CIRCUITO MUNDIAL: dobradinha brasileira - masculino e feminino - na casa do Tio Sam

Álvaro/Saymon leva ouro, Evandro/André a prata, e Brasil brilha no Major dos EUA

Do country quota ao qualificatório. Da fase de grupos ao lugar mais alto do pódio. Álvaro e Saymon (PB/MS) conquistaram na noite deste sábado (11.02) o título do Major Series de Fort Lauderdale, nos EUA. Uma vitória também do vôlei de praia brasileiro, já que a medalha de prata da primeira etapa do Circuito Mundial 2017 ficou com Evandro e André Stein (RJ/ES), em uma final verde e amarela com quatro jovens atletas.

É o primeiro título da parceria Alvinho/Saymon no Circuito Mundial. Eles se juntaram em agosto de 2016 e atualmente lideram o Circuito Brasileiro, tendo vencido duas etapas, conquistado três pratas e um bronze. Para chegar ao título da etapa norte-americana foram nove partidas, incluindo o country quota, ainda no Brasil, e o qualificatório, nos EUA.

Após a vitória, um vibrante Álvaro Filho agradeceu ao trabalho da comissão técnica. A parceria terminou o torneio nos EUA de maneira invicta e sem perder nenhum set.

"Significa demais essa conquista. Nós trabalhamos muito duro e temos que agradecer o Ernesto (Vogado, técnico da dupla), nosso time. Só tenho que dizer obrigado. Os Estados Unidos nos trazem sorte. Ainda não sei o que isso significa em termos de temporada, tenho que pensar sobre essa vitória, mas agora só quero sentir o momento, aproveitar com o Saymon e comemorar muito", disse o paraibano Alvinho.

Com o ouro, Álvaro Filho e Saymon somam 1.200 pontos no ranking do Circuito Mundial 2017, além de embolsarem cerca de R$ 155 mil em prêmios. Evandro e André Stein ficam com 960 pontos pela segunda colocação em Fort Lauderdale, além de um prêmio de cerca de R$ 99 mil. A medalha de bronze da etapa ficou com os norte-americanos Dalhausser e Lucena.

O destaque na partida foi a ‘muralha’ erguida por Saymon, que anotou sete impressionantes pontos de bloqueio. Álvaro Filho, por sua vez, foi perfeito na defesa e na virada de bola, com 18 ataques corretos e um ace. Ele terminou como maior pontuador do duelo.

O Jogo
Os times começaram errando muitos saques no início, tentando forçar para dificultar a recepção adversária. A partida seguiu muito equilibrada até erro de ataque de Evandro, fazendo Alvinho e Saymon abrirem dois pontos. No tempo técnico do primeiro set os atuais líderes do Circuito Brasileiro venciam por 12 a 9.

Saymon passou a fazer a diferença no bloqueio e, com paredão sobre André, aumentou a vantagem no placar, forçando pedido de tempo dos compatriotas. Mantendo ótimo volume de virada de bola e segurando os ‘foguetes’ de Evandro, Alvinho/Saymon conseguiu fechar o set por 21 a 15 em ‘shot’ corredor no fundo de quadra.

O segundo set começou com Alvinho e Saymon abrindo dois de vantagem, novamente com o sul-mato-grossense se impondo no bloqueio. Preocupados, Evandro e André pediram tempo logo no início, quando o placar mostrava 1 a 4. Na parada técnica, Alvinho/Saymon venciam por 12 a 9. Controlando o duelo, Alvinho e Saymon foram mantendo a virada de bola e encaminharam o triunfo no segundo set. Evandro/André ainda salvou três pontos do jogo, mas a dupla do CT Cangaço confirmou o ouro em ataque de Álvaro, por 21 a 17.


Larissa e Talita vencem Ágatha/Duda, e Brasil repete dobradinha no Major dos EUA

A torcida brasileira sorriu mais uma vez no Major Series de Fort Lauderdale, nos Estados Unidos. Um dia após os times masculinos saírem com ouro (Álvaro/Saymon) e prata (Evandro/André), as duplas femininas repetiram o feito na tarde deste domingo (12.02). Larissa e Talita (PA/AL) venceram Ágatha e Duda (PR/SE) por 2 sets a 0 (21/15, 21/18), em 41 minutos, conseguindo o 14º título de Circuito Mundial da parceria.

A partida também marcou uma conquista emblemática de Larissa, que chegou ao 60º título em etapas do Circuito Mundial. Ela é a maior vencedora de paradas do tour, com cinco ouros a mais que a norte-americana Kerri Walsh, tricampeã olímpica. Talita agora possui 32 títulos do giro internacional. As atletas comentaram a vitória, uma revanche da final da etapa de João Pessoa (PB) do Circuito Brasileiro, há duas semanas.

"Foi um jogo muito difícil, jogar contra outras duplas brasileiras é sempre complicado. Estou muito orgulhosa. Essa conquista é muito especial para nosso time e principalmente nossos fãs, para quem ama a Larissa/Talita. Eu amo o vôlei de praia, foi especial, principalmente pelo fato de ter conquistado minha 60ª medalha de ouro", disse Larissa.

Talita relembrou a conquista do World Tour Finals, em 2015, na mesma cidade dos EUA. Ela também elogiou o espírito de luta da parceira e os fãs brasileiros e norte-americanos.

"Estamos muito felizes por ganhar novamente aqui (em Fort Lauderdale). Temos boas vibrações nesta arena. Obrigado por terem vindo e torcido para os times brasileiros. É um prazer jogar ao lado da Larissa, estou muito feliz com ela desde a primeira vez em que nos juntamos. Lutamos muito em quadra, tentamos sempre nosso melhor, uma incentivando a outra. Essa é a chave, gostamos de atuar e estarmos juntas".

Com o ouro, Larissa/Talita soma 1.200 pontos no ranking do Circuito Mundial 2017, além de embolsarem cerca de R$ 155 mil em prêmios. Ágatha/Duda fica com 960 pontos pela segunda colocação em Fort Lauderdale, além de um prêmio de cerca de R$ 99 mil. A medalha de bronze da etapa ficou com as alemãs Chantal Laboureur e Julia Sude.

A partida foi marcada por equilíbrio no saque e poucos bloqueios - apenas Ágatha anotou um. Os vários contra-ataques proporcionados por defesas de Larissa e o bom aproveitamento de Talita e da própria Larissa no ataque, resultaram na vitória. Apesar de o time bicampeão brasileiro ter ficado a maior parte do segundo set atrás no placar.

O Jogo
Larissa e Talita começaram abrindo dois pontos de vantagem, em contra-ataques, testando os saques principalmente na jovem Duda. Quando a diferença subiu para 10 a 6, Ágatha/Duda pediu tempo. A pausa deu certo, com a vantagem caindo para 10 a 9. O empate chegou pouco depois, com Duda explorando o bloqueio de Talita: 12 a 12.

Larissa passou a brilhar no confronto e, com contra-ataques seguidos, novamente colocou vantagem no placar: 15 a 12. A capixaba não deixava a bola cair e ainda concluía com eficiência. Administrando o placar com tranquilidade, as atuais bicampeãs brasileiras fecharam a primeira parcial por 21 a 15, em diagonal potente de Talita.

O segundo set começou com o mesmo andamento, com Larissa abrindo 3 a 1 em ataque potente. Ágatha e Duda, porém, cresceram rapidamente, em rallys emocionantes. Após contra-ataque de Duda, viraram o jogo e na sequência abriram 6 a 4. No primeiro set, Larissa fez a diferença, mas na segunda parcial foi a jovem sergipana que brilhou. O primeiro tempo técnico tinha liderança de 12 a 9 da dupla recém-formada.

Larissa e Talita buscaram o jogo com paciência. Em contra-ataque espetacular de Larissa, na paralela, anotou 16 a 16 e forçou pedido de tempo das adversárias. A parada não adiantou. Foram dois pontos seguidos que encaminharam a vitória. Duda errou dois ataques e Talita fechou o duelo com ataque potente na diagonal: 21 a 18.

A temporada 2017 do Circuito Mundial é a trigésima primeira nas competições masculinas e vigésima quinta no gênero feminino. A próxima parada do tour ocorre no Irã, a partir do dia 15 de fevereiro, mas não contará com nenhuma dupla brasileira. Os eventos da categoria Major dão, aproximadamente, R$ 1,8 milhão em prêmios somando os dois naipes.

Fort Lauderdale, que fica no estado da Flórida, recebe uma etapa do Circuito Mundial pela segunda vez na história. Em 2015 a cidade litorânea foi sede do World Tour Finals - etapa que encerra o calendário com os melhores times do ano - quando Alison/Bruno Schmidt e Larissa/Talita subiram no lugar mais alto do pódio.

==> Foto: Tinefoto.com / Martin Steinthaler

0 comentários:

Postar um comentário