brasil” - Transições Cia de Dança e Artes
Segunda obra que a Cia. insere em seu legado artístico e caracteriza bem as vivências dos bailarinos que compõem o Grupo. São abordadas situações históricas, desde a passagem dos Retirantes até a rotina corriqueira de uma moça sonhadora que ocupa os espaços físicos da cidade que deu origem à capital do Brasil, Planaltina. Por meio das vertentes das danças populares como Frevo, Coco, Cavalo Marinho, Baião, Xaxado, Caboclinho, podemos perceber de forma clara alguns encantos, entre as farras de Mateus e Bastião, se encontra a arte viva e singela, com tantos formatos e gestos. A proposta visa fortalecer a cultura nordestina por meio de coreografias que mesclam danças regionais e a dança contemporânea.

ESPETÁCULOS SELECIONADOS EM CHAMAMENTO PÚBLICO
Buscando inovar, 10 COREOGRAFIAS foram selecionadas a partir de chamamento público. A II Mostra de Dança de Planaltina recebeu 84 coreografias. Houveram inscrições de Grupos presenciais para a Categoria Palco de todo o Distrito Federal e para a Categoria VideoDança. Estas coreografias foram avaliadas por meio de processo curatorial específico, além de suas características técnicas e artísticas, por meio de pontuação extra ao apresentar medidas de acessibilidade como por exemplo legenda, libras ou audiodescrição.

17/07 - 20h Domingo: apresentação dos trabalhos dos 10 grupos/artistas selecionados
PALCO

Pas de deux Cisne Negro - Corpo de baile Noara Beltrami
No terceiro ato do balé “O Lago dos Cisnes”, durante a sua festa de aniversário, Siegfried recusa todas as pretendentes que aparecem, apesar da pressão da rainha, a sua mãe. No entanto, em determinado momento, o príncipe se depara com a jovem Odile, o cisne negro, gêmea má de Odette e filha de Von Rothbart. Pensando se tratar de sua amada, ele é enganado, declarando amor e fidelidade a Odile.

Juntos somos forte - Cyphers clan
O intuito da Obra é mostrar a experimentação de diversas danças e expressões urbanas. Dentro desse contexto, apresentaremos como Base, a dança ""Breaking"", com a intenção de despertar novas experiências, pensamentos e conceitos. A Obra retrata uma reflexão sobre nossas essências, o tempo em que vivemos, a estrutura da sociedade brasileira e seus impactos na desigualdade racial e na violência cotidiana

Visceral - Flyer Cia de dança
O desafio de explorar a movimentação de acordo com aquilo que está entranhado, que vem do íntimo, aqueles turbilhões de sensações que muitas vezes causam estranhezas. Visceral tem a proposta dessa exploração corpórea entre a lucidez e estupidez, onde muitas vezes nos deparamos com essas sensações e sentimentos a ponto de construirmos altares para as mesmas, quem vem representado pelos cubos como elemento cênico.

Regresso - EMPIRE DANCE CREW
Nossa performance foi criada com base em competições de grupos de fora e de dentro do Brasil. A apresentação será no formato de mix de músicas e estéticas coreográficas.

Retalhos: Contos, Histórias e Memórias em uma noite de São João - Quadrilha Junina Si Bobiá a Gente Pimba
No seus 30 anos (1992- 2022), a Quadrilha Junina Si Bobiá a Gente Pimba apresenta um conto autoral que tem por inspiração sentimentos humanos, contradições do dia a dia e a beleza presente nas ações de quem vive, levanta, cai, vence, é derrotado, se fortalece e recomeça.

VIDEODANÇA

Redes Antissociais - Samuel Paniago
“Em qualquer lugar em que se encontrem, os humanos se percebem imbuídos da compulsão por estarem conectados, os brilhos das telas de mão se tornaram vício insuperável." Paulo Paniago. Coreografia inspirada no filme ""O Dilema das Redes"" (documentário da Netflix) e aborda a discussão sobre a dependência virtual dos humanos.

Entrenós - Cia Nós No Bambu
O isolamento entre corpos provoca o encontro consigo mesma. A experiência ensina que cada corpo é um portal para conhecer os muitos eus que habitam entre nós. Entrenós é um desdobramento artístico do espetáculo “O Vazio É Cheio de Coisa”, solo de Poema Mühlenberg para a Cia Nós No Bambu. Foi produzido em 2020, num empenho de manter a arte pulsando, apesar dos rigores impostos pela pandemia de covid-19.

Sereia do Asfalto - Mhorgana Moon
Ensaio íntimo de solidão, sensualidade e auto expressão. A performance, pensada no formato de vídeodança, narra em poesia e coreografia a busca do corpo por afetos à meia-luz, liberação e identidade.

Sonâmbulos - Duo Cia de Dança
Coreografia montada a partir dos estudos do sono, idealizada dentro da performance com elemento cênico bem elaborado, onde a maior dificuldade da execução era juntar: bailarinos, elemento, com a dança e a ideia, onde a resultado final resultou em uma das obras mais renomadas e premiadas da Duo Cia de Dança.

Similitude - PÉS - Teatro-Dança com Pessoas com Deficiência
Ir e vir. Cotidiano. Por definição, o que é comum a todos os dias; comum; banal. E é assim, em um jogo de cotidianos possíveis, que o vídeo-dança Similitude nos provoca e convida à aguçar a percepção, ao colocar juntos, em meio a setores urbanos da capital federal, pessoas com deficiências diversas e pessoas sem deficiências em uma ocupação coreográfica.

OFICINAS e VIVÊNCIAS
A programação da Mostra prevê ações formativas com Oficinas e Vivências que ocorrerão entre 15 e 16 de julho, no Complexo Cultural de Planaltina; as inscrições são gratuitas e abertas a toda a sociedade. Confira abaixo as OFICINAS e Vivências já confirmadas.

As oficinas técnicas de dança e as vivências artísticas serão destinadas a coreógrafos, bailarinos e estudantes da área inscritos nestas atividades da mostra; terão a finalidade de contribuir para o aprimorar, integrar e promover a troca de experiências entre bailarinos, coreógrafos e grupos de dança.

15/07 - Sexta-feira: Vivências artísticas

14h: Vivência: “Maquiagem artística” com Thaís Ferreira
Na vivência, a facilitadora mostrará como buscar inspirações, criar efeitos de luz e sombra, combinar cores, criar texturas… ensinando alcançar resultados excelentes para fotos, apresentações e palco.

16h: Vivência: “O figurino como signo no processo criativo” Com Thalita Lobo
Apresentar os processos criativos envolvidos na criação do espetáculo de dança, sob o viés do traje de cena, o figurino. Desmistificar os processos criativos do figurino de dança, e despertar novos profissionais e entusiastas da moda.

16/07 - Sábado: Oficinas Técnicas de Dança

09h: Dança Contemporânea com Rodrigo Mena Barreto
Uma aula de dança contemporânea tem, como objetivo maior, capacitar o aluno para expressar a liberdade de movimentos propostos, assim como a execução de movimentos novos já pré-planejados. Em uma única aula, o aprendizado se dá por completo para aquela proposta

O Objetivo é capacitar bailarinos dentro da dança, para que construam sua formação com mais embasamento e conhecimento sobre o conteúdo a ser executado. Transformar a liberdade artística criativa em prática real e de identidade.

11h: Ritmos com Felipe de Carvalho Dias
Serão apresentados vários ritmos latinos e internacionais: pop, rap, hip hop, bhangra, dança africana, dança do ventre, flamenco, merengue e salsa. Transmitindo aos participantes princípios básicos das coreografias que caracterizam cada dança.

14h: Oficina Ballet clássico para bailarinos em formação - Murilo Campos de Lira
O Ballet Clássico como técnica que ajuda na manutenção da resistência muscular, melhorando e potencializando a flexibilidade, musicalidade e senso estético – aspectos práticos.

O objetivo é apresentar as principais características da modalidade Ballet Clássico para bailarinos, coreógrafos e diretores de dança, envolvendo consciência muscular, coordenação motora, equilíbrio, memorização, musicalidade, concentração e socialização.

16h: Dança Popular com Leandro Lira
Objetiva introduzir os conceitos, definições e históricos das danças populares regionais: Frevo e Coco. Apresentará técnicas/vivências destas danças através de atividades de interação, exercícios e condicionamento físico.

18h: Oficina Breaking´lab - FaBGirl
A oficina tem por objetivo colaborar com o desenvolvimento da corporeidade individual e a relação com o espaço, mediada por meio de técnicas da dança Breaking e a sua especialidade “o chão”. Para isso, FaBGirl compartilhará com as/os participantes educativos/técnicas e passos básico baseados na investigação de movimentos do Breaking, ações corporais e elementos com influências capoeirísticas.

COMPLEXO CULTURAL DE PLANALTINA - CCP
A II Mostra será sediada no Complexo Cultural de Planaltina (CCP). O Complexo tem um Cineteatro (340 lugares); teatro de arena (arquibancada com cerca de 450 lugares); sala multiuso; foyer e galeria de arte. Todos os ambientes são equipados com soluções de acessibilidade: corredores em largura adequada, rampas, barras de ferro, elevador, poltronas em tamanhos especiais e sinalização em braile, piso tátil, além de banheiros e estacionamento próprios. Os corredores são amplos e adequados para cadeirantes, pessoas com mobilidade reduzida e cegos, e levando em segurança até as saídas externas do edifício.

As apresentações presenciais e em vídeo acontecerão no cineteatro, As oficinas e vivências acontecerão na sala multiuso.

A doação de alimentos será feita na bilheteria do espaço. Como uma outra forma de contribuição social, pedimos aos espectadores a doação de 1 quilo de alimento não perecível, por pessoa, para doação a entidades de assistência da cidade.

INSTAGRAM: https://www.instagram.com/ccplanaltina/
SECEC/DF https://www.instagram.com/sececdf/
YOUTUBE: https://www.youtube.com/channel/UCDNpjYHKCMKnv8FCyy-dx0w
Avenida Uberdan Cardoso, St. Administrativo Lote 02 - Planaltina, Brasília - DF
(61) 3387-2325

Ficha Técnica:
Lehandro Lira - Diretor Geral / instrutor da oficina de Dança Popular
Tamara Naiz - Produtora Executiva
Max Lage - Assessor de Comunicação (61) 98161-0200 maxlage@gmail.com
Glaucia Zachariadhes - Design e Redes Sociais
Cíntia Nepomuceno - Curadora
Jô Gomes - Curadora
Alexandre Gomes - Assistente de produção
Matheus Turial - Assistente de produção
Filipe da Costa - Assistente guia para acessibilidade
Kaio Carvalho - Assistente guia para acessibilidade
Stefanie Moura - Assistente de montagem
Charles Costa - Assistente de montagem
Thaís Ferreira - Arte Educadora da vivência artística “Maquiagem artística”
Thalita Lobo - Arte Educadora da vivência artística “O figurino como signo no processo criativo”
Rodrigo Mena Barreto - instrutor da oficina de Dança Contemporânea
Felipe de Carvalho Dias - instrutor da oficina de Ritmos
Murilo Campos - instrutor da oficina de Ballet clássico
FaBGir - instrutora da oficina Breaking’lab
Fotografia: Jadson Douglas
Vídeo: Felipe Machado Ramos (Astronaut)
Luigi Carvalho - Técnico em iluminação
Vinicius Jamelão - Técnico em sonorização

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário