Festival une Brasília a Canadá na noite desta sexta (09/11), na Cervejaria Criolina

No dia 9 de novembro, a partir das 20h, a Cervejaria Criolina abre espaço para mais uma edição do festival Tropical Conéxion — que terá as bandas Stoyca, Centropia e o cantor e compositor brasileiro canadense Rommel Ribeiro. Os ingressos custam R$ 15 e estão à venda no site Sympla (conferir serviço abaixo). A noite foi idealizada pelo vocalista da Stoyca, Jorge Verlindo, tendo realizado sua primeira edição em 2016, em showcase para bandas que iriam ao festival MIDEM, na França.
“A ideia era apresentar para o público local alguns talentos da cena de Brasília que levaríamos para negociar fora. Mas o formato atual me ocorreu justamente depois da feira, quando percebi a importância do intercâmbio entre artistas, tanto de dentro do Brasil quanto fora. O festival Tropical Conéxion é uma porta de entrada para artistas virem para Brasília mostrar seu som, ao mesmo tempo em que conectam com bandas locais e criam um espaço inédito de trocas sonoras”, conta Verlindo. 
O artista aproveita a ocasião para lançar o selo “Flores Pretas” que já estava ativo lançando videoclipes, singles e outros produtos para o Stoyca e bandas amigas, então, tornou-se natural que ele visse à tona e ganhasse força. 
“Queremos trazer produtos culturais delicados, ricos de sensibilidade, aguçar o sentido do público para produção local, autêntica, que prima pela excelência. Queria um nome que fosse delicado e incomum ao mesmo tempo, como tem sido todas as produções que realizo”, explica Verlindo.
A parceria com o músico Rommel Ribeiro deu-se assim, com a mesma naturalidade. Após sua ida ao festival francês, o MIDEM, Jorge sentiu necessidade de conectar a capital federal com a cena do país e do mundo e o primeiro artista convidado é o Rommel.
“O Rommel é um artista brasileiro-canadense maravilhoso que eu tive a oportunidade de conhecer quando morei em Montréal em 2010. É um músico premiado, que mistura competência e inventividade, a ritmos brasileiros, latinos e mundiais. É um compositor especial. Ele tem visitado o Brasil nos últimos anos e tivemos a oportunidade de trazê-lo dessa vez, por sorte vai dividir o palco com a Stoyca e com a Centropia”, comenta Jorge. 

Mais sobre as bandas

ROMMEL & BAND  
O cantor, compositor e guitarrista Rommel Ribeiro e seu grupo de músicos canadenses e brasileiros trazem à Brasília o show “Caminho de Vento”. Impregnado da força das explorações musicais de Rommel pelo mundo, o show, intercultural e multilíngue, é resultado das colaborações com 12 músicos de diferentes países. “Caminho de Vento” explora em músicas inéditas, relações harmoniosas surpreendentes entre reggae, funk, jazz e diversos estilos musicais brasileiros, numa mescla de sonoridades e nuances. O show revive certamente certas conquistas do artista nos anos mais recentes como: ter recebido o prêmio de Revelação em World Music pela CBC-Radio Canadá, ter feito o show de abertura da apresentação de Gilberto Gil em Montreal; assim como suas explorações pela Europa (Reino-Unido, França, Portugal, Espanha e Alemanha) entre 2015 e 2018 com o apoio do Conselho de Artes do Canadá. https://rommelribeiro.com/

CENTROPIA 
A música da banda Centropia é como antena fixada sobre uma base roqueira, mas aberta a sinais de outras influências, como reggae, baião e MPB. Essa mistura de bases de rock inglês com influências latino-americanas se dá tanto nas composições, como nas letras e nos arranjos. A formação da banda com violão, guitarra, baixo e bateria traz um show direto e vigoroso, que já se apresentou em vários estados brasileiros, Europa e recentemente fez parte do line up do Porão do Rock. Centropia tem dois discos lançados: “Centropia” (2015) e “Centropia II” (2018) pelo selo GRV.  http://centropia.com.br/

STOYCA 
Stoyca é o tipo de banda que não faz música por encomenda. O som é denso e as letras empurram o ouvinte contra a parede, sem concessões. Volta e meia o rock nacional sofre um espasmo autoral que soa como um grito (ou suspiro?) de esperança em meio à indigência das 'playlists'. Aí é que está: Stoyca também não é rock, mas dialoga com este e outros gêneros, como o trip hop e a MPB, para criar uma experiência sensorial capaz de cooptar mesmo quem não foi iniciado. Reflexões filosóficas sobre o outro e o mundo cospem verdades inconvenientes em BPMs alternados. A música brasileira precisava disso: alguém que provocasse tudo, menos indiferença. O primeiro disco do grupo “Ninguém Estava Aqui” foi lançado em 2016 de maneira independente, o grupo também acumula dois EPs “Stoyca” (2015) e “Formas de Voar” (2018). https://stoyca.com.br/ 


Serviço:
Tropical Conéxion com as bandas Stoyca (DF), Centropia (DF) e Rommel & Band (Canadá)
Data: 09/11/2018
Horário: a partir das 20h 
Local: Cervejaria Criolina (SOF Sul Quadra 1 conjunto B lt. 6, 71215-235 Brasília)
Não recomendado para menores de 18 anos
Mais informações: (61) 99991-4747

==> Foto: Fernando Moreno

0 comentários:

Postar um comentário