Jornalista lança livro com as provocações de Cristovam Buarque

Depois de 40 livros escritos, mais de mil artigos publicados, centenas de discursos proferidos na tribuna do Senado, agora, algumas frases de Cristovam Buarque, reunidas numa única publicação, vão servir de inspiração aos leitores. “Provocações de Cristovam Buarque”, com organização da jornalista Martha von Dollinger Régnier, foi lançado em Brasília.

Por dever do ofício, Martha precisou se debruçar sobre a vasta obra de Cristovam Buarque. E logo percebeu a inquestionável disposição de Cristovam em construir narrativas oportunas não só aos homens e mulheres do presente mas também aos do futuro. Estimulada por essa característica visionária e pelo teor reflexivo dos pensamentos do senador e professor, Martha usou as horas vagas para destacar algumas frases dos livros dele e anotá-las num caderninho.

Ao todo, foram separados 204 pensamentos impactantes. A ideia de reuni-las em um livro veio da percepção de que muitas frases fazem parte de temas recorrentes na produção de Cristovam – ética, democracia, educação política, terrorismo, economia, globalização, meio ambiente. Cada um desses temas – e outros mais – formam os 17 capítulos do livro.

Provocações e reflexões
Algumas frases de Cristovam são provocações curtas. “Ciência e tecnologia: como subordiná-las a valores éticos?”, do capítulo Ciência e Tecnologia. Outras convidam a uma profunda reflexão, quase fatalista: “O que levará a civilização ao seu colapso final?”, do capítulo Civilização. No tema Globalização uma incitação: “Reaja ao mundo dividido por fronteiras políticas artificiais que separam seres humanos. A globalização exige solidariedade internacional: globalizar a mente e os corações, não apenas os bolsos e as contas”.

No prefácio de “Provocações de Cristovam Buarque”, o acadêmico Joaquim Falcão resume: “ler ou conversar com Cristovam é passear no futuro. Passear no futuro a partir do Brasil”. O livro não trata apenas de pensamentos do professor, do escritor do polemista. São questões globais que atingem diversos públicos. “É um livro pra deixar na cabeceira e ler devagar, porque cada frase sugere uma reflexão que vai acabar impactando o leitor de alguma forma”, recomenda a jornalista Martha. “É o essencial de Cristovam Buarque. Não o político apenas, mas o escritor, o professor, o pesquisador, o pensador, o polemista”, finaliza.

Sobre a organizadora
Carioca, formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, Martha von Dollinger Régnier morou na Inglaterra e na Alemanha onde se dedicou ao estudo do idioma na Universidade de Kiel. Compenetrada e com interesse permanente pela obra de Cristovam Buarque, Martha assina este primeiro livro como organizadora.

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário