Brasília Vôlei vence Rio do Sul no tie-break

Milhares de pessoas acompanharam  no sábado, 21 de janeiro, no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília, o confronto memorável do Terracap/BRB/Brasília Vôlei contra o Rio do Sul. A equipe brasiliense saiu vitoriosa na partida por 3 sets a 2. As parciais  foram 16/25, 32/30, 19/25, 25/18 e 15/06. O técnico Anderson Rodrigues optou em manter a equipe de titulares com Paula Pequeno, Amanda, Andréia, Macrís, Vivian, Roberta e Silvana.

Aos cinco minutos do primeiro set, o Rio do Sul abriu vantagem de dois pontos (6 a 4), sempre explorando o bloqueio e com ataques precisos. Paula Pequeno, Vivian e Amanda tentaram mudar o placar, mas o Rio do Sul estava com um bom desempenho em quadra. Aos 15 minutos do jogo, o Rio do Sul se manteve seis  pontos à frente (19 a 13).  Dois ataques de china da Roberta foram essenciais no set, mas não o suficiente para que o resultado fosse promissor para o time. O Brasília Vôlei teve dois erros de saque contra um do Rio do Sul, que levou a melhor, fechando o set com 25 a 16.

O Brasília Vôlei abriu o segundo set com ponto que bloqueio de Roberta e Amanda. Diferente do primeiro set, Paula Pequeno apostou em largadinhas de bola. A estratégia, junto com os bloqueios com Roberta e ataques de china, fez com que igualassem o placar. Aos nove minutos do set, ambas as equipes somavam 9 pontos. Ao fim, as equipes empataram em 24, 25, 26, 27, 28, 29  e 30 pontos, respectivamente, o que fez com que a emoção tomasse conta da torcida.  Mas as meninas do time brasiliense estavam dispostas a vencer e fecharam o set em 32 a 30.

Momento Especial – Ao fim do segundo set, a jogadora Paula Pequeno foi saudada pela torcida em razão do seu aniversário. No domingo, 22 de janeiro, Paula completa 35 anos com uma trajetória no esporte de 20, além de quatro anos defendendo o Brasília Vôlei. A jogadora recebeu flores em quadra da sua filha, a pequena Mel, e agradeceu a todos pela homenagem. “Hoje senti uma mistura de emoções. Pela manhã tive uma homenagem linda. No jogo, minha filha me homenageou e nunca imaginei estar na minha cidade natal novamente, num momento tão especial como este e ganhei o único presente que havia pedido – a vitória. Sempre digo para as meninas que comemorar é muito fácil, mas lamentar uma derrota é o mais difícil, então o mais importante hoje era vencer essa partida. Agora é aproveitar essa sensação de dever cumprido e comemorar com todos os presentes nesse momento especial na minha carreira.”

O Terracap/BRB/Brasília Vôlei abriu o terceiro set com o primeiro ponto, mas ao Rio do Sul manteve, inicialmente, o placar equilibrado. Mesmo com os incessantes bloqueios e largadinhas das jogadoras do time da capital, as meninas do Rio do Sul conseguiram se sobressair com ataques na paralela. Aos 19 minutos do set, o time catarinense estava cinco pontos à frente (20 a 15) e mesmo o Brasília Vôlei somando esforços, o Rio do Sul conseguiu fechar  em 25 a 19.

O quarto set, assim como os outros, começou com um placar homogêneo, mas a equipe do Terracap/BRB/Brasília Vôlei estava disposta a largar na frente. Aos doze minutos do set, as meninas do time brasiliense somavam 7 pontos a frente das adversárias (14 a 7). Amanda soltou o braço em ataques pela entrada de rede e os bloqueios das colegas fizeram com que alcançassem a vantagem de 9 pontos (18 a 9) aos quinze minutos do set. O time catarinense tentou correr atrás do prejuízo e encurtou a vantagem para quatro pontos de diferença (21 a 17).  Mas os ataques de china de Roberta, ora Vivian, fizeram toda a diferença, fazendo com que fechassem o set em 25 a 18, com ponto final de ataque de Paula Pequeno, no meio da rede.

O início do tie-break foi marcado pelo engajamento das meninas Brasília Vôlei, que estava recebendo bem os ataques. Com bloqueios fechados, em pouco mantiveram cinco ponto à frente (7 a 2). Vivian se destacou com ataques precisos no meio de rede, junto aos bloqueios de Roberta e Macrís, os quais fizeram com que os ataques do time adversário fossem pouco expressivos. O Brasília Vôlei fechou a partida em 15 a 6 e Macrís recebeu o troféu Viva Vôlei por sua desenvoltura em quadra.

Visão do técnico –  O técnico Anderson Rodrigues fez uma breve avaliação da partida. “Foi um jogo de altos e baixos. Nós erramos em momentos cruciais e isso dificultou. Não conseguimos encaixar nosso saque. Estou feliz pela vitória, que era de suma importância. Hoje o importante foi o placar. Agora temos de nos preparar porque terça-feira já tem jogo pela frente e vai ser mais uma pedreira contra o Praia Clube”, destacou.

Próxima disputa – O próximo jogo do Terracap/BRB/Brasília Vôlei será na terça-feira, dia 24 de janeiro, às 20h contra o Dentil/Praia Clube no Ginásio Nilson Nelson. Os ingressos para o jogo estão disponíveis na Bilheteria Digital e custam R$30 (inteira) e R$ 15 (meia). Levando na Bilheteria qualquer embalagem dos produtos do Café do Sítio o torcedor tem direito à meia entrada. O Terracap/BRB/Brasília é patrocinado pela Terracap, Corretora de Seguros BRB, Café do Sítio e SESI.

==> Foto: Dalton Jendiroba / EsporteCultura

0 comentários:

Postar um comentário