SUPERPRAIA: Ana Patrícia/Rebecca e André/George, conquistam o ouro em Brasília

Ana Patrícia/Rebecca com vitória sobre Talita e Taiana foi conquistada de virada, por 2 sets a 1, em final emocionante; Álvaro e Bárbara são escolhidos melhores de 18/19

A parceria de Ana Patrícia e Rebecca (MG/CE) conquistou na noite deste sábado (24.08) a edição 2019 do SuperPraia ao vencerem o time Talita/Taiana (AL/CE) por 2 sets a 1 (21/19, 19/21, 17/19), na arena montada no Parque da Cidade, em Brasília (DF). A competição final do calendário nacional conta com a maior premiação do ano e formato diferente de disputa, com os 16 melhores times. O bronze da etapa ficou com Fernanda Berti e Bárbara Seixas (RJ).

Este foi o primeiro título de SuperPraia, que é disputado desde 2014, da parceria de Ana e Rebecca. Elas já possuem no currículo títulos de etapas do Circuito Brasileiro Open e do Circuito Mundial. O ouro foi conquistado em partida muito equilibrada, com viradas de placar e emoção até o final. Em 2018, Ana Patrícia foi privada da disputa por ter sofrido uma fratura no dedo. A volta por cima veio da melhor maneira.

"É uma felicidade imensa conseguir este título. No ano passado eu não pude participar do SuperPraia em razão da minha fratura no dedo. É um título muito importante para nós, foi um jogão essa final, muito tenso. Além do título, o que fica é o aprendizado que tivemos hoje, procurar resistir nos momentos difíceis na partida”, declarou.

Rebecca, eleita melhor passe da temporada 18/19 do Circuito Brasileiro em premiação realizada antes da final, comentou a importância da conquista inédita.

"O SuperPraia é uma competição muito importante, com as melhores duplas do país. Ana não jogou comigo no ano passado, então, jogar juntas aqui em Brasília era algo que queríamos muito. Temos esse diferencial da comunicação ativa entre nós duas, se for preciso a gente troca de posição em quadra, o que dificulta a estratégia do adversário. E hoje fizemos um jogo muito acirrado, foi um espetáculo para todos. Estamos muito felizes”, declarou.

As três medalhistas do SuperPraia agora se preparam para a disputa da etapa cinco estrelas de Roma (Itália), pelo Circuito Mundial 2019 e que conta pontos à corrida olímpica. O torneio acontece de 4 a 8 de setembro e é um dos últimos do ano pelo tour internacional.

Bronze
Fernanda Berti e Bárbara Seixas conquistaram o bronze em uma partida bastante atípica contra Juliana e Josi (CE/SC). A parceria começou imprimindo ritmo, vencendo o primeiro set por 21/6. Na segunda parcial, ficaram atrás no placar durante a maior parte do tempo e o jogo parecia caminhar para o tie-break, mas conseguiram reverter desvantagem de seis pontos, virando de 12/18 para fechar em 21/19, por 2 sets a 0. Bárbara comemorou o pódio.

"Eu fiquei muito feliz com a evolução do nosso time ao longo desses anos. Foi algo muito bonito, foram muitos aprendizados, muitas coisas positivas. Nossa evolução no Circuito Brasileiro foi visível, começamos batalhando por um lugar entre as quatro, ficamos em quinto algumas vezes, até que conseguimos assumir essa posição. E esta temporada foi maravilhosa, me reinventei jogado ao lado da Fernanda. Foi uma pena ter ficado de fora da final aqui no SuperPraia, mas o bronze é um grande resultado também”, destacou a medalhista olímpica.

MELHORES DA TEMPORADA 18/19
Além das campeãs do SuperPraia 2019, também foram conhecidos na noite deste sábado os vencedores dos prêmios individuais referentes à temporada 2018/2019 do Circuito Brasileiro Open, encerrado em abril. Destaque para Álvaro Filho (PB) e Bárbara Seixas (RJ), eleitos melhores jogadores do tour nacional pela primeira vez.

A votação é realizada entre atletas e técnicos, elegendo várias categorias (veja a lista completa abaixo). Também se destacaram Ricardo de Freitas (RJ) e Ernesto Vogado (PB), melhores técnicos de equipes feminina e masculina, respectivamente, além de Ana Patrícia, que levou dois prêmios. Na eleição do atleta favorito da torcida, o craque da galera, realizada pelo site da Confederação Brasileira de Voleibol, Álvaro e Ágatha foram os mais votados.

Álvaro Filho comentou a felicidade pelos prêmios e agradeceu ao campeão olímpico Ricardo, com quem jogou e conquistou o Circuito Brasileiro Open 18/19 antes de se unir ao também campeão olímpico Alison, visando os Jogos de Tóquio 2020.

“Só tenho que demonstrar aqui minha gratidão, essa temporada foi muito especial. Ricardo foi um gigante, mais uma vez um ‘monstro’, um verdadeiro campeão. Me passou muitos atalhos. Ricardo e o CT Cangaço foram as bases dos prêmios que recebi nesta noite. Ver que o trabalho está sendo reconhecido, ainda mais pelos próprios atletas e técnicos, é muito legal. Quero seguir nesse caminho no projeto que estou seguindo com o Alison, fico muito feliz”, declarou.

Bárbara também celebrou o fato de ter sido eleita pela primeira vez na carreira a melhor jogadora do tour nacional. Ao lado de Fernanda, ela conquistou a temporada 18/19 subindo ao pódio em cinco das sete etapas, com dois ouros.

“Fiquei surpresa e muito contente com esse prêmio de melhor jogadora da temporada, nunca tinha conquistado, mas queria muito, e o fato de ter alcançado isso me deixa muito orgulhosa. Agradeço demais aos membros da nossa comissão técnica e minha parceira, fundamental em todo que construímos”.

MELHORES DA TEMPORADA 18/19 DO CIRCUITO BRASILEIRO:
Melhor jogadora e jogador: Bárbara (RJ) e Álvaro Filho (PB)
Melhor técnico: Ricardo de Freitas (RJ) e Ernesto Vogado (PB)
Craque da galera: Ágatha (PR) e Álvaro Filho (PB)
Melhor saque: Andressa (PB) e Evandro (RJ)
Melhor passe: Rebecca (CE) e Bruno Schmidt (DF)
Melhor levantamento: Taiana (CE) e Álvaro Filho (PB)
Melhor ataque: Ana Patrícia (MG) e Alison (ES)
Melhor bloqueio: Ana Patrícia (MG) e André Stein (ES)
Melhor defesa: Taiana (CE) e Álvaro Filho (PB)
Atleta revelação: Vitoria (RJ) e Renato (PB)
Atleta que mais evoluiu: Victoria Lopes (MS) e Adrielson (PR)

VEJA A GALERIA DE FOTOS

VEJA OS RESULTADOS DO DIA



André e George conquistam primeiro título da parceria após final emocionante em Brasília
O primeiro título da dupla do campeão mundial André Stein e seu parceiro George (ES/PB) foi conquistado na manhã deste domingo (25.08), em Brasília (DF), ao vencerem Adrielson/Arthur Silva (PR/MS) por 2 sets a 1 (21/17, 15/21, 15/13) na decisão do SuperPraia 2019. A disputa emocionante agitou a torcida que lotou a arena montada no Parque da Cidade. O bronze ficou com Saymon/Arthur Lanci (MS/PR), que venceram Oscar/Moisés (RJ/BA).

André e George se uniram em março deste ano, visando a disputa da corrida olímpica para os Jogos de Tóquio. Eles subiram ao pódio no Circuito Mundial, com uma prata e um bronze, mas foi em Brasília (DF) que veio o primeiro ouro do time comandado pelo técnico Ernesto Vogado. O SuperPraia reúne somente os 16 melhores do ranking nacional e possui a maior premiação da temporada, de R$ 50 mil para os campeões. George comemorou.

“O André é um cara que já ganhou tudo, é um ‘experiente’ de apenas 25 anos, mas já ganhou praticamente tudo que é possível no esporte. A gente se dá muito bem dentro de quadra e fora também. Eu fiquei bastante nervoso em fazer a minha primeira final de SuperPraia, nossa primeira final jogando no Circuito Brasileiro, mas ele me apoiou demais em todos os pontos. Estamos formando uma parceria muito boa, independentemente de estar jogando bem ou mal. O jogo de hoje foi muito equilibrado, todos eram muito novos em quadra, a experiência do André de ter passado por situações similares ajudou com a pressão", destacou.

André chega ao bicampeonato do SuperPraia. Ele já havia vencido em 2018, jogando ao lado do Evandro (RJ), justamente em Brasília (DF), que recebeu o ‘Finals’ pelo segundo ano seguido. O capixaba comentou a alegria por vencer a principal etapa do calendário nacional.

"Estou muito feliz com este título, é o nosso primeiro como dupla. É meu segundo título do Superpraia, o maior torneio do Brasil, tudo isso é bastante especial. Enfrentamos uma dupla muito jovem, eles são mais novos que eu, Adrielson tem 22 e Arthur apenas 21 anos. Eu me senti muito velho (risos), é uma dupla que cresceu bastante na competição e tem muita coisa para mostrar ainda, eles estão de parabéns", elogiou.

Apesar de ter sido superado na decisão, a medalha de prata teve sabor de ouro para Arthur Silva. O jovem bloqueador que treina e mora em Maringá (PR) está apenas no primeiro ano como profissional no vôlei de praia e já conseguiu avançar para a decisão da etapa. No caminho até a final, eliminou ninguém menos que Alison, campeão olímpico, e seu parceiro Álvaro Filho, melhor jogador do Brasil na temporada 18/19.

"Foi uma experiência incrível ver como todo esse evento é preparando, a quantidade de pessoas envolvidas na organização e montagem, é uma experiência inexplicável. Antes eu acompanhava isso tudo pela televisão, esses atletas em quadra, representando o Brasil. Eu falava para o meu pai que um dia eu chegaria lá, e acho que estou no caminho certo. Estou colhendo os frutos de tudo que tenho feito nos treinos e na preparação", celebrou.

Bronze
A terceira colocação da etapa SuperPraia 2019 ficou com Saymon e Arthur Lanci, que superaram Oscar e Moisés (RJ/BA) por 2 sets a 1 (23/25, 21/18, 15/13). Foi o segundo bronze seguido de Arthur Lanci na competição, já que em 2018 ele subiu ao pódio ao lado de Hevaldo. O paranaense comentou a conquista da medalha e a nova parceria para a temporada.

"O Superpraia é um torneio especial para mim, eu só não avancei para a semifinal em uma das vezes que joguei. É o torneio mais importante na temporada, e fazer dupla com um craque como o Saymon é muito bom. Espero que esse time dê certo, que a gente possa representar bem o Brasil. Eu fico muito feliz de jovens como eu estarem em destaque na modalidade”, disse Arthur, que foi campeão mundial sub-21 em 2016.

Oscar, que retomou neste mês parceria com Moisés, aprovou a campanha do time em Brasília. Eles atuaram juntos entre os anos de 2012 e 2013, e logo na retomada, já avançaram entre os quatro melhores do país, proporcionando um grande espetáculo ao público.

"Sem dúvida foi um resultado muito bom, estávamos querendo muito esse bronze, mas por um detalhe ou outro acabou escapando. Eles foram superiores no tie-break e no segundo set, foi um duelo lindo para o público que veio assistir. A minha química com o Moisés é muito boa. Ele tem um bom entendimento do jogo, está sempre muito concentrado, e isso faz diferença, principalmente debaixo deste sol forte”, declarou.

André e George (ES/PB) agora se preparam para a etapa cinco estrelas de Roma (Itália) do Circuito Mundial 2019, que acontece de 4 a 8 de setembro. Eles atualmente aparecem na terceira posição da corrida olímpica, que é liderada por Alison/Álvaro (ES/PB). Já Adrielson/Arthur focam a preparação na estreia do Circuito Brasileiro 2019/2020, que ocorre em Vila Velha (ES), de 25 a 29 de setembro.

A primeira edição do SuperPraia aconteceu em 2014 e pela segunda vez seguida ele acontece em Brasília (DF). A competição distribui R$ 50 mil às duplas campeãs dos dois naipes, e todos os times na fase de grupos são premiados. O evento também contou com a premiação dos melhores da temporada, com os escolhidos nos fundamentos saque, recepção, levantamento, ataque, bloqueio, defesa, revelação, atleta que mais evoluiu e melhor jogador.

VEJA A GALERIA DE FOTOS DO DIA

VEJA OS RESULTADOS DO DIA 

==> Foto: Ana Patrícia / Inovafoto / CBV

0 comentários:

Postar um comentário