José de Souza Martins reúne crônicas sobre o ontem que há no hoje da cidade de São Paulo

Já se vão quase 60 anos que o escritor e sociólogo José de Souza Martins observa a cidade de São Paulo. Ele circula por ela, caminha por suas memórias. O “arqueólogo do imaginário” não pode ter pressa. Após o exame detalhado de um dos lugares mais movimentados do mundo, o diagnóstico: O coração da Pauliceia ainda bate. Coedição da Editora Unesp e Imprensa Oficial, este livro traz crônicas inéditas ao lado de uma seleção de textos publicados nos jornais O Estado de S. Paulo, de 2004 a 2013, e Folha de S.Paulo

“Não sou o transeunte distraído, que se deixa levar pelo acaso de trajetos. Mas faço de conta que me perco para melhor aprender com as ricas e muitas lições do acaso”, escreve Martins. Ele recolhe a cidade em várias fotografias e pedaços de papel anotados que guarda nos bolsos. “Busco depois informações documentais que me permitam aprofundar no tempo as constatações feitas na horizontalidade do espaço”, explica. “O tempo de São Paulo é uma superposição de idades.” E, a partir delas, a obra se divide em cinco capítulos: a São Paulo  Colonial, o momento da passagem pelo século da Independência do Brasil, a São Paulo romântica, outra da Revolução de 1932 e da vida comum, e, por fim, a Pauliceia imaginária. 

Desta forma, o escritor passeia pelo presente e por suas intersecções com o passado, palmilhando as ruas do Centro Velho, as antigas rotas de comerciantes, escravos, ouvindo seus sussurros, que ficaram em textos, em monumentos, em sacristias e presbitérios, em capelas, e também nas ruas, nas esquinas, nas praças, nos barulhos e silêncios. “O mestre da Sociologia vê a cidade com olhos de poeta”, completa o poeta Paulo Bonfim, a quem o livro é dedicado de forma especial. “A Pauliceia revive ora palpitante, ora melancólica, nas andanças evocativas do autor.”

Sobre o autor – Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1970), José de Souza Martins, 78 anos, é professor titular aposentado da USP e foi eleito em 2015 para a cadeira nº 22 da Academia Paulista de Letras. Na docência e na pesquisa científica, é autor nas áreas de Sociologia da Vida Cotidiana, Sociologia Visual e Sociologia dos Movimentos Sociais. Tem feito pesquisas e escrito sobre a questão agrária, sobre a Amazônia, sobre fotografia, sobre o subúrbio e sobre comportamento coletivo. Escreveu nos jornais O Estado de S. Paulo e Folha de S.Paulo. Atualmente é colunista do suplemento Eu & Fim de Semana, do jornal Valor Econômico.

TítuloO coração da Pauliceia ainda bate
Autor: José de Souza Martins
Número de páginas: 427
Formato: 13,5 x 22,5 cm
Preço: R$ 75,00
ISBN: 978-85-393-0641-1(Unesp) | 978-85-401-0152-4 (Imprensa Oficial)

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário