4ª. Edição da Ultra Trail Run 70k Brasil Ride tem quebra de recorde em sua principal categoria

A cidade de Botucatu, na Cuesta Paulista, recebeu neste sábado (8) a quarta edição da Ultra Trail Run 70k Brasil Ride, competição que somou pontos no ranking mundial da ITRA, Associação Internacional de Corrida de Montanha, pelo segundo ano, reunindo 1.300 corredores. Com a predominância de temperaturas amenas no decorrer do dia, o campeão Willas da Silva, de Goiânia (GO), não só garantiu o troféu inédito em sua carreira, como também bateu o recorde da prova dos 70 km, que até então era do tricampeão Silvanio do Nascimento, o vice neste ano. Willas concluiu a corrida em 6h11min47seg, superando assim o melhor tempo de Silvanio, que detinha o recorde anterior, de 6h19min13seg. Entre as mulheres, Lucia Magalhães, de Campinas (SP), subiu no degrau mais alto do pódio da principal disputa, em 7h37min04seg.

Ao lado de Willas e Silvanio, no pódio da principal disputa da Ultra Trail Run 70k Brasil Ride, estiveram no top 5 os atletas Marildo Barduco, de Botucatu, Leonardo Torres, de Niterói (RJ), e David Sossai, de Araras (SP). Entre as mulheres, as cinco primeiras colocações da categoria 70 km tiveram ainda Ana Paula Silveira, de Niterói (RJ), em segundo lugar, seguida de Patrícia Honda, de Atibaia (SP), Ligia Almeida, de São Paulo (SP), e Franciela Salete, de Florianópolis (SC), entre terceiro e quinto lugares respectivamente.

"A prova dos 70 km abriu a disputa da quarta edição, logo cedinho, às 6h da manhã quando o sol ainda estava raiando. Os competidores chegaram na arena e ainda estava escuro, além da temperatura estar bem fresca, na faixa dos 14 a 15 graus. Nas últimas edições a prova foi realizada com calor, mas neste sábado o tempo virou. Não tivemos nenhum corte após os primeiros 16 km, ou seja, o índice técnico elevou em relação aos últimos anos. Tivemos menos desistências em relação aos anos anteriores", avaliou Rafael Campos, diretor da Brasil Ride. "O sol saiu apenas no meio da tarde, porém de forma tímida, ou seja, os atletas dos 16 km e dos 5 km, também foram beneficiados, assim como os do 70 e 32 km", disse Campos

"O Willas fez um ataque a partir dos 14 km finais, ultrapassou o Silvanio e seguiu muito forte para vencer, com uma folga de mais de 13 minutos. Referência das corridas em Botucatu, o Barduco fechou o top 3. No feminino tivemos uma disputa mais acirrada, com atletas correndo pela primeira vez na trail run do Brasil, e o ritmo foi bem forte", comentou Campos. "Vale ressaltar que recebemos muitos elogios dos atletas a respeito dos pontos de hidratação, com água, frutas, refrigerante e suplementos, da sinalização e marcação e também do percurso que escolhemos para a corrida. Atletas de todo o Brasil participaram do evento e tivemos um feedback bem bacana por parte deles. A competição foi um sucesso", concluiu o diretor da prova.

As demais categorias - Além da distância de 70 km, a prova que encerrou o calendário da Brasil Ride em 2018 contou ainda com as categorias 32 km, 16 km e 5 km, além da kids, com percursos de 300 e 600 m. Nos 32 km, os troféus de campeões geral foram conquistados por Alexandre de Oliveira, de Botucatu, em 3h00min29seg, também novo recorde da distância, e pela curitibana Daiane Souza, em 3h34min26seg. "O Alexandre é conhecido nosso, por disputar sempre os 70 km, porém desta vez optou competir nos 32. Já no feminino, a Daiane faturou o título. Ela é uma corredora de provas de aventura das antigas no esporte. Viajou por sete horas na estrada e veio buscar a primeira posição no pódio", disse Rafael Campos.

Nos 16 km, os títulos no geral foram conquistados por Elton de Oliveira, em 1h18min25seg, atleta de Torre de Pedra (SP), e Telma Fernandes, em 1h40min07seg, paulista de Areiópolis. Já na disputa mais curta, de 5 km, Alexsandro Suniga,  de Bauru (SP), e Talita Cordeiro, de Vinhedo (SP), foram os campeões, com os tempos de 21min41seg e 27min21seg, respectivamente.
Relevância internacional - A Ultra Trail Run 70k Brasil Ride foi a última oportunidade da temporada para os corredores somarem pontos em solo brasileiro, visando a classificação para importantes provas do calendário mundial em 2019. A competição também foi a última da seletiva para o Campeonato Mundial de Trail Run de 2019, em Portugal, uma vez que a Ultra Trail Run 70k da Brasil Ride é uma das cinco provas no País entre as eleitas para definir quem serão os representantes brasileiros no Mundial da próxima temporada.

Novidade em 2018 - A Ultra Trail Run 70k Brasil Ride trouxe uma novidade para os corredores de montanha nesta quarta edição. Se antes apenas os corredores da distância de 70 km somavam pontos no ranking da entidade nacional, em um total de 4, a partir de 2018 aqueles que completaram os 32 km dentro do tempo limite, também pontuaram na ITRA, com 2 pontos somados.

A Ultra Trail Run 70k Brasil Ride teve os apoios da Prefeitura Municipal de Botucatu, Unidas, Full Gas e da SABESP - Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo.

Brasil Ride: Mais que uma prova, uma etapa em sua vida.

==> Foto: Wladimir Togumi / Brasil Ride

0 comentários:

Postar um comentário