A Trupe de Argonautas estreia espetáculo "Paradoxo Zumbi"

O que define o ser humano? O que o faz sentir vivo? Como a sobrevivência em um mundo, onde o consumo prevalece, é vencida? Esses temas, por vezes esquecidos, são as discussões centrais que permeiam o enredo do espetáculo e ganham vida, em cena, na figura contrastante de um dos ícones da cultura pop atual: o Zumbi.

Num futuro devastado por uma praga Zumbi. A trama do espetáculo se desenvolve depois que esta ameaça de extinção da raça humana é controlada. Os Zumbis restantes, em princípio utilizados para pesquisas científicas, passam a ser objetos de entretenimento em shows e espetáculos. Em consequência, tudo relacionado a eles se converte em subproduto de consumo. Surge, então, um novo mercado promissor. Desta forma, a ameaça devastadora se torna mais um alvo para a sociedade consumista.

O espetáculo apresenta em seu enredo dramatúrgico técnicas apuradas do circo e da dança, mediadas pela linguagem teatral e pela música. A direção de cena do espetáculo traz a assinatura de Abaetê Queiroz, experiente ator e diretor brasiliense, e a direção geral é de Cyntia Carla, também responsável pela maquiagem, figurino e cenário.

A maquiagem dá ao espetáculo ares de superprodução. Bem elaborada e de resultados impressionantes, a equipe de profissionais composta por Luênia Guedes, Luciano Czar, Isabela Bianor, Iasmim Kali, Júlia Gunesh, sob a coordenação de Cyntia Carla, criou elementos e desenvolveu técnicas que ressaltam aspectos marcantes para a compreensão de cada personagem e que trazem veracidade à encenação.

A Trupo de Argonautas fundada há 11 anos por profissionais das áreas de Teatro, Circo e Dança, destaca-se como um espaço de pesquisa que promove um intenso intercâmbio entre linguagens de atuação e performance. Ao longo destes anos, os multi artistas da Trupe desenvolveram e se especializaram em práticas cênicas que encantam e surpreendem plateias pela habilidade em explorar técnicas teatrais, circenses e de dança.

“Paradoxo Zumbi”, da Trupe de Argonautas, cumpre temporadas de estreia entre os dias 21 de outubro e 13 de novembro, no Espaço PÉ DiReitO, sede da Companhia, e no Teatro Plínio Marcos, do Complexo Cultural Funarte.

Ficha técnica:

Direção geral, maquiagem, figurino e cenografia: Cyntia Carla
Diretor de cena: Abaetê Queiroz
Elenco: Alexandre Adas, Cyntia Carla, Lívia Bennet, Luciano Czar, Isabela Bianor, Marley Medeiros e Pedro Martins.
Direção coreográfica: Lívia Bennet
Preparadora circense: Ana Sofia Lamas
Cenografia e figurino: Luênia Guedes
Produção: Inova Roda Produções Artísticas e Culturais e Georgia Rafaela
Trilha sonora: Munha da 7
Preparação vocal: Cesar Lignelli
Iluminação: Marcelo Augusto
Maquiadores: Luênia Guedes, Luciano Czar, Isabela Bianor, Iasmim Kali, Júlia Gunesh
Técnico de segurança: Daniel Lacourt
Operador de som: Bruno Gurgel
Fotografias de divulgação: Rodrigo Carletti
Registro fotográfico: Sartoryi Sartoryi
Patrocínio: FAC – Fundo de Apoio à Cultura e Funarte

Serviço:

Local: Espaço PÉ DiReitO, sede da Trupo de Argonautas
Endereço: Vila Telebrasília Rua 1 Casa 23
Dias: de 21 a 23 de outubro e de 4 a 13 de novembro de 2016
Horários: Sextas e sábados, às 21h, e domingos, às 20h.
Lotação: 45 lugares.

Local: Teatro Plínio Marcos, do Complexo Cultural Funarte
Endereço: Eixo Monumental, Setor de Divulgação Cultural.
Dias: 29 e 30 de outubro, e 2 de novembro de 2016
Horários: Sábado, às 21h, domingo, às 20h, e quarta, às 21h.
Lotação: 542 lugares.

Ingressos: R$ 20,00 (inteira), e R$ 10,00 (meia para estudantes, professores e pessoas com mais de 60 anos). À venda nas bilheterias do teatro, nos dias das sessões, ou através do telefone (61) 984.263.125.
Classificação indicativa: 18 anos

As sessões dos dias 4 e 11 de Novembro têm entrada franca, em conformidade com contrapartida proposta pelo patrocinador e acordada em contrato por meio do Projeto Manutenção do Grupo Trupe de Argonautas FAC/2014.

==> Foto: Rodrigo Carletti

0 comentários:

Postar um comentário