Lançado livro "Dois Cigarros", do jornalista esportivo Flávio Gomes

Sem nomes, sobrenomes ou destino certo. Um passado desconhecido, cheio de mistérios. Assim, meio que misturando o acaso e o destino, “Dois cigarros”, primeiro romance do jornalista Flavio Gomes, convida o leitor a se entregar, a imaginar personagens, cenas e lugares, que vão desde as pequenas cidades mineiras e alemãs até Paris, Budapeste e Praga.

Um arquiteto solitário de quarenta e poucos anos e uma jovem misteriosa de grandes olhos verdes dão vida à obra, que foi lançada pela Gulliver Editora no dia 27 de março.

Conhecido por seu trabalho no jornalismo esportivo em jornais, emissoras de rádio e TV, Gomes mostra na obra um lado diferente daquele a que o público está acostumado. Ele reforça que a história não tem nada a ver com a vida de jornalista. “Esporte sempre foi o eixo da minha carreira, mas é óbvio que nunca deixei de me interessar por outros assuntos. Antes de ser jornalista esportivo, sou jornalista. E acho que esse olhar treinado para observar pessoas e lugares, que o jornalista tem, ajudou no romance. Mas não tenho nenhuma intenção de escrever livros sobre esportes. Minha relação com a literatura é outra”, diz.

O romance começou a ser escrito no início de 2017 e ficou completamente pronto em outubro do mesmo ano. A narrativa conta a história de duas pessoas que, entre encontros e desencontros, se apaixonam mesmo sem saber absolutamente nada sobre o passado um do outro. O misterioso desaparecimento de um deles faz com que se distanciem, mas esse sumiço está longe de ser o fim da trama, que envolve terrorismo internacional, internet e viagens – muitas viagens.

Os personagens passam por pequenas cidades de Minas, São Paulo, Heidelberg, Paris, Berlim, Amsterdã, Itacaré, Budapeste, Praga e Estrasburgo em suas idas e vindas. Detalhe importante: o autor esteve em todos esses lugares para escrever o livro. “A última viagem que fiz à Europa foi com esse objetivo. Busquei um roteiro para decidir onde essa história iria acontecer, cenários de verdade. As locações do livro existem. Acho que para sentir e descrever qualquer lugar em detalhes, é preciso estar nele. Há uma cena do livro, por exemplo, que se passa em uma cabine fotográfica numa estação de trem em Budapeste, na Hungria. Esta cabine realmente existe, está lá”, conta. “E outras coisas importantes da história também fazem parte do mundo real e virtual, o leitor pode, de certa forma, interagir com elas, conhecê-las na vida real, mas isso só vai entender quem ler.”

Mistura bem dosada de romance e mistério, fugindo do convencional e com um texto surpreendente nenhum personagem do livro tem nome, os diálogos são indiretos e as mudanças de rumo da história são bruscas e inesperadas , “Dois cigarros” marca o início da trajetória de Flavio Gomes na ficção. “Mas não vai ficar por aqui. Já tem outro a caminho para o ano que vem, uma história que mistura os morros do Rio com o sertão cearense, e provavelmente terá uma única personagem por quem os leitores vão se apaixonar”, promete o autor.


SERVIÇO:

Dois cigarros
Autor: Flavio Gomes
Valor: R$ 40,00

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário