Workshop O Corpo que Brinca e Joga com a diretora Duda Maia

A partir de exercícios de conscientização corporal, os participantes são provocados a desenvolver um trabalho de improvisação que amplie seu vocabulário corporal. As atividades propostas abordam ainda a relação do corpo com a musicalidade e espacialidade.

O evento é gratuito, mediante inscrição prévia e seleção pelo e-mail contato@palavraz.com.br. A retirada da senha pelos selecionados deverá ser efetuada na bilheteria do CCBB no dia do evento com até 30 minutos antes do seu início, momento em que a vaga poderá ser disponibilizada a outro interessado em fila de espera, que estará disponível a partir das 9h, caso haja disponibilidade de vagas.

Neste mesmo dia, que é o último da temporada do espetáculo em Brasília, a sessão (de início às 16h), será seguida de bate-papo com a presença da diretora, do diretor de produção e do elenco. O evento é aberto ao público e tem entrada franca.


SERVIÇO:

Workshop O corpo que brinca e joga, com Duda Maia
Dia: 12 de janeiro de 2020, domingo, das 10h às 13h.
Local: CCBB Brasília
Endereço: SCES, Trecho 02, lote 22.
Evento gratuito e sujeito à lotação.
Condição/necessidade para participação: roupa apropriada para prática de atividades físicas (leves e confortáveis). A aula ocorrerá sem sapatos.
Público-alvo: preferencialmente para professores e arte-educadores, além de estudantes universitários, atores, bailarinos/dançarinos e interessados no tema, em geral.
Número de vagas: 20

Sobre Duda Maia:
Formada pela Escola de Dança Angel Vianna, foi professora de corpo do Curso Profissionalizante de Atores da CAL (1998-2008). De 1996 a 2006, foi diretora e coreógrafa da Trupe do Passo. Entre 2012 e 2014, recebeu o prêmio Zilka Sallaberry de Melhor Direção, ao lado de Lucio Mauro Filho, com o infantil “Uma Peça como Eu Gosto”. Dirigiu “Clementina, Cadê Você?”, musical inspirado na vida de Clementina de Jesus; e “A Dona da História”, de João Falcão. Dirigiu o musical “AUÊ”, do grupo Barca dos Corações Partidos. Sucesso de público e de crítica, “AUÊ” recebeu importantes prêmios de artes cênicas: Shell (Melhor Direção), Cesgranrio (Melhor Direção, Melhor Direção Musical e o Melhor Espetáculo), Botequim Cultural (cinco categorias, incluindo Melhor Direção e Melhor Espetáculo). A peça foi indicada ao Prêmio APCA de Melhor Direção. Duda Maia foi indicada aos prêmios Bibi Ferreira e Prêmio Reverência de Teatro Musical, na categoria Melhor Direção. Em 2016, dirigiu o musical “A Gaiola”, vencedor dos principais prêmios de teatro infantojuvenil, incluindo Melhor Espetáculo e Melhor Direção: sete categorias no Prêmio CBTIJ; cinco categorias no Prêmio Botequim Cultural e três categorias no Prêmio Zilka Sallaberry. Duda ganhou o prêmio de Melhor Direção por “Contos Partidos de Amor”. Duda dirigiu “O Tempo Não Dá Tempo”, espetáculo itinerante em homenagem aos 90 anos de Angel Vianna, no OI Futuro Flamengo e Itaú Cultural. Dirigiu o musical ELZA, em homenagem à cantora Elza Soares, e com ele ganhou os seguintes prêmios de Melhor Direção: Cesgranrio, Reverência, Bibi Ferreira e Botequim Cultural. Atualmente é diretora artística do novo show de Elza Soares “Planeta Fome”, atualmente em turnê pelo Brasil. 

Sinopse de “Vamos comprar um poeta”: 
Uma menina esperta e curiosa que gosta de entender o sentido das coisas. Um menino que adora fazer contas. Um pai que só pensa em lucrar e uma mãe que organiza todos os dias os trabalhos domésticos. O que acontece quando um Poeta chega para morar com essa família? Observar borboletas, criar poemas e aprender a dar abraços são algumas pérolas da nossa história. Um musical infanto-juvenil que fala de invenção, amizade e despedida. http://www.esportecultura.com.br/2019/12/vamos-comprar-um-poeta.html

==> Foto: Raí Junior

0 comentários:

Postar um comentário