Ano-novo será celebrado no Museu da República e na Prainha

Oficinas, espetáculos circenses e música de vários estilos compõem a programação das festas gratuitas de ano-novo. Os eventos tradicionais ocorrerão no Museu Nacional da República (Esplanada dos Ministérios) e na Praça dos Orixás (Setor de Clubes Sul), a Prainha.

De acordo com a Secretaria de Cultura, o custo com a festa ficará em R$ 962.197,49 — R$ 579.397,49 de investimento em estrutura, R$ 303 mil para cachês dos músicos e R$ 80,8 mil para artistas locais. Na quinta-feira (7), a pasta divulgou o edital de licitação para contratar parte dos serviços das festas nos dois locais.

Para o secretário de Cultura, Guilherme Reis, a programação expressa diversidade cultural. “Haverá oficinas para as crianças, espetáculos, músicas que vão do samba ao rap e valorização dos nossos artistas”, destacou.

As apresentações musicais serão intercaladas por DJs selecionados por chamamento público. A programação de espetáculos circenses e oficinas será divulgada após o fim da seleção da secretaria. Estão previstas atividades de customização de roupa e pintura de palhaço, fabricação de instrumentos musicais, dança, laboratório criativo e oficina de DJ.

Na avaliação do titular, o ano foi difícil, e a população merece se divertir. “Queríamos fazer muito mais, o que não é possível em tempos de crise, mas fechamos uma programação amorosa com a cidade e esperamos trazer um ambiente de felicidade e de esperança para 2017”, disse Reis.

A secretária adjunta de cultura, Nanan Catalão, definiu a programação como uma política de economia criativa, referindo-se às oficinas e aos espetáculos, de 29 de dezembro a 1º de janeiro. “Queremos fortalecer a identidade de Brasília e a criatividade em jovens e crianças”, reforçou, na entrevista coletiva sobre as festividades, na tarde desta sexta-feira (9). A pasta também trabalha, em parceria com a Secretaria Adjunta de Turismo, para viabilizar uma feira de empreendedorismo criativo e a presença de food trucks.

Programação no Museu da República

Os sambistas paulistanos do Fundo de Quintal abrem a programação de música às 18 horas no Museu da República. Às 19h20, toca a primeira banda local selecionada por meio do chamamento publicado hoje. Às 20 horas, os brasilienses da Móveis Coloniais de Acaju fazem o último show da banda, nascida na capital federal. “Sabemos da afetividade da cidade com a banda, será um momento importante para os músicos e para Brasília”, avaliou a  Subsecretária de Políticas de Desenvolvimento e Promoção Cultural, Mariana Soares, também presente na coletiva.

O segundo grupo de Brasília escolhido pela secretaria dará sequência ao evento, às 21h20. A cantora Flora Matos, que começou a carreira na cidade, entra no palco às 22h10, pouco antes da virada do ano.

O rapper Criolo, de São Paulo, ficará encarregado de fazer a contagem regressiva antes dos fogos de artifício que vão celebrar a chegada de 2017. Ele toca das 23h20 à 00h20. O encerramento da festa será no ritmo do funk carioca, sob o comando da MC Carol, de Niterói (RJ). Os horários dos shows estão sujeitos a alterações, de acordo com o resultado do chamamento público.

Réveillon na Prainha

Quatro atrações locais garantirão a festa da Praça dos Orixás, conhecida como Prainha, ao lado da ponte Honestino Guimarães, no Setor de Clubes Sul. A escolha dos artistas será divulgada após resultado do chamamento público aberto nesta sexta-feira (9). O local é tradicionalmente reservado para cortejos de praticantes de religiões de matriz africana durante a virada do ano.

Programação musical no Museu da República
18 horas: Fundo de Quintal
19h20: grupo a ser selecionado pela Secretaria de Cultura
20 horas: Móveis Coloniais de Acaju
21h20: grupo a ser selecionado pela Secretaria de Cultura
22h10: Flora Matos
23h20: Criolo
00h20: MC Carol

==> Foto: Pedro Ventura / Agência Brasília

0 comentários:

Postar um comentário