Frederico Mazzucchelli analisa a intersecção entre teoria e história no campo econômico

“A teoria sem a História – entendida, aqui, como a arena onde se processam a vida e as contradições do mundo real – corre o risco de se reduzir a uma coletânea de causas e determinações gerais, vazias de conteúdo”, escreve o economista Frederico Mazzucchelli. Ele traz essas e outras reflexões sobre a intersecção da teoria e da história no campo econômico no seu As ideias e os fatos: ensaios em teoria e história, lançamento da Editora Unesp. 

O livro reúne ensaios que se dividem em duas partes: a primeira dedicada à teoria e a segunda, à história. “O primeiro deles procura assinalar o caráter pioneiro e, por essa mesma razão, ambíguo da reflexão de Adam Smith”, anota o autor. “O texto sobre Marx constitui uma breve síntese de parte de um trabalho mais amplo, concluído em 1983. O terceiro texto discute criticamente a formação da reflexão ortodoxa a partir das contribuições de Senior, Jevons e Walras.” Os textos que se seguem percorrem a perspectiva inovadora de Keynes, as subsequentes inflexões do pensamento ortodoxo e a contribuição original, entre nós, de Maria da Conceição Tavares. “A visão de mundo dos grandes pensadores da Economia e da sociedade deve ser o amálgama que une os fragmentos que compõem o mosaico da realidade”, sublinha. 

Na seção dedicada à história, o texto de abertura traz uma conferência de 2012, em que se apresentam grandes estruturações do capitalismo, da ordem liberal burguesa ao neoliberalismo. “Na sequência, faz-se uma discussão sobre as atribulações dos anos 1970, entendidos como o momento de transição entre a ordenação política e econômica do pós-guerra e a ‘revolução’ conservadora da década de 1980”, pontua. O texto subsequente estabelece um contraponto entre a crise de 1929 e a atual para, em seguida, voltar-se às respostas dadas à crise de 1929, com “a formação do chamado consenso keynesiano após a Segunda Guerra Mundial e a timidez das respostas à crise atual, sobretudo em face da dominação massacrante da alta finança”. O encerramento da obra conta com uma reflexão do papa Francisco no campo econômico. 

Sobre o autor – Frederico Mazzucchelli foi por trinta anos professor do Instituto de Economia da Unicamp. Entre suas publicações, destacam-se A contradição em processo: o capitalismo e suas crises (1985), Os anos de chumbo: economia e política internacional no entreguerras (2009) e Os dias de sol: a trajetória do capitalismo no pós-guerra (2014). Entre 1987 e 1992, foi secretário do Planejamento e secretário da Fazenda do Estado de São Paulo.

Título: As ideias e os fatos: ensaios em teoria e história
Autor: Frederico Mazzucchelli
Número de páginas: 214
Formato: 14 x 21 cm
Preço: R$ 58,00
ISBN: 978-85-393-0690-9

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário