LIGA DAS NAÇÕES MASCULINA: Brasil em seu terceiro jogo bate a Polônia em Katowice

Um jogo digno de Brasil x Polônia. Adversários nas finais das duas últimas edições de Campeonato Mundial, brasileiros e poloneses fizeram mais uma bonita batalha que, dessa vez, terminou com vitória verde e amarela. Neste domingo (02.06), em Katowice, casa do rival, diante de cerca de 10 mil torcedores, o Brasil venceu por 3 sets a 1, de virada, com parciais de 22/25, 25/15, 25/21 e 25/17, garantindo, assim, a terceira vitória em três jogos pela Liga das Nações.

Com a primeira etapa encerrada, a equipe brasileira segue viagem para Tóquio, no Japão, onde terá Irã, Argentina e os donos da casa como adversários na segunda semana da competição. As partidas serão na sexta (07.06), sábado (08.06) e domingo (09.06), todos com transmissão ao vivo do SporTV 2.

Na partida deste domingo, a pontuação foi bem distribuída. A dupla de ponteiros do Brasil fez bonito. Lucarelli foi o maior pontuador do jogo, com 17 acertos, e Leal marcou 15 vezes. O oposto Wallace também brilhou, com o total de 14 acertos, enquanto o central Lucão marcou 12 pontos. O central Isac ainda contribuiu para a vitória brasileira, com nove pontos.

Após a parida, Lucarelli analisou o resultado. “A Polônia tem um grande time e, que, jogando em casa, é sempre muito agressivo e joga muito bem defensivamente. Uma vitória aqui é muito importante e pensando na competição também. Uma vitória de 3 a 1, pensando em pontuação, é um resultado muito bom”, disse Lucarelli.

O ponteiro ainda comentou sobre o desempenho do Brasil ao longo da partida. “A partir do segundo set conseguimos nos organizar melhor e isso fez a diferença. Passamos a jogar melhor, acionar mais os centrais, as bolas nas extremidades começaram a sair com mais facilidade por causa do passe e isso foi fundamental”, afirmou Lucarelli.

Conseguir a recuperação, depois de perder o primeiro set, foi algo também destacado pelo campeão olímpico. “Já tínhamos falado sobre essa vantagem de, mesmo começando atrás, conseguir manter o foco, buscar os resultados e conseguirmos fazer isso em alguns momentos nesses três primeiros jogos”, ressaltou o ponteiro do Brasil.

O central Isac, também destaque na vitória deste domingo, opinou: “A tônica do jogo hoje foi agressividade. Entramos com uma proposta de saque, fomos nos organizando dentro do jogo e conseguimos reproduzir aquilo que tínhamos combinado. Saímos daqui satisfeitos. Sempre é gostoso jogar contra a Polônia, com essa torcida, e um time com voleibol de alto nível”.

Isac ainda elogiou a postura do time. “Passamos por um momento onde nosso time não conseguiu passar bem e deixamos o primeiro set se perder, mas acredito que resiliência foi a palavra. Seguirmos sempre pensando na próxima bola, sem perder a cabeça e a organização. Isso foi essencial para conseguirmos uma vitória nesse alto nível”, concluiu o central.

O jogo começou de forma equilibrada. No ace de Isac, o Brasil fez 5/4. Com Lucarelli, o placar marcou 8/7. A seleção brasileira abriu 11/8. A Polônia empatou em 13/13 e depois assumiu o comando em 14/13. Os poloneses chegaram a abrir quatro em 20/16. Bem no bloqueio, o Brasil reduziu para 18/20. A primeira parcial seguiu disputada e, no final, os donos da casa fecharam em 25/22.

Os poloneses estiveram na frente também no começo do segundo set, mas Lucão e depois Wallace fizeram 4/2. Com Leal duas vezes, no ataque e no bloqueio, o Brasil ainda chegou a 7/2. Em mais um bloqueio, 8/2. Leal marcou 10/3. Quando o placar foi a 13/6, a Polônia pediu tempo. Na sequência, 16/8. A seleção brasileira seguiu bem em quadra e venceu o segundo por 25/15.

Mais uma vez o terceiro set teve um início equilibrado: 6/6. Depois o Brasil assumiu o comando do marcador e levou a parcial inteira na frente. Com boa atuação, a equipe verde e amarela chegou a 21/17 na reta final. No final, vitória brasileira por 25/21.

Em mais um início de set equilibrado, o placar esteve igual em 3/3. Com ace de Isac, 8/6. Bem no bloqueio, a seleção do Brasil chegou a 12/9 e o adversário pediu tempo. A Polônia reduziu a diferença para 12/15.

O treinador brasileiro conta, nesta primeira etapa da Liga das Nações, com os levantadores Fernando Cachopa e Thiaguinho; os opostos Wallace e Alan; os centrais Lucão, Maurício Souza, Isac e Flávio; os ponteiros Lucarelli, Leal, Douglas e Lucas Lóh, e os líberos Thales e Maique.

EQUIPE
BRASIL – Fernando, Wallace, Lucão, Isac, Lucarelli e Leal. Líberos – Thales e Maique
Entraram – Thiaguinho, Alan, Flávio
Técnico: Marcelo Fronckowiak
SONORAS – Isac e Lucarelli

GALERIA DE FOTOS

LIGA DAS NAÇÕES 2019
Katowice (Polônia)
31.05 (SEXTA-FEIRA) – Brasil 3 x 0 Estados Unidos, às 12h30 (Horário de Brasília) (25/22, 25/22 e 25/23)
01.06 (SÁBADO) – Brasil 3 x 2 Austrália, às 9h (Horário de Brasília) (32/34, 25/16, 25/19, 27/29 e 15/13)
02.06 (DOMINGO) – Brasil 3 x 1 Polônia, às 12h (Horário de Brasília) (22/25, 25/15, 25/21 e 25/17.

==> Foto: Divulgação / FIVB

0 comentários:

Postar um comentário