Dakar histórico! Teve mais uma de Peterhansel e vitória inédita do Brasil

Foram duas semanas atravessando a América do Sul pelos terrenos mais belos e desafiadores, passando por Paraguai, Bolívia e Argentina, encarando chuva, deslizamento de terra, altitude e mudanças drásticas de temperatura, em um trajeto de mais de 8 mil km. Mas finalmente terminou o Rally Dakar 2017. 

Os pilotos e navegadores completaram a última especial, entre Río Cuatro e Buenos Aires, logo nas primeiras horas deste sábado, 14 de janeiro. E o Red Bull Desert Wings, verdadeiro dream team formado pelos maiores especialistas na competição, pôde comemorar a vitória em três categorias diferentes (carros, caminhões e motos). 

Nos carros, Stéphane Peterhansel/Jean-Paul Cottret lideraram uma trinca da Peugeot ao volante do 3008 DKR. Sébastien Loeb/Daniel Elena terminaram em segundo lugar, cinco minutos atrás, enquanto Cyril Despres/David Castera acabaram na terceira posição. Esta foi a 13ª vitória de Peterhansel, maior campeão da história da prova. 

“Esta vitória é particularmente especial porque a competição foi muito dura. Brigar com Sébastien [Loeb] e terminar apenas alguns minutos à frente, não é pouca coisa, não”, falou o piloto francês. Vamos aos números: agora ele tem sete vitórias nos carros (2004, 2005, 2007, 2012, 2013, 2016 e 2017) e mais seis nas duas rodas, onde começou a carreira (1991, 1992, 1993, 1995, 1997 e 1998). 

Neste ano, foi Sam Sunderland quem levou a melhor nas motos. 

“É o primeiro Dakar que eu termino, e terminar em primeiro é um sentimento incrível. Estou sem palavras. Quero agradecer ao time, aos organizadores, todas as pessoas próximas a mim, porque este não é um esporte individual. Todo mundo que está aqui contribuiu pra essa vitória”, disse o piloto da KTM, marca vencedora pela 16ª vez consecutiva. 

Depois do revés do ano anterior, o trio Eduard Nikolaev/Evgeny Yakovlev/Vladimir Rybakov devolveu o título à Kamaz entre os caminhões.

Mas a grande surpresa do Rally Dakar 2017 foi a quebra de um jejum histórico. A dupla formada por Leandro Torres e Lourival Roldan ganhou na categoria UTVs (classe estreante no Dakar, já que no ano passado ainda era uma divisão dos carros), garantindo a primeira vitória brasileira em 39 edições do Dakar.

“É fantástico. É um sonho realizado. No ano passado, nós disputamos o Dakar para entender o grau de dificuldade. Neste ano, estudamos e planejamos tudo para colocar um pouco mais de agressividade. O mesmo time, o mesmo carro. Nós somos os primeiros vencedores da categoria UTV”, falou Leandro Torres. O navegador Lourival Roldan é um dos maiores nomes do País no esporte, tendo participado de dez provas do Rally Dakar.

Nos quadriciclos, vitória do russo Sergey Karyakin.

==> Foto: Red Bull Content Pool

0 comentários:

Postar um comentário