BULE BULE E PEDRO ORTAÇA SE APRESENTAM NA CAIXA CULTURAL BRASÍLIA

A CAIXA Cultural Brasília recebe o projeto musical Palco Visceral, nos dias 9 e 10 de setembro. Nesta edição, o encontro do baiano Bule Bule e o gaúcho Pedro Ortaça traz para o palco a diversidade dos ritmos e estilos da música brasileira de raiz destacando os melhores momentos de suas carreiras. Os ingressos começam a ser vendidos neste sábado (2), por R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada).

O espetáculo ressalta as raízes da música brasileira em um encontro de trovadores que une a pajada de Ortaça, com influência sul-americana, ao repente de Bule Bule, herança da cultura nordestina. Referência para a MPB, os músicos sobem ao palco ressaltando as particularidades de seus trabalhos, sem romper com suas origens.

Em apresentações individuais, os mestres trazem repertórios que destacam os melhores momentos de suas carreiras. No primeiro dia de espetáculo, Bule Bule e sua banda se apresentam com a participação especial de Pedro Ortaça. No dia seguinte, é a vez de Ortaça se juntar a sua banda e convidar Bule Bule para subir ao palco. Para ambientar o show, um mosaico será formado com imagens do universo dos mestres.

Além dos shows, Bule Bule e Pedro Ortaça vão participar de uma roda de conversa contando um pouco de suas histórias de vida e artísticas. Todos os interessados na cultura popular de raiz podem participar desse bate papo informal, que pretende aproximar o público desses grandes mestres.

Sobre os Artistas
Bule Bule - Antônio Ribeiro da Conceição nasceu em 1947, na Cidade de Antônio Cardoso (BA). Conhecido como um dos maiores repentistas da Bahia, Bule Bule, como é chamado, também é um excelente cordelista, com mais de 100 títulos publicados e é membro da Academia Brasileira de Literatura de Cordel. Com oito discos e dois DVDs no currículo, Bule-Bule está completando 50 anos de carreira e já dividiu o palco com nomes como Gilberto Gil, Beth Carvalho, Gabriel o Pensador e Tom Zé. Também divulgou a cultura popular nordestina com shows nos Estados Unidos, na Alemanha, na Espanha e em Portugal.

Pedro Ortaça – O cantor se uniu a Noel Guarani e Cenair Maíca, em 1966, para criar um novo modo de cantar e tocar. Logo depois se juntaram ao pajador Jaime Caetano Braun. Denominados de Os quatros troncos da cultura missioneira, eles conseguiram criar uma nova identidade na cultura musical gaúcha. A musical missioneira está hoje nas escolas, universidades e nos centros culturais. Com dezenas CDs e DVDs gravados, o grupo já se apresentou em diversos estados brasileiros, além de países como Uruguai, Argentina e Paraguai.


SERVIÇO:

Espetáculo: Palco Visceral
Local: Teatro da CAIXA Cultural Brasília (SBS Quadra 4 Lotes 3/4)
Dias: 9 e 10 de setembro de 2017
Horários: sábado, às 20h, e domingo, às 19h
Classificação indicativa: não recomendado para menores de 14 anos
Duração: 75 minutos
Ingressos: à venda a partir de 2 de setembro | R$ 20 e R$ 10 (meia entrada)
Meia-entrada: estudantes, professores, funcionários e clientes CAIXA, pessoas acima de 60 anos e doadores de brinquedo.
Capacidade: 406 lugares (8 para cadeirantes) | Acesso para pessoas com deficiência e assentos especiais
Bilheteria: de terça a sexta e domingo, das 13h às 21h, e sábado, das 9h às 21h. Contato: (61) 3206-6456
Patrocínio: CAIXA e Governo Federal

==> Foto: Barbara Rigo

0 comentários:

Postar um comentário