Programação Cine Brasília: Semana de 02 à 08 de agosto de 2018

Uma estreia muito especial no Cine Brasília esta semana é o documentário sobre a grande escritora e poeta Hilda Hilst, principal homenageada da FLIP em 2018. Ao filmar Hilda Hilst Pede Contato, Gabriela Greeb diz que fez um pacto com o além para rodar na Casa do Sol, chácara em Campinas onde a escritora paulista morava. A diretora relatou uma quantidade enorme de coisas estranhas que aconteceram durante as filmagens como, por exemplo, “lustres que balançavam” sem mais nem menos. Tudo isso tinha tudo a ver com o tema: na década de 1970, a distinguida escritora da Festa Literária de Paraty gravou em fitas tentavas de falar com os mortos. Isso mesmo, você não entendeu mal! Hilda, ela mesma dizia, buscava uma forma de domar a “angústia da finitude”. Ao encontrar uma caixa cheia dessas fitas cassetes, Greeb acreditou ter conseguido ver o filme inteirinho. A realizadora então conclama antigos amigos a relembrar, entre sorvidas de vinho e garfadas de espaguete (único prato que Hilda sabia cozinhar), suas vivências com a escritora. Impossível de perder esta obra única.

    O delicado Lámen Shop prossegue mais esta semana no Cine Brasíia e vem confirmar que comida e família são sempre uma ótima combinação para o cinema. É só lembrar dos hoje clássicos Tampopo, Comer, Beber, Viver assim como o mais recente Sabor da Vida. Lámen Shop, dirigido por Eric Khoo, vai muito nessa tradição, com cenas constantes de comida sendo cuidadosamente preparada, com os ingredientes sendo picados, temperados, fervidos, reduzidos e transformados em pratos deliciosos. Antes de mais nada, Lámen Shop não deve ser visto com o estômago vazio! Esta curiosa obra também pode ser considerada uma delicada novela sobre separação e reconciliação. Uma saga familiar que encontra igualmente ressonância na história passada entre o Japão e Cingapura. A questão é sublinhada no momento em que a personagem de Masato visita uma exposição sobre as atrocidades japonesas durante a Segunda Guerra Mundial

    Outra de nossas continuações, Alguma Coisa Assim foi filmado ao logo de dez anos. O longa-metragem de Esmir e Mariana serve como uma capsula do tempo para a geração das personagens e é, em muitos aspectos, uma crônica da vida pauulistana, especialmente de uma Rua Augusta que não existe mais. O filme é o desenvolvimento de um curta-metragem do mesmo nome premiado no Festival de Cannes. Muito do que vemos retrata as angústias dos diretores, a descoberta da sexualidade e a passagem para uma idade mais madura. As mudanças na Rua Augusta nos últimos anos servem, de forma paradoxal, de contraponto às angustias dos protagonistas: a lei da “cidade limpa” varreu do lugar os famosos inferninhos com suas luzes neon, substituídos todos eles por austeros escritórios.

O Orgulho Permanece em cartaz. Elogiadíssimo pelos espectadores, o filme aborda de forma super interessante e original certos clichês do que muitos poderiam chamar de “cinema educacional”. Mas o filme está muito longe disso. O diretor Yvan Attal enfrenta reflexivamente as questões sociais e políticas colocadas pelo filme, provocando debates e, sobretudo, inquietação entre os espectadores. Esta obra potente rendeu mais de 1 milhão de espectadores em seu país de origem! No papel de protagonista, como Neila Salah, Camélia Jordana levou o César de Melhor Atriz Revelação 2018, o Oscar do cinema francês. Várias razões contribuíram para isso. Em primeiro lugar, sua espontaneidade, depois o caráter popular do filme. Os efeitos cômicos desta obra demonstram que nem sempre a sisudez é o melhor caminho para a construção de narrativas com temas sérios e refinadamente elaboradas. Cabe destacar que Camélia Jordana, a jovem estrela de 25 anos, é cantora, com três álbuns lançados, tendo recebido da revista Vanity Fair o título de “Madonna do cinema francês”, por sua versatilidade e por sua personalidade contagiante e engajada.  
     
                  ESTREIAS

           Hilda Hilst Pede Contato
            (Documentário/Brasil/73min/2018)
                De Gabriela Greeb                       



Sinopse: Hilda Hilst, escritora, poeta e dramaturga é considerada pela crítica especializada uma das mais importantes vozes da língua portuguesa do século XX. Com arquivos pessoais inéditos de som e imagem, depoimentos, encontros e intervenções, ‘Hilda Hilst Pede Contato’ revela sua memória e presença na Casa do Sol, chácara onde vivia em Campinas. A voz de Hilda Hilst em gravações realizadas entre 1974 e 1979, em busca de contato com o além, é o fio condutor do filme, que acaba por se oferecer como um canal de comunicação, tão almejado pela escritora: "Vocês Mortos, vivem?   
Classificação indicativa: 12 anos
          

                 EM CARTAZ

                 Lámen Shop
          (Drama/Singapura/Japão/França/90min/2018)
                   De Eric Khoo                         

Sinopse: Masato (Takumi Saitoh) é um jovem chef de lámen que, cheio de dúvidas sobre a morte de seus pais e seu passado, decide embarcar em uma jornada culinária em Singapura. Lá, ele descobre muito além de apenas deliciosos pratos. A comida é um modo de vida para Masato (Takumi Saitoh), um chef de ramen na cidade japonesa de Takasaki. Sua vida profissional se desdobra toda concentrada entre o macarrão e o caldo. Sua vida vai mudar quando seu severo e distante pai morre, Masato descobre uma mala cheia de fotos da família, lembranças e cadernos deixados por sua mãe de Cingapura que morreu quando ele tinha apenas dez anos.
Classificação indicativa: 12 anos

             Alguma Coisa Assim
          (Drama/Brasil/Alemanha/80min/2018)
          De Esmir Filho e Mariana Bastos                    

Sinopse: Enquanto buscam diversão, os jovens Caio (André Antunes) e Mari (Caroline Abras), vagam pela noite de São Paulo. Nesse contexto, entre o som e os silêncios, os dois vão se conhecendo ainda mais e ao longo de uma década se reencontram em três momentos muito importantes de suas vidas. Melhores amigos desde e adolescência, os dois se distanciam e passam a acompanhar a trajetória um do outro, seus sucessos e fracassos.
Classificação indicativa: 16 anos                 

                  O Orgulho
          (Comédia/Drama/França/Bélgica/97min/2018)
                    De Yvan Attal                       
Com: Camélia Jordana, Daniel Auteuil, Yasin Houicha, Nozha Khouadra, Nicolas Vaude e Jean-Baptiste Lafarge

Sinopse: Neila Salah é uma jovem francesa de origem árabe que sonha em ser advogada. Desde o primeiro dia de aula na renomada Faculdade de Direito de Paris ela se depara com Pierre Mazard, um professor conhecido pela sua má conduta que, para se redimir, aceita ser seu mentor num concurso. Porém, ambos precisam enfrentar seus preconceitos.
Classificação indicativa: 12 anos
                                                                                                 
                Programação: 

Quinta-Feira (02/08) 
14h00 – Hilda Hilst Pede Contato
15h30 – Alguma Coisa Assim
17h00 – O Orgulho
19h00 – Hilda Hilst Pede Contato
20h20 – Lámen Shop

Sexta-Feira (03/08) 
14h00 – Hilda Hilst Pede Contato
15h30 – Alguma Coisa Assim
17h00 – O Orgulho
19h00 – Hilda Hilst Pede Contato
20h20 – Lámen Shop

Sábado (04/08) 
14h00 – Hilda Hilst Pede Contato
15h30 – Alguma Coisa Assim
17h00 – O Orgulho
19h00 – Hilda Hilst Pede Contato
20h20 – Lámen Shop

Domingo (05/08) 
14h00 – Hilda Hilst Pede Contato
15h30 – Alguma Coisa Assim
17h00 – O Orgulho
19h00 – Hilda Hilst Pede Contato
20h20 – Lámen Shop

Segunda-Feira (06/08) 
19h00 – Hilda Hilst Pede Contato
20h20 – Lámen Shop

Terça-Feira (07/08) 
(Não haverá sessão)

Quarta-Feira (08/08) 
14h00 – Hilda Hilst Pede Contato
15h30 – Alguma Coisa Assim
17h00 – O Orgulho
19h00 – Hilda Hilst Pede Contato
20h20 – Lámen Shop

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário