Vitórias em Cascavel ficam com Beto Monteiro e Paulo Salustiano, que empatam na ponta

Em uma etapa emocionante da Copa Truck em Cascavel, que contou com pista molhada e seca, Beto Monteiro e Paulo Salustiano venceram, respectivamente, as duas provas e saíram do oeste paranaense empatados na disputa da Quarta Copa, que define os três últimos finalistas para a Grande Final de dezembro em Interlagos.

Largando da terceira posição, Beto Monteiro contou com dificuldades dos dois caminhões Mercedes-Benz de André Marques e Wellington Cirino para triunfar mesmo com um restritor de potência aplicado em seu Volkswagen por conta das vitórias obtidas na etapa anterior, em Rivera, no Uruguai, e chegou apenas 0s476 atrás de Salustiano.

"A chuva me ajudou um pouco, pois meu caminhão correu com restritor de potência e a pista molhada acabou fazendo com que eu não sentisse muito essa desvantagem. Sofri uma enorme pressão do Salu no fim e saio muito feliz com uma vitória e a liderança do campeonato, o que faz com que o trabalho na próxima etapa seja mais tranquilo", comentou Monteiro, dono do recorde de nove vitórias em 12 corridas.

Na segunda corrida, Salu e Beto largaram da quarta fila por conta da inversão dos oito primeiros no grid de largada e escalaram juntos o pelotão, deixando para trás gente como o pole Luiz Carlos Zapelini - punido por excesso de velocidade no radar -, e Debora Rodrigues, que teve um de seus melhores finais de semana na Copa Truck com um sexto e um terceiro lugares.

"A gente teve um mês muito difícil, tivemos de reconstruir meu caminhão para esta corrida após o acidente no Uruguai, enfrentamos problemas no começo do fim de semana, mas, no fim, tudo deu certo. Meu foco máximo é obter a vaga entre os finalistas para brigar pelo título em Interlagos. Na última disputa a classificação passou muito perto, mas desta vez não vou deixar ela escapar", destacou Salu.

Outro que merece destaque foi Felipe Giaffone. Largando da 22ª posição, ele foi nono e quarto, respectivamente. Da mesma sorte não compartilhou o veterano Pedro Muffato, que fez sua estreia na Copa Truck do alto de seus 79 anos de idade: ele foi 13º na prova 1 e abandonou a disputa seguinte. Já Guilherme Salas, que também debutou no campeonato em Cascavel, já deixou sua marca com a melhor volta na primeira bateria do domingo.

A Copa Truck tira três semanas de intervalo até a definição da Quarta Copa, no dia 27 de outubro no Velopark (RS). Confira abaixo os resultados completos e a situação da tabela de pontos:

Corrida 1
1. Beto Monteiro (Volkswagen), 15 voltas em 25min24s062
2. Paulo Salustiano (Volkswagen), a 0s476
3. André Marques (Mercedes-Benz), a 6s273
4. Renato Martins (Volkswagen), a 15s593
5. Gabriel Robe (Mercedes-Benz), a 15s918
6. Débora Rodrigues (Mercedes-Benz), a 21s749
7. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 26s060
8. Luiz Carlos Zapelini (MAN), a 27s511
9. Felipe Giaffone (Iveco), a 28s725
10. Régis Boessio (Volvo), a 29s711
11. Adalberto Jardim (Ford), a 30s479
12. Guilherme Salas (Mercedes-Benz), a 37s870
13. Pedro Muffato (Scania), a 43s136
14. Jaidson Zini (Scania), a 46s728
15. Pedro Paulo (Mercedes-Benz), a 54s043
16. Danilo Alamini (Iveco), a 55s084
17. Djalma Pivetta (Iveco), a 1min02s230
18. José Augusto Dias (Volkswagen), a 1min25s857
19. Luiz Lopes (Iveco), a 1 volta
20. Juca Bala (Ford), a 3 voltas
21. Roberval Andrade (Mercedes-Benz), a 4 voltas
Não classificados
Clodoaldo Monteiro (MAN), a 10 voltas
Djalma Fogaça (Ford), a 13 voltas
Fábio Fogaça (Ford), a 15 voltas
Leandro Totti (Mercedes-Benz), não largou
Melhor volta: Guilherme Salas, 1min26s022 (média de 127,977 km/h)

Corrida 2
1. Paulo Salustiano (Volkswagen), 17 voltas em 25min07s177
2. Beto Monteiro (Volkswagen), a 4s967
3. Debora Rodrigues (Mercedes-Benz), a 13s752
4. Felipe Giaffone (Iveco), a 16s805
5. André Marques (Mercedes-Benz), a 17s714
6. Pedro Paulo (Mercedes-Benz), a 19s071
7. Regis Boessio (Volvo), a 25s970
8. Renato Martins (Volkswagen), a 25s972
9. Gabriel Robe (Mercedes-Benz), a 33s788
10. Luiz Lopes (Iveco), a 37s752
11. Roberval Andrade (Mercedes-Benz), a 47s538
12. Jaidson Zini (Scania), a 54s443
13. José Augusto Dias (Volkswagen), a 56s105
14. Djalma Pivetta (Iveco), a 1min06s703
15. Luiz Carlos Zapelini (MAN), a 1 volta
16. Adalberto Jardim (Ford), a 1 volta
17. Danilo Alamini (Iveco), a 1 volta
18. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), a 2 voltas
19. Juca Bala (Ford), a 3 voltas
Não classificados
Guilherme Salas (Mercedes-Benz), a 8 voltas
Pedro Muffato (Scania), a 14 voltas
Clodoaldo Monteiro (MAN), não largou
Djalma Fogaça (Ford), não largou
Fábio Fogaça (Ford), não largou
Leandro Totti (Mercedes-Benz), não largou
Melhor volta: Beto Monteiro, 1min21s711 (média de 134,728 km/h)

Classificação do campeonato
1. Paulo Salustiano e Beto Monteiro, 38
3. André Marques, 29
4. Debora Rodrigues, 28
5. Renato Martins, 24
6. Felipe Giaffone, 23
7. Gabriel Robe, 22
8. Regis Boessio, 19
9. Pedro Paulo, 15
10. Luiz Carlos Zapelini e Wellington Cirino, 13
12. Jaidson Zini, 10
13. Adalberto Jardim, 9
14. Guilherme Salas, 8
15. Pedro Muffato, 7
16. Luiz Lopes, 6
17. Roberval Andrade, 5
18. José Augusto Dias, 3
19. Djalma Pivetta, 2
Sem pontos: Djalma Fogaça, Clodoaldo Monteiro, Danilo Alamini, Juca Bala e Fábio Fogaça

==> Foto: Duda Bairros / Copa Truck

0 comentários:

Postar um comentário