PROGRAMAÇÃO COMPLETA DO MÊS DE OUTUBRO DO CCBB BRASÍLIA

No mês das crianças, o Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília traz para seus visitantes eventos especiais para toda a família. Entre as atividades, estão o espetáculo circense “As Palhaças”, que propõe apresentações que vão encantar crianças e adultos, duas mostras de cinema, a “Sou África - O Cinema Africano do Presente” que exibirá longas e curtas-metragens recentes produzidos em vários países da África Subsaariana e “O Cinema Interior de Phillipe Garrel”, que conta com a retrospectiva completa de um dos cineastas vivos mais importantes da Nouvelle Vague francesa. No dia 12 de outubro, uma programação repleta de atrações gratuitas vai alegrar o dia da garotada.

Exposição
Ex-Africa 
Este é o último mês para visitar a exposição Ex-Africa, que é o destaque da programação do Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília desde o dia 7 de agosto. Encerrando o período da mostra, o CCBB promove a festa Noite no Museu -  Ex Africa.

Ex-Africa trouxe à capital federal mais de 90 obras que revelam a história e o atual momento de um continente que, ao mesmo tempo em que tenta se reconstruir da ferida causada por séculos de tráfico negreiro e de colonização, volta a expandir as suas cores e cultura para outras fronteiras.

A exposição possui entrada gratuita e nela são apresentadas esculturas, fotografias, instalações, performances, pinturas e vídeos assinados por 20 artistas, incluindo o artista plástico brasiliense Dalton de Paula, que explora a temática da herança africana na cultura brasileira.
Serviço:
Até 21 de outubro
Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 19h
Entrada gratuita, mediante retirada de bilhete na bilheteria ou no site da Eventim
Classificação indicativa: livre


Museu Banco do Brasil – Acervos do Brasil 
Além de exibir objetos ligados à história do Banco do Brasil, o Museu BB possui obras de artes de diferentes épocas do país. Nele, o visitante é surpreendido com a reunião de quadros, esculturas e também itens que fazem parte da história da economia brasileira. O espaço de mais de 6 mil m² apresenta momentos históricos e as consequências dos fatos para os brasileiros. Fazem parte do acervo obras de Tomie Ohtake, Di Cavalcanti, Djanira, Rubem Valentim, Burle Marx e Athos Bulcão, além de uniformes autografados por atletas de vôlei, handebol, iatismo e automobilismo
Serviço:
Exposição permanente
Local: Centro Cultural Banco do Brasil Brasília – Primeiro andar
Funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 19h
Entrada gratuita
Classificação indicativa: livre


Cênicas

As Palhaças
No mês em que se comemora o Dia das Crianças e o Aniversário do CCBB Brasília, o Festival Palhaças do Mundo 2018 traz uma programação feita para provocar, educar e encantar, crianças e adultos, com espetáculos, oficinas, cabarés, exibição de seriado, discussões e debates.

No meio teatral/circense as “palhaças” se fortaleceram a partir do circo contemporâneo, ou do chamado Novo Circo.

Consulte a classificação indicativa e a programação completa no site culturabancodobrasil.com.br.
Serviço:
10 a 15 de outubro
Neste projeto algumas atividades são pagas e outras são gratuitas. Para mais informações, acesse o site: culturabancodobrasil.com.br.


Cinema

Sou África – Cinema Africano do Presente
A décima edição do Lobo Fest - Festival Internacional de Filmes realiza sua pré-estreia no Centro Cultural Banco do Brasil entre os dias 2 e 7 de outubro com a mostra Sou África - O Cinema Africano do Presente. Serão exibidos longas e curtas-metragens recentes produzidos em vários países da África Subsaariana. A programação inclui sessão infantojuvenil e uma homenagem ao cineasta de Burkina Faso, Idrissa Ouédraogo, morto em fevereiro último.

Entrada franca mediante retirada de senha a partir de uma hora antes do início da sessão.

Consulte a classificação indicativa dos filmes e a programação completa no site culturabancodobrasil.com.br.
Serviços:
2 a 7 de outubro
Terça a domingo
Entrada Franca


Buster Keaton
Na mostra em homenagem a Buster Keaton, serão apresentadas ao público brasiliense mais de 50 obras, além de sessões com acompanhamento musical ao vivo (uma rara oportunidade de se conhecer a experiência do cinema no início do século), cursos, masterclass e debate sobre a obra do autor de clássicos do cinema como “Sherlock Jr.” (1924), “A General” (1926) e “O Homem das Novidades” (1928).

O ator e diretor é capaz de combinar humor, aventura e inventividade através de incríveis quedas, acrobacias e de uma engenhosidade inigualável. São de tirar o fôlego e arrancar risos as cenas de Buster sobrevivendo a tornados, cachoeiras, avalanches e quedas imensas. Nelas, apesar de sua expressão impassível, seus personagens representam um ato contínuo de otimismo face às adversidades, gerando admiração e identificação em seus espectadores.

Consulte a classificação indicativa dos filmes e a programação completa no site culturabancodobrasil.com.br.
Serviços:
9 a 28 de outubro
Terça a domingo
Ingressos: R$10,00 (inteira) e R$5,00 (meia)


O Cinema Interior de Phillipe Garrel
O Cinema Interior de Phillipe Garrel trará a retrospectiva mais completa de um dos cineastas vivos mais importantes descendentes da Nouvelle Vague francesa. Diretor, fotógrafo, roteirista, editor e produtor, Garrel começou a filmar em 1964, quando era um adolescente de 16 anos, e continua a filmar em 35mm, formato que será privilegiado na mostra. Seus filmes são verdadeiras cartas íntimas escritas a partir de suas viagens.

Consulte a classificação indicativa dos filmes e a programação completa no site culturabancodobrasil.com.br.
Serviços:
30 de outubro a 18 de novembro
Terça a domingo
Ingressos: R$5,00 (meia entrada para todos)


IDEIAS

12 de outubro – Dia das Crianças no CCBB
No dia 12 de outubro, data em que se comemora o Dia das Crianças, o Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília celebrará seus 18 anos de existência e também o aniversário do Banco do Brasil. Para que a comemoração seja inesquecível, o CCBB realizará atividades culturais gratuitas para toda a família, com direito a DJ, espetáculo circense, brinde surpresa, balões personalizados, distribuição de pipocas, além de muita diversão com atividades especiais do Programa Educativo – Arte e Educação.
Serviços:
12 de outubro
Sexta-feira
Área Externa
Classificação indicativa: Livre
Entrada Franca


O PROGRAMA CCBB EDUCATIVO — ARTE E EDUCAÇÃO
Desenvolve ações que estimulam experiência, criação, investigação e reflexão através de processos pedagógicos, artísticos e curatoriais. Essas partilhas acontecem por meio de trocas culturais e metodologias de educação que garantem acesso amplo e inclusivo ao patrimônio e sua diversidade.
A programação dialoga com as exposições e demais agendas dos Centros Culturais Banco do Brasil. Destina-se a todos os públicos com ações inclusivas e afirmativas para estreitar as relações com a comunidade escolar, educadores, pessoas com deficiência, famílias, organizações não-governamentais, artistas, movimentos sociais, profissionais dos campos da arte e da cultura e interessados.
As atividades dialogam com a exposição “Ex Africa”, em temporada de 7 de agosto até 21 de outubro de 2018.


VISITAS EDUCATIVAS AGENDADAS
Ter, Qua, Qui, Sex                                                              
Os educadores realizam visitas agendadas, inclusivas, com grupos escolares e não escolares, visando criar um espaço de diálogos e trocas de experiências e saberes aliado às práticas artísticas, culturais e sociais, abordadas pelas exposições e demais programações do CCBB. As visitas são oferecidas nas manhãs, tardes e noites, para acolher os estudantes na sua diversidade de realidades e contextos educacionais.
No momento do agendamento é possível escolher entre opções de visitas com atelier, visita à exposição ou visita patrimonial. Às quintas, às 14h30 há um horário disponível para a visita em Libras, exclusivo para grupos agendados.
Duração: 1h30
e-mail para agendamento: agendamentodf@ccbbeducativo.com


VISITAS MEDIADAS
Terça a sexta, de 11 às 12 horas e de 18 às 19 horas
Sábado, de 12 às 13 horas e de 18 às 19 horas
Domingo, de 12 às 13 horas e de 16 às 17 horas 
Nesta visita os educadores se juntam ao público, para dialogar, compartilhar e trocar olhares, leituras e produções de significados em torno das produções, práticas, contextos e trajetórias dos artistas que participam da exposição Ex Africa. Até 20 pessoas. Não necessita agendamento. O grupo será formado 15 minutos antes do horário da visita. 


VISITAS MEDIADAS EM LIBRAS
Sextas às 19 horas e sábados às 15 horas. 
Seguindo os mesmos princípios da visita mediada, a visita em Libras é realizada em Libras com tradução em português. Ela acolhe pessoas surdas e/ou com deficiência auditiva e ouvintes, numa experiência compartilhada com os educadores da exposição Ex Africa. São realizadas duas vezes por semana, com dias e horários pré-definidos por cada CCBB, sem necessidade de agendamento.
Até 20 pessoas. Não necessita agendamento. O grupo será formado 15 minutos antes do horário da visita. 


LUGAR DE CRIAÇÃO EM LIBRAS
Sábados às 16 horas. 
O Lugar de Criação em Libras é um convite para você descobrir uma outra maneira de comunicar, ouvir com os olhos e falar com as mãos! Nesta atividade são propostas formas de aprender a Língua Brasileira de Sinais através de jogos, imagens, histórias e do exercício da criatividade. 


Atividade extra – Dia das crianças e aniversário do CCBB Brasília com Dani Neri e o grupo WPife
Sexta, 12 de outubro
17h
Sinopse: No dia 12 de outubro comemoramos o aniversário do CCBB Brasília e também o Dia das Crianças. Para este dia, o grupo W-PIFE traz para o público do CCBB, crianças e famílias, muitas músicas infantis, frevos, xotes, caboclinhos, baiões e cirandas junto a brincadeiras populares. As atividades são conduzidas por Dani Neri durante a apresentação do grupo, agregando crianças, suas famílias e o público do CCBB em práticas que estimulam a criação e a expressividade ao relacionar o ritmo, a expressão corporal e o canto. 
Sobre Dani Neri e WPife: Wpife é um grupo formado pelas pifeiras Dani Neri e Gabi Tunes e pelos percussionistas Pedro Tupã e Fernando Rodrigues, que também fazem parte da banda de pífanos Ventoinha de Canudo e animam o carnaval de rua de Brasília há 15 anos.
Dani Neri é atriz, musicista e arte-educadora.  Trabalha com teatro há 20 anos desenvolvendo oficinas e espetáculos teatrais para adultos e crianças.  Há cinco anos trabalha com o diretor uruguaio Hugo Rodas, com quem mantém treinos permanentes na Agrupação Teatral AMACACA. Dani integrou o grupo Seu Estrelo e o Fuá de Terreiro e fundou a banda de Pífanos Ventoinha de Canudo, com quem toca há 15 anos em todos os carnavais de rua de Brasília.


LUGAR DE CRIAÇÃO ESPECIAL SEMANA DA CRIANÇA 
Nos dias 12, 13 e 14 de outubro o Lugar de Criação  oferecerá uma programação especial voltada ao público infantil e suas famílias. As atividades terão como centro o universo das crianças e a exploração de seus potenciais como sujeitos que observam e criam mundos e possibilidades através de linguagens artísticas variadas. Entre as atividades, serão realizadas as oficinas do Museu da Criança, Museu da Cidade e de Animação com Stop Motion.
Dia 12 – Museu da criança: O que tem no museu da criança? Numa atividade divertida conduzida pelo Programa CCBB Educativo – Arte e Educação, será proposta a construção de salas de exposição/atividades em que as próprias crianças serão simultaneamente os curadores e propositores das ações educativas para eles mesmos. Vamos inventar esse museu juntos?

Dia 13 – Museu da cidade: Nesta atividade será proposta uma atividade para estimular os participantes a pensarem no espaço público da memória coletiva. Para o Museu da Cidade construiremos maquetes de cidades imaginárias.

Dia 14 – Animação com Stop Motion: Utilizando a técnica de Stop Motion (filmes feitos quadro a quadro a partir de fotografias fixas), estimularemos os participantes a serem roteiristas, desenhistas e diretores de seus próprios filmes animados junto a equipe de educadores do Programa CCBB Educativo. Quer aprender como fazer seu próprio desenho animado? Venha com a gente descobrir e se divertir!


COM A PALAVRA...
Sábado 13 de outubro
17h
Visitas para o público espontâneo, realizadas por especialistas ou profissionais referências em temas diversos.  Aborda a exposição Ex Africa a partir de outros campos, olhares, modos de conhecer e de se relacionar com a arte.
Convidada: Cristiane Sobral
Cristiane Sobral é escritora, poeta, professora, diretora de teatro e atriz. Nasceu no Rio de Janeiro e vive em Brasília. Casada com Jurandir, mãe de Malick Jorge e Ayana Thainá. É Mestre em Teatro e ganhadora do Prêmio FAC 2017 Culturas Afro-Brasileiras. Dirige a Cia de Teatro Cabeça Feita, há 20 anos.  Membro do Sindicato dos Escritores. Professora na Secretaria de Educação do DF – SEDF. Escritora e palestrante com participação em eventos em diversos países como Equador, Colômbia, África do Sul, Estados Unidos, Guiné Bissau e Angola. Publicou cinco obras com maior destaque para “Não vou mais lavar os pratos”. A poética de Cristiane Sobral busca nitidamente inspirar as mulheres leitoras a se conhecerem (ou se reconhecerem), se aceitarem e se posicionarem diante do preconceito e do racismo.  Seus textos mesclam crítica e suavidade com uma linguagem atual, ousada e motivadora, transgredindo as representações estereotipadas, privilegiando os afetos, a subjetividade, a cultura e a intelectualidade das mulheres negras.  Em 2018 estreou o espetáculo teatral Esperando Zumbi, dramaturgia de sua autoria, selecionado para o Festival Melanina Acentuada, em Salvador. A peça também fez temporada em Brasília no Odu, Festival de Arte Negra. Em outubro, entra em cartaz em Brasília para comemorar em cena os vinte anos do espetáculo Uma boneca no lixo, onde atua, dirigido por Hugo Rodas. Escreve no blog: cristianesobral.blogspot.com.br
Duração: 1h | Capacidade para até 30 pessoas.

LABORATÓRIO DE CRÍTICA
Terça 9 de outubro
17h às 21h
Processo de seleção por formulário on-line: www.ccbbeducativo.com
Laboratório de crítica e reflexão sobre arte, incluindo a esfera do jornalismo cultural, memória e patrimônio, a partir das exposições e das programações de mais destaque. Visa inaugurar no CCBB uma plataforma de diálogo com estudantes de arte, jornalismo, curadoria e história. Proposição prática que deverá ser conduzida por um profissional com experiência e conhecimento nas áreas de comunicação e artes visuais. 
Sinopse desta edição: Nesta edição, a professora do Departamento de Artes Visuais da UnB, Denise Camargo, conduzirá a uma reflexão e a prática em torno da crítica e do universo das imagens.
Convidada:  Denise Camargo


CURSO TRANSVERSALIDADES (LIBRAS)
Quinta 10 de outubro
19h às 21h
Processo de seleção por formulário on-line: www.ccbbeducativo.com

Curso para professores e educadores, que aborda temas transversais aos campos da educação e da arte, conectando as questões presentes nas exposições, às urgências e reflexões cotidianas. Tem entre seus temas as práticas artísticas e sociais, a memória, a produção de subjetividades, de territórios e de patrimônios. É ministrado por profissionais convidados de áreas diversas.

Sinopse desta edição: Numa reflexão sobre a data que celebra o Dia do Professor, a proposta da atividade é discutir, no marco dos 15 anos da modificação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) pela Lei Federal 10.639/2003 os sentidos e alcances do estudo da cultura e história africana e afro-brasileira nas escolas. Para quê e por quê esse estudo? É apenas uma questão de aumentar a erudição do currículo escolar? Que sentido orientam o que deve ou pode ser ensinado no contexto do marco legal? Que ideia de educação entra em jogo, quando acionamos esse tipo de discurso sobre os currículos que atendam a determinação da LDB? As filosofias africanas podem contribuir para esse contexto? Essas são algumas das questões que nossa atividade procurará discutir.
Convidado: Wanderson Flor do Nascimento
Wanderson Flor do Nascimento é graduado e mestre em filosofia, especialista em ensino de filosofia e doutor em bioética. Professor de Filosofia e Bioética da Universidade de Brasília. Pesquisa Filosofias Africanas, Tradições Brasileiras de Matrizes Africanas, Relações Raciais, Ética e Filosofia Política. Trabalha na formação docente, sobretudo na construção de práticas antirracistas na educação. Engajado em questões vinculadas aos Direitos Humanos. Membro do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade de Brasília e Colíder do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação, Raça, Gênero e Sexualidades Audre Lorde (UFRPE/UnB/CNPq).


PROCESSOS COMPARTILHADOS
Quarta 17 de outubro
14h às 19h
O curso aborda  aspectos da concepção, montagem, expografia e reflete sobre as especificidades de uma exposição. Voltado para formação de artistas, educadores, críticos, curadores e demais profissionais do campo da arte e da produção cultural. Utilizará as montagens das exposições como potente espaço de formação profissional nos quais serão evidenciados  questões como: iluminação, sinalização, peças gráficas, concepção e atividades educativas.
Sinopse desta edição: A oficina consiste em compartilhar processos artísticos desenvolvidos nos diálogos com curadores/as, pesquisadores/as e educadores/as no campo das artes visuais. Objetos afetivos do artista serão disponibilizados para vivência e experimentação. A partir de ações performativas ativadoras, essa materialidade será utilizada como um convite para pensar os corpos negros, os quilombos, os terreiros, o sagrado e os segredos do universo afro-brasileiro. 
Convidado: Dalton Paula
Dalton Paula mora e trabalha em Goiânia/Goiás-Brasil, é bacharel em Artes Visuais e discute o corpo silenciado no meio urbano. Suas produções propõem uma reflexão sobre o medo, a efemeridade, o individualismo e a alteridade. Trabalha também o pictorialismo contaminado por linguagens diversas através do seu corpo no campo da intimidade. Em 2018 foi um dos artistas selecionados para a Trienal “Songs for Sabotage” do New Museum em Nova York/EUA, onde também fez a residência artística na AnnexB durante dois meses. Integrou a 11ª Bienal de Artes Visuais do Mercosul - “O Triângulo Atlântico”, em Porto Alegre/RS; tem trabalhos nas exposição “Histórias Afro-Atlânticas”, No MASP e Instituto Tomie Ohtake. Em 2017 participou da exposição “The Atlantic Triangle”, organizada pelo Instituto Goethe, em Lagos/Nigéria; compôs as exposições “2ndChangjiang International Photography and Video Biennale” no Changjiang Museum of Contemporary Art, em Chongqing/China e “BERLIN SHOW #5 – Collectors Loop” na GALERIAPLAN B, em Berlim/Alemanha; finalista da “6ª edição do Prêmio Marcantonio Vilaça para as Artes Plásticas (2017-2018)”. Um dos artistas convidados da 32a Bienal de São Paulo, em 2016 e, neste mesmo ano, participou do Projeto Multidisciplinar Ocupa Brasil, no Instituto Superior de Arte de Havana/Cuba. Em 2015, apresentou em São Paulo/SP, a individual “Amansa-Senhor” na Sé Galeria, onde em 2014 fez sua primeira exposição solo “E um terremoto sereno e imperceptível arrasou a cidade…”; neste ano participou ainda da exposição coletiva “Histórias Mestiças”, no Instituto Tomie Ohtake. Foi um dos selecionados do Programa Rumos Artes Visuais 2011/2013, do Instituto Itaú Cultural. 


LUGAR DE CRIAÇÃO
6, 7*, 12,13, 14, 20, 21, 27 e 28* – das 10 às 12 horas e das 14 às 16 horas.
Todos os fins de semana, os educadores do CCBB desenvolvem uma programação especial visando a ocupação, a convivência, a criação e o diálogo com a arte, para as crianças e suas famílias. Também é um espaço que recebe artistas e educadores residentes, para se juntam a nossa equipe no desenvolvimento de propostas específicas, para integrar adultos e crianças em processos de experiência com a arte.
* Dias 07 e 28/10 – Eleições: verificar na programação do site os horários de funcionamento do CCBB para estes dias.


MÚLTIPLO ANCESTRAL
Sábado 27 de outubro
17h 
O Múltiplo Ancestral é uma plataforma de trocas entre o público, as mestras e mestres ligados a diferentes saberes e práticas culturais, articulando a memória, o afeto e o patrimônio.
Sinopse desta edição: Uma celebração gastronômica com a degustação de sabores da Bahia e da África, pelas mãos da talentosa cozinheira e cabelereira Ana Akini.
Convidada: Ana Akini

ESPAÇO DE CONVIVÊNCIA EX AFRICA
O Espaço de Convivência do Programa CCBB Educativo – Arte e Educação convida ao encontro, à pausa e ao diálogo. Aqui acolhemos todos os públicos em suas diferenças e singularidades, e afirmamos nosso compromisso com a acessibilidade, a diversidade e a inclusão.
Por meio de tecnologias assistivas, livros e vídeos, você vai encontrar conteúdos relacionados à exposição Ex Africa e informações sobre o programa e as atividades que teremos nesses meses durante a exposição! 
7 de agosto a 21 de outubro
Terça a domingo
9h às 21h 
Serviço:Para mais informações e agendamento de visitas, nos contate: (61) 3108-7624

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário