Clássico de Roland Barthes chega em edição revigorada desde 1977

“Ninguém tem vontade de falar de amor se não for para alguém”, entoou o filósofo e semiólogo francês Roland Barthes em seu Fragmentos de um discurso amoroso. Neste clássico das ciências humanas, que ganha numa nova edição revigorada pelas mãos da Editora Unesp, o autor delineia uma trilha para explicar a experiência amorosa e o ser enamorado do ponto de vista da linguagem.

Publicado originalmente em 1977, as palavras de Barthes ainda transpiram atualidade. “A necessidade deste livro se apoia na seguinte consideração: o discurso amoroso é hoje de uma extrema solidão”, escreve. “Esse discurso talvez seja falado por milhares de pessoas (quem sabe?), mas não é sustentado por ninguém; foi completamente abandonado pelas linguagens circunvizinhas: ou ignorado, ou depreciado, ou ironizado por elas, excluído não somente do poder, mas também de seus mecanismos (ciências, conhecimentos, artes).”

Com a consagrada tradução de Hortênsia dos Santos, exaustivamente revisada, o livro divide-se em dezenas de termos (ou fragmentos, como expõe o título). Cada um deles traz um universo próprio, modelando a experiência do sujeito apaixonado – “Arrebatamento”, “Ausência”, “Ciúme”, “Culpas”, “Demônios”, “Espera”, “Fofoca”, “Identi­ficação”, “União” –, para resgatar e a­firmar o discurso amoroso. “É um retrato, se quisermos, que é proposto; mas esse retrato não é psicológico; é estrutural: ele oferece como leitura um lugar de fala, o lugar de alguém que fala de si mesmo, amorosamente, diante do outro (o objeto amado) que não fala”, oferece Barthes.

Sobre o autor - Roland Barthes (­1915-1980) é um dos principais representantes da semiótica e do estruturalismo francês dos anos 1950 e 1970. É ao texto literário – por excelência, lugar dos significados plurais – que o autor dedica a maior parte de suas análises. Pensador profícuo, ligado tanto a temas clássicos como à vanguarda literária, Barthes concilia em seus textos abordagem acadêmica e prazer estético. Sua influência intelectual resiste até hoje na crítica e na prática literárias.

Autor: Roland Barthes
Tradutora: Hortênsia dos Santos
Número de páginas: 287
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 54,00
ISBN: 978-85-393-0760-9

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário