MOVIMENTO INTERNACIONAL DE DANÇA

O MID – Movimento Internacional de Dança coloca a dança em cena em sua rica diversidade e em suas diferentes vertentes e segmentos. Espetáculos de dança contemporânea, dança de rua, Hip Hop, batalha de break, espetáculo infantil e workshops, residência artística, palco aberto e ação de formação para alunos da rede pública de ensino formam uma programação ampla em recorte curatorial que abarca sua riqueza estética. Serão apresentados cinco espetáculos internacionais, dois nacionais e quatro locais em quatro regiões – Brasília, Taguatinga, Gama e Ceilândia.

O MID – Movimento Internacional de Dança evolui de importantes ações em Brasília, como o “Movimento D” e o "Dança França Brasil", que em suas edições no Distrito Federal vêm apresentando grupos e intérpretes da dança que representem a diversidade cultural mundial e que realizem trabalhos alinhados com as mais atuais pesquisas em dança contemporânea. Tem como diferencial reunir os mais diversos segmentos da dança em um mesmo espaço, com programação que possibilita o diálogo entre as linguagens, artistas e outros festivais, concentrada em sua maior parte no Centro Cultural Banco do Brasil e com agenda também nos teatros dos SESCs Ceilândia, Taguatinga e Gama e espaços urbanos.

Como parte da programação do MID - Movimento Internacional de Dança, foram selecionadas coreografias que integram o France Danse Brésil 2016, como ação de diálogo com outros festivais:“Your Ghost is Not Enough”, de Kubilai Khan Investigation – com apoio de CT PACA; “Bang”, - duo de Herman Diephuis; e “Sacre”, de David Wampach. Haverá ainda a apresentação de “Batterie”, em nova montagem especial com o baterista Ticho Lavenère e dançarino Cristhian Cantarino, ambos selecionados no DF a partir de encontros com o coreógrafo Davi Wampach. Ainda dentro do recorte internacional, foram selecionados “BoleroEffect”- Cristina Rizzo, Itália e “OneTwoThreeOneTwo”, do hispano-belga Albert Quesada.

O MID - Movimento Internacional de Dança apresenta dois espetáculos selecionados pela curadoria a partir de convocatória nacional aberta - Proibido Elefantes (Companhia Giradança) e O Crivo - e cinco espetáculos do DF: Aurora (Eliana Carneiro), Corpo em Obra (Larissa Ferreira), De Carne e Concreto (Anti Status Quo), Velejando Desertos Remotos (Marcos Buiati) e Similitudo (Projeto Pés). Também foram selecionadas várias coreografias de até 10 minutos que estarão reunidas no Palco Aberto.

O resultado da residência com o coréografo Herman Diephuis também está inserido na programação e o público poderá conferir o trabalho desenvolvido com bailarinos do DF selecionados para esta formação.  Ainda o Baila Comigo, aulões abertos de ritmos - tango, passinho e sertanejo - para o público em geral, e Batalha de Break na rua, com seleção e júri coordenada por Alan Papel, fazem parte da abrangência e diversidade do MID. Por fim, atividades de formação de plateia para 540 pessoas com necessidades especiais intelectuais em três movimentos - preparação na escola, apresentação do espetáculo e fechamento com os educadores envolvidos; fomento de encontros de intercâmbio entre as companhias; debates temáticos, rodadas de negócios e bate-papo com a plateia após as sessões fecham o rol de ações apresentados pelo MID - Movimento Internacional de Dança no Distrito Federal.

O festival conta com a curadoria internacional de Anita Mathieu, diretora do festival de dança francês Rencontres chorégraphiques internationales de Seine-Saint-Denis, e dos brasileiros Sérgio Maggio, Yara de Cunto e Giselle Rodrigues, no recorte nacional.  Yara de Cunto, com trajetória relevante de quase 40 anos dedicados às Artes Cênicas, sobretudo à dança, fundadora do Corpo de Baile do Teatro Guaíra (PR), e do “Asas e Eixos” reconhecido como uma das primeiras Cias de dança contemporânea de Brasília; Giselle Rodrigues diretora do bAsiRaH, uma das mais relevantes cias de dança contemporânea da capital e ainda bailarina do Endança, grande expoente da dança feita em Brasília; e Sérgio Maggio, diretor-dramaturgo, curador e mestre em crítica teatral e jornalista. É integrante do Núcleo de Criação Criaturas Alaranjadas Cia. de Teatro, responsável por espetáculos como “Eros Impuro” e “Eu Vou Tirar Você Deste Lugar – As Canções de Odair José”.


Serviço:

MID – Movimento Internacional de Dança
Data: Até 24 de outubro - Brasília
Local: Centro Cultural Banco do Brasil Brasília
SCES, Trecho 02, lote 22
CEP: 70200-002 | Brasília (DF)
Tel.: (61) 3108-7600
Funcionamento: de quarta a segunda, das 9h às 21h
Classificação indicativa: consultar no site www.movimentoid.com.br
  

Programação  (remanescente)

15/10 
Aula de Passinho – das 16h às 18h – Área externa / CCBB
Classificação: Livre
Gratuito

Sacre – 21h – Teatro 1* / CCBB
Classificação: 12 anos
Duração: 45 minutos
R$ 10 (meia)


16/10 
Aula de Sertanejo – das 16h às 18h – Área externa / CCBB
Classificação: Livre
Gratuito

Sacre – 20h – Teatro 1* / CCBB
Classificação: 12 anos
Duração: 45 minutos
R$ 10 (meia)


17/10 
Aurora – 21h – Teatro 1*/ CCBB 
Classificação: 12 anos
Duração: 45 minutos
Gratuito


19/10
Proibido Elefantes – 21h – Teatro 1 / CCBB 
Classificação: 12 anos
Duração: 45 minutos
Gratuito


20/10
Velejando Desertos Remotos – 10h – Teatro 1 / CCBB . Apresentação especial para alunos da rede pública de ensino com deficiência intelectual.
Classificação: Livre
Duração: 50 minutos

Velejando Desertos Remotos – 15h – Teatro 1 / CCBB .Apresentação especial para alunos da rede pública de ensino com deficiência intelectual
Classificação: Livre
Duração: 50 minutos


21/10
O Crivo – 21h – Teatro 1 / CCBB 
Classificação: 12 anos
Duração: 45 minutos
Gratuito

De Carne e Concreto – 21h – Anexo do Museu da República
Classificação: 18 anos
Duração: 120 minutos
Gratuito

Similitudo – 20h – SESC Taguatinga
Classificação Livre
Duração: 40 minutos
Ingressos R$ 5 (meia)

 
22/10
O Corpo em Obra – 20h – Teatro 2 / CCBB 
Classificação: 12 anos
Duração: 45 minutos
Gratuito

O Crivo – 21h– Teatro 1 / CCBB 
Classificação: 12 anos
Duração: 45 minutos
Gratuito

Similitudo – 20h – SESC Taguatinga
Classificação Livre
Duração: 40 minutos
Ingressos R$ 5 (meia)


23/10
Palco Aberto – 20h–  Teatro 1 / CCBB 
Classificação: Livre
Duração: 110 minutos
Gratuito

Similitudo – 19h – SESC Taguatinga
Classificação Livre
Duração: 40 minutos
Ingressos R$ 5 (meia)


25/10
Velejando Desertos Remotos – 20h – SESC Ceilândia 
Classificação: 12 anos
Duração: 50 minutos
Gratuito

==> Foto: Divulgação

0 comentários:

Postar um comentário