Bloco Samba da Mulher Bonita promete agitar pré-carnaval brasiliense

O momento é de carnaval e samba no pé. E, disto, a brasiliense Kika Ribeiro entende bem. Compositora, cantora e sambista, ela mesma afirma: “Eu não nasci no samba, mas o samba nasceu em mim”. Após comandar em fevereiro de 2019 a primeira edição do bloco Samba da Mulher Bonita - de sua autoria-  a artista volta com tudo  para levar o samba de raiz no bloco que nasceu para valorizar a cultura local e incentivar a paz, o respeito, a igualdade e as mulheres, que fazem acontecer na cultura que pulsa no Distrito Federal.

Kika sairá com seu grupo na 2ª edição do Samba da Mulher Bonita no dia 15 de fevereiro, sábado, a partir das 17h, no estacionamento do Centro Comercial do Cruzeiro Velho (Sres Quadra 3- Cruzeiro Velho). O evento de pré-carnaval contará ainda com a participação da cantora e arranjadora Mirian Marques e da DJ Loly. Poderosas, vão garantir o sucesso na folia totalmente 0800 e livre para todos os públicos.

Criado por Kika Ribeiro e pela produtora cultural Cláudia Rodrigues, o Samba da Mulher Bonita era um evento realizado tradicionalmente há mais de quatro anos nos antigos restaurantes Divinu’s Pub e Sambistrô (Cruzeiro Velho).  De lá para cá, entre 2018 e 2019, o samba que rolava aos domingos cresceu e virou um bloco oficial que atraiu mais de 2 mil foliões no pré-carnaval de 2019.

“E reunimos várias mulheres feras de Brasília. Agora, voltamos com Mirian Marques e DJ Loly, duas ativistas que se destacam na cena cultural do Distrito Federal. Será um evento que homenageará as mulheres e o samba autoral e de raiz, que é forte na nossa capital”, destaca Kika, feliz.

Ao lado dos músicos Flávio Henrique Dias (violão 7 cordas), Danilo Avellar (percussão), Eitor Ribeiro (pandeiro), Caio Gomes (cavaco) e Edmilson dos Reis (missô), a artista irá rememorar clássicos de Cartola, Clara Nunes, Beth Carvalho, além de tocar muito axé, forró e as clássicas marchinhas de carnaval.

O repertório contará ainda com canções autorais da sambista como Negra de Fé, A Receita de Ser Feliz e Me Deixa no Samba. As músicas foram compostas em parceria com Thiago Castro. Kika irá ainda apresentar Eterno Amor, a sua mais nova composição.

“E o bloco que vem para empoderar as mulheres da cidade faz ainda uma campanha contra a violência de gênero e também combate o preconceito, em todas as suas formas. Só queremos paz para pular muito o carnaval e dar voz para elas. Nós mulheres merecemos respeito”, exclama. 

O bloco Samba da Mulher Bonita conta com o patrocínio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal por meio do Fundo de Apoio à Cultura (FAC-DF). A sua ideia é promover a inclusão, valorizar e clamar pelo respeito às mulheres. Produção: Criativa Empreendedorismo. 

Conheça a equipe do Bloco Samba da Mulher Bonita:

Sobre Kika Ribeiro - Brasiliense de talento nato, Kika Ribeiro descobriu o samba há cerca de cinco anos, quando ainda cantava em uma banda de reggae de Brasília. E o samba veio para ficar. A artista começou o Samba da Mulher Bonita no Cruzeiro Velho se apresentando todos os domingos no Divinu’s Pub e depois com uma temporada no Sambistrô. E nunca mais parou. “Foi com o grande sucesso deste samba que surgiu a ideia de fazermos o Bloco Samba da Mulher Bonita. Em 2019, viramos oficialmente um bloquinho, que sairá pela segunda vez e com mais força em 2020”, conta Kika.

E a sambista já tocou na Lapa, no Cacique de Ramos, no Samba do Trabalhador e na Pedra do Sal, todos points badalados do Rio de Janeiro.

Ribeiro faz parte ainda de um coletivo de samba de mulheres da capital federal, que existe há quase quatro anos. No Distrito Federal, ela também comanda rodas de samba no Outro Calaf, no Bar Santa Fé e foi uma das atrações do réveillon da virada de 2019 para 2020, realizado na Praça dos Orixás. Kika foi ainda convidada para o Samba da Comunidade de Samambaia e ganhadora do projeto Estúdio Social para gravação de um EP.  

Sobre  DJ Loly - Loly atua como DJ (Loly/Glória) e produtora cultural desde 2015, destacando participação no Restaurante 242 Gourmet, onde também trabalhou como programadora cultural, curadora e DJ. Como integrante do coletivo REBU, atuou como produtora e DJ.  Tocou ainda no bloco de carnaval, nas festas Rebu (o grito) e no trio elétrico REBU (o trio), este na parada lgbtq+ de Brasília 2019.

Atuou também como Dj no Feed Dog - Festival Internacional de Filmes e Documentários de Moda pela LIC DF, em março de 2019.  Foi também DJ do Fashion Day kids em edição especial no Funn Festival, em junho de 2019. Loly comandou ainda a festa de abertura do Bocadim – Festivalzim LGBTQ+ , em outubro de 2019.

Participa ainda como DJ em festas particulares e toca em restaurantes e bares da cidade. 

Sobre Mirian Marques - Mirian Marques é cantora, arranjadora, multi-instrumentista, professora de música e preparadora vocal. Autodidata, aos 14 anos aprendeu violão.

Interessou-se por outros instrumentos como a guitarra, a bateria e o violoncelo. Estuda música formalmente desde 2003. Cursou Canto Popular e Arranjo na Escola de Música de Brasília. Em 2007, ingressou para o curso de licenciatura em Educação Artística com habilitação em Música pela Universidade de Brasília.

Em 2016, ingressou para o Mestrado acadêmico da Universidade de Brasília, programa de Pós-Graduação Música em Contexto, tendo como tema de pesquisa “A, B, C, D do samba – construção da identidade vocal no samba – papel das cantoras Alcione, Beth Carvalho, Clara Nunes e Dona Ivone Lara”, finalizado em dezembro de 2018.

Mirian Marques é também compositora e se destaca no cenário musical do Distrito Federal e regiões por sua versatilidade e autonomia. Atua como cantora, arranjadora, trombonista e diretora de seus trabalhos musicais. Mirian Marques toca e compõe para a música vocal e instrumental, tendo como instrumentos auxiliares o violão, o cavaquinho e o trombone, que podem ser apreciados no show da cantora, bem como em suas composições. Além da formação acadêmica, artista atuante, já se apresentou ao lado de grandes artistas da cidade e do país. Como professora, atua no ensino regular e na escola de Música de Brasília, onde orienta turmas de prática de conjunto e canto popular.

Dedica-se, atualmente, à gravação. 


SERVIÇO:

2ª edição do Bloco Samba da Mulher Bonita com Kika Ribeiro, Mirian Marques e DJ Loly 
Data: 15 de fevereiro (sábado) de 2020
Local: Estacionamento do Centro Comercial do Cruzeiro Velho (Sres Quadra 3- Velho)
Horário: A partir das 17h
Entrada: gratuita
Classificação livre
Informações no evento do Facebook: blocosambadamulherbonita - https://www.facebook.com/events/884177132026401/ 

==> Foto: Face Oficial

0 comentários:

Postar um comentário