Brasília Vôlei perde para o Camponesa Minas. Equipe brasiliense volta a jogar no sábado!

Com um ginásio do SESI lotado, o Terracap/BRB/Brasília Vôlei recebeu o Camponesa/Minas na noite desta terça-feira (17) em jogo válido pela quarta de final da Copa do Brasil 2017. A partida terminou em 3 sets a 0 para as mineiras, que avançam à semifinal. As parciais foram 22/25, 21/25 e 22/25.

Com o retorno de Paula Pequeno e Roberta, Anderson teve todas as atletas disponíveis para o confronto. O treinador optou por começar com a seguinte escalação: Macrís; Paula Pequeno; Amanda; Vivian; Lari; Andréia e as líberos Silvana e Fernanda revezando na defesa e recepção.

O primeiro set começou com Vivian explorando o bloqueio de Pri Daroit, levantando a torcida no ginásio do SESI-Taguatinga, que compareceu em peso. O jogo teve um início tenso para ambas as equipes, com os times sempre forçando bem o saque para tentar quebrar o passe do adversário. O Minas explorava bem os contra-ataques e impôs vantagem nos primeiros pontos (13/16). Na reta final o Brasília encostou, mas no bloqueio duplo de Mara e Hooker o set foi definido em 22/25.

No segundo set os times voltaram para a quadra trocando quatorze pontos (7/7). O equilíbrio seguiu até a metade do set. Com Hooker em grande dia, ficou difícil para o Brasília defender e se livrar dos bloqueios. Ao fazer 15/21 as mineiras tentaram administrar, mas a entrada de Roberta deu mais gás às brasilienses, que tornaram a igualar o confronto, mas o Minas acabou fechando em 21/25.

O decisivo set começou favorável ao Minas, que era superior nos bloqueios, principalmente com Carol Gattaz e Hooker. Anderson colocou Lê e Bia no lugar de Macrís e Andréia, a inversão deu certo e as brasilienses voltaram para a partida (14/16). As minastenistas não deixaram o Brasília passar no marcador e finalizaram o jogo em 3 sets a 0, com última parcial de 22/25.

“Infelizmente hoje nada deu certo. Não tirando o mérito delas, que jogaram bem, mas nosso saque e bloqueio foi ruim e não conseguimos nos encontrar na partida. O Minas foi efetivo e tem atacantes de muita qualidade, não deu. Agora já voltamos a fazer a parte física e sábado focar no jogo com o Rio do Sul, sem desanimar”, enfatizou Vivian.

“Sabemos que o Minas tem o bloqueio pesado e foram muito inteligentes nesse ponto. Não conseguimos ter essa rapidez e isso acabou influenciando. O jogo delas no geral fluiu bem e fizeram tudo redondo. Temos agora a Superliga e treinaremos bastante para jogar melhor contra o Rio do Sul, no ginásio Nilson Nelson”, concluiu Roberta.

Nilson Nelson
Agora o Terracap/BRB/Brasília Vôlei voltará a focar na Superliga. Isso porque o clima de revanche contra o Rio do Sul estará presente no Ginásio Nilson Nelson. Três anos após a última partida do Brasília no Nilson Nelson, Paula Pequeno e companhia voltarão ao histórico ginásio para dois confrontos. Confira a agenda da equipe:
21/1, 18h – Terracap/BRB/Brasília Vôlei x Rio do Sul
24/1, 20h – Terracap/BRB/Brasília Vôlei x Dentil/Praia Clube

Ingressos
Os ingressos para os jogos no Nilson Nelson já estão disponíveis na Bilheteria Digital e custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Pagando inteira o torcedor também terá a opção do combo que dá direito aos dois jogos no Ginásio. Levando na bilheteria qualquer embalagem dos produtos do Café do Sítio também dá direito à meia entrada.

==> Foto: Felipe Costa / Ponto MKT Esportivo

0 comentários:

Postar um comentário